Black Friday antecipada: como e por que fazer promoções mais cedo?

E-commerce

13 de novembro de 2020 (atualizado em 20 de agosto de 2021)

Com a proximidade do último trimestre do ano, a Black Friday torna-se uma das principais pautas no comércio - e, para este ano, os lojistas estão animados com a perspectiva de boas vendas.

A edição de 2020 foi marcada por amplo protagonismo do e-commerce, quando as vendas passaram de R$5,1 bilhões – valor 31% maior do que o mesmo período em 2019, segundo levantamento da Neotrust/Compre&Confie.

Pensando em aproveitar ao máximo a data, muitos empreendedores investem na Black Friday antecipada.

De acordo com o mesmo estudo, foram realizadas 7,6 milhões de compras online na data, número 24,7% maior do que o registrado na Black Friday em 2019.

Em 2021, a tendência é de que o evento continue movimentando o comércio digital, uma vez que, apesar da flexibilização das medidas de isolamento social, comprar online proporciona comodidade para os consumidores.

Esquenta Black Friday, Black November, Black Week e Cyber Monday… podemos apostar que esses termos são vistos por você com frequência, em novembro, ano após ano.

O maior evento do varejo que, antes se concentrava na última sexta-feira do mês 11, agora se antecipa e se estende, uma vez que o consumidor brasileiro já aguarda ansioso pelas promoções.

Segundo o setor de Inteligência de Mercado da Globo, depois de mais de um ano de pandemia e das experiências de compra em 2020, o consumidor está mais preparado e esperançoso para a Black Friday deste ano, já que 47% dessas pessoas afirmam que pretendem aproveitar as promoções da data.

Uma pesquisa da Offerwise, encomendada pelo Facebook, também aponta para uma Black Friday 2021 capaz de quebrar recordes históricos para o e-commerce: o número de pessoas que pretendem comprar algo na data será 29% maior do que no ano passado.

Pensando nisso, a Black Friday antecipada é a oportunidade perfeita para os lojistas que querem dar uma guinada no caixa e para os consumidores que já desejam garantir as compras de fim de ano. Entenda, portanto, as principais vantagens e como fazer promoções mais cedo!

Por que fazer a Black Friday antecipada?

Se você está com poucos descontos mapeados e com a intenção de disponibilizá-los apenas na sexta-feira, talvez seja interessante rever a estratégia.

Há uma série de razões para você investir na Black Friday antecipada, se beneficiando do maior evento do varejo digital.

1. Aproveitar o novo comportamento do consumidor

Desde 2020, em virtude da pandemia do novo coronavírus, os consumidores precisaram transportar diversos hábitos diários para dentro de casa.

Neste cenário, o comportamento de compra tornou-se cada vez mais digital - e até quem tinha receio de comprar online precisou surfar essa onda.

Para se ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa da Criteo, com mais de 13 mil pessoas, 80% dos consumidores brasileiros pesquisados disseram que continuarão comprando presentes online para feriados e 67% descobriram pelo menos uma nova forma de compra online que manterão.

Além disso, no ano passado, as vendas por meio de aplicativos cresceram 72% na Black Friday, segundo dados da AppsFlyer.

Os consumidores brasileiros descobriram novas lojas online favoritas e aumentaram a diversidade de produtos que compram.

Fato é que, com a pandemia, a digitalização se acelerou tanto na perspectiva de quem consome quanto na perspectiva de quem vende.

Com tantos clientes ávidos pelas ofertas da Black Friday, antecipar as promoções é uma chance de vender mais, aumentar o faturamento e fechar o ano com chave de ouro.

2. Lucratividade por mais tempo

Os consumidores estão animados para aproveitar as ofertas. Afinal de contas, é a chance de antecipar os presentes de Natal e aproveitar os produtos com preços mais convidativos.

Por outro lado, em ano de pandemia, é inegável o quanto os empreendedores estão ansiosos para recuperar as vendas e metas não atingidas.

Portanto, que tal unir o útil ao agradável? A Black Friday antecipada oferece ao consumidor mais tempo para avaliar as ofertas e escolher os produtos desejados e, para os lojistas, mais tempo para atrair consumidores e fechar bons negócios.

Se na edição de 2020, o varejo digital faturou R$ 7,72 bilhões de quinta (véspera da Black Friday) a segunda-feira (Cyber Monday), saiba que esse valor foi ainda maior quando analisamos todo o mês de novembro, chegando a R$12,4 bilhões no período.

3. Prevenir sobrecarga e problemas na logística

Com o aumento do número de pedidos na Black Friday, consequentemente a demanda de logística da sua loja será maior.

Para se ter uma ideia, na Black Friday 2020, o iFood - um dos aplicativos de delivery mais renomados do país - bateu recorde e registrou 2,5 milhões de entregas.

E um aumento repentino nos envios pode acarretar uma sobrecarga de entregas, ocasionando atrasos por parte de algumas transportadoras e dos Correios.

O resultado? Clientes insatisfeitos com a entrega, evitando, futuramente, fazer novas compras na sua loja.

É claro que você pode mitigar esses riscos buscando bons parceiros de logística e oferecendo ao cliente informações adequadas sobre prazos nesta época intensa.

Entretanto, com a Black Friday antecipada, as promoções são aproveitadas antes e, assim, os envios são feitos com antecedência, evitando a turbulência do fim de novembro e início de dezembro.

4. Evitar aglomerações em lojas físicas

A pandemia do coronavírus ainda não acabou, logo, todo cuidado é pouco para evitar aglomerações e riscos aos consumidores - mesmo com o avanço da vacinação em todo o país.

Dessa forma, os lojistas precisam ser cautelosos, caso também tenham lojas físicas. Afinal, ofertas tentadoras, limitadas a um único dia, são um prato cheio para superlotar um espaço.

Neste cenário, a Black Friday antecipada na operação digital é a melhor alternativa para continuar lucrando, sem oferecer riscos à saúde da clientela e da sua equipe.

No ano passado, essa foi uma alternativa adotada por grandes marcas, como a Via Varejo: dona de marcas como Ponto (antigo PontoFrio) e Casas Bahia, a empresa anunciou que anteciparia a Black Friday “para evitar aglomerações nas lojas e garantir uma venda mais tranquila para os brasileiros em um ano tão complexo”.

Lembrando que as compras online permitem, ainda, que o consumidor tenha acesso a uma variedade maior de produtos e consiga comparar mais facilmente as ofertas.

5. Mais tempo para a consideração do cliente

Nas primeiras semanas de novembro, o consumidor que pretende comprar na Black Friday está passando pela etapa de consideração da compra.

Isso quer dizer que ele está certo do que precisa, mas analisando produtos e comparando preços, com frequência.

De acordo com uma pesquisa recente do UOL, 9 em cada 10 brasileiros pesquisam o preço de um produto desejado antes da Black Friday. O mesmo estudo aponta que 67% dos brasileiros têm a intenção de comprar algo em 26 de novembro deste ano.

Portanto, nesta fase, qualquer oferta tentadora pode fazer com que ele coloque a sua marca no radar de prioridades.

Além disso, quanto mais próximo da sexta-feira, que é o momento mais aquecido da sazonalidade, maior a competitividade e mais difícil fica alcançar seus potenciais clientes.

Portanto, a Black Friday antecipada é a sua chance de contar com a lembrança e a consideração dos clientes a partir de uma conexão anterior.

Segundo dados do Google, as marcas que estão presentes desde o início da exploração têm 30% mais chances de serem lembradas no ato da compra. Então, mãos à obra - é hora de colocar as primeiras ofertas para jogo!

Como disponibilizar promoções mais cedo no e-commerce?

Agora que você já entende as vantagens de fazer a Black Friday antecipada no seu negócio, vamos te auxiliar oferecendo dicas para fazer ofertas o quanto antes!

Descontos progressivos

O desconto progressivo é um método de venda que estimula o cliente a adquirir mais produtos para ganhar redução nos preços.

A lógica é simples: quanto mais produtos uma pessoa comprar, maior será o desconto que ela vai receber.

Kits

Outra dica valiosa, especialmente para os itens que não saem com tanta facilidade, é aproveitar a data para vender kits de produtos.

Unir itens que vendem melhor aumenta a venda e permite fazer giro no estoque mais rapidamente. É a oportunidade perfeita para queimar o estoque daquele produto que está encalhado há algum tempo!

Promoções a preço de custo

Falando em produtos encalhados, uma excelente opção é criar promoções e vendê-los por preço de custo, ou bem abaixo do valor que venderia para ter lucro. Dessa forma, o produto fica mais atrativo para a venda.

Entretanto, é claro que o lucro não será o mesmo. Em contrapartida, você terá mais dinheiro em caixa para investir em produtos nos próximos meses que, de fato, tenham saída em sua loja virtual.

Cupons de desconto

Os cupons de desconto são uma excelente estratégia de vendas, porque podem se tornar virais com facilidade.

Se o cliente encontra um bom código promocional, ele tende a divulgá-lo para os amigos e familiares. Isso aumenta as vendas e traz novos visitantes à loja virtual.

Produtos complementares

O papel da promoção de produtos complementares no e-commerce é sugerir que o cliente que está levando o produto X leve também o produto Y.

Geralmente, a estratégia está aliada à alguma vantagem. Por exemplo: comprando os dois, o cliente pode ganhar frete grátis, desconto ou parcelamento sem juros.

Procure ofertar produtos que façam sentido: se seu cliente está comprando um tênis, ofereça melhores condições para levar meias junto, por exemplo.

Promoções para clientes de baixo risco

Uma estratégia interessante para a Black Friday antecipada é identificar no cadastro da loja quais são os clientes com menor risco de inadimplência e oferecer promoções especiais para eles.

Afinal, são clientes que já compraram no seu site, o que pode gerar ainda mais fidelização e, também, garantir que as compras realizadas na sua Black Friday tenham baixo risco de fraude.

Descontos especiais no app

De acordo com a pesquisa da Offerwise e do Facebook, 77% dos entrevistados devem usar seus smartphones como principal canal de compra na Black Friday 2021, contra 53% no ano passado.

Desenvolvidos especialmente para smartphones, os aplicativos oferecem uma experiência de compra totalmente pensada em telas menores.

Além disso, você já deve estar cansado de saber que a velocidade é extremamente importante para prender a atenção do usuário até o final da compra.

Nesse sentido, os apps podem armazenar dados na memória do dispositivo, o que permite requisições instantâneas.

Isso é especialmente importante para compras por impulso. No caso de sites, os dados precisam ser buscados nos servidores da web.

Portanto, se você está desenvolvendo um aplicativo para o seu negócio, aproveite para impulsioná-lo com descontos pré-Black Friday exclusivos para clientes que comprarem por meio dele.

Faça bom uso das redes sociais

Mais do que nunca, está claro que as redes sociais deixaram de ser meras vitrines para se tornarem eficientes canais de venda. Essa é a premissa do social commerce.

A influência das redes sociais na decisão de compra é grande e, com os seus inúmeros recursos - imagens, vídeos, lojinhas integradas e anúncios -, fica fácil promover uma comunicação atrativa e fechar negócios.

Portanto, que tal começar um aquecimento na Black Friday promovendo promoções nas redes sociais da sua marca, bem antes da última sexta-feira de novembro?

Você pode apostar em estratégias como:

  • divulgação de um cupom de desconto por dia nos Stories;
  • enquete para saber qual categoria/produto os clientes querem receber desconto - e oferecer o benefício nos dias que se seguirem;
  • live commerce com um influenciador ou vendedor da empresa, mostrando os produtos, novidades e promoções. É recomendável oferecer descontos exclusivos para a audiência, incentivando a compra.

Black November, Black Week e Cyber Monday

Além das táticas citadas acima, a Black Friday antecipada já assume, no mercado, outras nomenclaturas. Conheça as vantagens e desvantagens e como apostar em cada modelo.

Black November

Consiste na estratégia de oferecer descontos agressivos durante todo o mês de novembro. Indicada para lojistas que buscam um alto volume de receita durante o período.

De acordo com um balanço da Linx, considerando-se o mês inteiro em 2020, o faturamento foi 70% maior na comparação com o mesmo período em 2019.

No entanto, é importante avaliar se o seu negócio tem condições de ter preços mais baixos durante o todo o mês sem ter prejuízo no balanço final.

Pode ser interessante cada semana um produto do seu negócio estar com um desconto mais agressivo.

Invista em landing pages para os clientes se cadastrarem para serem avisados sobre quando os produtos desejados estarão em promoção - isso pode ajudar a aumentar a conversão.

Black Week

Caso não seja sustentável para sua empresa ter grandes descontos durante todo o mês de novembro, ofereça promoções durante a semana da data da Black Friday.

O mesmo estudo da Linx apontou que as vendas do varejo online em 2020 cresceram 60% na semana da Black Friday, popularmente conhecida como “Black Week”, na comparação com o mesmo período de 2019.

Nesta opção, pode ser interessante fazer um desconto diferente a cada dia e, na sexta-feira da Black Friday, colocar todo seu e-commerce com ofertas arrasadoras ou diferenciais, como frete grátis e cashback.

Cyber Monday

O setor de Eletrônicos e Tecnologia também vem aderindo à Cyber Monday nos últimos anos.

A promoção ocorre na segunda-feira após a Black Friday (em 2021, será no dia 29 de novembro). Porém, diferente da Black Friday onde você vai encontrar todo tipo de produto, na Cyber Monday, essas ofertas se concentram principalmente em produtos eletrônicos, como celulares, notebooks e games.

Visto que o setor de Eletrônicos é um dos mais cobiçados em 2021 (almejado por 44% dos consumidores), pense em investir em promoções especiais desses itens caso você atenda esta categoria.

A Black Friday antecipada é uma época fantástica para aumentar as vendas e aproveitar a intenção de compra aquecida para o Natal.

Lembre-se de que existem muitos perfis de consumidores, logo, antecipar ofertas é a chance de conquistar cada um deles!

Por fim, se você gostou dessas dicas sobre Black Friday antecipada, acesse sempre o blog do Pagar.me, onde você sempre encontra novos conteúdos sobre vendas, pagamentos e empreendedorismo.

Nas próximas semanas, você ainda poderá acompanhar uma série de conteúdos especiais para preparar sua operação para a Black Friday 2021. Boas vendas!


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, outubro, 2021

O que é e-commerce: guia completo de como funciona e como criar um

Confira tudo o que você precisa saber sobre o que é e-commerce e como funciona esse modelo de negócio digital que está crescendo cada vez mais!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

21, outubro, 2021

5 estratégias para reduzir o abandono de carrinho na Black Friday

É imprescindível preparar a sua loja para evitar o abandono de carrinho na Black Friday. Conheça as estratégias essenciais!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, outubro, 2021

Prateleira infinita: como integrar estoques e oferecer uma melhor experiência?

Saiba mais sobre a prateleira infinita, solução omnichannel que permite vender produtos do estoque do e-commerce na loja física!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo