Como montar um e-commerce do zero: o guia completo

E-commerce

4 de janeiro de 2021

Está pensando em montar seu e-commerce, mas não sabe por onde começar? Esse é um problema enfrentado por muitos empreendedores que desejam se inserir no mundo digital.

À primeira vista, o processo realmente pode parecer complexo. Afinal, são várias etapas e detalhes que devem ser considerados para iniciar o seu negócio online com sucesso. Porém, com organização e planejamento, é possível lançar sua loja virtual de forma fácil e eficiente.

Para te ajudar nessa jornada, separamos os principais passos para começar a vender online. Continue lendo e aprenda como montar um e-commerce do zero!

1. Planejamento do negócio

A primeira etapa para começar um e-commerce é definir a sua estratégia de negócio. Para isso, você deve selecionar o nicho onde vai atuar e os produtos que vai vender, além de fazer um planejamento financeiro. Essas definições iniciais são muito importantes, pois vão orientar os demais passos da criação da sua loja.

Nicho de atuação e público-alvo

Alimentação, moda, eletrônicos, decoração, beleza… Os nichos de atuação no comércio eletrônico são inúmeros. Por isso, faça uma pesquisa de mercado e analise os principais concorrentes. Assim, você conseguirá identificar o produto e o setor que façam mais sentido para sua estratégia.

O ideal é escolher um segmento que seja do seu interesse e que também possa gerar oportunidades de negócio. Uma dica é buscar tendências do e-commerce em ferramentas, como o Google Trends. Também é interessante buscar um nicho mais específico, de modo a evitar a concorrência de grandes empresas do mercado.

A partir da seleção do setor de atuação da sua loja, também é necessário determinar e estudar o seu público-alvo, ou seja, o conjunto de consumidores que você pretende atingir.

Por meio de análises do mercado, conheça o perfil e os principais comportamentos de consumo dessas pessoas. Dessa forma, será possível direcionar suas ações iniciais e atingir os seus clientes ideais.

Planejamento financeiro

Uma importante parte da estruturação do seu negócio é o planejamento financeiro. Nessa etapa, você deve definir o investimento inicial para a criação da sua loja e fazer a alocação de todos os custos, como despesas com estoque, logística, marketing e tecnologia.

Esse também é o momento de fazer a precificação dos seus produtos. Para isso, devem ser considerados os custos fixos e variáveis da sua operação, a margem de lucro esperada, os preços praticados pelos concorrentes e o valor agregado dos produtos oferecidos.

A partir desse planejamento, defina suas metas financeiras, a curto, médio e longo prazo, e estabeleça também um cronograma para acompanhá-las.

Fornecedores

Buscar e selecionar fornecedores de confiança é um passo essencial para montar seu e-commerce. Para encontrar esses parceiros, faça pesquisas no mercado, em redes sociais e marketplaces, por exemplo.

Quando tiver uma lista com suas principais opções, entre em contato para negociar os preços e prazos mais vantajosos. Também é importante levar em conta a qualidade do serviço e a capacidade de produção de cada um. O ideal é contar com mais de um fornecedor, para evitar possíveis imprevistos.

Tenha em mente que, desde já, é fundamental manter um bom relacionamento com seus parceiros. Isso garante uma comunicação clara entre as duas partes e o cumprimento do que foi acordado, além de te ajudar a negociar melhores condições a longo prazo.

2. Plataforma para e-commerce

Com o planejamento pronto para o seu negócio, você pode passar para a criação da loja virtual em si. A primeira ação nessa etapa é escolher e comprar um domínio, ou seja, um endereço para o seu site. Uma URL própria e personalizada fortalece sua marca e permite que ela seja mais facilmente encontrada no Google.

A partir da aquisição do domínio, você deve selecionar a plataforma para o seu e-commerce. Essa escolha é muito importante, visto que a plataforma é a infraestrutura que permite todo o processo de criação e manutenção da sua loja virtual.

Existem várias opções prontas e acessíveis para quem está começando. Analise as possibilidades e escolha a melhor para sua estratégia, de acordo com os planos, funcionalidades e suporte oferecidos.

Alguns aspectos relevantes para se considerar na seleção da plataforma são:

  • integrações com sistemas de gestão, redes sociais e meios de pagamento;
  • ferramentas de SEO (Search Engine Optimization);
  • segurança dos dados;
  • gestão do estoque;
  • layout responsivo para mobile;
  • estabilidade.

Após a escolha da plataforma, você pode começar a organizar sua loja. Personalize seu layout, adicionando a logo e a identidade visual da sua marca. Insira informações sobre a empresa e disponibilize formas de contato. Por fim, crie categorias e cadastre seus produtos, adicionando descrições e imagens de qualidade para cada um.

3. Meios de pagamento

A experiência de compra do consumidor deve ser facilitada ao máximo. Nesse ponto, entra a importância de uma boa solução de pagamentos para processar as transações da sua loja. O ideal é escolher um sistema que ofereça os principais métodos de pagamento e possa ser facilmente integrado com a plataforma do seu e-commerce.

Além disso, os clientes devem confiar na segurança de todo o processo de finalização do pedido. Segundo levantamento do Baymard Institute, um checkout complicado ou longo foi apontado por 21% dos consumidores como motivo para o abandono do carrinho. Portanto, o fluxo de compra deve ser simples, sem solicitar informações em excesso para o usuário.

Uma dica é selecionar uma ferramenta segura e que ofereça um checkout transparente, ou seja, que mantenha o usuário na mesma página, sem direcioná-lo para um site externo. Desse modo, você evita o abandono de carrinho e aumenta o número de conversões.

O Pagar.me é uma solução simples e segura para a sua loja começar a vender online, recebendo pagamentos por cartão de crédito e boleto.

4. Logística

Organizar a operação logística é outro passo indispensável na hora de montar um e-commerce. Afinal, os prazos e valores de entrega são fatores que afetam diretamente a satisfação dos clientes. Dados da pesquisa do Baymard Institute mostram que a surpresa com custos extras ao final do pedido, como frete e taxas, é responsável pelo abandono de carrinho de 50% dos consumidores.

Por isso, planeje bem a logística da sua loja e busque as melhores soluções tanto para o negócio quanto para seus clientes. Compare as taxas cobradas pelos Correios e por diferentes transportadoras, chegando à melhor combinação de frete e tempo de entrega.

O frete grátis é um benefício muito procurado pelos consumidores, sendo uma boa estratégia para aumentar as vendas. Contudo, tome cuidado para que ele não prejudique os custos do seu negócio.

As embalagens dos pedidos também devem ser planejadas com cuidado, para garantir a segurança e a integridade dos produtos. Além disso, lembre-se de criar e disponibilizar uma política de trocas e devoluções, bem como estruturar uma operação eficiente de logística reversa.

5. Atendimento ao cliente

Oferecer um atendimento eficiente e humanizado é imprescindível para garantir a melhor experiência de compra no seu e-commerce. O cliente deve ter fácil acesso aos canais de comunicação da sua loja para resolver qualquer dúvida, problema ou solicitação que possa ter ao longo do processo de compra. Existem várias opções de canais: redes sociais, chat online, e-mail, WhatsApp, telefone etc. Escolha os que fizerem mais sentido para o seu público-alvo e estabeleça os horários de atendimento da loja, buscando sempre responder o mais rápido possível.

Essa preocupação também deve se estender ao pós-venda. Após fazer a compra, os consumidores ainda podem ter dúvidas ou problemas com seus pedidos. Um atendimento de qualidade nessa etapa representa um grande diferencial competitivo para o seu e-commerce, contribuindo para a fidelização dos seus clientes.

6. Marketing digital

Para começar a construir sua presença online e divulgar sua marca, invista em um bom planejamento de marketing. Para isso, analise as estratégias utilizadas pelos seus concorrentes, estude os comportamentos do seu público-alvo e defina as melhores ações para o seu e-commerce.

Algumas estratégias que podem ser utilizadas são:

  • redes sociais;
  • otimização para SEO;
  • marketing de conteúdo;
  • anúncios pagos (Google Ads, Facebook Ads etc) etc.

Após dar início às suas campanhas de marketing, faça um monitoramento contínuo dos resultados alcançados. Assim, será possível otimizar suas ações, atraindo cada vez mais os clientes ideais para o seu negócio e aumentando suas vendas.

Agora que você já sabe como montar um e-commerce do zero, está na hora de aprofundar seus conhecimentos. Entenda as principais leis que regem o comércio eletrônico e adeque sua loja à legislação!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

13, janeiro, 2021

Meios de pagamento online: como escolher o melhor para o seu negócio

Os meios de pagamento online são fundamentais para oferecer uma boa experiência de compra no seu e-commerce. Descubra como escolher a melhor opção para a sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

11, janeiro, 2021

Aprenda como reduzir custos logísticos no seu e-commerce

Parte essencial da operação de um e-commerce, a logística demanda vários gastos, como frete, armazenamento e manuseio. Confira como reduzir custos logísticos da sua loja, sem comprometer a eficiência e a qualidade do negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

06, janeiro, 2021

Metas SMART: entenda o que são e como aplicá-las no seu negócio

Metas bem definidas são fundamentais para o sucesso de qualquer negócio. Para otimizar o processo de estruturação desses objetivos, o método SMART é uma ótima ferramenta. Conheça as metas SMART e saiba como aplicá-las na sua empresa!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo