Como vender na Black Friday 2022? 12 dicas para vender mais

E-commerce

15 de agosto de 2022

A Black Friday já se consolidou como o maior evento do varejo online brasileiro. Na edição de 2021, o e-commerce faturou o valor recorde de R$ 7,5 bilhões em vendas durante o período, segundo um relatório da Neotrust.

Este ano, a Black Friday acontece no dia 25 de novembro. E, a meses de distância do evento, 50% dos consumidores já afirmam que pretendem comprar algum produto, segundo uma pesquisa da Inteligência de Mercado da Globo.

Dessa forma, se quer vender na Black Friday, o primeiro ponto a ter em mente é a importância de se preparar com antecedência para o evento!

Afinal, a forte concorrência e o alto potencial de vendas desse período exigem um planejamento cuidadoso em tecnologia, estoque, marketing, logística e outros aspectos da operação.

Quer começar a preparar o seu negócio para a data mais importante do comércio eletrônico? Leia este conteúdo completo com dicas de como vender na Black Friday 2022!

12 dicas de como vender na Black Friday

Considerando os aprendizados da edição passada e as expectativas para este ano, listamos as principais dicas para vender na Black Friday 2022. Confira!

1. Antecipe as promoções de Black Friday

Em 2021, os clientes começaram a pesquisar preços e ofertas com até um mês de antecedência da Black Friday, alavancando o tráfego das lojas virtuais a partir da segunda semana de novembro, conforme um relatório da AlliN.

Essa é uma tendência que tem se consolidado nas últimas edições: a realização do Esquenta Black Friday ou Black Friday Antecipada.

Em vez de focar as ações promocionais somente no dia da Black Friday, as empresas diluem suas ofertas ao longo da semana ou, até mesmo, do mês do evento. São as estratégias de Black Week e Black November, respectivamente.

Assim, os compradores têm tempo para acompanhar os preços e encontrar as melhores promoções, enquanto as lojas aumentam sua visibilidade e potencializam as vendas ao longo de um período maior de tempo.

2. Faça promoções reais

Essa é uma dica básica para vender na Black Friday, mas sempre vale reforçar: ofereça promoções verdadeiras e que sejam realmente vantajosas para o consumidor.

Os clientes estão cada vez mais conscientes e, se você tentar enganá-los de alguma forma, eles provavelmente descobrirão e poderão se tornar detratores da marca. Por isso, nada de “Black Fraude” na sua loja!

Algumas ideias de promoções para a Black Friday que você pode promover no seu e-commerce são:

3. Prepare o estoque de produtos

Para atender ao aumento da demanda durante o período da Black Friday, é fundamental reforçar o seu estoque com os produtos de alta saída. Assim, você evita a ruptura de estoque e não perde vendas.

Uma boa prática é começar a negociar com os seus fornecedores com alguns meses de antecedência. Como eles também estarão com alta demanda para a Black Friday, isso evita atrasos no recebimento das mercadorias.

Se você fizer compras volumosas para a data, ainda é possível obter preços mais vantajosos e, como consequência, aplicar descontos mais agressivos nos produtos.

4. Confira a infraestrutura do seu site

Um dos maiores inimigos dos empreendedores na Black Friday é a instabilidade do site nos dias do evento. Essa é uma situação frustrante para o cliente, que pode desistir da compra e até mesmo decidir migrar para um concorrente.

Dessa maneira, para evitar que o e-commerce fique fora do ar e perca vendas, é preciso ter muita atenção à tecnologia do site.

Vale verificar o histórico de performance dos sistemas utilizados, como a plataforma de e-commerce, o ERP e o meio de pagamento online, e entrar em contato para entender como eles estão se preparando para a Black Friday deste ano.

5. Planeje uma campanha de Black Friday

A divulgação é um ponto imprescindível para fazer o seu e-commerce se destacar. Crie uma campanha especial de Black Friday, com uma identidade visual chamativa e um slogan criativo, e divulgue as suas ofertas!

Os anúncios pagos de Google Ads e Facebook Ads costumam ficar mais caros durante as semanas do evento, em função da alta concorrência.

Porém, mesmo com um orçamento mais limitado, ainda é possível fazer uma divulgação robusta. Dentre as estratégias de marketing que você pode investir, estão:

  • campanhas de e-mail marketing;
  • conteúdos nas redes sociais;
  • parcerias com influenciadores digitais;
  • live commerce.

Para garantir que o seu e-commerce apareça nos primeiros resultados das buscas do Google durante a Black Friday, também é essencial otimizar as suas páginas para SEO. Como essa é uma estratégia a longo prazo, o ideal é começar o quanto antes.

Saiba mais: 8 estratégias de SEO para a Black Friday

6. Aproveite a Copa do Mundo

Este ano, a data da Black Friday coincide com a semana de início da Copa do Mundo. Essa é uma excelente oportunidade para alavancar ainda mais as suas vendas.

O estudo da Globo revela que 56% dos consumidores pretendem comprar algum produto por conta da Copa do Mundo e, destes, 72% destes também têm a intenção de comprar na Black Friday.

Portanto, vale fazer ofertas especiais para os consumidores se prepararem para a Copa, sobretudo nos segmentos de Roupas e Acessórios, Eletrônicos, Alimentos e Bebidas.

7. Facilite o processo de entrega

De acordo com a Neotrust, os pedidos com frete grátis representaram 66% das compras feitas na última edição da Black Friday. Logo, esse é um benefício muito relevante para oferecer nas suas promoções.

Se não for possível disponibilizar frete grátis para todos os pedidos no site, você pode oferecê-lo para compras acima de um determinado valor ou regiões estratégicas do país, por exemplo.

Também não se esqueça dos prazos de entrega! Além de um frete mais barato, os clientes também buscam cada vez mais agilidade e praticidade na entrega dos seus produtos.

Nesse sentido, uma dica é oferecer diferentes opções de entrega na hora de finalizar o pedido, incluindo uma modalidade expressa para atender à demanda dos clientes ansiosos para receber seus produtos.

8. Diversifique os canais de vendas

O relatório da Globo aponta que, durante o período de isolamento social, 80% das pessoas utilizaram novos canais de venda para fazer compras, como WhatsApp e redes sociais.

Por isso, vale a pena considerar ampliar os canais do seu negócio para além da loja virtual. Algumas opções que você pode explorar são o Instagram Shopping, a loja do Facebook e o WhatsApp Business.

Você pode iniciar as vendas nessas plataformas e, então, direcionar o cliente para o seu e-commerce ou para um link de pagamento para que ele finalize a compra.

9. Ofereça incentivos para recompra

Uma estratégia para vender na Black Friday com um investimento mais baixo é realizar campanhas de recompra.

Ou seja, incentivar clientes que já fizeram algum pedido na loja a comprar novamente, de forma a fidelizá-los e aumentar as vendas do e-commerce. Para isso, ofereça benefícios exclusivos, como descontos e brindes especiais.

Se os consumidores tiveram uma experiência positiva com o seu negócio no passado, você tem boas chances de incentivar uma nova compra na Black Friday.

10. Invista em estratégias omnichannel

Este ano tem sido marcado pela retomada do comércio físico e pelo crescimento das estratégias omnichannel para integrar os canais presenciais e digitais. Na Black Friday, não será diferente!

A pesquisa da Globo revela que 71% dos consumidores consideram a opção de comprar online e retirar na loja uma boa solução e afirmam que o omnichannel oferece uma experiência de compra positiva.

Sendo assim, se você também tem um estabelecimento físico, já comece a implementar soluções omnichannel para proporcionar uma experiência de compra mais fluida e integrada na Black Friday.

11. Disponibilize formas de pagamento estratégicas

Se você quer evitar o abandono de carrinho durante a Black Friday, é essencial oferecer as formas de pagamento favoritas do consumidor.

O cartão de crédito se destaca pela sua praticidade e pela possibilidade de cashback, sendo que, para compras de alto ticket médio, é interessante oferecer opções vantajosas de parcelamento sem juros.

O Pix também é uma modalidade que tem conquistado cada vez mais os consumidores brasileiros e tem muitas vantagens para o lojista.

Além de apresentar taxas mais baixas que outros métodos, possibilitando a aplicação de descontos mais atrativos, o Pix conta com uma autorização imediata do pagamento. Isso ajuda a evitar uma fraude muito comum na Black Friday: o sequestro de estoque.

Leia também: O que é sequestro de estoque e como evitá-lo na Black Friday?

12. Cuide da segurança do e-commerce

Falando em fraudes, se você quer evitar prejuízos, é fundamental garantir a segurança do seu site na Black Friday. Na última edição, o valor de tentativas de fraudes evitadas atingiu quase R$ 109 milhões, segundo a Neotrust.

Para proteger o seu e-commerce e os seus consumidores, é essencial contar com um meio de pagamento seguro, que garanta a criptografia dos dados sensíveis de pagamento, e um sistema antifraude.

O antifraude é essencial para analisar o comportamento de todas as compras feitas na loja virtual e bloquear qualquer atividade suspeita, evitando fraudes no e-commerce.

Conclusão

Como você pode ver, a Black Friday apresenta um potencial imenso para o comércio eletrônico. O segredo para obter sucesso nessa data tão importante é fazer um planejamento assertivo para atender os consumidores da melhor forma possível.

Ao conquistar e superar as expectativas da clientela na Black Friday, você terá muito mais chances de fidelizar os compradores e, assim, maximizar as vendas do seu negócio a longo prazo.

Gostou das nossas dicas de como vender na Black Friday 2022? Se você quer conferir mais estratégias para impulsionar a sua loja online no evento, não deixe de acompanhar o nosso blog.

E se você quer contar com uma solução de pagamentos completa, simples e segura para o seu e-commerce, conheça o Pagar.me!

Com a nossa tecnologia, você aceita cartão de crédito, boleto e Pix no seu negócio, com alta estabilidade, segurança e a melhor experiência de pagamento para o seu consumidor. Cadastre-se já e boas vendas!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

30, setembro, 2022

Como preparar sua loja virtual para a Black Friday? Checklist

Garantir o sucesso da sua loja virtual na Black Friday exige uma preparação de vários aspectos da operação. Veja nosso checklist para não deixar nada para trás!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

28, setembro, 2022

Sell in e sell out: o que são e quais as diferenças?

Sell in e sell out são importantes processos que compõem a cadeia de suprimentos. Entenda o conceito de cada um e como fazer a melhor gestão deles!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

27, setembro, 2022

Avaliação de produtos: por que e como incentivar no seu e-commerce?

A avaliação de produtos é um recurso que fornece uma prova social para os clientes, incentivando-o a fazer uma compra. Entenda como utilizá-la na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Como vender na Black Friday 2022? 12 dicas para vender mais

E-commerce

15 de agosto de 2022

A Black Friday já se consolidou como o maior evento do varejo online brasileiro. Na edição de 2021, o e-commerce faturou o valor recorde de R$ 7,5 bilhões em vendas durante o período, segundo um relatório da Neotrust.

Este ano, a Black Friday acontece no dia 25 de novembro. E, a meses de distância do evento, 50% dos consumidores já afirmam que pretendem comprar algum produto, segundo uma pesquisa da Inteligência de Mercado da Globo.

Dessa forma, se quer vender na Black Friday, o primeiro ponto a ter em mente é a importância de se preparar com antecedência para o evento!

Afinal, a forte concorrência e o alto potencial de vendas desse período exigem um planejamento cuidadoso em tecnologia, estoque, marketing, logística e outros aspectos da operação.

Quer começar a preparar o seu negócio para a data mais importante do comércio eletrônico? Leia este conteúdo completo com dicas de como vender na Black Friday 2022!

12 dicas de como vender na Black Friday

Considerando os aprendizados da edição passada e as expectativas para este ano, listamos as principais dicas para vender na Black Friday 2022. Confira!

1. Antecipe as promoções de Black Friday

Em 2021, os clientes começaram a pesquisar preços e ofertas com até um mês de antecedência da Black Friday, alavancando o tráfego das lojas virtuais a partir da segunda semana de novembro, conforme um relatório da AlliN.

Essa é uma tendência que tem se consolidado nas últimas edições: a realização do Esquenta Black Friday ou Black Friday Antecipada.

Em vez de focar as ações promocionais somente no dia da Black Friday, as empresas diluem suas ofertas ao longo da semana ou, até mesmo, do mês do evento. São as estratégias de Black Week e Black November, respectivamente.

Assim, os compradores têm tempo para acompanhar os preços e encontrar as melhores promoções, enquanto as lojas aumentam sua visibilidade e potencializam as vendas ao longo de um período maior de tempo.

2. Faça promoções reais

Essa é uma dica básica para vender na Black Friday, mas sempre vale reforçar: ofereça promoções verdadeiras e que sejam realmente vantajosas para o consumidor.

Os clientes estão cada vez mais conscientes e, se você tentar enganá-los de alguma forma, eles provavelmente descobrirão e poderão se tornar detratores da marca. Por isso, nada de “Black Fraude” na sua loja!

Algumas ideias de promoções para a Black Friday que você pode promover no seu e-commerce são:

3. Prepare o estoque de produtos

Para atender ao aumento da demanda durante o período da Black Friday, é fundamental reforçar o seu estoque com os produtos de alta saída. Assim, você evita a ruptura de estoque e não perde vendas.

Uma boa prática é começar a negociar com os seus fornecedores com alguns meses de antecedência. Como eles também estarão com alta demanda para a Black Friday, isso evita atrasos no recebimento das mercadorias.

Se você fizer compras volumosas para a data, ainda é possível obter preços mais vantajosos e, como consequência, aplicar descontos mais agressivos nos produtos.

4. Confira a infraestrutura do seu site

Um dos maiores inimigos dos empreendedores na Black Friday é a instabilidade do site nos dias do evento. Essa é uma situação frustrante para o cliente, que pode desistir da compra e até mesmo decidir migrar para um concorrente.

Dessa maneira, para evitar que o e-commerce fique fora do ar e perca vendas, é preciso ter muita atenção à tecnologia do site.

Vale verificar o histórico de performance dos sistemas utilizados, como a plataforma de e-commerce, o ERP e o meio de pagamento online, e entrar em contato para entender como eles estão se preparando para a Black Friday deste ano.

5. Planeje uma campanha de Black Friday

A divulgação é um ponto imprescindível para fazer o seu e-commerce se destacar. Crie uma campanha especial de Black Friday, com uma identidade visual chamativa e um slogan criativo, e divulgue as suas ofertas!

Os anúncios pagos de Google Ads e Facebook Ads costumam ficar mais caros durante as semanas do evento, em função da alta concorrência.

Porém, mesmo com um orçamento mais limitado, ainda é possível fazer uma divulgação robusta. Dentre as estratégias de marketing que você pode investir, estão:

  • campanhas de e-mail marketing;
  • conteúdos nas redes sociais;
  • parcerias com influenciadores digitais;
  • live commerce.

Para garantir que o seu e-commerce apareça nos primeiros resultados das buscas do Google durante a Black Friday, também é essencial otimizar as suas páginas para SEO. Como essa é uma estratégia a longo prazo, o ideal é começar o quanto antes.

Saiba mais: 8 estratégias de SEO para a Black Friday

6. Aproveite a Copa do Mundo

Este ano, a data da Black Friday coincide com a semana de início da Copa do Mundo. Essa é uma excelente oportunidade para alavancar ainda mais as suas vendas.

O estudo da Globo revela que 56% dos consumidores pretendem comprar algum produto por conta da Copa do Mundo e, destes, 72% destes também têm a intenção de comprar na Black Friday.

Portanto, vale fazer ofertas especiais para os consumidores se prepararem para a Copa, sobretudo nos segmentos de Roupas e Acessórios, Eletrônicos, Alimentos e Bebidas.

7. Facilite o processo de entrega

De acordo com a Neotrust, os pedidos com frete grátis representaram 66% das compras feitas na última edição da Black Friday. Logo, esse é um benefício muito relevante para oferecer nas suas promoções.

Se não for possível disponibilizar frete grátis para todos os pedidos no site, você pode oferecê-lo para compras acima de um determinado valor ou regiões estratégicas do país, por exemplo.

Também não se esqueça dos prazos de entrega! Além de um frete mais barato, os clientes também buscam cada vez mais agilidade e praticidade na entrega dos seus produtos.

Nesse sentido, uma dica é oferecer diferentes opções de entrega na hora de finalizar o pedido, incluindo uma modalidade expressa para atender à demanda dos clientes ansiosos para receber seus produtos.

8. Diversifique os canais de vendas

O relatório da Globo aponta que, durante o período de isolamento social, 80% das pessoas utilizaram novos canais de venda para fazer compras, como WhatsApp e redes sociais.

Por isso, vale a pena considerar ampliar os canais do seu negócio para além da loja virtual. Algumas opções que você pode explorar são o Instagram Shopping, a loja do Facebook e o WhatsApp Business.

Você pode iniciar as vendas nessas plataformas e, então, direcionar o cliente para o seu e-commerce ou para um link de pagamento para que ele finalize a compra.

9. Ofereça incentivos para recompra

Uma estratégia para vender na Black Friday com um investimento mais baixo é realizar campanhas de recompra.

Ou seja, incentivar clientes que já fizeram algum pedido na loja a comprar novamente, de forma a fidelizá-los e aumentar as vendas do e-commerce. Para isso, ofereça benefícios exclusivos, como descontos e brindes especiais.

Se os consumidores tiveram uma experiência positiva com o seu negócio no passado, você tem boas chances de incentivar uma nova compra na Black Friday.

10. Invista em estratégias omnichannel

Este ano tem sido marcado pela retomada do comércio físico e pelo crescimento das estratégias omnichannel para integrar os canais presenciais e digitais. Na Black Friday, não será diferente!

A pesquisa da Globo revela que 71% dos consumidores consideram a opção de comprar online e retirar na loja uma boa solução e afirmam que o omnichannel oferece uma experiência de compra positiva.

Sendo assim, se você também tem um estabelecimento físico, já comece a implementar soluções omnichannel para proporcionar uma experiência de compra mais fluida e integrada na Black Friday.

11. Disponibilize formas de pagamento estratégicas

Se você quer evitar o abandono de carrinho durante a Black Friday, é essencial oferecer as formas de pagamento favoritas do consumidor.

O cartão de crédito se destaca pela sua praticidade e pela possibilidade de cashback, sendo que, para compras de alto ticket médio, é interessante oferecer opções vantajosas de parcelamento sem juros.

O Pix também é uma modalidade que tem conquistado cada vez mais os consumidores brasileiros e tem muitas vantagens para o lojista.

Além de apresentar taxas mais baixas que outros métodos, possibilitando a aplicação de descontos mais atrativos, o Pix conta com uma autorização imediata do pagamento. Isso ajuda a evitar uma fraude muito comum na Black Friday: o sequestro de estoque.

Leia também: O que é sequestro de estoque e como evitá-lo na Black Friday?

12. Cuide da segurança do e-commerce

Falando em fraudes, se você quer evitar prejuízos, é fundamental garantir a segurança do seu site na Black Friday. Na última edição, o valor de tentativas de fraudes evitadas atingiu quase R$ 109 milhões, segundo a Neotrust.

Para proteger o seu e-commerce e os seus consumidores, é essencial contar com um meio de pagamento seguro, que garanta a criptografia dos dados sensíveis de pagamento, e um sistema antifraude.

O antifraude é essencial para analisar o comportamento de todas as compras feitas na loja virtual e bloquear qualquer atividade suspeita, evitando fraudes no e-commerce.

Conclusão

Como você pode ver, a Black Friday apresenta um potencial imenso para o comércio eletrônico. O segredo para obter sucesso nessa data tão importante é fazer um planejamento assertivo para atender os consumidores da melhor forma possível.

Ao conquistar e superar as expectativas da clientela na Black Friday, você terá muito mais chances de fidelizar os compradores e, assim, maximizar as vendas do seu negócio a longo prazo.

Gostou das nossas dicas de como vender na Black Friday 2022? Se você quer conferir mais estratégias para impulsionar a sua loja online no evento, não deixe de acompanhar o nosso blog.

E se você quer contar com uma solução de pagamentos completa, simples e segura para o seu e-commerce, conheça o Pagar.me!

Com a nossa tecnologia, você aceita cartão de crédito, boleto e Pix no seu negócio, com alta estabilidade, segurança e a melhor experiência de pagamento para o seu consumidor. Cadastre-se já e boas vendas!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

30, setembro, 2022

Como preparar sua loja virtual para a Black Friday? Checklist

Garantir o sucesso da sua loja virtual na Black Friday exige uma preparação de vários aspectos da operação. Veja nosso checklist para não deixar nada para trás!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

28, setembro, 2022

Sell in e sell out: o que são e quais as diferenças?

Sell in e sell out são importantes processos que compõem a cadeia de suprimentos. Entenda o conceito de cada um e como fazer a melhor gestão deles!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

27, setembro, 2022

Avaliação de produtos: por que e como incentivar no seu e-commerce?

A avaliação de produtos é um recurso que fornece uma prova social para os clientes, incentivando-o a fazer uma compra. Entenda como utilizá-la na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo