Marketing Digital para e-commerce: 9 estratégias para vender mais

E-commerce

12 de abril de 2021

A digitalização do varejo tem atraído cada vez mais consumidores e lojistas para o ambiente online, criando oportunidades de negócio e também competição no mercado digital.

Para se destacar nesse cenário e sair na frente da concorrência, é essencial desenvolver uma estratégia de Marketing Digital para o seu e-commerce. Afinal, se o seu público se dispõe a fazer compras pela internet, você precisa chegar até ele nesse ambiente.

Com ações bem planejadas de divulgação da sua loja virtual, será possível diferenciar a sua marca e atingir os clientes ideais para o seu negócio, aumentando sua presença online e suas vendas.

Vamos compartilhar, neste artigo, as melhores estratégias de Marketing Digital para e-commerce. Assim, você vai conseguir selecionar e estruturar as que fazem mais sentido para os seus objetivos. Confira!

O que é Marketing Digital?

Marketing Digital pode ser definido como o conjunto de estratégias para promover produtos, serviços e empresas no ambiente online.

Para isso, podem ser utilizadas diferentes ações e canais digitais, com a finalidade de fortalecer relacionamentos, consolidar marcas e gerar novas oportunidades de vendas.

O Marketing Digital busca solucionar as dores, necessidades e desejos do público-alvo do seu negócio, por meio de uma comunicação direta e personalizada com as pessoas certas, na hora certa.

Com isso, permite aumentar a presença digital do seu e-commerce, gerar autoridade para a marca, engajar a audiência e, ainda, direcionar e segmentar suas ações de forma mais assertiva.

Esses são fatores que contribuem diretamente para o crescimento das suas vendas e do seu negócio como um todo.

9 estratégias de Marketing Digital para e-commerce

Para implementar ações de Marketing Digital na sua loja virtual, o primeiro passo é estruturar um plano de marketing, definindo aspectos como objetivos, público-alvo e personas — perfis semifictícios que representam os clientes ideais da empresa — do seu negócio.

Veja nosso vídeo abaixo e aprenda como fazer um plano de marketing em 6 passos!



A partir dessa etapa de planejamento, você poderá identificar e implementar as melhores práticas para divulgar a sua loja virtual e vender mais. Para te ajudar nesse processo, conheça a seguir 9 estratégias de Marketing Digital para o seu e-commerce!

1. Inbound Marketing

O Inbound Marketing, também conhecido como Marketing de Atração, se refere ao conjunto de estratégias para atrair, converter, vender e encantar as personas de um negócio.

O objetivo do Inbound Marketing é atrair os consumidores, oferecendo soluções para suas dores, necessidades e desejos. Ao invés de interromper o cliente com publicidades, ele chega de forma orgânica até o seu negócio em busca de informação.

Isso é feito principalmente por meio da produção e divulgação de conteúdos relevantes, direcionados para as suas personas e as etapas em que elas se encontram no funil de vendas — é o chamado Marketing de Conteúdo, como veremos adiante.

O funil de vendas é um modelo que representa o caminho trilhado por um consumidor até fazer uma compra. Ele é composto por três etapas:

  • Topo do funil - Descoberta: nesta etapa, a pessoa identifica que tem um problema e começa a buscar informações para entender melhor essa dor;
  • Meio do funil - Consideração: aqui, o consumidor já reconheceu que tem uma necessidade e, agora, vai buscar soluções para saná-la;
  • Fundo do funil - Decisão: o cliente já diagnosticou seu problema e entendeu que precisa de uma solução para resolvê-lo. Agora, é a hora de decidir qual é a melhor opção e fazer sua compra.

Quando o consumidor encontra um conteúdo feito pelo seu e-commerce e que atende às suas necessidades, de acordo com a etapa do funil onde se encontra, ele passa a confiar e dar credibilidade ao seu negócio.

A partir disso, a sua loja consegue se aproximar e criar um relacionamento com o cliente, sendo mais fácil apresentar e vender seus produtos posteriormente.

2. Marketing de Conteúdo

Como vimos, o Marketing de Conteúdo consiste na criação e divulgação de conteúdos relevantes e valiosos para atrair, engajar e fidelizar o seu público, aumentando a autoridade da sua marca e gerando novos negócios.

Esses conteúdos podem ser desenvolvidos em diferentes formatos e canais, como artigos para blog, materiais ricos, posts nas redes sociais e descrições, imagens e vídeos nas páginas de produtos do seu e-commerce.

O mais importante é produzir conteúdos que sejam voltados para atender as dores e interesses das suas personas no estágio do funil de vendas onde se encontram.

Se você tem uma loja online de roupas, por exemplo, pode atrair seus consumidores de topo de funil com dicas e tendências de looks, posicionando seu negócio como uma referência no universo da moda e ajudando o público a entender suas necessidades nesse sentido.

3. Mídia paga

Para aumentar o alcance do seu e-commerce e atingir mais consumidores, você pode também investir em mídia paga, como Google Ads e Facebook Ads.

No Google Ads, por exemplo, há duas formas de fazer anúncios patrocinados. Na rede de pesquisa, você pode exibir links nas páginas de resultados do buscador, por meio da compra de palavras-chave relacionadas ao seu negócio e aos seus produtos.

Se você vende tênis esportivos, pode investir em termos como “tênis esportivo masculino” e “onde comprar tênis esportivos” — lembrando que é importante fazer pesquisas em ferramentas como Google Keyword Planner e Ubersuggest para encontrar as palavras-chave mais buscadas.

Já com a rede de display, você pode criar anúncios que vão aparecer no formato de banner em sites e blogs parceiros do Google, de acordo com o histórico de navegação do usuário.

Para conseguir os melhores resultados com a estratégia de mídia paga, é essencial segmentar bem o seu público-alvo, para alcançar os seus consumidores ideais e gerar tráfego qualificado para a sua loja.

4. SEO

SEO (Search Engine Optimization) significa, em português, otimização para mecanismos de busca. Trata-se de um conjunto de práticas com o objetivo de otimizar um site para alcançar os primeiros resultados das ferramentas de busca, como o Google.

Essa estratégia ajuda a conquistar visibilidade para o seu e-commerce, permitindo que a sua loja seja facilmente encontrada pelos consumidores em suas pesquisas online. Isso gera mais tráfego e oportunidades de venda para o seu negócio.

Algumas boas práticas de SEO para e-commerce são:

  • definir palavras-chave estratégicas e inseri-las nas suas páginas;
  • criar URLs curtas, diretas e amigáveis;
  • ter páginas rápidas e responsivas;
  • estruturar bem a arquitetura do seu site, com categorias e subcategorias de produtos bem organizadas;
  • produzir conteúdos de qualidade para o blog do seu e-commerce, aumentando sua visibilidade e contribuindo para a jornada de compra do cliente.

5. Redes sociais

As redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter, são canais fundamentais para se trabalhar no Marketing Digital do seu e-commerce.

Elas podem ser utilizadas para disseminar seus produtos e conteúdos, fortalecer a imagem da empresa, aumentar e engajar a sua audiência, e gerar vendas.

Trata-se também de uma ótima forma de interagir com seus consumidores, criando um relacionamento mais próximo e entendendo melhor seus interesses e comportamentos.

Vale ressaltar, porém, que não é necessário estar presente em todas as redes. Você deve entender os canais e formatos mais relevantes para a sua persona e o seu negócio.

Para um e-commerce de artesanato, por exemplo, pode ser interessante produzir e divulgar conteúdos no Pinterest, o que não é o caso para uma loja online de eletrônicos.

6. E-mail marketing

O e-mail marketing é uma excelente ferramenta para nutrir seus clientes e potenciais clientes com conteúdos relevantes, novidades do seu e-commerce e descontos especiais, mantendo o relacionamento e criando novas oportunidades de conversão.

Para a sua estratégia ser mais assertiva, é essencial segmentar a sua base de contatos, fazendo promoções e campanhas personalizadas de acordo com o perfil, os interesses e o histórico de compra dos consumidores.

Outro ponto de atenção é o assunto do e-mail, que deve ser curto e chamativo, para incentivar o usuário a abrir a comunicação e conferir o conteúdo. Também vale usar um tom mais pessoal e personalizado, para se aproximar do público.

Lembre-se, contudo, de que você não deve fazer spam nem comprar listas de e-mails, prática proibida pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Você deve se comunicar somente com pessoas que deram sua autorização, por meio de pop-ups e formulários no seu site, por exemplo.

7. Remarketing

O remarketing, também chamado de retargeting, é uma estratégia de mídia paga que exibe anúncios para usuários que já tiveram alguma interação com o seu e-commerce, mas não fizeram nenhuma compra.

Os sistemas identificam esses consumidores e os produtos que eles visualizaram, exibindo-os novamente por meio de publicidades pagas. Isso pode ser feito pelo Google Ads ou pelo Facebook Ads.

Essa prática ajuda a relembrar o cliente da sua loja e dos itens que ele demonstrou interesse, aumentando as chances dele finalizar a compra. Trata-se de uma excelente estratégia para recuperar carrinhos abandonados.

8. Marketing de Influência

Já pensou em fazer parcerias com influenciadores digitais do segmento do seu e-commerce? Trabalhar o Marketing de Influência pode ser uma ótima forma de aumentar a presença online da sua loja e conquistar novos consumidores.

Para isso, você deve encontrar os influencers certos, que sejam relevantes para o seu público-alvo e alinhados aos valores da sua marca. Além disso, os conteúdos produzidos devem gerar valor para a audiência, sem parecer comercial demais.

Ao divulgarem seus produtos nas redes sociais de forma autêntica, os influenciadores vão validar o seu negócio perante seus seguidores, contribuindo para uma boa percepção da sua marca e ajudando-a a tornar-se uma referência no mercado.

9. Marketing de Afiliados

Por fim, a estratégia de Marketing de Afiliados consiste em trabalhar com pessoas que promovem o seu e-commerce ou seus produtos em troca de uma comissão por vendas.

Os afiliados recebem um link personalizado para divulgar o seu negócio em canais próprios, como sites, blogs e redes sociais. As vendas realizadas por meio desses links são rastreadas e, com base nesses dados, sua loja paga a comissão para a pessoa.

Assim como no caso do Marketing de Influência, é importante encontrar afiliados que tenham relevância no seu segmento e que conversem com as suas personas.

Existem plataformas no mercado que ajudam a conectar sua empresa com afiliados e a gerenciar essas parcerias.

Esperamos que você tenha entendido a importância do Marketing Digital para o seu e-commerce e como as estratégias que apresentamos podem ajudar o seu negócio a ampliar sua visibilidade online e vender mais.

Agora é hora de colocar as nossas dicas em prática e impulsionar os resultados da sua loja virtual. E, se você quiser conhecer mais técnicas de vendas para o seu e-commerce, leia também nosso conteúdo com 7 gatilhos mentais para vendas online!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

07, maio, 2021

Como tirar fotos de produtos para sua loja virtual vender mais?

Quer saber como tirar boas fotos de produtos para a sua loja virtual? Aprenda as melhores práticas para obter imagens de qualidade e aumentar suas conversões.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

07, maio, 2021

Como tirar o CNPJ da minha empresa?

Acesse o portal do empreendedor no site da Receita Federal e crie agora mesmo o CNPJ do seu negócio digital.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

06, maio, 2021

Social commerce: o que é e como adotar essa estratégia?

O social commerce é uma estratégia que consiste no uso das redes sociais para promover uma marca e gerar vendas. Saiba mais no nosso artigo!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo