Como começar a vender online: o guia definitivo!

E-commerce

11 de março de 2020

Está pensando em entrar no mundo das vendas online, mas não sabe direito como começar?

Vender pela internet pode ser bastante vantajoso para quem quer ter autonomia profissional e liberdade de transformar suas ideias em um negócio. Mas, para ter sucesso, é preciso alinhar alguns pontos e responder a perguntas como:

  • para quem vou vender?
  • o que vou vender?
  • quais custos vou ter com logística?
  • vou usar uma plataforma de e-commerce para fazer as vendas?

A resposta a essas perguntas vai ajudar você a esclarecer os objetivos do negócio, fazer um planejamento mais eficiente e traçar os melhores caminhos para conquistar suas metas, o que é fundamental para manter a sua loja online a longo prazo.

Afinal, estamos falando de um mercado que só cresce, então, é preciso se destacar. Ao longo deste post, vamos te dar algumas dicas para você começar a vender online e crescer o seu negócio. Confira!

Decida qual produto vender na sua loja online

Na hora de escolher a sua loja online, o ideal é unir o que você gosta e conhece com aquilo que gera oportunidade de mercado. Por exemplo, se você gosta de cozinhar, talvez seja a hora de estudar as possibilidades de vender os seus pratos.

Faça uma tabela com atividades que você domina e que gosta de fazer. Assim, fica mais fácil visualizar suas opções. Depois, estude e entenda o mercado em que você quer se inserir, no início pode ser algo simples como as pessoas da sua cidade. Comece a seguir possíveis concorrentes nas redes sociais, para se inspirar e escolher o nicho.

Qual o melhor nicho de produtos para vender online?

Se você ainda não sabe qual produto ou serviço quer vender, comece definindo seu nicho de atuação.

Como na dica anterior, aqui você deve buscar algo que tenha a ver com suas habilidades e interesses. Uma dica para a escolha do melhor nicho para fazer vendas online é pesquisar as tendências de mercado no Google Trends. A ferramenta vai te mostrar os assuntos mais comentados do momento.

Algumas áreas que costumam dar bons resultados com vendas online são:

  • tecnologia (smartphones, videogames, notebooks)
  • beleza (chapinhas, secadores, serviços de cabeleireiro e maquiagem)
  • decoração (produtos artesanais e personalizados)
  • papelaria (planners customizados, cadernos e agendas)
  • vestuário (vestidos, fantasias, sapatos e biquínis)

Na hora de definir seu nicho, tenha em mente que nichos mais específicos oferecem menor concorrência, mas também atingem um público menor.

Conheça o público que compra online

Definir um nicho também é um primeiro passo para você conhecer o seu público. Mesmo que você domine determinado mercado, é preciso fazer pesquisas detalhadas sobre quem são os seus clientes.

Com isso, você consegue montar ações de marketing e vendas mais assertivas e que, de fato, chamem atenção do seu público. Saber quem é o seu cliente permite também que você estabeleça uma linguagem mais apropriada nas suas comunicações.

Se você vende materiais para escritório com foco em altos executivos, por exemplo, não faz sentido mandar e-mails com muitas gírias.

Agora que você já conhece seu público, definiu o seu nicho e o produto que vai vender, é hora de estabelecer o investimento inicial e fazer o planejamento financeiro.

Defina o investimento inicial e o planejamento financeiro

Para isto, considere os seguintes pontos:

  • qual produto será vendido e a quantidade inicial
  • quais são os custos com logística
  • quanto vai ser destinado para marketing
  • quantas pessoas estão envolvidas no negócio
  • quais são os custos com tecnologias (plataforma de e-commerce, disparador de e-mail, etc.)

Também trace metas financeiras e inclua no seu planejamento. Com isso, você estrutura um processo mais organizado e faz o acompanhamento de perto do que entra e do que sai do seu negócio.

Escolha uma plataforma de e-commerce

Para fazer vendas online, existem múltiplas opções de plataformas disponíveis. Então, faça uma pesquisa para conhecer as tecnologias. Monte uma tabela comparando cada uma para escolher a que melhor acolhe os seus objetivos.

De qualquer forma, na hora de fazer sua escolha, alguns critérios devem ser considerados, como:

  • cadastro de produtos
  • gerenciamento de estoque
  • segurança das informações
  • usabilidade do site
  • estabilidade

Lembre-se de que o objetivo de uma plataforma de e-commerce é facilitar a vida do empreendedor e do cliente.

Muitas empresas optam também por fazer vendas online por meio das redes sociais. Hoje, elas são excelentes aliadas, aproximam o consumidor da sua marca e podem ser opções mais em conta para quem está começando um negócio. Um ótimo produto que atende quem está começando nas redes sociais é o app Link.me, onde é possível enviar cobranças para os seus clientes sem ter um e-commerce completo.

Se você vende produtos com apelo visual como, artigos de papelaria e decoração, roupas, maquiagem, bijouterias e artesanato, vale investir no Instagram para expor os itens e atrair clientes.

Nesse sentido, as redes sociais funcionam como uma vitrine da sua loja online e são ótimas ferramentas para realizar promoções e divulgar campanhas de marketing.

Calcule os custos de logística

Lembra que falamos que os gastos com logística devem entrar no planejamento financeiro? A logística é fundamental na hora de montar o seu e-commerce e fazer vendas online.

Se você vai distribuir seus produtos por todo o Brasil, por exemplo, calcule e compare as taxas dos Correios e das transportadoras. Esse cálculo é importante para definir o frete que vai ser cobrado dos seus clientes.

Buscar por valores mais em conta é benéfico não só para o seu negócio, mas para o bolso do seu consumidor. Afinal, fretes muito altos podem fazer um cliente desistir da compra. Por outro lado é importante tomar cuidado com o frete grátis, que pode ao mesmo tempo aumentar suas vendas e ser um vilão nos seus custos.

Outro ponto que deve ser considerado além dos valores é o prazo de entrega. Às vezes, o cliente até está disposto a pagar um pouco mais para receber o produto rapidamente. Então, tente equilibrar frete e tempo de entrega para oferecer a melhor opção para o consumidor.

Melhor ainda se o produto chega antes do tempo acordado! Isso torna a experiência do cliente memorável e reforça a credibilidade da sua marca.

Não esqueça do pós-venda

Investir em pós-venda é importante para fidelizar seus clientes e garantir que eles sempre comprem de você.

Além disso, garantir uma experiência positiva de pós-venda aumenta as chances de seu consumidor recomendar a sua loja para os conhecidos, melhorando a notoriedade da marca. Então, não é porque o cliente finaliza uma compra que ele não merece mais sua atenção. É necessário fortalecer esse relacionamento.

Realize pesquisas recorrentes com consumidores que já compraram da sua loja online para avaliarem a experiência. Com esse retorno, você acaba vendo as lacunas do seu negócio, o que funciona e o que precisa melhorar.

Invista na experiência do cliente. Estude e faça cursos de vendas online

Ao longo do artigo, vimos que a experiência do cliente começa antes da venda e se estende até o pós-venda. Por isso, é preciso ficar atento a todas as etapas da jornada do consumidor.

Para otimizar a experiência, é fundamental investir em atendimento humanizado. Então, ofereça múltiplos canais para o cliente se comunicar com a sua empresa, como redes sociais, site, WhatsApp, telefone, chat e e-mail. Como a sua loja é online, é preciso garantir que o consumidor consiga contatá-la e tirar dúvidas.

Facilite o pagamento no site

Outro ponto para tornar a experiência mais fluida é facilitar a compra no site. Não encha seu site ou rede social de informações confusas, nem coloque muitas etapas para o cliente finalizar o pagamento, porque ele pode desistir a cada novo obstáculo que aparecer.

Para melhorar ainda mais a experiência do cliente na sua loja online, facilite o checkout e ofereça os melhores métodos de pagamento. Afinal, alguns clientes podem ficar receosos de fazer compras pela internet, já que esse processo envolve o envio de dados do cartão de crédito. Com um checkout seguro, você aumenta a possibilidade de conversões e impulsiona suas vendas online.

Conte com a Pagar.me para fazer vendas online e facilitar o pagamento digital! Garantimos a segurança dos pagamentos realizados e oferecemos um checkout transparente.

aumente suas vendas com pagar.me

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

23, outubro, 2020

Previsões para a Black Friday 2020: dados e insights do Google

Recentemente, o Google Brasil promoveu um evento exclusivo para grandes varejistas do mundo digital onde apresentou dados, insights e previsões para a Black Friday 2020. Veja as informações e prepare seu negócio digital.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

16, outubro, 2020

O que é chargeback e como evitar este problema no seu e-commerce?

Ter uma transação contestada pode trazer uma série de prejuízos para a sua loja online, que corre o risco de ficar sem o produto e o valor da venda. Entenda o que é chargeback e como evitar este problema no e-commerce.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

15, outubro, 2020

O Dicionário Financeiro do E-commerce: 17 termos que todo empreendedor digital precisa conhecer

Capital de giro, Lucro, Chargeback, Fluxo de Caixa, Gateway e tantos outros termos do mundo financeiro que você precisa conhecer.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo