Aprenda como reduzir custos logísticos no seu e-commerce

E-commerce

11 de janeiro de 2021

A logística é parte essencial da operação de um e-commerce. Ao fazer uma compra no seu site, o cliente espera que seu pedido seja entregue de forma eficiente, sempre levando em conta o prazo e o frete para envio. Assim, qualquer falha nesse processo pode impactar diretamente na satisfação do consumidor.

Para garantir que o fluxo logístico funcione da melhor maneira possível, há vários gastos envolvidos com o armazenamento e o envio dos produtos. Com isso, a redução de custos na logística pode ser um grande desafio para os lojistas.

Para te ajudar nesse ponto, listamos as melhores estratégias para controlar as despesas desse setor. Continue lendo e aprenda como reduzir custos logísticos na sua loja virtual!

1. Mapeie os processos e custos logísticos

O primeiro passo é mapear todos os processos logísticos do seu negócio, compreendendo a fundo os gastos despendidos em cada etapa.

Os custos com logística de um e-commerce geralmente são referentes a armazenagem, estoque e transporte dos produtos. Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), os gastos com frete representam 65,90% dos custos logísticos das lojas online, seguidos por despesas com armazenagem (23%) e manuseio (14,8%).

A partir de uma análise minuciosa desses gastos, será possível identificar os pontos que precisam de mais atenção e as melhores oportunidades para reduções de custos. Assim, podem ser definidas metas inteligentes para otimizar seu negócio.

Nesse momento, também é importante compreender os comportamentos e demandas dos seus consumidores. Por meio desse entendimento, você consegue tomar decisões de forma a garantir a melhor experiência de compra para seus clientes.

2. Faça um controle de estoque eficiente

Um estoque mal gerido pode resultar em falhas nos processos do seu e-commerce, como falta de itens e mercadorias paradas. E isso impacta diretamente nos seus custos com aquisição de produtos e manutenção do estoque.

Portanto, é fundamental manter os dados dos seus produtos sempre atualizados e acompanhar sua rotatividade. Isso permitirá um melhor planejamento de compras e reposições, além de um maior capital de giro para o negócio.

Fazer uso da Curva ABC é uma boa estratégia para controlar o estoque e reduzir seus gastos. Essa metodologia é utilizada para classificar as mercadorias conforme sua relevância, medida pelo faturamento, giro e lucro de cada produto.

Os itens mais relevantes, com maior faturamento e giro, por exemplo, devem ser sempre repostos, não ficando em falta no estoque. Já os produtos com menor demanda devem ser adquiridos e armazenados em menores quantidades.

3. Implemente sistemas de gestão

Ter acesso a dados confiáveis sobre a sua operação logística é essencial para garantir a eficiência e a rentabilidade do seu negócio. Para te ajudar nisso, existem várias tecnologias disponíveis no mercado.

Apesar do investimento financeiro necessário para implementar esses sistemas, eles contribuem diretamente para otimizar a gestão do seu e-commerce a longo prazo.

Alguns exemplos de ferramentas que podem ser utilizadas são:

  • WMS (Warehouse Management System): sistema de gerenciamento de armazém, que permite controlar todos os processos e custos do seu estoque;
  • ERP (Enterprise Resource Planning): sistema de gestão que ajuda no gerenciamento de toda a operação, integrando diferentes áreas, como logística, vendas e financeiro;
  • TMS (Transport Management System): sistema de gestão de transporte e logística, para o acompanhamento e otimização das entregas da sua loja e dos gastos envolvidos.

Essas soluções podem trazer insights valiosos para o negócio, como a identificação de falhas nos processos e de oportunidades para redução de custos logísticos, além de previsões de demandas e elaboração de rotas mais eficientes.

4. Negocie com fornecedores

Negociar com seus fornecedores é uma ótima estratégia para diminuir os custos com logística da sua loja. Para isso, deve-se manter um bom relacionamento com esses parceiros e constantemente acompanhar e avaliar o serviço prestado.

Por meio de pesquisas de mercado, você pode verificar se há outras opções mais vantajosas e negociar os melhores valores e formas de pagamento. Também é importante considerar as condições de entrega, a capacidade de produção, a qualidade dos produtos e a eficiência das reposições.

Lembre-se de que o ideal é contar com mais de um fornecedor. Assim, seu e-commerce não fica dependente de um único parceiro, evitando ser prejudicado com eventuais falhas por parte deste fornecedor.

5. Diversifique os modos de envio

Como vimos, os custos com frete são os principais gastos logísticos do e-commerce. Por isso, é fundamental buscar soluções de entrega mais vantajosas para o seu negócio.

Assim como no caso dos fornecedores, é importante trabalhar com transportadoras variadas. Isso evita possíveis problemas e imprevistos com uma empresa específica, além de possibilitar negociar melhores condições.

Para isso, busque diferentes opções no mercado e mantenha uma boa relação com seus parceiros para encontrar os serviços com melhor custo benefício. Certifique-se também da credibilidade das empresas, para garantir a eficiência e a segurança das entregas.

Ao negociar, considere as necessidades e comportamentos do consumidor do seu negócio. Afinal, o frete é um fator muito importante para a decisão de compra. O ideal é oferecer uma variedade de prazos e taxas para que o cliente escolha a opção mais adequada.

Vale negociar com diferentes transportadoras para cada região, de forma a assegurar o melhor serviço para as distintas rotas. Além dos tradicionais Correios e transportadoras, você pode também buscar formas alternativas de envio. Vários marketplaces, por exemplo, oferecem serviço de fulfillment, no qual recebem os produtos da loja em um centro de distribuição, ficando responsáveis por todo o processo de armazenamento e entrega dos pedidos.

6. Otimize a operação e acompanhe os resultados

A partir de todas as estratégias citadas, é possível implementar diversas ações na operação logística para reduzir seus custos. Contudo, lembre-se de que esse processo deve ser contínuo.

Portanto, acompanhe os resultados periodicamente para verificar se suas ações de fato estão resultando na redução de gastos logísticos. As despesas com fretes e estoque, por exemplo, são importantes métricas que devem ser monitoradas. Assim, será possível encontrar oportunidades de melhoria e otimizar ainda mais sua estratégia.

Saber como reduzir os custos logísticos é fundamental, mas esse processo deve sempre ser baseado em dados e análises da operação. Com isso, seu e-commerce toma decisões mais assertivas, sem comprometer a eficiência e a qualidade do seu negócio.

A logística é um dos sete aspectos essenciais para garantir o sucesso da sua loja digital. Acesse nosso artigo e descubra os 7 pilares do e-commerce!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

08, abril, 2021

Segurança no e-commerce: 6 medidas para manter sua loja segura

A segurança no e-commerce é uma preocupação fundamental para quem vende online. Confira 6 medidas para manter sua loja virtual segura!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

07, abril, 2021

Checkout Pagar.me: conheça as vantagens para o seu e-commerce

O checkout do Pagar.me foi criado para oferecer a melhor experiência de pagamento para os seus clientes. Conheça as vantagens dessa solução para seu e-commerce!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

05, abril, 2021

Compra com um clique: confira as vantagens para sua loja virtual

A compra com um clique é um excelente recurso para oferecer uma melhor experiência para o cliente e aumentar as conversões do seu e-commerce. Conheça suas vantagens!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo