Pós-Black Friday: como fidelizar clientes e vender mais até o Natal?

E-commerce

3 de dezembro de 2021

O maior evento do varejo digital chegou ao fim, mas o trabalho do seu e-commerce não acabou! Agora é a hora de aproveitar o seu período pós-Black Friday para impulsionar os seus resultados até o Natal e fechar o ano com chave de ouro.

O e-commerce brasileiro faturou um total de R$ 5,4 bilhões entre a quinta e a sexta-feira da Black Friday 2021. O resultado é 5,6% maior que o registrado no ano anterior, de acordo com um levantamento da Neotrust.

Essa alta nas vendas certamente rendeu para os lojistas uma lista repleta com contatos de novos clientes, um prato cheio para buscar fechar novas vendas.

Além disso, o momento continua propício para vender mais, afinal, estamos próximos do Natal, uma das datas mais aquecidas do e-commerce brasileiro.

Portanto, é hora de unir o útil ao agradável, aproveitando a intenção de compras natalinas para fidelizar os clientes conquistados na Black Friday. Confira 5 dicas para continuar vendendo muito neste fim de ano!

1. Tenha um pós-venda estratégico

A Black Friday pode ser a porta de entrada para você estabelecer um relacionamento duradouro com um grupo de clientes.

Philip Kotler, o guru do marketing, já dizia que conquistar um novo cliente custa entre 5 e 7 vezes mais do que manter um atual.

Portanto, prestar assistência e fazer um pós-venda eficiente é o primeiro passo para fidelizar o cliente e convencê-lo a comprar novamente na sua loja no Natal.

Dessa forma, é fundamental que você, varejista, busque se relacionar com o consumidor que chega aos canais de comunicação da loja, repleto de dúvidas sobre a encomenda feita na Black Friday.

Tenha disponibilidade para fazer trocas

Após a chegada do produto, é comum ocorrer a necessidade, por parte do cliente, de realizar trocas e devoluções.

Lembrando que, de acordo com o artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor, o cliente pode desistir da compra no prazo de 7 dias após o recebimento do produto, sem precisar expor uma justificativa em relação à devolução.

Criar uma política de trocas e devoluções e manter a transparência sobre como funcionam esses processos é essencial para oferecer mais confiança ao seu público-alvo, além de conquistar mais credibilidade para o seu negócio.

Sua empresa precisa estar preparada para receber e atender essas solicitações de trocas e recolher mercadorias. Aposte em boas práticas de logística reversa para facilitar a vida do consumidor e aprimorar ainda mais sua experiência de compra.

Peça avaliações e ofereça oportunidades exclusivas

Outra maneira de proporcionar uma boa experiência no pós-venda, estimulando a fidelização do cliente, é pedindo que ele avalie o produto comprado.

Além dessa prática mostrar que a sua marca se importa com a opinião do comprador, boas avaliações, quando exibidas no seu site, podem aumentar a confiabilidade do seu produto e gerar novas vendas.

No pós-venda, além de se colocar à disposição e abrir espaço para ouvir o cliente, também é interessante oferecer vantagens, como um cupom de desconto para uma nova compra ou um e-book de conteúdo relacionado ao produto comprado ou ao segmento da loja.

2. Mantenha contato com os clientes no pós-Black Friday

Estima-se que 60% das pessoas que têm uma experiência de compra positiva na Black Friday retornam ao e-commerce para consumir no Natal.

No entanto, para manter a sua marca na mente do cliente e ter um retorno garantido, é fundamental manter contato. Nesse sentido, as redes sociais e o e-mail marketing são estratégias muito relevantes para manter a comunicação com os consumidores.

No Instagram, por exemplo, é possível interagir com os usuários por meio de enquetes ou até mesmo divulgar benefícios para uma lista exclusiva de clientes na função de amigos próximos, nos Stories. Vale cupom de desconto, página exclusiva com produtos em promoção, brindes e mais!

Mas, sem sombra de dúvidas, o e-mail marketing é o principal canal para fidelizar clientes e converter uma venda.

É por meio do e-mail que você deve pedir o feedback da venda realizada na Black Friday e, ali, divulgar novas promoções, benefícios e produtos complementares ao vendido anteriormente.

Estabeleça, também, uma periodicidade de envios de conteúdos, informações e ofertas que sejam relevantes para a sua persona. É preciso agregar valor não somente em forma de produtos e serviços.

3. Segmente a base de clientes conquistada

Por falar em e-mail marketing, com ele é possível direcionar campanhas e produtos para públicos específicos, de acordo com as suas particularidades, como idade, gênero, localização, interesses, entre outros.

Portanto, para que a sua estratégia seja mais assertiva e você venda mais no Natal, é fundamental segmentar a base de clientes conquistada na Black Friday.

Busque separar os contatos gerados em diferentes critérios, como faixa etária, gênero, região do país, e, principalmente, pela categoria dos produtos pelos quais a pessoa navegou ou comprou.

Fazer uma segmentação com base nesses dados permite que você selecione os produtos e ofertas certos para enviar para uma lista específica de clientes, favorecendo uma taxa de abertura de e-mails maior.

Entenda que, de modo geral, o consumidor não quer e não gosta de passar horas e horas navegando e encontrando produtos que não lhe interessam.

Então, a segmentação torna a experiência do consumidor mais proveitosa, agilizando o processo de compra e aumentando as suas chances de vender mais ao longo dos meses.

Já pensou em fazer anúncios lookalike?

A base segmentada de clientes é relevante, também, para fazer públicos de lookalike no Facebook Ads durante o período pós-Black Friday.

Essa é uma ferramenta que permite que seu anúncio atinja um público de comportamento semelhante ao da lista que você tem registrada.

Imagine, por exemplo, que você tem um e-commerce de sapatos e conta com uma lista de mulheres interessadas em sapatilhas. Você pode subir esses contatos na plataforma de anúncios do Facebook e direcionar o banner de promoções em sapatilhas para o público com interesse semelhante.

4. Aposte na estratégia de cross selling

Outra estratégia relevante para fidelizar os clientes da Black Friday e vender mais no Natal é explorar a técnica de cross selling.

O cross selling é uma venda projetada para levar os consumidores a comprarem produtos complementares. Por exemplo, se o seu cliente estiver comprando um tênis de corrida, você também pode aproveitar para divulgar ofertas de meias confortáveis da mesma marca.

Lembrando que essa estratégia só funciona quando é oferecido um produto relevante e que agregue valor para a compra original.

Se um determinado produto já foi adquirido na Black Friday, você pode tentar fazer um cross selling tardio. Que tal enviar um e-mail com oferta ou cupom de desconto para um produto complementar?

Outra alternativa para incentivar a recompra é implantar o sistema de Compre e Retire ou o de troca gratuita na loja física, caso você também mantenha esse modelo de operação. Assim, você integra os canais e atrai o cliente para o ponto de venda, maximizando as chances de uma nova compra.

5. Estenda os descontos e promoções

Se você investiu em estoque para a Black Friday, pode ser que ainda haja produtos remanescentes ou outros que já estão encalhados há algum tempo.

Nesse cenário, busque oferecer novos descontos e faça mais promoções, divulgando os benefícios também por e-mail.

Além de ajudar o seu cliente a garantir os presentes de Natal, você conseguirá abrir espaço no estoque para novas coleções.

Para criar senso de urgência, utilize um cronômetro de contagem de últimos dias para aproveitar descontos de pós-Black Friday ou deixe alguns produtos com descontos expressivos — mas lembre-se de manter o prazo curto.

Outro gatilho capaz de aumentar as conversões é comunicar sobre a escassez do produto. Que tal acrescentar um aviso de “últimas peças”? Isso vai incentivar o usuário a correr para garantir o item antes que perca a oportunidade.

Tipos de promoções que você pode fazer

Um tipo de promoção estratégica para oferecer é o desconto progressivo, que é concedido à medida em que os itens são adicionados ao carrinho. Ou seja, quanto mais o cliente compra, maior é o desconto.

O benefício pode ser aplicado em todos os produtos à venda na loja, em categorias específicas ou em uma linha especial (de uma marca ou de um tipo de mercadoria).

Já os kits são muito úteis para aumentar o ticket médio e fazer o estoque girar. Um e-commerce especializado em smartphones, por exemplo, pode fazer um combo com o aparelho, uma capinha e uma película.

Use a criatividade, mas lembre-se de que os produtos do kit devem ter relação entre si, para fazer sentido para o consumidor!

Você também pode aproveitar para dar brindes e presentes de Natal para os clientes. Eles são um estímulo para a compra, funcionam como uma forma de fidelização e valorizam o produto.

Há várias formas de trabalhar com brindes no e-commerce, veja algumas delas:

  • Clientes antigos: consumidores fidelizados que fizerem a compra recebem um presente;
  • Compras acima de um valor: o brinde é enviado para quem fizer um pedido a partir de um valor mínimo;
  • Produtos de uma marca específica: compras de determinados itens geram um brinde.

O frete grátis ou reduzido também é um benefício que você pode buscar trabalhar. Para isso, negocie valores com a sua transportadora e avalie a possibilidade de oferecer a entrega gratuita em compras a partir de um determinado valor e/ou de acordo com a região.

Por fim, o cashback é um tipo de programa de fidelidade que gratifica o consumidor com uma porcentagem do valor da compra de volta, a ser usado em compras futuras.

Esse formato traz benefícios para os dois lados. Enquanto o cliente tem sempre um bom motivo para voltar ao site e continuar comprando, o lojista se beneficia da fidelização.

Por fim, lembre-se de que estamos em uma época aquecida para o e-commerce: da Black Friday ao Natal, as vendas ainda se mantêm em ascensão. Portanto, nada de desânimo e mãos à obra para fechar o ano operando no verdinho!

Se você gostou deste artigo, inscreva-se na nossa newsletter para receber semanalmente os melhores conteúdos sobre e-commerce, pagamentos e empreendedorismo. Boas vendas!


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

25, maio, 2022

10 ideias de ações para vender no Dia dos Namorados 2022

A data mais romântica do ano é uma excelente oportunidade para aquecer suas vendas. Confira as melhores ideias para vender no Dia dos Namorados 2022!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

24, maio, 2022

GMV: o que é e como acompanhar essa métrica?

GMV é uma sigla para Gross Merchandise Volume, ou Volume Bruto de Mercadoria, em português. Entenda como analisar esse indicador!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

23, maio, 2022

O que é giro de estoque e como calcular esse indicador?

Explicamos o que é giro de estoque e como calcular essa métrica para você controlar de perto a rotatividade de mercadorias no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Pós-Black Friday: como fidelizar clientes e vender mais até o Natal?

E-commerce

3 de dezembro de 2021

O maior evento do varejo digital chegou ao fim, mas o trabalho do seu e-commerce não acabou! Agora é a hora de aproveitar o seu período pós-Black Friday para impulsionar os seus resultados até o Natal e fechar o ano com chave de ouro.

O e-commerce brasileiro faturou um total de R$ 5,4 bilhões entre a quinta e a sexta-feira da Black Friday 2021. O resultado é 5,6% maior que o registrado no ano anterior, de acordo com um levantamento da Neotrust.

Essa alta nas vendas certamente rendeu para os lojistas uma lista repleta com contatos de novos clientes, um prato cheio para buscar fechar novas vendas.

Além disso, o momento continua propício para vender mais, afinal, estamos próximos do Natal, uma das datas mais aquecidas do e-commerce brasileiro.

Portanto, é hora de unir o útil ao agradável, aproveitando a intenção de compras natalinas para fidelizar os clientes conquistados na Black Friday. Confira 5 dicas para continuar vendendo muito neste fim de ano!

1. Tenha um pós-venda estratégico

A Black Friday pode ser a porta de entrada para você estabelecer um relacionamento duradouro com um grupo de clientes.

Philip Kotler, o guru do marketing, já dizia que conquistar um novo cliente custa entre 5 e 7 vezes mais do que manter um atual.

Portanto, prestar assistência e fazer um pós-venda eficiente é o primeiro passo para fidelizar o cliente e convencê-lo a comprar novamente na sua loja no Natal.

Dessa forma, é fundamental que você, varejista, busque se relacionar com o consumidor que chega aos canais de comunicação da loja, repleto de dúvidas sobre a encomenda feita na Black Friday.

Tenha disponibilidade para fazer trocas

Após a chegada do produto, é comum ocorrer a necessidade, por parte do cliente, de realizar trocas e devoluções.

Lembrando que, de acordo com o artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor, o cliente pode desistir da compra no prazo de 7 dias após o recebimento do produto, sem precisar expor uma justificativa em relação à devolução.

Criar uma política de trocas e devoluções e manter a transparência sobre como funcionam esses processos é essencial para oferecer mais confiança ao seu público-alvo, além de conquistar mais credibilidade para o seu negócio.

Sua empresa precisa estar preparada para receber e atender essas solicitações de trocas e recolher mercadorias. Aposte em boas práticas de logística reversa para facilitar a vida do consumidor e aprimorar ainda mais sua experiência de compra.

Peça avaliações e ofereça oportunidades exclusivas

Outra maneira de proporcionar uma boa experiência no pós-venda, estimulando a fidelização do cliente, é pedindo que ele avalie o produto comprado.

Além dessa prática mostrar que a sua marca se importa com a opinião do comprador, boas avaliações, quando exibidas no seu site, podem aumentar a confiabilidade do seu produto e gerar novas vendas.

No pós-venda, além de se colocar à disposição e abrir espaço para ouvir o cliente, também é interessante oferecer vantagens, como um cupom de desconto para uma nova compra ou um e-book de conteúdo relacionado ao produto comprado ou ao segmento da loja.

2. Mantenha contato com os clientes no pós-Black Friday

Estima-se que 60% das pessoas que têm uma experiência de compra positiva na Black Friday retornam ao e-commerce para consumir no Natal.

No entanto, para manter a sua marca na mente do cliente e ter um retorno garantido, é fundamental manter contato. Nesse sentido, as redes sociais e o e-mail marketing são estratégias muito relevantes para manter a comunicação com os consumidores.

No Instagram, por exemplo, é possível interagir com os usuários por meio de enquetes ou até mesmo divulgar benefícios para uma lista exclusiva de clientes na função de amigos próximos, nos Stories. Vale cupom de desconto, página exclusiva com produtos em promoção, brindes e mais!

Mas, sem sombra de dúvidas, o e-mail marketing é o principal canal para fidelizar clientes e converter uma venda.

É por meio do e-mail que você deve pedir o feedback da venda realizada na Black Friday e, ali, divulgar novas promoções, benefícios e produtos complementares ao vendido anteriormente.

Estabeleça, também, uma periodicidade de envios de conteúdos, informações e ofertas que sejam relevantes para a sua persona. É preciso agregar valor não somente em forma de produtos e serviços.

3. Segmente a base de clientes conquistada

Por falar em e-mail marketing, com ele é possível direcionar campanhas e produtos para públicos específicos, de acordo com as suas particularidades, como idade, gênero, localização, interesses, entre outros.

Portanto, para que a sua estratégia seja mais assertiva e você venda mais no Natal, é fundamental segmentar a base de clientes conquistada na Black Friday.

Busque separar os contatos gerados em diferentes critérios, como faixa etária, gênero, região do país, e, principalmente, pela categoria dos produtos pelos quais a pessoa navegou ou comprou.

Fazer uma segmentação com base nesses dados permite que você selecione os produtos e ofertas certos para enviar para uma lista específica de clientes, favorecendo uma taxa de abertura de e-mails maior.

Entenda que, de modo geral, o consumidor não quer e não gosta de passar horas e horas navegando e encontrando produtos que não lhe interessam.

Então, a segmentação torna a experiência do consumidor mais proveitosa, agilizando o processo de compra e aumentando as suas chances de vender mais ao longo dos meses.

Já pensou em fazer anúncios lookalike?

A base segmentada de clientes é relevante, também, para fazer públicos de lookalike no Facebook Ads durante o período pós-Black Friday.

Essa é uma ferramenta que permite que seu anúncio atinja um público de comportamento semelhante ao da lista que você tem registrada.

Imagine, por exemplo, que você tem um e-commerce de sapatos e conta com uma lista de mulheres interessadas em sapatilhas. Você pode subir esses contatos na plataforma de anúncios do Facebook e direcionar o banner de promoções em sapatilhas para o público com interesse semelhante.

4. Aposte na estratégia de cross selling

Outra estratégia relevante para fidelizar os clientes da Black Friday e vender mais no Natal é explorar a técnica de cross selling.

O cross selling é uma venda projetada para levar os consumidores a comprarem produtos complementares. Por exemplo, se o seu cliente estiver comprando um tênis de corrida, você também pode aproveitar para divulgar ofertas de meias confortáveis da mesma marca.

Lembrando que essa estratégia só funciona quando é oferecido um produto relevante e que agregue valor para a compra original.

Se um determinado produto já foi adquirido na Black Friday, você pode tentar fazer um cross selling tardio. Que tal enviar um e-mail com oferta ou cupom de desconto para um produto complementar?

Outra alternativa para incentivar a recompra é implantar o sistema de Compre e Retire ou o de troca gratuita na loja física, caso você também mantenha esse modelo de operação. Assim, você integra os canais e atrai o cliente para o ponto de venda, maximizando as chances de uma nova compra.

5. Estenda os descontos e promoções

Se você investiu em estoque para a Black Friday, pode ser que ainda haja produtos remanescentes ou outros que já estão encalhados há algum tempo.

Nesse cenário, busque oferecer novos descontos e faça mais promoções, divulgando os benefícios também por e-mail.

Além de ajudar o seu cliente a garantir os presentes de Natal, você conseguirá abrir espaço no estoque para novas coleções.

Para criar senso de urgência, utilize um cronômetro de contagem de últimos dias para aproveitar descontos de pós-Black Friday ou deixe alguns produtos com descontos expressivos — mas lembre-se de manter o prazo curto.

Outro gatilho capaz de aumentar as conversões é comunicar sobre a escassez do produto. Que tal acrescentar um aviso de “últimas peças”? Isso vai incentivar o usuário a correr para garantir o item antes que perca a oportunidade.

Tipos de promoções que você pode fazer

Um tipo de promoção estratégica para oferecer é o desconto progressivo, que é concedido à medida em que os itens são adicionados ao carrinho. Ou seja, quanto mais o cliente compra, maior é o desconto.

O benefício pode ser aplicado em todos os produtos à venda na loja, em categorias específicas ou em uma linha especial (de uma marca ou de um tipo de mercadoria).

Já os kits são muito úteis para aumentar o ticket médio e fazer o estoque girar. Um e-commerce especializado em smartphones, por exemplo, pode fazer um combo com o aparelho, uma capinha e uma película.

Use a criatividade, mas lembre-se de que os produtos do kit devem ter relação entre si, para fazer sentido para o consumidor!

Você também pode aproveitar para dar brindes e presentes de Natal para os clientes. Eles são um estímulo para a compra, funcionam como uma forma de fidelização e valorizam o produto.

Há várias formas de trabalhar com brindes no e-commerce, veja algumas delas:

  • Clientes antigos: consumidores fidelizados que fizerem a compra recebem um presente;
  • Compras acima de um valor: o brinde é enviado para quem fizer um pedido a partir de um valor mínimo;
  • Produtos de uma marca específica: compras de determinados itens geram um brinde.

O frete grátis ou reduzido também é um benefício que você pode buscar trabalhar. Para isso, negocie valores com a sua transportadora e avalie a possibilidade de oferecer a entrega gratuita em compras a partir de um determinado valor e/ou de acordo com a região.

Por fim, o cashback é um tipo de programa de fidelidade que gratifica o consumidor com uma porcentagem do valor da compra de volta, a ser usado em compras futuras.

Esse formato traz benefícios para os dois lados. Enquanto o cliente tem sempre um bom motivo para voltar ao site e continuar comprando, o lojista se beneficia da fidelização.

Por fim, lembre-se de que estamos em uma época aquecida para o e-commerce: da Black Friday ao Natal, as vendas ainda se mantêm em ascensão. Portanto, nada de desânimo e mãos à obra para fechar o ano operando no verdinho!

Se você gostou deste artigo, inscreva-se na nossa newsletter para receber semanalmente os melhores conteúdos sobre e-commerce, pagamentos e empreendedorismo. Boas vendas!


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

25, maio, 2022

10 ideias de ações para vender no Dia dos Namorados 2022

A data mais romântica do ano é uma excelente oportunidade para aquecer suas vendas. Confira as melhores ideias para vender no Dia dos Namorados 2022!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

24, maio, 2022

GMV: o que é e como acompanhar essa métrica?

GMV é uma sigla para Gross Merchandise Volume, ou Volume Bruto de Mercadoria, em português. Entenda como analisar esse indicador!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

23, maio, 2022

O que é giro de estoque e como calcular esse indicador?

Explicamos o que é giro de estoque e como calcular essa métrica para você controlar de perto a rotatividade de mercadorias no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo