Split de Pagamento: o que é, como funciona e para quem é indicado?

E-commerce

7 de agosto de 2020

Split de pagamento: o que é, como funciona e para quem é indicado?

Quantos pagamentos você faz quando pede uma comida pela internet? Um só, certo? Bom, enquanto você paga um valor único pelo seu pedido, a transação financeira que acontece de fato é bem mais complexa do que parece.

Vamos imaginar um exemplo: você está navegando em um aplicativo de delivery e encontra o Restaurante do Saulo. Você escolhe seu prato, faz o pagamento e recebe o pedido em casa. Sua compra ficou no valor de R$56,00 e você efetua o pagamento via cartão de crédito, pelo próprio aplicativo.

Mas pra onde vai esse valor? O app que você usou, o Restaurante do Saulo e o entregador do seu pedido precisam receber sua respectiva parte. É aí que entra o split de pagamento! Veja o esquema abaixo.

Com essa tecnologia, essa divisão acontece de forma precisa, instantânea e segura. Para entender melhor como o split funciona e em quais casos é indicado, continue a leitura.

1. O que é e como funciona o split de pagamentos?

O Split de pagamentos do Pagar.me é a solução que divide uma transação em quantas partes (recebedores) forem necessárias para que cada participante da venda receba seu respectivo valor.

Essa tecnologia faz bastante sentido quando pensamos em modelos de negócio como o Marketplace: plataforma que conecta diferentes lojistas à inúmeros compradores num único ambiente. Para quem compra, maior concorrência, maior poder de escolha e melhores preços. Para quem vende, visibilidade e facilidade no gerenciamento de sua loja, já que o lojista não precisa se preocupar com o meio de pagamento, por exemplo.

No ato da compra, por meio do Split de pagamento do Pagar.me, a transação é dividida (em porcentagem ou em reais), e cada recebedor, inclusive o próprio Marketplace, recebe sua respectiva parte em contas separadas.

O split garante que todos os participantes da transação recebam corretamente suas comissões definidas pelo Marketplace através das regras de split.

Uma observação muito importante: na fatura do seu cliente aparecerá sempre uma única cobrança, num único valor. Mesmo que a venda (o valor pago pelo seu cliente) tenha sido dividida entre vários recebedores.

2. Para quem ou em qual circunstância essa tecnologia é indicada?

A tecnologia de split de pagamento é indicada para qualquer empresa cuja transação financeira digital envolve mais de um recebedor. Simples assim. Essa solução não tem a ver com o tamanho, o segmento ou o faturamento da empresa, mas sim, com seu modelo de negócio.

Ao contratar um meio de pagamento que ofereça split, sua empresa fica isenta de uma série de obrigatoriedades perante o Banco Central e as bandeiras, que são as instituidoras do arranjo de pagamentos. Gerir esse tipo de fluxo financeiro exige uma regulamentação que apenas instituições financeiras ou de pagamento têm.

O split de pagamento é indicado para você, que quer otimizar o gerenciamento financeiro de uma operação que exige repasses. O split do Pagar.me é uma solução automatizada, segura, prática e transparente, que vai ajudar você a focar no que realmente importa: o seu negócio!

3. Quais são as vantagens do split do Pagar.me?

Ao dividir o valor da venda em contas específicas para cada recebedor, permitimos maior flexibilidade em relação às agendas de recebíveis.

Isso significa que é possível estabelecer diferentes agendas para cada recebedor, ou seja, um pode antecipar o valor a ser recebido, mesmo que o outro escolha não antecipar.

Além disso, nossa solução de Split permite realizar estornos parciais. Vamos imaginar que um cliente compre dois produtos no seu marketplace, um do vendedor A e outro, do vendedor B.

Porém, o produto B veio incorreto e o cliente quer devolvê-lo. Assim, o marketplace precisa devolver uma parte do valor da venda ao seu cliente e, mais importante, que corresponde ao saldo do vendedor B, sem alterar o valor recebido pelo vendedor A ou pelo próprio Marketplace (se assim foi combinado).

É nesse cenário tão comum que o estorno parcial se faz necessário. E o Split de pagamento do Pagar.me oferece essa possibilidade com segurança e precisão.

Através das regras de split, você define as particularidades do seu negócio com seus recebedores e as responsabilidades de cada um. Quem arca com as taxas operacionais ou com os possíveis chargebacks e com quem fica aquele centavo de arredondamento da divisão da venda, transação a transação.

Quem usa o Split Pagar.me?

Não importa o tamanho da sua operação, o Split do Pagar.me é para você que quer construir um negócio competitivo e otimizar processos, sem precisar pensar na burocracia e nas obrigações regulatórias necessárias para expandir seu negócio!

É o caso da Magazine Luiza, James Delivery, Wedy, Ford, e muitas outras empresas que usam o split Pagar.me! Todos eles confiam em nossa tecnologia e têm a segurança de um meio de pagamento completo, simples e preciso para gerir suas transações.

Saiba como o Pagar.me ajudou a Ford através do Split de pagamento.

Aqui, no blog do Pagar.me, você sempre encontra conteúdos relevantes para o seu negócio! Se você gostou deste texto, veja tudo o que você precisa saber sobre pagamentos.

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

23, outubro, 2020

Previsões para a Black Friday 2020: dados e insights do Google

Recentemente, o Google Brasil promoveu um evento exclusivo para grandes varejistas do mundo digital onde apresentou dados, insights e previsões para a Black Friday 2020. Veja as informações e prepare seu negócio digital.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

16, outubro, 2020

O que é chargeback e como evitar este problema no seu e-commerce?

Ter uma transação contestada pode trazer uma série de prejuízos para a sua loja online, que corre o risco de ficar sem o produto e o valor da venda. Entenda o que é chargeback e como evitar este problema no e-commerce.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

15, outubro, 2020

O Dicionário Financeiro do E-commerce: 17 termos que todo empreendedor digital precisa conhecer

Capital de giro, Lucro, Chargeback, Fluxo de Caixa, Gateway e tantos outros termos do mundo financeiro que você precisa conhecer.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo