Link de Pagamento: como usar essa solução para vender mais?

E-commerce

16 de março de 2020 (atualizado em 17 de março de 2022)

As vendas no digital crescem a cada dia e não apenas no modelo tradicional, com a abertura de uma loja virtual ou a inserção de um catálogo de produtos em marketplaces.

Afinal, os clientes buscam uma experiência de compra fluida e com cada vez menos barreiras durante o seu tempo de navegação entre as telas - e o mercado já entende isso!

É esperado que, até 2027, o e-commerce supere US$ 600 bilhões no mundo por meio das vendas exclusivamente nas redes sociais, segundo o eMarketer.

Novos hábitos de consumo e novas formas de vender requerem inovação por parte das tecnologias de pagamento. O objetivo é simples: a redução de atrito e a manutenção da segurança em compras digitais.

É nesse contexto que o link de pagamento se insere como uma ferramenta extremamente versátil que tem o objetivo de estreitar laços e reduzir atritos entre marcas e consumidores.

Além de viabilizar vendas pelas redes sociais, o link de pagamento contribui para a recuperação de carrinhos abandonados e estratégias de promoções.

Quer entender como? Neste artigo você vai descobrir tudo o que precisa saber para começar a vender por link de pagamento nos seguintes tópicos:

  • O que é link de pagamento?
  • Como funciona o link de pagamento?
  • Como receber via link de pagamento?
  • 6 vantagens de usar o link de pagamento no seu negócio
  • Como gerar o link de pagamento do Pagar.me?

O que é link de pagamento?

O link de pagamento é uma solução de pagamentos digitais que permite aos empreendedores aceitar compras de maneira virtual, mesmo sem um site, com simplicidade e segurança.

Por meio de um link, o lojista consegue fornecer para o cliente um checkout de vendas - que é a página de finalização de compras - já personalizado com os itens que o consumidor deseja adquirir.

Além disso, é possível vender com ele por cartão de crédito (à vista ou parcelado), boleto bancário e Pix. Esse link pode ser disponibilizado por redes sociais, e-mail marketing e onde mais fizer sentido para o seu negócio e para o seu cliente.

Como funciona o link de pagamento?

O link de pagamento funciona a partir da tecnologia de um meio de pagamento já existente. Afinal, para garantir segurança para o e-commerce e para os clientes, é preciso contar com todo o rigor do mercado de pagamentos, regulamentado pelo Banco Central e pelas bandeiras de cartão.

Além disso, é o meio de pagamento por trás dele que tem o poder de transmitir as informações da compra para os demais agentes envolvidos no arranjo de pagamentos, como a instituição emissora do cartão, o antifraude, etc.

Então, por trás de todo link de pagamento, há uma plataforma de pagamentos online.

Como receber via link de pagamento?

O link de pagamento é um modelo que permite que o lojista envie um link para que o cliente realize o pagamento de um pedido, que pode ser via cartão de crédito, boleto ou Pix, como já foi explicado.

Com o link, o consumidor não precisa acessar a loja online e selecionar os produtos para finalizar a compra. Basta clicar na URL enviada pelo lojista, inserir os dados de pagamento, como informações do cartão, número de parcelas, dados do comprador e, assim, concluir o pedido.

Esse link pode ser facilmente personalizado com a identidade da sua empresa, formas de pagamento e o tempo que esse link ficará disponível. Simples, né?

Depois do pagamento finalizado, o lojista recebe o valor da compra na conta cadastrada no seu respectivo link de pagamento. Por exemplo, no link de pagamento do Pagar.me, o recebível fica disponível na conta Pagar.me, seguindo os modelos de recebimento acertados em contrato.

6 vantagens de usar o link de pagamento no seu negócio

Agora que você entendeu como funciona para o cliente e para o lojista o processo de compra e venda com link de pagamento, veja mais sobre os benefícios que essa ferramenta pode proporcionar!

1) Venda ativamente pelo WhatsApp, Instagram e Facebook

Imagine que alguém se interessou por um produto que você postou no Instagram ou em outras redes sociais.

Ao invés do cliente ter que entrar no seu e-commerce, adicionar os produtos no carrinho e só assim fechar a compra, você pode fazer a venda via link de pagamento, gerando uma URL e enviando ao cliente por meio de uma mensagem.

Isso permite que você ofereça uma boa experiência de compra para o consumidor, facilitando o pagamento e evitando que essa venda seja perdida - caso, por exemplo, você tivesse que conduzi-lo até o site e ele tivesse que passar por inúmeras etapas até o checkout.

Outro exemplo são os grupos ou listas de transmissão do WhatsApp. É possível anunciar um produto já com um link de pagamento, que permite que os usuários concluam a compra rapidamente, aumentando o número de vendas realizadas.

Afinal, dessa forma não será mais necessário trocar mensagens sobre formas de pagamento com o cliente, além de, é claro, esse método transmitir uma abordagem muito mais profissional do seu produto ou serviço.

2) Venda por telefone e a distância

Sua loja também possui operação física? O link de pagamento pode facilitar as suas vendas e trazer ainda mais segurança para o seu negócio e para o seu cliente.

Como? Substituindo a venda digitada, aquela modalidade de vendas na qual o cliente informa por telefone os dados do seu cartão para o lojista digitar na maquininha.

Com o link de pagamento, temos mais segurança, pois é o próprio cliente que digita seus dados no checkout, ao invés de informar por telefone ao vendedor.

Assim, além de mais seguro para todos, o cliente se sente mais confortável para fazer sua compra e tem liberdade, por exemplo, para escolher em quantas parcelas deseja pagar ou se quer pagar com boleto ou Pix.

3) Promoções relâmpago em produtos específicos

O link de pagamento é o recurso ideal para fazer ofertas relâmpago e acabar com produtos encalhados no estoque! Isso porque a sua tecnologia permite determinar quando a URL irá expirar.

Assim, o lojista pode criar promoções com itens selecionados e mandar para sua base de clientes por meio de e-mail, redes sociais ou alguma ação de mídia paga.

E para evitar que o estoque se esgote e que alguém compre uma peça que está indisponível, é possível escolher a quantidade de vezes que o link pode ser usado.

4) Recuperação de carrinhos abandonados

Muitas vezes, os consumidores entram no e-commerce e colocam alguns produtos no carrinho de compras, mas não finalizam o pedido. Essa é uma prática muito comum, conhecida como abandono de carrinho.

Alguns fatores como lentidão na página, falta de clareza nas informações e formulários de cadastro muito grandes fazem com que o consumidor desista da compra.

Aliando o link de pagamento à estratégia de remarketing, você pode recuperar essas vendas e alcançar os seus clientes onde eles estiverem, facilitando a finalização do pagamento em qualquer lugar.

Você só precisa configurar o disparo de uma mensagem de WhatsApp ou e-mail, por exemplo, para que o cliente receba uma página responsiva de checkout e conclua a compra em ambiente seguro.

Mas atenção à LGPD! Saiba que, para fazer esse contato ativo com o consumidor, ele precisa ter dado uma autorização prévia à sua marca. Atente-se a isso para não se indispor com o cliente e nem infringir a lei.

Saiba mais sobre o assunto em: LGDP e e-commerce: entenda a lei e os impactos para a sua loja.

5) Maior credibilidade

Vender pelas redes sociais não significa que você deva ficar refém de transferências bancárias e depósitos e/ou pagamentos no ato da entrega do produto para o seu cliente.

Com o link de pagamento, é possível fazer essas “vendas informais” de maneira muito mais segura e profissional. Além de maior credibilidade, a solução oferece mais comodidade para o consumidor final com suas variadas formas de pagamentos (cartão de crédito, boleto e Pix).

Aceitar pagamentos via transferência bancária ou depósito para a conta pessoal do lojista torna a relação comercial mais amadora e até menos confiável.

6) Ideal para encomendas e vendas por atacado

Algumas vendas fogem do padrão da loja, como é o caso de encomendas muito grandes ou vendas por atacado.

Nesses casos, o link de pagamento é ideal para cobrar seus clientes de uma forma pontual, que não seria muito prática pelo checkout tradicional do e-commerce.

Além disso, alguns modelos de negócio trabalham com produtos sob encomenda, que não necessariamente estão detalhados na vitrine da loja online.

Portanto, usando o link de pagamento, o lojista consegue cobrar facilmente até por um pedido personalizado como esse.

Como gerar o link de pagamento do Pagar.me?

Os clientes do Pagar.me contam com a funcionalidade de link de pagamento diretamente em sua dashboard, podendo criar e gerenciar uma grande quantidade de links. Veja abaixo como é simples!



Cadastre-se já para utilizar o link de pagamento do Pagar.me e, se tiver alguma dúvida, é só entrar em contato que uma pessoa do nosso time irá te ajudar a impulsionar o seu negócio com as nossas soluções!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

25, maio, 2022

10 ideias de ações para vender no Dia dos Namorados 2022

A data mais romântica do ano é uma excelente oportunidade para aquecer suas vendas. Confira as melhores ideias para vender no Dia dos Namorados 2022!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

24, maio, 2022

GMV: o que é e como acompanhar essa métrica?

GMV é uma sigla para Gross Merchandise Volume, ou Volume Bruto de Mercadoria, em português. Entenda como analisar esse indicador!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

23, maio, 2022

O que é giro de estoque e como calcular esse indicador?

Explicamos o que é giro de estoque e como calcular essa métrica para você controlar de perto a rotatividade de mercadorias no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Link de Pagamento: como usar essa solução para vender mais?

E-commerce

16 de março de 2020 (atualizado em 17 de março de 2022)

As vendas no digital crescem a cada dia e não apenas no modelo tradicional, com a abertura de uma loja virtual ou a inserção de um catálogo de produtos em marketplaces.

Afinal, os clientes buscam uma experiência de compra fluida e com cada vez menos barreiras durante o seu tempo de navegação entre as telas - e o mercado já entende isso!

É esperado que, até 2027, o e-commerce supere US$ 600 bilhões no mundo por meio das vendas exclusivamente nas redes sociais, segundo o eMarketer.

Novos hábitos de consumo e novas formas de vender requerem inovação por parte das tecnologias de pagamento. O objetivo é simples: a redução de atrito e a manutenção da segurança em compras digitais.

É nesse contexto que o link de pagamento se insere como uma ferramenta extremamente versátil que tem o objetivo de estreitar laços e reduzir atritos entre marcas e consumidores.

Além de viabilizar vendas pelas redes sociais, o link de pagamento contribui para a recuperação de carrinhos abandonados e estratégias de promoções.

Quer entender como? Neste artigo você vai descobrir tudo o que precisa saber para começar a vender por link de pagamento nos seguintes tópicos:

  • O que é link de pagamento?
  • Como funciona o link de pagamento?
  • Como receber via link de pagamento?
  • 6 vantagens de usar o link de pagamento no seu negócio
  • Como gerar o link de pagamento do Pagar.me?

O que é link de pagamento?

O link de pagamento é uma solução de pagamentos digitais que permite aos empreendedores aceitar compras de maneira virtual, mesmo sem um site, com simplicidade e segurança.

Por meio de um link, o lojista consegue fornecer para o cliente um checkout de vendas - que é a página de finalização de compras - já personalizado com os itens que o consumidor deseja adquirir.

Além disso, é possível vender com ele por cartão de crédito (à vista ou parcelado), boleto bancário e Pix. Esse link pode ser disponibilizado por redes sociais, e-mail marketing e onde mais fizer sentido para o seu negócio e para o seu cliente.

Como funciona o link de pagamento?

O link de pagamento funciona a partir da tecnologia de um meio de pagamento já existente. Afinal, para garantir segurança para o e-commerce e para os clientes, é preciso contar com todo o rigor do mercado de pagamentos, regulamentado pelo Banco Central e pelas bandeiras de cartão.

Além disso, é o meio de pagamento por trás dele que tem o poder de transmitir as informações da compra para os demais agentes envolvidos no arranjo de pagamentos, como a instituição emissora do cartão, o antifraude, etc.

Então, por trás de todo link de pagamento, há uma plataforma de pagamentos online.

Como receber via link de pagamento?

O link de pagamento é um modelo que permite que o lojista envie um link para que o cliente realize o pagamento de um pedido, que pode ser via cartão de crédito, boleto ou Pix, como já foi explicado.

Com o link, o consumidor não precisa acessar a loja online e selecionar os produtos para finalizar a compra. Basta clicar na URL enviada pelo lojista, inserir os dados de pagamento, como informações do cartão, número de parcelas, dados do comprador e, assim, concluir o pedido.

Esse link pode ser facilmente personalizado com a identidade da sua empresa, formas de pagamento e o tempo que esse link ficará disponível. Simples, né?

Depois do pagamento finalizado, o lojista recebe o valor da compra na conta cadastrada no seu respectivo link de pagamento. Por exemplo, no link de pagamento do Pagar.me, o recebível fica disponível na conta Pagar.me, seguindo os modelos de recebimento acertados em contrato.

6 vantagens de usar o link de pagamento no seu negócio

Agora que você entendeu como funciona para o cliente e para o lojista o processo de compra e venda com link de pagamento, veja mais sobre os benefícios que essa ferramenta pode proporcionar!

1) Venda ativamente pelo WhatsApp, Instagram e Facebook

Imagine que alguém se interessou por um produto que você postou no Instagram ou em outras redes sociais.

Ao invés do cliente ter que entrar no seu e-commerce, adicionar os produtos no carrinho e só assim fechar a compra, você pode fazer a venda via link de pagamento, gerando uma URL e enviando ao cliente por meio de uma mensagem.

Isso permite que você ofereça uma boa experiência de compra para o consumidor, facilitando o pagamento e evitando que essa venda seja perdida - caso, por exemplo, você tivesse que conduzi-lo até o site e ele tivesse que passar por inúmeras etapas até o checkout.

Outro exemplo são os grupos ou listas de transmissão do WhatsApp. É possível anunciar um produto já com um link de pagamento, que permite que os usuários concluam a compra rapidamente, aumentando o número de vendas realizadas.

Afinal, dessa forma não será mais necessário trocar mensagens sobre formas de pagamento com o cliente, além de, é claro, esse método transmitir uma abordagem muito mais profissional do seu produto ou serviço.

2) Venda por telefone e a distância

Sua loja também possui operação física? O link de pagamento pode facilitar as suas vendas e trazer ainda mais segurança para o seu negócio e para o seu cliente.

Como? Substituindo a venda digitada, aquela modalidade de vendas na qual o cliente informa por telefone os dados do seu cartão para o lojista digitar na maquininha.

Com o link de pagamento, temos mais segurança, pois é o próprio cliente que digita seus dados no checkout, ao invés de informar por telefone ao vendedor.

Assim, além de mais seguro para todos, o cliente se sente mais confortável para fazer sua compra e tem liberdade, por exemplo, para escolher em quantas parcelas deseja pagar ou se quer pagar com boleto ou Pix.

3) Promoções relâmpago em produtos específicos

O link de pagamento é o recurso ideal para fazer ofertas relâmpago e acabar com produtos encalhados no estoque! Isso porque a sua tecnologia permite determinar quando a URL irá expirar.

Assim, o lojista pode criar promoções com itens selecionados e mandar para sua base de clientes por meio de e-mail, redes sociais ou alguma ação de mídia paga.

E para evitar que o estoque se esgote e que alguém compre uma peça que está indisponível, é possível escolher a quantidade de vezes que o link pode ser usado.

4) Recuperação de carrinhos abandonados

Muitas vezes, os consumidores entram no e-commerce e colocam alguns produtos no carrinho de compras, mas não finalizam o pedido. Essa é uma prática muito comum, conhecida como abandono de carrinho.

Alguns fatores como lentidão na página, falta de clareza nas informações e formulários de cadastro muito grandes fazem com que o consumidor desista da compra.

Aliando o link de pagamento à estratégia de remarketing, você pode recuperar essas vendas e alcançar os seus clientes onde eles estiverem, facilitando a finalização do pagamento em qualquer lugar.

Você só precisa configurar o disparo de uma mensagem de WhatsApp ou e-mail, por exemplo, para que o cliente receba uma página responsiva de checkout e conclua a compra em ambiente seguro.

Mas atenção à LGPD! Saiba que, para fazer esse contato ativo com o consumidor, ele precisa ter dado uma autorização prévia à sua marca. Atente-se a isso para não se indispor com o cliente e nem infringir a lei.

Saiba mais sobre o assunto em: LGDP e e-commerce: entenda a lei e os impactos para a sua loja.

5) Maior credibilidade

Vender pelas redes sociais não significa que você deva ficar refém de transferências bancárias e depósitos e/ou pagamentos no ato da entrega do produto para o seu cliente.

Com o link de pagamento, é possível fazer essas “vendas informais” de maneira muito mais segura e profissional. Além de maior credibilidade, a solução oferece mais comodidade para o consumidor final com suas variadas formas de pagamentos (cartão de crédito, boleto e Pix).

Aceitar pagamentos via transferência bancária ou depósito para a conta pessoal do lojista torna a relação comercial mais amadora e até menos confiável.

6) Ideal para encomendas e vendas por atacado

Algumas vendas fogem do padrão da loja, como é o caso de encomendas muito grandes ou vendas por atacado.

Nesses casos, o link de pagamento é ideal para cobrar seus clientes de uma forma pontual, que não seria muito prática pelo checkout tradicional do e-commerce.

Além disso, alguns modelos de negócio trabalham com produtos sob encomenda, que não necessariamente estão detalhados na vitrine da loja online.

Portanto, usando o link de pagamento, o lojista consegue cobrar facilmente até por um pedido personalizado como esse.

Como gerar o link de pagamento do Pagar.me?

Os clientes do Pagar.me contam com a funcionalidade de link de pagamento diretamente em sua dashboard, podendo criar e gerenciar uma grande quantidade de links. Veja abaixo como é simples!



Cadastre-se já para utilizar o link de pagamento do Pagar.me e, se tiver alguma dúvida, é só entrar em contato que uma pessoa do nosso time irá te ajudar a impulsionar o seu negócio com as nossas soluções!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

25, maio, 2022

10 ideias de ações para vender no Dia dos Namorados 2022

A data mais romântica do ano é uma excelente oportunidade para aquecer suas vendas. Confira as melhores ideias para vender no Dia dos Namorados 2022!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

24, maio, 2022

GMV: o que é e como acompanhar essa métrica?

GMV é uma sigla para Gross Merchandise Volume, ou Volume Bruto de Mercadoria, em português. Entenda como analisar esse indicador!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

23, maio, 2022

O que é giro de estoque e como calcular esse indicador?

Explicamos o que é giro de estoque e como calcular essa métrica para você controlar de perto a rotatividade de mercadorias no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo