Como definir um mix de produtos atrativo para o seu negócio em 8 passos

E-commerce

18 de fevereiro de 2022

Definir o mix de produtos do seu negócio é uma das decisões mais importantes para garantir o sucesso de um empreendimento digital.

De nada adianta vender um amplo catálogo de mercadorias, se elas não forem atrativas para o seu público-alvo e rentáveis para a sua empresa. Isso pode afetar o faturamento do negócio e levar a grandes prejuízos financeiros.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então, continue a leitura para entender o que é mix de produtos e como definir a variedade de itens ideal para vender no seu e-commerce!

Em primeiro lugar, o que é mix de produtos?

Mix de produtos é a diversidade de itens vendidos por um negócio, ou seja, o portfólio de diferentes mercadorias oferecidas pela empresa para os consumidores.

Oferecer um catálogo de produtos diversificado permite atender a diferentes perfis de clientes, trazendo vantagens como:

  • ampliação da abrangência de mercado;
  • experiência mais satisfatória para o consumidor;
  • maior vantagem competitiva no mercado;
  • crescimento do ticket médio da empresa;
  • aumento das vendas e do faturamento.

No entanto, é preciso definir o mix de produtos da sua loja a partir de um planejamento estratégico, levando em consideração fatores como nicho de mercado, público-alvo, sazonalidades e área de atuação.

Exemplo de mix de produtos

Para ficar mais claro o conceito de mix de produtos, imagine um e-commerce que atua no segmento de moda feminina jovem.

Ao começar a sua operação, a loja vendia somente peças de roupa, como blusas, calças e vestidos, de diferentes modelos.

No entanto, a partir de um estudo do mercado e do seu público-alvo, a marca percebeu que também fazia sentido vender outros itens que complementassem os seus produtos principais, como calçados, acessórios e bijuterias.

Com isso, a loja conseguiu montar um mix de produtos mais completo para oferecer um catálogo mais atrativo e que melhor atendesse às necessidades dos seus clientes.

Como definir um mix de produtos atrativo?

Em busca de oferecer um portfólio diversificado no mercado, muitas empresas começam a ampliar os produtos vendidos sem ter uma estratégia definida. Esse é um erro grave que pode afetar as vendas e o faturamento da loja.

Por isso, é essencial seguir alguns passos básicos para criar um mix de produtos assertivo para o seu e-commerce. Confira!

1. Entenda a fundo o seu negócio

Antes de tudo, é fundamental mergulhar no seu negócio para analisar a fundo os seus objetivos e a sua capacidade operacional. Algumas perguntas importantes de se fazer são:

  • Qual é o nicho de mercado da empresa?
  • Quais produtos já estão sendo oferecidos?
  • Quais são as regiões de atuação da loja?
  • Qual é o porte do empreendimento?
  • Qual é a sua capacidade de produção atual?
  • Como é a eficiência da sua operação logística no momento?
  • É financeiramente viável investir em novos produtos?

Com as respostas para essas questões, você poderá entender a situação atual da empresa e quais são as possibilidades de diversificação do seu mix de produtos.

2. Conheça o seu público-alvo

Além de estudar o próprio negócio, também é preciso conhecer bem para quem você vende, ou seja, o seu público-alvo. Afinal, os produtos precisam atender às necessidades, desejos e expectativas dos consumidores para serem realmente atrativos.

Uma ferramenta muito útil é a criação da persona do seu e-commerce, isto é, o perfil que representa as características e os comportamentos do cliente ideal para a sua loja.

Para isso, não se baseie, de forma alguma, em suposições. É importante chegar a conclusões embasadas em dados reais, a partir de pesquisas de mercado, análise de dados internos da empresa e, até mesmo, entrevistas com clientes atuais.

Esse entendimento é muito útil para identificar quais produtos os consumidores mais precisam e estão dispostos a comprar.

3. Analise o seu histórico de vendas

Mais uma vez, os dados são muito importantes para fornecer insights valiosos sobre o seu mix de produtos.

Analise periodicamente o histórico de vendas da sua loja para identificar as mercadorias com maior fluxo de saída e os períodos de maior e menor demanda. Com isso, você poderá encontrar os itens mais estratégicos para o seu portfólio.

Também é essencial identificar os produtos com maior margem de lucro — eles são os mais rentáveis para a empresa.

4. Foque inicialmente no seu nicho de mercado

Pode parecer estratégico expandir ao máximo possível o catálogo de produtos do seu e-commerce, para abranger mais consumidores.

No entanto, manter um portfólio complexo exige altos investimentos em gestão de estoque, processos logísticos e estratégias de marketing. Por isso, se você não tem uma estrutura robusta de negócio, essa pode não ser a melhor opção.

Uma dica é focar inicialmente no seu nicho de mercado específico e vender somente as categorias de produtos relacionadas diretamente a esse segmento.

Quando a sua loja crescer e tiver maior poder de investimento, poderá aumentar gradativamente o seu mix de produtos, incluindo itens de outros segmentos ligados ao seu core business.

5. Atente-se à relação entre os produtos vendidos

Para tornar as suas ofertas atrativas, é imprescindível garantir a coerência do seu mix de produtos. Ou seja, vender itens que façam sentido com o seu nicho de mercado e que entreguem valor para o cliente.

Uma estratégia interessante é identificar os produtos que são os carros-chefes do negócio e, então, encontrar itens que complementem o uso das suas ofertas principais.

Se você vende eletrônicos, como notebooks e celulares, que tal começar a diversificar os seus produtos com acessórios para esses aparelhos? Podem ser fones de ouvido, carregadores e capas protetoras, por exemplo.

6. Estude a concorrência

Se você quer que o seu mix de produtos seja competitivo no mercado, não deixe de analisar o que os seus principais concorrentes estão oferecendo para o público-consumidor.

Observe a variedade de itens e marcas disponibilizadas, assim como os preços praticados, identificando as forças e fraquezas de cada empresa.

Essas informações são importantes para entender melhor a demanda dos clientes e encontrar lacunas que não estão sendo bem atendidas no mercado e que o seu negócio pode preencher. Esse pode ser um diferencial competitivo relevante para sua loja!

7. Considere as sazonalidades

Os produtos estão sujeitos à flutuação de demanda do consumidor em diferentes períodos. Por isso, a sazonalidade é um fator que deve ser levado em consideração para oferecer um mix de produtos assertivo durante todo o ano.

Algumas mercadorias têm alta demanda somente em algumas épocas do ano. É o caso das roupas de praia durante o verão e dos ovos de chocolate no período da Páscoa, por exemplo.

Datas comemorativas, como Natal, Dia dos Namorados e Dia das Mães, também são uma excelente oportunidade para inovar no seu mix de produtos e aumentar as vendas nesses períodos específicos.

8. Faça testes e avalie os resultados

Para acompanhar a demanda dos consumidores e as sazonalidades, assim como manter a sua marca relevante no mercado, é essencial fazer atualizações constantes no seu mix de produtos.

Portanto, seguindo todas as nossas dicas anteriores, agora é a hora de fazer testes! Faça modificações contínuas e monitore os resultados obtidos para aprimorar cada vez mais o seu portfólio.

Renovando o seu catálogo com frequência e baseando-se sempre em uma estratégia bem fundamentada, você tem grandes chances de ter sucesso com as suas ofertas.

Para finalizar, se você quer manter um mix de produtos atrativo, também é essencial evitar produtos encalhados no seu e-commerce. Por isso, confira também nosso conteúdo sobre como solucionar o problema de estoque parado!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

30, setembro, 2022

Como preparar sua loja virtual para a Black Friday? Checklist

Garantir o sucesso da sua loja virtual na Black Friday exige uma preparação de vários aspectos da operação. Veja nosso checklist para não deixar nada para trás!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

28, setembro, 2022

Sell in e sell out: o que são e quais as diferenças?

Sell in e sell out são importantes processos que compõem a cadeia de suprimentos. Entenda o conceito de cada um e como fazer a melhor gestão deles!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

27, setembro, 2022

Avaliação de produtos: por que e como incentivar no seu e-commerce?

A avaliação de produtos é um recurso que fornece uma prova social para os clientes, incentivando-o a fazer uma compra. Entenda como utilizá-la na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Como definir um mix de produtos atrativo para o seu negócio em 8 passos

E-commerce

18 de fevereiro de 2022

Definir o mix de produtos do seu negócio é uma das decisões mais importantes para garantir o sucesso de um empreendimento digital.

De nada adianta vender um amplo catálogo de mercadorias, se elas não forem atrativas para o seu público-alvo e rentáveis para a sua empresa. Isso pode afetar o faturamento do negócio e levar a grandes prejuízos financeiros.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então, continue a leitura para entender o que é mix de produtos e como definir a variedade de itens ideal para vender no seu e-commerce!

Em primeiro lugar, o que é mix de produtos?

Mix de produtos é a diversidade de itens vendidos por um negócio, ou seja, o portfólio de diferentes mercadorias oferecidas pela empresa para os consumidores.

Oferecer um catálogo de produtos diversificado permite atender a diferentes perfis de clientes, trazendo vantagens como:

  • ampliação da abrangência de mercado;
  • experiência mais satisfatória para o consumidor;
  • maior vantagem competitiva no mercado;
  • crescimento do ticket médio da empresa;
  • aumento das vendas e do faturamento.

No entanto, é preciso definir o mix de produtos da sua loja a partir de um planejamento estratégico, levando em consideração fatores como nicho de mercado, público-alvo, sazonalidades e área de atuação.

Exemplo de mix de produtos

Para ficar mais claro o conceito de mix de produtos, imagine um e-commerce que atua no segmento de moda feminina jovem.

Ao começar a sua operação, a loja vendia somente peças de roupa, como blusas, calças e vestidos, de diferentes modelos.

No entanto, a partir de um estudo do mercado e do seu público-alvo, a marca percebeu que também fazia sentido vender outros itens que complementassem os seus produtos principais, como calçados, acessórios e bijuterias.

Com isso, a loja conseguiu montar um mix de produtos mais completo para oferecer um catálogo mais atrativo e que melhor atendesse às necessidades dos seus clientes.

Como definir um mix de produtos atrativo?

Em busca de oferecer um portfólio diversificado no mercado, muitas empresas começam a ampliar os produtos vendidos sem ter uma estratégia definida. Esse é um erro grave que pode afetar as vendas e o faturamento da loja.

Por isso, é essencial seguir alguns passos básicos para criar um mix de produtos assertivo para o seu e-commerce. Confira!

1. Entenda a fundo o seu negócio

Antes de tudo, é fundamental mergulhar no seu negócio para analisar a fundo os seus objetivos e a sua capacidade operacional. Algumas perguntas importantes de se fazer são:

  • Qual é o nicho de mercado da empresa?
  • Quais produtos já estão sendo oferecidos?
  • Quais são as regiões de atuação da loja?
  • Qual é o porte do empreendimento?
  • Qual é a sua capacidade de produção atual?
  • Como é a eficiência da sua operação logística no momento?
  • É financeiramente viável investir em novos produtos?

Com as respostas para essas questões, você poderá entender a situação atual da empresa e quais são as possibilidades de diversificação do seu mix de produtos.

2. Conheça o seu público-alvo

Além de estudar o próprio negócio, também é preciso conhecer bem para quem você vende, ou seja, o seu público-alvo. Afinal, os produtos precisam atender às necessidades, desejos e expectativas dos consumidores para serem realmente atrativos.

Uma ferramenta muito útil é a criação da persona do seu e-commerce, isto é, o perfil que representa as características e os comportamentos do cliente ideal para a sua loja.

Para isso, não se baseie, de forma alguma, em suposições. É importante chegar a conclusões embasadas em dados reais, a partir de pesquisas de mercado, análise de dados internos da empresa e, até mesmo, entrevistas com clientes atuais.

Esse entendimento é muito útil para identificar quais produtos os consumidores mais precisam e estão dispostos a comprar.

3. Analise o seu histórico de vendas

Mais uma vez, os dados são muito importantes para fornecer insights valiosos sobre o seu mix de produtos.

Analise periodicamente o histórico de vendas da sua loja para identificar as mercadorias com maior fluxo de saída e os períodos de maior e menor demanda. Com isso, você poderá encontrar os itens mais estratégicos para o seu portfólio.

Também é essencial identificar os produtos com maior margem de lucro — eles são os mais rentáveis para a empresa.

4. Foque inicialmente no seu nicho de mercado

Pode parecer estratégico expandir ao máximo possível o catálogo de produtos do seu e-commerce, para abranger mais consumidores.

No entanto, manter um portfólio complexo exige altos investimentos em gestão de estoque, processos logísticos e estratégias de marketing. Por isso, se você não tem uma estrutura robusta de negócio, essa pode não ser a melhor opção.

Uma dica é focar inicialmente no seu nicho de mercado específico e vender somente as categorias de produtos relacionadas diretamente a esse segmento.

Quando a sua loja crescer e tiver maior poder de investimento, poderá aumentar gradativamente o seu mix de produtos, incluindo itens de outros segmentos ligados ao seu core business.

5. Atente-se à relação entre os produtos vendidos

Para tornar as suas ofertas atrativas, é imprescindível garantir a coerência do seu mix de produtos. Ou seja, vender itens que façam sentido com o seu nicho de mercado e que entreguem valor para o cliente.

Uma estratégia interessante é identificar os produtos que são os carros-chefes do negócio e, então, encontrar itens que complementem o uso das suas ofertas principais.

Se você vende eletrônicos, como notebooks e celulares, que tal começar a diversificar os seus produtos com acessórios para esses aparelhos? Podem ser fones de ouvido, carregadores e capas protetoras, por exemplo.

6. Estude a concorrência

Se você quer que o seu mix de produtos seja competitivo no mercado, não deixe de analisar o que os seus principais concorrentes estão oferecendo para o público-consumidor.

Observe a variedade de itens e marcas disponibilizadas, assim como os preços praticados, identificando as forças e fraquezas de cada empresa.

Essas informações são importantes para entender melhor a demanda dos clientes e encontrar lacunas que não estão sendo bem atendidas no mercado e que o seu negócio pode preencher. Esse pode ser um diferencial competitivo relevante para sua loja!

7. Considere as sazonalidades

Os produtos estão sujeitos à flutuação de demanda do consumidor em diferentes períodos. Por isso, a sazonalidade é um fator que deve ser levado em consideração para oferecer um mix de produtos assertivo durante todo o ano.

Algumas mercadorias têm alta demanda somente em algumas épocas do ano. É o caso das roupas de praia durante o verão e dos ovos de chocolate no período da Páscoa, por exemplo.

Datas comemorativas, como Natal, Dia dos Namorados e Dia das Mães, também são uma excelente oportunidade para inovar no seu mix de produtos e aumentar as vendas nesses períodos específicos.

8. Faça testes e avalie os resultados

Para acompanhar a demanda dos consumidores e as sazonalidades, assim como manter a sua marca relevante no mercado, é essencial fazer atualizações constantes no seu mix de produtos.

Portanto, seguindo todas as nossas dicas anteriores, agora é a hora de fazer testes! Faça modificações contínuas e monitore os resultados obtidos para aprimorar cada vez mais o seu portfólio.

Renovando o seu catálogo com frequência e baseando-se sempre em uma estratégia bem fundamentada, você tem grandes chances de ter sucesso com as suas ofertas.

Para finalizar, se você quer manter um mix de produtos atrativo, também é essencial evitar produtos encalhados no seu e-commerce. Por isso, confira também nosso conteúdo sobre como solucionar o problema de estoque parado!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

30, setembro, 2022

Como preparar sua loja virtual para a Black Friday? Checklist

Garantir o sucesso da sua loja virtual na Black Friday exige uma preparação de vários aspectos da operação. Veja nosso checklist para não deixar nada para trás!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

28, setembro, 2022

Sell in e sell out: o que são e quais as diferenças?

Sell in e sell out são importantes processos que compõem a cadeia de suprimentos. Entenda o conceito de cada um e como fazer a melhor gestão deles!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

27, setembro, 2022

Avaliação de produtos: por que e como incentivar no seu e-commerce?

A avaliação de produtos é um recurso que fornece uma prova social para os clientes, incentivando-o a fazer uma compra. Entenda como utilizá-la na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo