Canais de venda: conheça os 10 principais e saiba como escolher o melhor para o seu negócio

E-commerce

13 de maio de 2021 (atualizado em 5 de abril de 2024)

Escolher os canais de venda ideais para comercializar os seus produtos ou serviços é uma decisão primordial para ter sucesso com o seu negócio.

O crescimento do varejo digital foi acompanhado do surgimento de vários canais online. Dentre tantas opções disponíveis, é preciso selecionar as plataformas mais estratégicas para atender o seu público-alvo e conquistar os melhores resultados.

Diversificar os seus canais de venda, inclusive, pode ser uma forma de ampliar o alcance da sua marca e multiplicar as oportunidades de lucro.

Neste artigo, você vai entender o que são canais de venda e conhecer as principais opções para empreender no mundo digital. Confira!

O que são canais de venda?

Canais de venda são os meios por onde uma empresa oferece e vende os seus produtos ou serviços para os consumidores, seja de forma online ou offline.

Esses espaços, físicos ou digitais, permitem que o público conheça e se relacione com a sua marca e, consequentemente, compre com você.

Dessa forma, os canais de venda são um importante ponto de contato entre o público e o seu negócio, sendo cruciais para a sua estratégia de atração e conversão.

Como escolher os canais de venda ideais?

Não adianta estar presente em todos os canais de venda existentes, se nem todos fizerem sentido para a sua empresa. Portanto, é necessário considerar alguns fatores para investir nas plataformas mais adequadas, como:

  • Público-alvo: você deve estar onde os seus clientes estão; entenda a fundo as necessidades, preferências e comportamentos de consumo do seu público, para identificar os canais mais eficientes para atingi-lo;
  • Nicho de mercado: avalie as particularidades dos produtos e serviços vendidos, encontrando os melhores meios para potencializar as vendas no seu segmento específico;
  • Finanças: alguns canais, sobretudo físicos, demandam um alto investimento inicial, sendo preciso analisar os recursos financeiros disponíveis para decidir onde se dedicar.

Lembrando que diversificar os canais de venda, inclusive integrando meios físicos e digitais, pode ser uma excelente estratégia para aumentar a presença da sua marca. O mais importante é que esses canais façam sentido para o seu negócio e sejam trabalhados de maneira alinhada.

Quais são os principais canais de venda?

Em geral, estamos familiarizados com os canais de venda do mundo offline, como lojas físicas, distribuidores, franquias e telemarketing.

Nos últimos anos, porém, o comércio eletrônico tem registrado um acelerado crescimento. Para acompanhar essa tendência, é fundamental conhecer os canais de vendas digitais, que oferecem tanta comodidade e dinamismo para os consumidores.

1. E-commerce

O e-commerce é um dos canais online mais conhecidos e utilizados. Trata-se de uma loja virtual, ou seja, um site onde se pode comprar diretamente produtos ou serviços de uma empresa.

Esse tipo de plataforma é altamente personalizável, sendo responsabilidade do empreendedor cuidar de toda a infraestrutura e das estratégias para vender online.

Isso inclui contratar serviços, como uma plataforma de e-commerce e um meio de pagamento que seja seguro e eficiente, além de investir em ações de marketing para divulgar a sua marca.

De acordo com o CX Trends 2024, o e-commerce esteve no top 1 dos canais de venda onde os consumidores mais realizaram compras nos últimos 12 meses, além de ser o considerado o segundo canal mais confiável para fazer compras.


Baixe o Guia definitivo de como montar um e-commerce!

2. Marketplace

Enquanto o e-commerce é uma loja online de uma única empresa, o marketplace funciona como um shopping virtual, conectando consumidores a diferentes produtos e marcas, em um só ambiente digital.

É um canal de venda que se popularizou nos últimos anos e conquistou a confiança dos consumidores. No relatório CX Trends 2024, 43% dos compradores afirmaram que o marketplace é o meio mais seguro para fazer compras online.

Para anunciar nessas plataformas, geralmente é preciso pagar uma comissão por vendas ou uma taxa mensal.

A grande vantagem é que elas já oferecem todas as tecnologias necessárias para vender, além de contarem com uma alta visibilidade no mercado, atraindo públicos diversos.

Por outro lado, há uma forte competição por preços entre as lojas cadastradas e, como é o próprio marketplace que fica em evidência e há poucas possibilidades de customização, a percepção da sua marca pode ser prejudicada.

3. Instagram

Não há como negar a relevância das redes sociais para gerar engajamento com as audiências, atrair novos clientes e alavancar as vendas.

Canais de venda como Facebook e Instagram contam com ferramentas específicas para os varejistas venderem nas plataformas, direcionando o usuário para as páginas de produto do e-commerce.

Segundo um relatório do Opinion Box, 48% dos compradores já realizaram alguma compra no Instagram e 43% avaliam a experiência de compra nesse canal de venda como ótima.

O mesmo relatório mostra que 42% dos consumidores já realizaram uma compra após assistir uma live de uma marca nas redes sociais.

Desse modo, é possível vender diretamente por essas redes, seja por meio de uma integração com a loja virtual ou do uso de links de pagamento para enviar checkouts personalizados para os consumidores.

4. WhatsApp

Outra rede social que se popularizou como um dos canais de venda mais utilizados pelos consumidores nos últimos 12 meses, de acordo com o CX Trends 2024, foi o WhatsApp.

Desde 2018, o aplicativo conta com uma versão empresarial feita especialmente para pequenos empreendedores potencializarem as suas vendas, conhecido como WhatsApp Business.

Além de ter ultrapassado o Instagram como canal de venda favorito dos compradores, a rede social também aparece no relatório como o canal de comunicação mais eficaz para receber ofertas personalizadas, depois do e-mail.

5. Google Ads

O Google Ads é uma ferramenta que ajuda a aumentar a visibilidade do seu negócio digital, por meio da criação e divulgação de anúncios pagos dos seus produtos.

Os anúncios podem ser exibidos na Rede Display, no formato de publicidades em sites parceiros do Google, ou na Rede de Pesquisa, como links patrocinados que aparecem nos resultados das pesquisas feitas no buscador.

A ferramenta ainda permite segmentar o público que verá os seus anúncios, de acordo com critérios como gênero, idade, localização e interesses. Com isso, você consegue atingir os consumidores certos, tendo mais chances de gerar conversões.

6. Meta Ads

Assim como o Google Ads, o Meta Ads reúne duas ferramentas de veiculação de mídia paga muito utilizadas para ampliar a audiência através de campanhas de anúncios, mais conhecidas como Facebook Ads e Instagram Ads.

Como mencionamos, essas redes sociais estão entre os principais canais de venda da atualidade. Explorar os formatos de anúncios pagos oferecidos possibilita atingir mais consumidores e direcioná-los para a sua página de vendas.

Dentro da plataforma, é possível veicular anúncios em foto, vídeo, carrossel, stories, além de formatos específicos para empresas como coleção e conteúdo de marca.

7. Programa de afiliados

Afiliados são pessoas que divulgam negócios, produtos e serviços em troca de uma comissão por vendas.

Existem diversas plataformas no mercado que oferecem programas de afiliados para você se conectar com esses profissionais.

Na prática, você disponibiliza um link personalizado para os afiliados promoverem o seu negócio em redes sociais e sites próprios, e você paga uma comissão para as vendas realizadas por meio deste link.

Esse canal é utilizado principalmente por empreendedores que vendem produtos digitais, como e-books, cursos online e ferramentas virtuais.

8. E-mail marketing

Outro canal de vendas muito eficaz é o e-mail marketing. Para utilizá-lo, contudo, você precisa contar com uma base de contatos que autorizaram receber esse tipo de comunicação da sua empresa.

Trata-se de um meio bastante personalizável, que permite enviar conteúdos segmentados para diferentes públicos, de acordo com histórico de compra, perfil e etapa da jornada de compra. Assim, é possível fazer campanhas assertivas, guiando o consumidor à conversão.

9. Google Shopping

Comparadores de preço, como o Google Shopping, são um importante canal de venda porque, como o próprio nome diz, permitem comparar preços de diferentes lojas virtuais e marketplaces em uma única página.

Segundo o SPC Brasil, mais de 50% dos consumidores utilizam algum tipo de comparador antes de concluir uma compra online.

Nesse ponto, analisar a concorrência e se cadastrar nessas plataformas pode ser essencial para elevar a competitividade de mercado e as vendas no seu negócio digital.

10. Loja física

Por mais que você tenha um negócio digital, é importante entender que, no pós-pandemia, o comportamento do consumidor mudou e a loja física voltou a ser um dos canais de venda mais procurados pelos compradores.

Oferecer uma experiência de compra na qual os canais físicos e digitais estejam integrados pode atrair cada vez mais consumidores para o seu negócio e potencializar as suas vendas.

Algumas formas de implementar o varejo omnichannel são:

  • integrando o estoque e pagamento;
  • oferecendo opções de entrega facilitadas;
  • alinhando suas ações de marketing;
  • padronizando a comunicação com o cliente.

Bônus: como oferecer uma experiência multicanal?

Caso a realidade do seu negócio ainda esteja distante de oferecer uma experiência omnichannel, uma outra opção é implementar a estratégia de multicanalidade.

Os consumidores estão, cada vez mais, transitando entre diferentes canais de venda em busca de mais informações, menores preços e melhores ofertas. Por isso, oferecer uma experiência que seja multicanal pode ser um grande diferencial competitivo.

Após realizar pesquisas com os seus clientes, é possível entender quais são os seus canais de venda favoritos e estruturar um planejamento estratégico, a fim de se preparar para estar presente em mais de um canal.

E aí, você já conhecia todos os canais de venda que apresentamos? Se você quer continuar a sua jornada no mundo do empreendedorismo digital, inscreva-se na nossa newsletter! Toda semana, você vai receber conteúdos imperdíveis para o seu negócio online.


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

10, abril, 2024

Content Commerce: conheça essa estratégia baseada em conteúdo

O Content Commerce é uma estratégia baseada em conteúdo para oferecer uma melhor experiência para os clientes e aumentar as vendas. Aprenda a implementá-la!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

08, abril, 2024

Dia do Frete Grátis: quando é e como vender na data? (2024)

Saiba quando é o Dia do Frete Grátis e como aproveitar essa data promocional de forma estratégica para aumentar as vendas do seu e-commerce!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

04, abril, 2024

O que é o gatilho da reciprocidade e como usá-lo + exemplos

Confira este conteúdo para aprender como funciona o gatilho da reciprocidade e como aplicá-lo com exemplos práticos no seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo