O que é giro de estoque, como calcular e como otimizar esse indicador?

E-commerce

23 de maio de 2022

Já teve que lidar com um problema de alta demanda e falta de produtos? Ou, então, passou por uma situação de itens parados no estoque? Para evitar esses cenários, é essencial acompanhar o giro de estoque da sua loja.

Com esse indicador, é possível controlar de perto a rotatividade das mercadorias e fazer uma melhor gestão do estoque de acordo com o seu fluxo de vendas. Tudo isso contribui para a saúde financeira e a reputação da empresa.

A seguir, você vai entender a fundo o que é giro de estoque, como calcular esse indicador e como otimizá-lo no seu e-commerce. Boa leitura!

O que é giro de estoque?

O giro de estoque é um indicador-chave de desempenho que revela quantas vezes as mercadorias de um estoque são renovadas em um determinado período de tempo.

Com isso, o giro de estoque mede a rotatividade dos produtos, permitindo calcular o tempo médio de permanência de um item até ser vendido e a velocidade de renovação do estoque. Ou seja, o indicador revela a eficiência da gestão de estoque da empresa.

Como calcular o giro de estoque?

O cálculo do giro de estoque consiste em dividir o número total de vendas realizadas pelo volume médio de produtos no estoque durante o período analisado, que geralmente é de um ano.

Essas informações podem ser levantadas no sistema de gestão da empresa, sendo que é recomendado fazer o cálculo para cada mercadoria diferente vendida.


Cálculo do giro de estoque por produto

Para ficar mais claro, vamos imaginar um e-commerce de papelaria que deseja descobrir o giro de estoque de um determinado caderno. A loja teve um estoque médio de 200 unidades e vendeu o total de 1.000 cadernos ao longo do ano.

Nesse caso, o giro de estoque deve ser calculado da seguinte forma: 1.000 / 200 = 5. Ou seja, em um ano, a empresa repõe o seu estoque daquele caderno cinco vezes.

Para negócios com um mix de produtos diversificado, também é possível calcular o giro de estoque considerando o valor total de vendas realizadas e o valor médio do estoque durante o período.

Ambos os valores devem ser calculados considerando somente o preço de custo, não o de venda final.


Cálculo do giro de estoque total

Supondo que a papelaria do exemplo anterior teve um valor médio de estoque avaliado em R$ 10.000,00 e vendeu um total de R$ 30.000,00, o giro de estoque da empresa será: 30.000,00 / 10.000,00 = 3 giros ao ano.

Em ambas as fórmulas, se o número obtido no cálculo for inferior a 1, isso significa que parte das mercadorias ainda está no estoque. Se o resultado for superior a 1, os produtos foram repostos pelo menos uma vez ao longo do período em questão.

Para finalizar, outro cálculo complementar ao de giro de estoque é o do tempo médio de permanência no estoque, que indica quantos dias os produtos levam para serem repostos. Para calculá-lo, basta dividir o número de dias do ano pelo número de giros nesse período.

Qual é a importância do giro de estoque?

Para garantir a saúde financeira do negócio, é fundamental ter um equilíbrio entre as reposições do estoque e as vendas realizadas. É aí que entra a importância de acompanhar o giro de estoque.

A partir do acompanhamento desse indicador, é possível:

  • identificar a rotatividade dos produtos;
  • realizar previsões de vendas mais certeiras;
  • fazer um planejamento mais assertivo de reposições do estoque;
  • garantir a disponibilidade de mercadorias com alta demanda;
  • planejar promoções mais estratégicas;
  • evitar prejuízos e desperdícios com produtos parados no estoque;
  • reduzir os custos com armazenamento;
  • aumentar a lucratividade.

Qual é o giro de estoque ideal?

Como explicamos anteriormente, um giro de estoque menor que 1 indica que há produtos no estoque que ainda não foram renovados. Sendo assim, o ideal é manter o resultado acima de 1, para garantir o lucro do empreendimento.

No entanto, não há um valor específico que seja ideal para todas as empresas. É preciso levar em conta o modelo de negócio, o nicho de mercado e os objetivos de cada negócio.

O setor de alimentos perecíveis, por exemplo, costuma apresentar um giro de estoque mais elevado. Afinal, caso contrário, os produtos podem ser perdidos em função do prazo de validade e gerar prejuízos para o empreendimento.

Em geral, quanto mais alto o giro de estoque, melhor para as vendas. Porém, é preciso se atentar à operação e aos custos logísticos. Afinal, um giro mais alto implica em uma gestão de estoque mais complexa, com processos constantes de reposição e Picking e Packing.

Dessa forma, o ideal é encontrar um ponto de equilíbrio, para garantir que as mercadorias não permaneçam mais tempo do que o necessário no estoque e manter uma operação logística eficaz.

Como otimizar o seu giro de estoque?

Após entender o que é e como calcular o giro de estoque, é hora de entender como melhorar esse indicador no seu negócio. Confira nossas dicas!

1. Faça um controle de estoque eficiente

Esse é um passo básico para qualquer empreendimento. É fundamental acompanhar todas as entradas e saídas de produtos, para entender melhor o seu giro de estoque e tomar melhores decisões para o negócio.

Uma dica é contar com um sistema de gestão para automatizar o controle de estoque e ter acesso a informações integradas da empresa.

2. Acompanhe o fluxo de vendas

Conhecer o histórico de vendas da loja permite fazer uma melhor previsão de demanda e identificar períodos de sazonalidade. Assim, é possível planejar as reposições do estoque com mais assertividade e evitar situações de falta ou excesso de mercadorias.

3. Aumente a rotatividade dos produtos

É importante implementar estratégias para aumentar a rotatividade dos produtos no negócio. Uma solução é reduzir os intervalos entre as reposições, fazendo compras menores e com maior frequência.

Em caso de produtos parados no estoque, identifique as mercadorias que estão encalhadas e busque entender por que elas não estão vendendo.

A partir disso, você poderá realizar ações para liberá-las do estoque, como esquematizar promoções mais agressivas ou incluir os itens parados em combos promocionais com outros produtos mais atrativos.

Esperamos que você tenha entendido o que é giro de estoque e a importância de acompanhar esse indicador. Ele pode fazer toda a diferença para a saúde financeira do seu negócio.

Agora que você sabe como aumentar o seu giro de estoque, continue otimizando os seus processos logísticos e entenda como resolver um problema de frete mais caro que o produto!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

O que é giro de estoque, como calcular e como otimizar esse indicador?

E-commerce

23 de maio de 2022

Já teve que lidar com um problema de alta demanda e falta de produtos? Ou, então, passou por uma situação de itens parados no estoque? Para evitar esses cenários, é essencial acompanhar o giro de estoque da sua loja.

Com esse indicador, é possível controlar de perto a rotatividade das mercadorias e fazer uma melhor gestão do estoque de acordo com o seu fluxo de vendas. Tudo isso contribui para a saúde financeira e a reputação da empresa.

A seguir, você vai entender a fundo o que é giro de estoque, como calcular esse indicador e como otimizá-lo no seu e-commerce. Boa leitura!

O que é giro de estoque?

O giro de estoque é um indicador-chave de desempenho que revela quantas vezes as mercadorias de um estoque são renovadas em um determinado período de tempo.

Com isso, o giro de estoque mede a rotatividade dos produtos, permitindo calcular o tempo médio de permanência de um item até ser vendido e a velocidade de renovação do estoque. Ou seja, o indicador revela a eficiência da gestão de estoque da empresa.

Como calcular o giro de estoque?

O cálculo do giro de estoque consiste em dividir o número total de vendas realizadas pelo volume médio de produtos no estoque durante o período analisado, que geralmente é de um ano.

Essas informações podem ser levantadas no sistema de gestão da empresa, sendo que é recomendado fazer o cálculo para cada mercadoria diferente vendida.


Cálculo do giro de estoque por produto

Para ficar mais claro, vamos imaginar um e-commerce de papelaria que deseja descobrir o giro de estoque de um determinado caderno. A loja teve um estoque médio de 200 unidades e vendeu o total de 1.000 cadernos ao longo do ano.

Nesse caso, o giro de estoque deve ser calculado da seguinte forma: 1.000 / 200 = 5. Ou seja, em um ano, a empresa repõe o seu estoque daquele caderno cinco vezes.

Para negócios com um mix de produtos diversificado, também é possível calcular o giro de estoque considerando o valor total de vendas realizadas e o valor médio do estoque durante o período.

Ambos os valores devem ser calculados considerando somente o preço de custo, não o de venda final.


Cálculo do giro de estoque total

Supondo que a papelaria do exemplo anterior teve um valor médio de estoque avaliado em R$ 10.000,00 e vendeu um total de R$ 30.000,00, o giro de estoque da empresa será: 30.000,00 / 10.000,00 = 3 giros ao ano.

Em ambas as fórmulas, se o número obtido no cálculo for inferior a 1, isso significa que parte das mercadorias ainda está no estoque. Se o resultado for superior a 1, os produtos foram repostos pelo menos uma vez ao longo do período em questão.

Para finalizar, outro cálculo complementar ao de giro de estoque é o do tempo médio de permanência no estoque, que indica quantos dias os produtos levam para serem repostos. Para calculá-lo, basta dividir o número de dias do ano pelo número de giros nesse período.

Qual é a importância do giro de estoque?

Para garantir a saúde financeira do negócio, é fundamental ter um equilíbrio entre as reposições do estoque e as vendas realizadas. É aí que entra a importância de acompanhar o giro de estoque.

A partir do acompanhamento desse indicador, é possível:

  • identificar a rotatividade dos produtos;
  • realizar previsões de vendas mais certeiras;
  • fazer um planejamento mais assertivo de reposições do estoque;
  • garantir a disponibilidade de mercadorias com alta demanda;
  • planejar promoções mais estratégicas;
  • evitar prejuízos e desperdícios com produtos parados no estoque;
  • reduzir os custos com armazenamento;
  • aumentar a lucratividade.

Qual é o giro de estoque ideal?

Como explicamos anteriormente, um giro de estoque menor que 1 indica que há produtos no estoque que ainda não foram renovados. Sendo assim, o ideal é manter o resultado acima de 1, para garantir o lucro do empreendimento.

No entanto, não há um valor específico que seja ideal para todas as empresas. É preciso levar em conta o modelo de negócio, o nicho de mercado e os objetivos de cada negócio.

O setor de alimentos perecíveis, por exemplo, costuma apresentar um giro de estoque mais elevado. Afinal, caso contrário, os produtos podem ser perdidos em função do prazo de validade e gerar prejuízos para o empreendimento.

Em geral, quanto mais alto o giro de estoque, melhor para as vendas. Porém, é preciso se atentar à operação e aos custos logísticos. Afinal, um giro mais alto implica em uma gestão de estoque mais complexa, com processos constantes de reposição e Picking e Packing.

Dessa forma, o ideal é encontrar um ponto de equilíbrio, para garantir que as mercadorias não permaneçam mais tempo do que o necessário no estoque e manter uma operação logística eficaz.

Como otimizar o seu giro de estoque?

Após entender o que é e como calcular o giro de estoque, é hora de entender como melhorar esse indicador no seu negócio. Confira nossas dicas!

1. Faça um controle de estoque eficiente

Esse é um passo básico para qualquer empreendimento. É fundamental acompanhar todas as entradas e saídas de produtos, para entender melhor o seu giro de estoque e tomar melhores decisões para o negócio.

Uma dica é contar com um sistema de gestão para automatizar o controle de estoque e ter acesso a informações integradas da empresa.

2. Acompanhe o fluxo de vendas

Conhecer o histórico de vendas da loja permite fazer uma melhor previsão de demanda e identificar períodos de sazonalidade. Assim, é possível planejar as reposições do estoque com mais assertividade e evitar situações de falta ou excesso de mercadorias.

3. Aumente a rotatividade dos produtos

É importante implementar estratégias para aumentar a rotatividade dos produtos no negócio. Uma solução é reduzir os intervalos entre as reposições, fazendo compras menores e com maior frequência.

Em caso de produtos parados no estoque, identifique as mercadorias que estão encalhadas e busque entender por que elas não estão vendendo.

A partir disso, você poderá realizar ações para liberá-las do estoque, como esquematizar promoções mais agressivas ou incluir os itens parados em combos promocionais com outros produtos mais atrativos.

Esperamos que você tenha entendido o que é giro de estoque e a importância de acompanhar esse indicador. Ele pode fazer toda a diferença para a saúde financeira do seu negócio.

Agora que você sabe como aumentar o seu giro de estoque, continue otimizando os seus processos logísticos e entenda como resolver um problema de frete mais caro que o produto!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo