Varejo de moda: 7 estratégias de vendas de roupas online

E-commerce

12 de agosto de 2020 (atualizado em 21 de maio de 2021)

O e-commerce sempre contou com previsões promissoras, crescendo timidamente ano após ano. No entanto, com a pandemia do Coronavírus, o boom do segmento fez com que todas as expectativas fossem superadas - e esse crescimento não foi freado com a retomada da economia no varejo presencial.

De acordo com o relatório E-commerce no Brasil, realizado pela Conversion em abril de 2021, o e-commerce no país teve um crescimento de 40% quando comparado com o início da pandemia. O setor de moda, especificamente, cresceu 52% no comparativo com o ano anterior.

O medo de comprar roupas online precisou ser transposto pela necessidade do distanciamento social. Mas, além disso, clientes foram cativados pelo varejo digital por aquelas lojas que souberam se destacar e proporcionar uma experiência de compra fluida e segura para os seus consumidores.

Se você está começando agora o seu empreendimento para vender roupas pela internet ou se a sua loja já está estruturada e você quer saber como vender mais e atender melhor os seus clientes, este artigo é para você!

Continue a leitura e conheça estratégias de vendas de roupas fundamentais para aplicar na sua loja virtual!

Antes de começar a vender, escolha o nicho certo

O varejo de moda é um dos setores que mais oferece possibilidades de negócio. É aí que entramos em um assunto fundamental: os nichos do setor.

Além de categorias de diferentes produtos, o setor de moda é composto por muitos nichos de mercado. Isso significa que dentro do setor há pequenos grupos de consumidores com necessidades e interesses bem específicos.

Por isso, o mercado é tão atrativo para quem quer empreender no mundo digital. Com tantos grupos de consumidores, é mais fácil encontrar necessidades não atendidas - a demanda é maior do que a oferta.

Alguns exemplos de nichos deste mercado são: moda praia, plus size, moda sustentável e moda para gestantes.

Se você pretende começar a vender roupas online, o mar de possibilidades é vasto, mas escolher um nicho específico para atuar é mais seguro e estratégico. Por isso, é importante estudar o mercado e encontrar o nicho em que você tem possibilidades de atuar com sucesso.

Independentemente de qual você escolher para investir e do modelo de negócios que vai usar, alguns aspectos fundamentais giram em torno de qualquer empreendimento digital. São eles:

Então, estude cada um desses pontos para criar um e-commerce bem estruturado!

Qual é o seu público-alvo?

Além de definir e estudar profundamente o seu nicho de mercado e todos os pontos acima mencionados, é preciso lembrar que tudo isso deve ser pensado a partir do entendimento de quem é o público-alvo do seu negócio e as suas personas.

Afinal, vender online ou presencialmente é sobre atender os desejos ou sanar as dores e necessidades dos seus clientes em potencial. E, dependendo do nicho de mercado e do público que você pretende atingir, as estratégias de vendas, marketing, logística e atendimento devem ser completamente customizadas.

Por exemplo, se você trabalha com um e-commerce de moda sustentável, precisa produzir conteúdos e ter uma preocupação com embalagens e logística que estejam realmente alinhados com o propósito da marca, deixando isso claro para os consumidores - atentos às questões de desperdícios, poluição, etc.

7 estratégias para vender roupas online

Agora, se você já tem um negócio digital no setor de moda, vamos falar sobre estratégias práticas que pode aplicar hoje mesmo. E, se ainda está aprendendo como vender roupas online, tenha atenção a essas dicas para começar com o pé direito.

Quando falamos de vender e comprar roupas pela internet, nos deparamos com um desafio muito específico: as pessoas não podem experimentar a peça antes de comprar.

No entanto, a tecnologia e uma boa estruturação da sua loja virtual e das suas estratégias de vendas podem sanar esse gap e criar uma experiência de compra incrível para os consumidores digitais.

Veja a seguir como fazer isso!

1. Ofereça um provador virtual

É comum que o usuário fique na dúvida sobre qual tamanho deve escolher e essa insegurança pode acabar na desistência da compra. Então, o provador virtual é um recurso que pode poupar seu negócio de muitos abandonos de carrinho.

O provador virtual funciona como uma calculadora que compara as medidas fornecidas pelo usuário com as medidas de cada tamanho da peça. A partir desse cálculo, a ferramenta mostra ao usuário o tamanho que melhor se adequa ao seu corpo.

Por tornar a experiência de compra mais completa, esse recurso tem sido adotado por muitos e-commerces de moda e, em breve, será pré-requisito para os usuários. Então, desde já comece a acompanhar as inovações do mercado e ofereça essa funcionalidade no seu site.

2. Dê uma descrição detalhada do produto

De acordo um um levantamento da Lett, 87,4% dos consumidores digitais optam por buscar um produto em outro site quando não encontram as informações completas do item.

Dessa forma, uma descrição detalhada de cada peça exposta no seu e-commerce é essencial para a tomada de decisão do usuário quanto a comprar aquele produto e se irá fazer a aquisição no seu site.

Então, dê o máximo de detalhes possíveis sobre o item, como:

  • composição do tecido;
  • cor da peça;
  • comportamento do tecido (volumoso, leve, espesso etc.);
  • caimento da peça;
  • sensação na pele (fria, macia etc.);
  • procedimentos para lavagem.

Ao informar cada um desses detalhes, você aproxima o usuário da peça e o ajuda a encontrar exatamente o que procura.

Vale lembrar que, mesmo que você venda pelas redes sociais, a descrição dos produtos é um aspecto fundamental para fornecer as informações que o cliente precisa, tornando sua experiência de compra completa.

3. Faça fotos de alta qualidade

Para vender qualquer produto pela internet, as fotos são indispensáveis. Desde doces caseiros até produtos eletrônicos, todo cliente tem a necessidade de ver aquilo que pretende comprar.

No caso das roupas, essa necessidade se intensifica, já que aquele produto vai compor a imagem do próprio consumidor. Então, oferecer fotos de alta qualidade é obrigação de quem vende roupas online.

Além da qualidade das fotos, outros aspectos são essenciais para informar e encantar seu público. Lembre-se de que a foto deve ser mais do que um recurso informativo, ela pode ser um fator de convencimento:

  • Evite usar cabides e manequins - apresente suas peças em pessoas reais;
  • Apresente mais de uma foto de cada produto - em diferentes ângulos, modelos e composições;
  • Disponibilize sempre pelo menos uma foto com a peça aproximada para que o usuário veja detalhes do tecido;
  • Ofereça a possibilidade de zoom de alta qualidade;
  • Produza vídeos para mostrar o caimento das peças.

Tudo isso pode ser feito de forma mais simples, caso seu negócio ainda não tenha recursos suficientes para contratar profissionais, modelos, softwares e equipamentos.

Um bom smartphone, uma luz natural, um fundo neutro e alguns amigos dispostos a ajudar podem ser o que você precisa para começar do jeito certo.

4. Seja criativo no nome de cada peça

Cada público tem um jeito particular de se comunicar. E você pode incorporar essas particularidades à sua loja virtual em cada detalhe!

Vamos imaginar um exemplo: numa loja virtual de moda praia, seria mais atrativo clicar em “biquíni azul” ou “biquíni Garota de Ipanema”? A forma como você nomeia suas peças pode atrair o usuário e ainda criar uma relação afetiva com a sua marca.

5. Seja o consultor do seu cliente

Sugira diferentes formas de uso das peças. Frases como “gostei, mas não sei usar”, ou “gostei, mas não tenho com o que combinar” são motivos comuns que levam um usuário a desistir da compra.

Você mesmo pode suprir essas dificuldades ao apresentar modos variados de usar as peças e ainda oferecer outros itens que combinam com o escolhido pelo usuário - estratégia conhecida como cross selling.

A produção de fotos em contexto, com pessoas reais, em diferentes ambientes ou, pelo menos, com diversas combinações de look, são uma maneira de suprir esse gargalo.

Outra maneira, sem custo, de produzir conteúdos diversos sobre as roupas que você vende é por meio das redes sociais, como o TikTok ou Instagram: infinitas possibilidades de filtros, edições e challenges podem criar uma aproximação com o público, entretendo-o e criando uma memória afetiva com o seu varejo de moda.

6. Use as redes sociais certas

Um bom vendedor digital usa as redes sociais para divulgar seu produto e se relacionar com o público. No caso das roupas, isso é ainda mais importante por todos os motivos que listamos até aqui.

Mas quais são as redes sociais certas? Instagram e Pinterest são as melhores opções para o varejo de moda. São canais em que a imagem fica em total evidência e onde os usuários procuram referências de moda.

Para dar inícios às suas publicações, busque referências, estude concorrentes e inspire-se em grandes marcas para produzir conteúdos de alto valor para que os usuários das redes se tornem seus clientes.

7. Invista na experiência de checkout

Por fim, essa é uma dica que se aplica a e-commerces de qualquer segmento e vale ser reforçada, pois, muitos empreendedores perdem vendas por não se atentarem a este fato.

O checkout, que é o momento do cliente finalizar a compra - disponibilizando no site informações pessoais, dados do cartão e endereço de entrega - é uma etapa decisiva para o sucesso do seu e-commerce.

Isso porque, se a página não disponibilizar a forma de pagamento que o cliente deseja, não passar segurança suficiente para o usuário, for confusa ou muito extensa, pode levar o cliente a desistir da compra, fazendo a taxa de conversão de vendas da sua loja virtual despencar.

Para garantir um checkout seguro, estável e descomplicado, é preciso contar com o meio de pagamento certo. Atualmente, são muitas opções disponíveis no mercado, por isso, estude bem as possibilidades para garantir que a sua loja virtual não perca vendas nessa etapa da jornada de compra.

Boas vendas!

Colocando todas essas estratégias de vendas de roupas em prática, seu negócio virtual vai se destacar no meio da concorrência! Se quer aprofundar os seus conhecimentos sobre e-commerce, confira também o artigo: Social commerce: o que é e como adotar essa estratégia?

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

18, junho, 2021

Como usar recursos visuais para aumentar as vendas no seu e-commerce

Quer cativar os clientes da sua loja virtual? Descubra neste artigo como usar recursos visuais para isso, melhorando a apresentação dos seus produtos!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

17, junho, 2021

Layout de loja virtual: 9 dicas para otimizar o seu site

Confira as melhores práticas para otimizar um layout de loja virtual, facilitando a navegação do usuário e aumentando as conversões.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

16, junho, 2021

Estoque parado: como evitar e resolver esse problema?

O estoque parado é um problema que pode impactar a saúde financeira e o crescimento de um comércio. Descubra o que fazer para evitar e solucionar essa situação!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo