Como vender pelo Instagram: quatro estratégias básicas

E-commerce

5 de maio de 2020

O Instagram foi criado em 2010 e dois anos depois foi comprado pelo Facebook. Hoje, é a quarta rede social mais usada no Brasil, com 66 milhões de usuários. Ao redor do mundo, o Instagram tem mais de 2 bilhões de usuários.

De acordo com a própria plataforma, 90% das contas seguem pelo menos uma empresa na rede social. Uma pesquisa da Socialbakers, empresa de análise e desempenho de marketing digital, mostrou que apesar de perder para o Facebook em número de usuários, o Instagram é a rede social com maior engajamento, em especial quando se trata de marcas. Isso significa que seu negócio pode encontrar no Instagram mais oportunidades de geração de valor em termos de escalabilidade e interação com o público.

Mas, para que isso aconteça e você comece a vender por meio do Instagram, algumas estratégias básicas são indispensáveis. E, para que elas funcionem, seu negócio precisa de uma conta comercial. Para entender como criar sua conta profissional e ver estratégias de venda no Instagram, continue lendo!

Como e porquê criar uma conta comercial?

Se você usa as redes sociais para promover e vender produtos ou serviços, criar contas profissionais é indispensável. Isso vale para qualquer plataforma que ofereça essa possibilidade, como o WhatsApp Business.

No caso do Instagram, só com uma conta comercial você têm acesso a dados como impressões, alcance e engajamento das suas publicações, além de análises que mostram quem são seus seguidores (gênero, idade, localização e horário e dias em que mais acessam).

Essas informações são muito importantes para conhecer o público e mantê-lo interessado no que você tem a oferecer, então, se você ainda usa um perfil pessoal para promover seu negócio, é hora de mudar!

O primeiro passo é transformar sua conta pessoal em comercial. Basta acessar o menu que fica no canto superior direito do aplicativo. Em seguida, Configurações, Conta e, finalmente Mudar para conta profissional. A seguir, será necessário vincular sua conta comercial a uma página do Facebook. O aplicativo vai dar a opção de criar uma nova página, caso você ainda não tenha. Se você já tem uma fanpage, o Instagram vai pedir que você confirme a vinculação. Por fim, você vai precisar confirmar o endereço de e-mail que deve ser associado a sua nova conta comercial do Instagram. Com sua fanpage e conta comercial do Instagram associadas, as informações básicas do seu negócio vão ser automaticamente preenchidas na hora da criação da conta. Mas você deve conferir e editar caso seja necessário. Capriche na foto de perfil, usando o logo da sua empresa ou uma boa foto de produto. Na descrição, a famosa bio do Instagram, ofereça informações básicas: o nome da empresa e o que ela oferece. Caso você tenha um site, acrescente também.

Quatro estratégias para vender pelo Instagram

O Instagram do seu negócio pode ser um dos primeiros contatos do seu público com o serviço ou produto que você oferece. Por isso, é muito importante investir tempo, pessoal e recursos nessa plataforma.

Para traçar estratégias inteligentes no Instagram, vamos partir de quatro pilares básicos. Um Instagram comercial precisa ser: um canal de informação uma vitrine de produtos um meio de interação com o público um canal de vendas Com essas características em mente, veja como aplicar estratégias práticas no seu Instagram comercial.

1. Publique conteúdo relevante

Pesquisas sobre o comportamento do consumidor digital afirmam que usuários da internet procuram informações sobre serviços e produtos desejados em vários canais de comunicação, inclusive nas redes sociais.

Pensando nisso, seu Instagram comercial deve oferecer informações relevantes sobre seu produto, serviço, segmento e curiosidades associadas ao seu negócio. Divulgar apenas o produto não é suficiente, os consumidores estão em busca de conhecimento a respeito do que querem comprar.

Assim, se você é um professor de pilates, por exemplo, além de falar sobre valores e horários de aula disponíveis, você deve fazer publicações sobre seu método de trabalho, os benefícios da atividade física, as particularidades do pilates etc.

O mesmo se aplica para uma pequena empresa de confeitaria, por exemplo. Se você vende bolos de aniversário pela internet, pode falar sobre a matéria prima que utiliza, mostrar o processo de criação de um bolo, explicar porque algumas frutas combinam com chocolate e outras não, sugerir cardápio para festas infantis e por aí vai.

Assim, você cativa novos seguidores pelo conteúdo que publica, mostra o quanto entende daquele segmento ou produto e ganha a confiança de possíveis clientes.

2. Apresente seus produtos

Além de um bom canal de informações e conteúdos relacionados ao seu negócio, seu Instagram precisa ser uma vitrine virtual. É muito importante que os usuários da rede social encontrem com facilidade exemplares do produto que você vende ou demonstrações do serviço que você oferece.

Por isso, capriche nas imagens! Não é necessário ter uma câmera profissional ou ser um fotógrafo. Com um bom celular, iluminação e um cenário clean, você consegue ótimas fotos e vídeos.

Vamos voltar aos nossos exemplos. Use os recursos de filmagem rápida (hyperlapse) para registrar uma sequência de exercícios de pilates no seu estúdio ou o todo o processo de confecção de um bolo de aniversário. Fotografe clientes satisfeitos, produtos encomendados e cada exemplar feito, assim você terá um catálogo de produtos no seu Instagram.

3. Interaja com seus seguidores

Não é a toa que se chama rede social. O Instagram oferece vários recursos para interação entre os usuários da plataforma e empresas devem usar isso a seu favor. Publique fotos em carrossel, vídeos de boa qualidade, use o recurso de enquete nas histórias, fomente a interação nas legendas, faça sorteios de produtos.

As análises disponibilizadas pela plataforma podem ajudar você a construir um bom relacionamento com seu público. Verifique como é a maioria dos seus seguidores e desenvolva uma abordagem que tenha a ver com esse perfil.

Outro ponto importante na hora de interagir com seus seguidores é responder dúvidas. Verifique frequentemente a caixa de mensagens diretas e os comentários nas suas publicações. Se algum seguidor tem dúvidas sobre o serviço ou produto, responda o quanto antes com carisma e objetividade.

4. Venda diretamente pelo Instagram

Em 2018, o Instagram Shopping foi lançado no Brasil. O recurso permite marcar produtos nas fotos e funciona como um hiperlink que dá detalhes do produto marcado e oferece ao usuário a possibilidade de ser redirecionado para a loja online onde ele pode comprar aquele produto.

O recurso funciona super bem para negócios que possuem uma loja virtual. Mas se esse não é o seu caso, você pode oferecer aos seus clientes a possibilidade de finalizar a compra diretamente no aplicativo de outra forma.

Com o link de pagamento e serviços de delivery e logística você pode fazer suas vendas sem sair do Instagram. Se você não é cliente Pagar.me, baixe o aplicativo Link.me, aprenda a usar o link de pagamento e comece a vender pelo Instagram agora!

Mas por que usar o Link.me? Porque é simples, rápido, seguro e profissional. É verdade que vender pela internet não precisa ser complicado. Mas isso não quer dizer que a operação online pode ser informal. Mantenha a qualidade, o profissionalismo e a segurança nas suas vendas!

Como o Link.me funciona?

Você mesmo cria seus links de pagamento no aplicativo: defina o nome do produto, o valor unitário e a quantidade. Acrescente as formas de pagamento aceitas (boleto com data de vencimento e/ou cartão de crédito com quantidade de parcelas disponíveis) e pronto! É só copiar e enviar via mensagem direta no Instagram.

Você pode ainda criar um link exclusivo para uma única venda ou, se preferir, pode criar links genéricos para cada produto e definir quantas vezes ele pode ser usado, de acordo com seu estoque.

O primeiro caso é ideal para uma compra única de vários produtos diferentes, por exemplo, se você vender três tipos de bolo para um mesmo cliente basta criar e enviar apenas um link de pagamento com as informações de todos os produtos o valor total a ser pago.

Já no segundo caso, se você tem um produto que sai bastante, crie um link só para ele e defina qual é o estoque disponível, assim, você pode enviar o mesmo link para vários clientes sem medo de vender mais do que tem. Quando o link de pagamento atinge o número de vendas indicado, ele é automaticamente desativado.

Dicas para promover seus links de pagamento no Instagram

  • Faça uma oferta relâmpago e divulgue para os seus seguidores. Crie um link de pagamento com número limitado de usos e conquiste seus seguidores com a sensação de urgência. Indique o link de pagamento na bio do seu perfil (lembre-se de que não é possível colocar links clicáveis em legendas).
  • Crie links de pagamento com valores especiais e envie para seguidores que já entraram em contato por mensagem direta no Instagram mas não finalizaram a compra.
  • Faça uma enquete sobre qual produto deve entrar em promoção nas histórias e, no dia seguinte, publique o link de pagamento referente ao produto vencedor.
  • Fique de olho nos dados e análises do Instagram sobre seu perfil comercial, identifique qual é o produto mais curtido e ofereça um preço especial para os primeiros 10 seguidores que clicarem no link de pagamento.

aumente suas vendas com pagar.me

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

23, outubro, 2020

Previsões para a Black Friday 2020: dados e insights do Google

Recentemente, o Google Brasil promoveu um evento exclusivo para grandes varejistas do mundo digital onde apresentou dados, insights e previsões para a Black Friday 2020. Veja as informações e prepare seu negócio digital.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

16, outubro, 2020

O que é chargeback e como evitar este problema no seu e-commerce?

Ter uma transação contestada pode trazer uma série de prejuízos para a sua loja online, que corre o risco de ficar sem o produto e o valor da venda. Entenda o que é chargeback e como evitar este problema no e-commerce.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

15, outubro, 2020

O Dicionário Financeiro do E-commerce: 17 termos que todo empreendedor digital precisa conhecer

Capital de giro, Lucro, Chargeback, Fluxo de Caixa, Gateway e tantos outros termos do mundo financeiro que você precisa conhecer.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo