Formas de pagamento: 12 principais opções para você oferecer no seu negócio

E-commerce

6 de junho de 2022 (atualizado em 11 de janeiro de 2023)

Para ter sucesso com as suas vendas, além de produtos atrativos, um atendimento de qualidade e ações promocionais eficazes, é preciso também se atentar às formas de pagamento oferecidas.

O mercado de pagamentos tem se inovado cada vez mais e, atualmente, há várias opções práticas e seguras para o cliente pagar as suas compras, principalmente no que se trata de pagamentos digitais.

Nesse contexto, é importante levar em conta que existem vários perfis de consumidores e cada um deles pode preferir pagar com um método diferente.

Sendo assim, as formas de pagamento disponibilizadas podem ser decisivas para o cliente ter uma boa experiência de compra na sua loja e decidir fechar o pedido.

Quer conhecer as principais modalidades disponíveis no mercado e entender como escolher as mais adequadas para o seu empreendimento? Vem com a gente que vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

O que são formas de pagamento?

As formas de pagamento são os métodos disponibilizados por uma empresa para que os clientes paguem pela compra de um produto ou serviço.

O método mais tradicional é o dinheiro em espécie, ainda utilizado em compras presenciais. Com o avanço da tecnologia, porém, temos presenciado um movimento de digitalização das modalidades de pagamento.

Com isso, formas de pagamento que já foram bastante populares, como o próprio dinheiro e o cheque, têm perdido espaço para métodos mais seguros e convenientes, como cartão de crédito, boleto bancário e Pix.

Qual é a diferença para meios de pagamento?

Enquanto as formas de pagamento são as diferentes modalidades de receber pelo produto vendido, os meios de pagamento são as tecnologias que viabilizam essas transações. No ambiente físico, por exemplo, temos o point-of-sales (POS), que é a maquininha de cartão.

No ambiente digital, o meio de pagamento pode ser um gateway, uma subadquirente ou um PSP.

Conheça mais a fundo a diferença entre eles em: Tudo o que você precisa saber sobre bandeira de cartão, gateway, adquirente e subadquirente.

Qual a importância das formas de pagamento para as vendas?

O aumento da concorrência, principalmente no comércio eletrônico, torna cada vez mais importante promover uma experiência de compra diferenciada para se destacar no mercado e conquistar a clientela.

É nesse ponto que entra a importância das formas de pagamento disponibilizadas pelo seu negócio.

Ao proporcionar mais praticidade e conveniência para o cliente realizar o pagamento da sua compra, você se diferencia dos concorrentes e contribui para o aumento das suas conversões e a redução do abandono de carrinho.

Segundo um levantamento do Opinion Box, 17% dos consumidores desistem de uma compra online quando o site não oferece os métodos de pagamento de sua preferência.

Dessa forma, torna-se essencial aceitar as formas de pagamento preferidas dos seus clientes, assim como diversificar as modalidades aceitas, para atender o máximo de perfis de consumidores e ampliar as suas oportunidades de vendas.

Quais são as principais formas de pagamento?

A seguir, vamos apresentar as principais formas de pagamento disponíveis no mercado e as particularidades de cada uma. Assim, você poderá escolher as melhores opções para oferecer no seu negócio!

1. Dinheiro em espécie

O dinheiro em espécie é a mais antiga das formas de pagamento usadas atualmente. Ele conta com a preferência de 53,4% dos brasileiros, segundo um estudo feito pelo Instituto Dom Cabral em 2021.

Apesar de ser a preferência de mais da metade da população, o dinheiro físico tem suas limitações, como a impossibilidade de ser usado no comércio digital e o seu custo de produção.

Além disso, desde a chegada e popularização do Pix, já se especula a possibilidade das cédulas de papel deixarem de existir. Ainda assim, se você conta com um comércio físico, não pode abrir mão dessa forma de pagamento.

2. Cartão de crédito

O cartão de crédito é uma modalidade de pagamento muito utilizada pelos consumidores, seja em compras físicas ou digitais, em função da sua praticidade, comodidade e segurança.

Nas lojas físicas, o cartão de crédito à vista tem a preferência de 24% dos consumidores, enquanto o parcelado fica com 19%. Isso porque os brasileiros optam por parcelar itens de ticket médio mais elevado, pagando à vista os itens essenciais do dia a dia.

Enquanto isso, no online, o cartão de crédito parcelado é o preferido, com 41%, contra 21% do cartão de crédito à vista. Os dados são da terceira edição da pesquisa de meios de pagamento da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC).

Dessa forma, podemos ver que um dos maiores atrativos do cartão de crédito para compras online é justamente a sua possibilidade de parcelamento.

O pagamento parcelado é uma característica marcante dos hábitos de consumo dos brasileiros, ajudando a aumentar o poder de compra dos consumidores, sobretudo para produtos de alto valor.

Além disso, vale destacar o uso do cartão de crédito para pagamentos recorrentes. Com essa forma de pagamento, é possível realizar cobranças automáticas em uma determinada periodicidade, evitando a inadimplência.

Leia também: Como aumentar o ticket médio? 8 técnicas para seu negócio

3. Boleto bancário

O boleto bancário é considerado a forma de pagamento mais democrática disponível no ambiente digital até o momento, podendo ser utilizado por qualquer pessoa, incluindo aquelas sem uma conta bancária ou um cartão de crédito.

Na prática, o cliente pode pagar o boleto por internet banking, aplicativos de banco ou, ainda, em caixas eletrônicos e casas lotéricas — da forma que preferir e for mais conveniente para ele.

De acordo com a pesquisa da SBVC, o boleto bancário é a terceira opção de pagamento mais utilizada pelos consumidores online (19%), após o cartão de crédito parcelado e à vista.

No entanto, uma desvantagem de ofertar o pagamento por boleto é o prazo de compensação, que pode demorar até três dias úteis.

Isso faz com que o tempo de envio do pedido seja maior e também traz a possibilidade de o cliente não fazer o pagamento e travar o estoque do lojista.

Nos últimos anos, essa desvantagem do boleto tem sido suprida pelo Pix. Por isso, ele vem perdendo espaço para o pagamento instantâneo do Banco Central em compras online.

Enquanto isso, nas lojas físicas, o uso do boleto não é expressivo, com apenas 2% de utilização. Isso porque, no ambiente presencial, o cliente tem a possibilidade de fazer o pagamento à vista em espécie, que é ainda mais acessível e rápido.

4. Pix

Lançado em 2020 pelo Banco Central, o Pix é uma modalidade de pagamento instantâneo que permite a realização de transações 24 horas por dia, todos os dias do ano.

Segundo uma pesquisa da AlliN, o Pix superou o boleto bancário em 2021, sendo a forma de pagamento preferida para compras online (33%), após o cartão de crédito parcelado e à vista.

A grande vantagem do Pix para os empreendedores é que a autorização da transação é feita em cerca de dez segundos, possibilitando a confirmação imediata do pagamento.

Dessa forma, é possível ter um melhor controle do fluxo de caixa do negócio, assim como agilizar o envio do pedido para o cliente, proporcionando uma melhor experiência de compra.

Para completar, o Pix costuma apresentar taxas mais baixas do que o cartão de crédito e o boleto bancário. Logo, podem ser oferecidas condições mais vantajosas para as compras feitas por essa modalidade de pagamento, incentivando as vendas.

No mundo físico, o Pix pode ser oferecido via maquininha de cartão em QR Code dinâmico, de forma mais automatizada, ou por QR Code estático, que pode estar impresso em uma placa no estabelecimento comercial.

De acordo com a SBVC, o pagamento instantâneo já é usado por 4% da população em compras presenciais

Assim, o Pix se torna mais uma possibilidade de realização de pagamento à vista nas compras presenciais, sem o cliente final depender de ter dinheiro físico e o estabelecimento de ter o troco.

Confira: Como receber pelo Pix no seu negócio?

5. Cartão de débito

O cartão de débito é uma forma de pagamento à vista, na qual o valor da transação é transferido automaticamente da conta do portador do cartão para a conta do lojista.

A vantagem para o empreendedor é que o prazo de liquidação costuma ser de um dia útil. Assim, não é preciso aguardar o prazo de recebimento das adquirentes, no caso de transações por cartão de crédito, ou os três dias úteis para a compensação do boleto.

Antigamente, o pagamento online por cartão de débito costumava ser um processo repleto de fricções para o consumidor. Porém, atualmente, existem soluções que garantem uma experiência simples e fluida.

É o caso do modelo de Débito Pinless, que segue o mesmo fluxo de uma transação por cartão de crédito, sem a necessidade de autenticação, sendo muito utilizado para pagamentos recorrentes, por exemplo.

Nas compras físicas, o cartão de débito é o mais utilizado por 33% dos brasileiros. Já no e-commerce, é o quinto método de pagamento mais utilizado pelos consumidores para compras online (5%), segundo a SBVC. Com isso, também tem perdido espaço para o Pix no que diz respeito a compras à vista e imediatas.

6. Voucher online

A Associação Brasileira das Empresas de Benefícios ao Trabalhador (ABBT) estima que mais de 22 milhões de profissionais recebem um vale-refeição ou vale-alimentação.

Com isso, o voucher online tem se tornado outra importante forma de pagamento, principalmente para a compra de refeições e alimentos por meio de sites e aplicativos de delivery.

O crescimento do home office nas organizações levou ao aumento da demanda pelo uso de vouchers online, como vale-refeição, vale-alimentação e outros cartões de benefícios (vale-cultura, vale-combustível etc.).

No comércio físico, é igualmente importante ofertar esse método de pagamento nos comércios de nicho relacionados com o benefício, como supermercados, padarias, livrarias, postos de combustíveis etc.

7. Carteiras digitais

Segundo o Serasa Experian, 67% dos brasileiros fizeram uso de carteiras digitais no primeiro semestre de 2022.

Também conhecidas como e-wallets, as carteiras digitais reúnem as diversas formas de pagamento que o consumidor gosta de usar em um único lugar e, ainda, oferecem descontos e cashbacks em diversas lojas parceiras.

Pelos benefícios oferecidos e a praticidade de reunir diversos cartões em um único lugar, a expectativa é que as carteiras ganhem cada vez mais espaço no gosto dos consumidores, seja para compras digitais ou presenciais.

Por isso, essa é uma forma de pagamento que também deve estar no radar dos empreendedores que não querem perder vendas.

8. WhatsApp Pay

O WhatsApp é a rede social mais utilizada no Brasil e, recentemente, foi lançada a sua funcionalidade de pagamentos.

Dessa forma, por meio do WhatsApp, é possível realizar pagamentos e transferências entre pessoas físicas e, no WhatsApp Business, fazer recebimentos de clientes.

Assim, o fluxo de pagamento fica cada vez mais intuitivo dentro da jornada de compra do consumidor, que já tem o hábito de entrar em contato com as marcas via WhatsApp.

No entanto, até o momento só é possível fazer pagamentos por cartão de débito ou pré-pago.

9. Link de pagamento

Já o link de pagamento é um método de receber pagamentos online que se adapta muito bem ao WhatsApp, Instagram, e-mail e o que mais for usado como forma de comunicação entre o seu negócio e o seu cliente.

Com ele, é possível configurar diversas formas de pagamento, como cartão de crédito, boleto bancário e Pix, e personalizar o link já com os produtos solicitados pelo cliente, reduzindo o tempo e o atrito da sua jornada de compra.

Essa forma de pagamento também pode ser utilizada por lojas físicas que fazem atendimento por redes sociais, com a possibilidade de o vendedor enviar o link personalizado para o cliente por onde esse contato for estabelecido.

11. Crediário

O boleto é a solução de pagamento que contempla os desbancarizados do Brasil que, em 2021, correspondiam a 10% da população do país.

Mas e quando essas pessoas desejam fazer a aquisição de um produto de ticket médio mais elevado e não possuem o valor completo para a compra à vista?

Grandes lojas de departamento foram pioneiras no modelo do crediário. É aquele carnezinho de papel que o cliente poderia optar por pagar mensalmente no estabelecimento para quitar suas prestações de até 12 vezes.

Essa forma de pagamento ainda é usada em estabelecimentos físicos, sobretudo no interior do país, onde é mais comum que os clientes não tenham conta bancária ou cartão de crédito.

O grande risco dessa forma de pagamento para o empreendedor é a inadimplência. Afinal, não é garantido que o cliente vá fazer os pagamentos em dia todos os meses.

12. Cartão da loja

Pode-se dizer que o cartão da loja é uma evolução do crediário. Ele garante ao cliente a possibilidade de fazer parcelamentos e é um primeiro passo para esse consumidor se familiarizar com meios eletrônicos de fazer compras.

Ele pode ser usado tanto online quanto offline. Além disso, conta com vantagens também para o lojista que se dispõe a implementar essa facilitação de pagamento, como a fidelização do cliente e o acesso a informações preciosas sobre o perfil dos consumidores e seus hábitos de compra.

10. Transferência bancária

Por fim, a transferência bancária é um método de pagamento já antigo e, atualmente, pouco explorado, seja em estabelecimentos físicos ou empreendimentos digitais.

Com número de conta e agência, o cliente pode fazer uma transferência da sua conta diretamente para a do estabelecimento, seja por TED ou DOC. Nesse caso, além do tempo de compensação padrão dessas transferências, o cliente ainda pode ter que arcar com o valor da operação junto do seu banco.

Então, além de não ser tão ágil, não é tão vantajoso para o cliente final em comparação com o Pix, por exemplo. Geralmente, a modalidade é mais utilizada para envio de remessas de valor mais elevado.

No ambiente online, essa forma de pagamento é ainda menos explorada. Pela compensação ser demorada, o cliente não recebe uma mensagem de confirmação de recebimento instantânea direto no site em que está comprando e isso compromete a sua sensação de segurança.

Para o lojista, também não é tão vantajoso, dado o tempo de compensação e consequente demora para liberação do produto do estoque.

Como escolher as formas de pagamento do seu negócio?

Para definir as formas de pagamento mais adequadas para oferecer no seu negócio, é preciso levar em consideração fatores como:

  • as necessidades, expectativas e comportamentos de consumo dos seus clientes;
  • o modelo de negócio do seu empreendimento;
  • as taxas cobradas para cada forma de pagamento;
  • os prazos de recebimento de cada modalidade de pagamento.

A partir desses pontos, você poderá identificar as melhores opções para aceitar no seu negócio.

Lembrando que o ideal é diversificar as formas de pagamento oferecidas para conseguir atender a diferentes perfis de consumidores e ampliar o seu potencial público.

Além disso, dependendo do seu modelo de negócio no ambiente online, pode ser igualmente importante oferecer as funcionalidades de Multimeios de Pagamento e de Multicompradores, que possibilitam combinar mais de uma forma de pagamento e mais de um pagador no checkout, respectivamente.

Dessa forma, torna-se ainda mais acessível a aquisição de produtos de ticket médio mais elevado para o seu consumidor final.

Como oferecer as formas de pagamento desejadas?

Após escolher as formas de pagamento que você deseja aceitar no seu negócio, é preciso contratar um meio de pagamento para, de fato, oferecê-las.

O Pagar.me é uma plataforma completa de serviços financeiros digitais para você receber pagamentos online por cartão de crédito, boleto e Pix.

Além disso, nossa solução de gateway de pagamento ainda permite integração com cartão de débito e voucher online.

Tudo isso com segurança de dados e funcionalidades que foram desenvolvidas para promover a melhor experiência de pagamento e aumentar as conversões, como link de pagamento, checkout transparente, retentativa inteligente e compra com um clique.

Cadastre-se já para oferecer as melhores formas de pagamento no seu negócio e começar a vender muito mais!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, fevereiro, 2024

Como fazer live no Instagram? Passo a passo + 5 dicas

Aprenda o passo a passo de como fazer live no Instagram e confira dicas para fazer uma transmissão que gere vendas para a sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, fevereiro, 2024

Estoque máximo: o que é e como calcular o indicador?

Este conteúdo vai te ensinar como calcular o estoque máximo para mensurar o volume total de produtos que podem ser armazenados no seu negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

19, fevereiro, 2024

Pagamento recusado: motivos para acontecer e como resolver

Ter um pagamento recusado pode ser um grande problema para a conversão de vendas online. Entenda os motivos para essa situação e como lidar com ela!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo