Tráfego para e-commerce: como gerar tráfego no seu site e e ampliar suas vendas?

E-commerce

21 de agosto de 2020 (atualizado em 15 de maio de 2023)

Todo lojista no mundo físico busca formas de ampliar o próprio “movimento”, aproveitando, inclusive, os dias em que esse comportamento é intensificado nos shoppings e ruas, como às vésperas de datas comemorativas.

No e-commerce, o tráfego assume esse papel de “movimento”, sendo um dos principais KPIs de sucesso de um empreendimento digital. Mas vale lembrar que nem só de tráfego se sustenta um e-commerce.

Mais do que levar pessoas até a sua loja, é preciso almejar um tráfego qualificado. Para saber como gerar tráfego para o seu e-commerce, precisamos revisitar o conceito de tráfego. Vamos lá?

O que é tráfego?

O tráfego é uma métrica que está relacionada à quantidade de pessoas que visitaram o seu site em um determinado período de tempo. Esse fluxo também é acompanhado em outras páginas online que o seu negócio pode ter, como landing pages e blog.

No caso do e-commerce, o foco principal da gestão de tráfego está no site, pois, acompanhando esse indicador, é possível obter informações importantes sobre a sua loja virtual.

Algumas delas são: quais os produtos mais buscados pelos consumidores, de qual canal os clientes vieram e se sua estratégia de vendas está sendo assertiva. Por isso, é fundamental conhecer quais são os tipos de tráfego e realizar uma boa gestão.

Quais são os tipos de tráfego?

Existem três principais tipos de tráfego, classificados de acordo com a forma como ele é gerado. Entenda as particularidades de cada um!

Tráfego orgânico

O tráfego orgânico ocorre de forma espontânea, ou seja, não é necessário investimento em dinheiro. Uma estratégia que impulsiona esse tipo de tráfego no seu e-commerce é o Marketing de Conteúdo.

Apostando na criação de conteúdo é possível aumentar o engajamento do público com a sua loja virtual e, consequentemente, o tráfego de vendas.

Dessa forma, investir em e-mail marketing, criação de blog, conteúdo nas redes sociais, entre outras estratégias, irá te ajudar a atrair cada vez mais pessoas para o seu site.

Tráfego pago

Como o próprio nome já indica, o tráfego pago é aquele que demanda um investimento em dinheiro para atingir o público do negócio. Para conseguir esse tipo de tráfego para e-commerce, será necessário a criação de campanhas em plataformas de anúncios pagos.

Em ferramentas como Google Ads e Facebook Ads, você pode segmentar o seu público-alvo de acordo com o planejamento estratégico do seu negócio e veicular campanhas pagas que irão aumentar o tráfego de vendas no seu e-commerce.

Tráfego direto

Mais comum para grandes empresas, o tráfego direto é quando o consumidor digita diretamente o seu site para chegar até ele. Esse tipo de tráfego para e-commerce é o sonho de muitos empreendedores, por isso, é essencial buscar construir autoridade para a sua marca.

Gatilho da autoridade: como tornar sua marca uma referência?

Benefícios de realizar uma boa gestão de tráfego

Conhecendo os tipos de tráfego para e-commerce, é possível definir como você irá trabalhar a gestão de tráfego do seu negócio, que é a técnica de marketing digital que estuda estratégias para atrair a audiência para o seu site.

Nesse ponto, contratar um gestor de tráfego irá ajudar a planejar, segmentar, impulsionar e metrificar esse indicador. Esse profissional estuda todas as possibilidades de chamar a atenção dos usuários para a sua loja virtual e aumentar a sua taxa de conversão.

Mas, se você ainda não conta com um especialista, não tem problema! Continue a leitura e confira 8 estratégias infalíveis para gerar tráfego para o seu e-commerce.

Estratégias para aumentar o tráfego do e-commerce

Vamos, então, às principais estratégias para atrair a audiência e gerar tráfego no seu site!

1. Estude seu público-alvo

Um passo muito importante na gestão de tráfego para e-commerce é a segmentação do público-alvo. Antes de estruturar um planejamento de tráfego assertivo, é essencial realizar um estudo aprofundado sobre os consumidores ideais da sua empresa.

Uma dica é realizar um estudo de personas para conhecer o seu cliente através de necessidades, preferências e comportamentos de uma pessoa semifictícia do cliente ideal da sua loja virtual.

Saiba como construir uma persona para o seu e-commerce!

2. Implemente cuidados básicos na estrutura do site

Para gerar tráfego no e-commerce, há algumas práticas básicas para garantir a boa performance da sua loja online.

Aqui vão alguns mandamentos indispensáveis para que o seu site seja encontrado com facilidade e proporcione uma boa navegação para os usuários.

Servidor

Um servidor de qualidade é importante para garantir o uptime do site, ou seja, que ele esteja “no ar” 24 horas por dia. Além disso, o seu servidor deve ser capaz de aguentar o aumento de tráfego repentino quando sua loja lançar uma promoção, por exemplo.

Domínio próprio

Além de transmitir credibilidade para os clientes, um domínio próprio garante que você poderá usar o endereço do seu site como desejar.

E você também não corre o risco de um concorrente comprar um domínio com o nome da sua loja, afetando sua identificação pelos usuários.

Plataforma eficiente e responsiva

É importante escolher uma plataforma de e-commerce intuitiva e adaptada para o seu segmento de negócio. Além disso, uma arquitetura de informação bem planejada e um design eficiente vão melhorar muito a navegação do usuário.

Outro aspecto indispensável é que a plataforma seja responsiva, ou seja, adaptável para qualquer dispositivo, sobretudo os smartphones.

Para se ter uma ideia, em 2020, 91% dos brasileiros já tinham realizado alguma compra ou pagamento via smartphone, é o que indica o Panorama Mobile Time/Opinion Box.

Portanto, se dedicar a ter uma loja mobile friendly é indispensável em um cenário no qual a maioria das compras online já são feitas na palma da mão, devido à praticidade e agilidade dos dispositivos móveis.

SEO

O Search Engine Optimization (SEO) nada mais é que um conjunto de técnicas de otimização para sites, blogs e páginas na web. Essas otimizações visam alcançar bons rankings orgânicos, gerando tráfego e autoridade para um site ou blog.

Por isso, preocupe-se sempre com a velocidade do seu site (um dos principais critérios de bom desempenho em SEO), além de buscar implementar estratégias de link building, inserção de tags e fazer um bom trabalho com palavras-chave na descrição dos seus produtos e no site como um todo.

Tudo isso ajudará a melhorar o posicionamento do seu e-commerce nos mecanismos de busca e, consequentemente, atrair mais visitas para o seu site.

3. Produza conteúdo educativo e relevante

Uma importante estratégia para gerar tráfego no e-commerce é criar conteúdo relevante, que tenha relação com o segmento do seu negócio, gerando valor para o usuário e autoridade para a sua marca.

Assim, você cria um relacionamento diferente com o consumidor, pautado na credibilidade, e não apenas na tradicional relação comercial. Mas por onde começar a produzir conteúdo para o e-commerce?

Redes sociais

As redes sociais, como Facebook, Instagram, TikTok e YouTube, são ótimos canais para disseminar conteúdo e interagir com seu público, seja por meio de textos, fotos ou vídeos.

Nessas plataformas, você também tem a oportunidade de responder dúvidas, críticas e sugestões e, claro, estar mais próximo do seu público, engajando com ele.

Vale lembrar que as redes sociais são espaços de relacionamento, mas, hoje, também podem ser utilizadas estrategicamente para vender mais. Nesse sentido, uma tática que vem crescendo muito é o live commerce, por exemplo.

Blog

Outro canal estratégico para gerar tráfego para o seu site e melhorar o rankeamento orgânico do seu e-commerce é o blog.

Ao invés de se limitar aos caracteres das redes sociais, você poderá se aprofundar em determinados temas, construir um relacionamento com o seu público e aumentar o nível de autoridade no segmento.

Sendo assim, o blog é o principal canal para trabalhar temas que tangem os seus produtos e serviços, oferecendo não apenas um pitch comercial, mas conteúdos de alto nível que contribuem para a jornada de compra do cliente e a sua educação em relação ao ecossistema do seu negócio.

Vamos a um exemplo? Se você tem um e-commerce de materiais elétricos, como luminárias e cabeamentos, em seu blog pode desenvolver textos sobre tipos de iluminação ou produtos que contribuem para a economia de energia.

Então, invista em textos, guias e outros conteúdos que estejam alinhados com os seus produtos e área de atuação da loja virtual, além de pautados pelas práticas de SEO que falamos anteriormente.

4. Invista em anúncios e links patrocinados

Além do trabalho para gerar tráfego orgânico, avalie a possibilidade de fazer anúncios pagos em diferentes formatos e canais.

As campanhas de links patrocinados são pequenos anúncios que você paga para aparecer para o seu cliente, mesmo quando ele está em algum outro site, como Facebook ou Google.

Os anúncios e links patrocinados ajudam a atrair mais visitas de forma rápida e segmentada, pois você mostra seus produtos e conteúdos para as pessoas que têm o perfil exato do seu consumidor ideal.

Você pode anunciar em diferentes plataformas e redes sociais, como:

Além de diferentes formatos, é possível estruturar anúncios com diferentes objetivos. Os principais são tráfego, que se resume em um clique que leva o usuário para uma página específica, e conversão, com o objetivo de gerar uma venda ou finalizar uma ação, como um cadastro para baixar um material.

5. Avalie a presença em comparadores de preços

Um hábito consolidado entre os consumidores digitais no Brasil é a busca de preços. Nesse sentido, ter o seu e-commerce associado a sites de comparação de preço, como é o caso do Zoom e do Buscapé, é uma maneira eficaz de gerar reconhecimento e conseguir cliques para o seu site.

Vale destacar que essa estratégia é válida desde que você consiga viabilizar preços competitivos, afinal, leva o clique (e a venda) aquela loja que tiver o valor mais atrativo para o cliente.

6. Dispare e-mails com novidades e promoções

O e-mail marketing é uma estratégia de relacionamento com o cliente que, se bem aplicada, pode gerar um tráfego altamente qualificado para o seu site.

Para isso, é preciso pensar de forma estratégica no tipo de conteúdo que será enviado. Será uma promoção, o lançamento de um produto ou conteúdo educativo, como uma newsletter do e-commerce?

Depois disso, é preciso definir também qual será a base impactada com essa ação. Segmentar o público da sua lista de contatos é a melhor maneira de passar a mensagem certa para a pessoa certa, atrair mais cliques e, por fim, mais vendas.

7. Estruture uma equipe de pós-vendas

Quando você cria um relacionamento com o cliente e oferece todo um suporte personalizado às suas necessidades, fica mais fácil fidelizar o seu público.

Estruturando uma equipe de pós-vendas com foco na experiência do consumidor, seu e-commerce poderá aumentar o tráfego do seu e-commerce tanto para recompra, mas também devido às indicações dos clientes fiéis à marca.

8. Obtenha referências e avaliações

A busca por informações e indicações de produtos pode levar o consumidor até o seu site. Afinal, as páginas de avaliações chegam ao topo dos resultados de pesquisa mais fácil do que páginas de produto, sendo um excelente atrativo para o tráfego orgânico.

Portanto, considere criar um programa de recomendações para a sua loja ou incluí-la em plataformas de avaliações dos consumidores.

52,5% dos consumidores consideram as avaliações e comentários de um produto como determinantes para a sua decisão de compra online, segundo pesquisa da Lett.

Então, além de cliques para o seu site, esse recurso é eficaz na atração de um público qualificado, que já está na etapa de tomar a decisão de comprar o produto.

Por isso, contar com as avaliações de outros clientes é mais um ponto positivo nesse sentido, já que funciona como prova social, um poderoso gatilho mental para, de fato, vender.

Com as dicas que apresentamos, você vai conseguir gerar tráfego para o seu e-commerce. E, como falamos no início do artigo, mais do que volume, é preciso buscar sempre um público qualificado.

Dessa forma, a sua conversão de vendas, outra KPI importante, também será otimizada. Se quer saber como fazer isso, leia também nosso artigo com dicas para aumentar a conversão de vendas do seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

10, abril, 2024

Content Commerce: conheça essa estratégia baseada em conteúdo

O Content Commerce é uma estratégia baseada em conteúdo para oferecer uma melhor experiência para os clientes e aumentar as vendas. Aprenda a implementá-la!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

08, abril, 2024

Dia do Frete Grátis: quando é e como vender na data? (2024)

Saiba quando é o Dia do Frete Grátis e como aproveitar essa data promocional de forma estratégica para aumentar as vendas do seu e-commerce!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

04, abril, 2024

O que é o gatilho da reciprocidade e como usá-lo + exemplos

Confira este conteúdo para aprender como funciona o gatilho da reciprocidade e como aplicá-lo com exemplos práticos no seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo