SEO para e-commerce: 6 dicas para o seu site se destacar

E-commerce

22 de março de 2021

O comércio eletrônico está em acelerada expansão, atraindo consumidores e lojistas para o varejo online. Segundo um levantamento da Abcomm, em 2020, 20,2 milhões de pessoas fizeram uma compra online pela primeira vez e 150 mil lojas começaram a vender em plataformas digitais.

Esse cenário é atrativo para os empreendedores que querem impulsionar seus negócios, mas também traz uma forte competição de mercado. Por isso, para se destacar, implementar uma estratégia de SEO é muito importante.

Afinal, ao aparecer nos primeiros resultados do Google, a sua loja ganha visibilidade, gera tráfego para o seu site e, consequentemente, aumenta suas oportunidades de venda.

Quer descobrir a importância do SEO para e-commerce e como aplicá-lo na sua loja virtual? Confira!

O que é SEO?

SEO (Search Engine Optimization) significa, em português, otimização para mecanismos de busca. Trata-se, portanto, de um conjunto de práticas que visam otimizar as páginas de um site para melhorar o seu posicionamento orgânico nos resultados das ferramentas de busca, como Google, Bing e Yahoo.

Qual a importância do SEO para e-commerce?

Imagine um consumidor que quer comprar um tênis novo, mas não sabe ainda em qual loja vai procurar. Ele pesquisa no Google por “loja de tênis masculinos”, e o seu e-commerce aparece na primeira posição dos resultados.

Certamente, o cliente terá muito mais chances de clicar no seu site do que nas outras páginas — um estudo da Backlinko mostrou que os três primeiros resultados de uma busca feita no Google recebem 75,1% do total de cliques.

Para um e-commerce, essa visibilidade é muito importante, possibilitando que sua loja seja facilmente encontrada por meio de pesquisas online de palavras-chave relacionadas ao seu negócio. Isso gera mais tráfego para o seu site, assim como mais oportunidades de conversão.

Além disso, vale ressaltar que o tráfego gerado por uma boa estratégia de SEO é orgânico, ou seja, composto por visitas conquistadas sem investir em anúncios patrocinados. Com isso, otimizar o seu e-commerce para os mecanismos de busca também pode ajudar a reduzir seus custos com mídia paga.

6 dicas de SEO para e-commerce

O SEO é um investimento que, geralmente, traz ganhos a médio e longo prazo. No entanto, ao seguir as boas práticas de otimização, sempre pensando nas intenções e comportamentos do seu consumidor, é possível alcançar excelentes resultados.

Para te ajudar na construção dessa estratégia, aprenda 6 dicas de SEO para o seu e-commerce!

1. Defina palavras-chave estratégicas

Para garantir que a sua loja seja encontrada por consumidores que têm interesse no seu negócio, é imprescindível fazer uma boa pesquisa de palavras-chave, ou seja, dos termos mais utilizados pelos usuários em suas buscas online.

Ferramentas como o Google Keyword Planner, o Ubersuggest e o SEMrush podem te ajudar nesse processo. Além disso, é importante considerar que existem dois tipos de palavras-chave:

  • head tail: termos mais gerais e curtos, utilizados pelos usuários que estão no início da jornada de compra (ex.: televisão);
  • long tail: expressões mais longas e específicas, usadas por consumidores que já estão mais decididos a comprar um determinado produto (ex.: televisão smart 32 polegadas).

As palavras-chave head tail, em geral, têm um volume de buscas maior, podendo gerar mais tráfego. Porém, a competitividade para ranquear também costuma ser maior e há menos chances de levar à conversão — afinal, o consumidor ainda está no início de suas pesquisas.

Já as long tail geralmente têm um volume menor de buscas, mas são menos competitivas e podem garantir mais conversões, uma vez que a pessoa está mais avançada na jornada de compra.

Uma boa estratégia de SEO deve trabalhar ambos os tipos de palavras-chave, para atingir o consumidor em todas as etapas do funil de vendas.

Insira as palavras-chave nas suas páginas

Após a definição dos termos mais estratégicos para o seu negócio, é hora de inseri-los nas páginas do seu site, em locais como:

  • URL;
  • títulos das páginas;
  • meta títulos (títulos das páginas no buscador);
  • descrição dos produtos dentro da loja;
  • meta descrições (descrições das páginas no buscador);
  • nome dos arquivos das imagens.

Essa prática ajuda tanto os mecanismos de busca quanto os usuários a entender do que se trata as suas páginas, contribuindo para o seu ranqueamento nos resultados das pesquisas.

2. Use URLs amigáveis

As URLs do seu e-commerce devem ser amigáveis, descritivas, curtas, diretas e compreensíveis. Dessa forma, o Google e os consumidores podem facilmente encontrar e identificar suas páginas.

Para isso, tente utilizar a palavra-chave da página, descrevendo o produto e separando os termos por hífens. Além disso, evite usar caracteres especiais, assim como números e letras que sejam desconexos.

Se você tem uma loja de acessórios femininos, por exemplo, uma boa URL para um colar dourado em formato de coração seria: loja.com.br/colares/colar-dourado-coracao

3. Otimize suas descrições e meta descrições

Tanto as descrições quanto as meta descrições das suas páginas, sejam de produtos ou categorias, devem atrair os usuários e mostrar para as ferramentas de busca do que se tratam. Para isso, ambas devem conter a palavra-chave definida.

As descrições devem ser claras, informativas e diretas, detalhando os itens e tirando possíveis dúvidas dos compradores. Lembre-se de ser original, evitando copiar a descrição oferecida pelos fornecedores.

Já as meta descrições, que são os textos que aparecem junto ao título da página nos resultados do Google, devem ser chamativas, para motivar o usuário a clicar no link. Elas também devem ser breves, resumindo a página em no máximo 160 caracteres.

4. Insira links internos

Para gerar mais relevância para suas páginas, trabalhar a linkagem interna do seu e-commerce é essencial. Isso significa inserir links que levam para outras páginas dentro do seu site, atribuindo autoridade para elas perante o Google.

A sua estrutura de links internos deve fazer sentido tanto para os usuários quanto para os mecanismos de busca. Você pode fazer isso por meio da sugestão de produtos relacionados ou da inserção de itens em uma seção de mais vendidos na home page, por exemplo.

Essa ação simplifica a navegação do consumidor e ajuda a aumentar o tempo de permanência no seu site, contribuindo também para as suas conversões.

5. Invista em páginas rápidas e responsivas

Ter páginas responsivas e com uma rápida velocidade de carregamento é um fator que influencia diretamente no SEO do seu e-commerce e na experiência de compra dos seus consumidores.

Uma má usabilidade nos dispositivos móveis e uma demora no carregamento podem fazer o cliente desistir de entrar no seu site e/ou fazer uma compra. Por isso, certifique-se de que as suas páginas sejam rápidas e otimizadas para diferentes tipos de telas.

Existem ferramentas que podem te ajudar nisso, como o PageSpeed Insights do Google, que indica erros que podem estar deixando o carregamento do seu site mais lento.

6. Estruture bem a arquitetura do site

É indispensável organizar bem a arquitetura do seu site, ou seja, a estrutura das suas páginas e como elas se relacionam.

Uma estrutura simples e intuitiva facilita a navegação do usuário, contribuindo para uma melhor experiência e um maior tempo de permanência no site — fatores importantes para o ranqueamento no Google.

Para isso, organize bem suas categorias e subcategorias de produtos, criando uma hierarquia clara e lógica. Para lojas virtuais menores, uma dica é garantir que todas as páginas sejam acessíveis por meio de até três cliques partindo da home page.

Também é possível utilizar o recurso de breadcrumbs, ou seja, uma trilha que aparece no topo da página, mostrando o caminho feito pelo usuário da página inicial até a atual.

Agora que você já sabe as principais estratégias de SEO para e-commerce, é hora de implementá-las. E lembre-se de que o Google faz atualizações constantes em seu algoritmo, portanto, é muito importante ficar atento às novas mudanças para manter o seu site otimizado com as melhores práticas.

Gostou do nosso conteúdo? Leia também nosso artigo com 8 estratégias de Marketing de Conteúdo para vender online!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

25, novembro, 2021

Como aumentar o ticket médio? 8 técnicas para seu negócio

Descobrir como aumentar o ticket médio pode ser um grande desafio. Confira as estratégias que separamos para o seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

23, novembro, 2021

Como atrair clientes no Instagram: 9 estratégias para sua loja

Listamos as melhores estratégias para você atrair clientes no Instagram e criar novas oportunidades de venda para sua loja.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

22, novembro, 2021

Economia circular: o que é e qual a sua importância para o e-commerce?

A produção e o consumo desenfreado já não são mais viáveis na sociedade atual. Descubra o que é a economia circular e como aplicá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo