Produtos na Black Friday: guia para expor os itens na sua loja virtual

E-commerce

11 de setembro de 2020 (atualizado em 1 de outubro de 2021)

A Black Friday 2021 se dará em um contexto de crise econômica no país, causada pelo cenário sócio-político e pela instabilidade ainda existente devido à pandemia do coronavírus. Ainda assim, recordes de vendas são esperados para a ocasião!

Em 2020, no ápice da pandemia, foram movimentados mais de R$ 4 bilhões no e-commerce. Este ano, com intenção de compra 29% maior, de acordo com a Offerwise e Facebook, a Black Friday será um sucesso!

Mas vale lembrar que os consumidores estão atentos às melhores oportunidades de negócio e exigentes quanto às suas aquisições, desde a qualidade do produto à preocupação com o ambiente na entrega.

Com isso em mente, como destacar os seus produtos na Black Friday? É o que você descobre neste artigo!

1. Produto e marca

Para vender na ocasião, o primeiro ponto de atenção é o produto em si. Dependendo do que você vende, o próprio item te dará o direcionamento de como vender, expor e promocionar. Vamos a um exemplo prático?

Se você vende um produto artesanal, feito por você mesmo, com alto custo de produção e o chamariz da “exclusividade” pela baixa tiragem, faz sentido para você fazer uma promoção avassaladora, com cartazes neon de Black Friday?

Nesse caso, muito mais vale valorizar no site os diferenciais com processos, qualidade dos materiais e cuidado com o manuseio do item.

Então, antes de seguir para os próximos passos, pense no seguinte: qual é o propósito da sua marca e como ele está atrelado à sua mercadoria? Qualidade, exclusividade, desejo? Ou preço, volume e necessidade?

2. Site e página de produto

Após chegar ao seu site, é a página de venda dos produtos que precisa cativar o cliente para levá-lo ao próximo passo da compra, o checkout.

Imagens do produto e descrições atrativas são o mínimo que você pode oferecer para o seu consumidor. Falaremos desses pontos mais profundamente adiante. Mas não é apenas isso que precisa constar na sua página.

Pense com a cabeça do cliente: com tantas ofertas no mercado e toda a agilidade que já se tornou um imperativo no ambiente virtual, o que não pode faltar na sua página de produto para captar a atenção do potencial cliente e, principalmente, fazer sua oferta irresistível?

Tempo de carregamento

Imagens e vídeos enriquecem a página do produto, mas você precisa trabalhar com uma plataforma e um servidor que garantam agilidade no carregamento dessas informações na página.

De acordo com o Google, o ideal é que o tempo de carregamento fique abaixo de 2 segundos - mais do que isso o usuário perde a atenção e tende a sair do site para procurar um concorrente mais ágil.

Arquitetura da página

O layout, o botão de ação (o famoso call-to-action), os títulos e todas as informações dispostas na página precisam se complementar para oferecer o produto da maneira mais cativante possível.

CTAs

Por exemplo, se a sua página de produto é uma landing page extensa, que explica todos os benefícios e vantagens daquele item, é importante colocar botões ao longo dela, localizados estrategicamente em mais de um lugar para levar o cliente para a finalização da compra.

Mais uma vez pensando em agilidade e comodidade, se o cliente tiver que rolar toda a página para cima ou para baixo para achar a opção de “comprar”, ele pode desistir da aquisição. Então, entregue a página o mais intuitiva, fluida e fácil possível.

3. Funcionalidades complementares

Outro detalhe importante para enriquecer a sua página de produtos é complementá-la com informações que podem solucionar dúvidas do cliente, antecipando as suas dores. Por exemplo:

Calculadora de frete

Esse recurso permite que o consumidor simule a taxa de entrega para o seu endereço. Assim evita-se o abandono de carrinho, uma vez que, de cara, o cliente já fica ciente dos custos envolvidos naquela aquisição.

Cupom de desconto

Ofereceu um cupom de desconto? Exponha também o valor final do produto com o cupom já aplicado na página do produto. Ele equilibra o valor cobrado do frete e já mostra um preço mais atrativo para o cliente.

Tabela de medidas e provador virtual

Se você vende roupas, é essencial ter uma tabela de medidas ou um provador virtual no site para contribuir para a escolha do tamanho certo. No caso de objetos, é interessante lançar mão da realidade virtual para que o comprador tenha a opção de experimentá-lo no ambiente da casa.

Política de devolução

3,8, em uma escala de 1 a 5, é a nota que a população brasileira dá em termos de importância para uma clara política de devolução na decisão de compra durante a Black Friday. A informação é da Behup - Pesquisa Retomada do Consumo 2021 para Inteligência de Mercado Globo.

Dessa forma, colocar esse documento de forma clara e acessível é importante para o consumidor se sentir seguro quanto ao seu site e optar por fazer a aquisição com você.

Opções de pagamento

Os diferentes métodos de pagamento também são fator decisivo para a compra. Na página do produto, ter certos atrativos, como o desconto para pagamento à vista com o Pix ou opções de parcelamento sem juros, é um diferencial.

Avaliações

De acordo com a Lett, 52,5% dos brasileiros consideram a opinião de outros compradores determinantes para fazerem uma aquisição.

Então, abrir espaço para que os seus clientes avaliem os seus produtos, na própria página do site, transmite confiança para aqueles que estão conhecendo a sua marca pela primeira vez, como é tão comum na Black Friday. É o chamado gatilho mental de prova social.

Chat online

E se, mesmo com todas essas informações, o cliente ainda tiver dúvidas? Um chat online ou a opção de mandar uma mensagem pelo WhatsApp pode ser o detalhe que está faltando para fazer a sua página de produto campeã, trazendo o potencial cliente para um contato mais direto com a sua marca.

Ter uma pessoa do outro lado do atendimento pode ser crucial para sanar as dúvidas e já propor uma oferta com a opção de um link de pagamento, por exemplo.

Veja a seguir um exemplo de alguns desses elementos dispostos em uma página de produto.


Página de produto da Americanas.com

Fonte: site da Americanas.com

4. Fotos

Para vender qualquer produto pela internet, as fotos são indispensáveis. Desde roupas até produtos eletrônicos, todos nós temos a necessidade de ver aquilo que pretendemos comprar.

Mas simplesmente ver o produto não é suficiente. Estamos cada vez mais acostumados a imagens detalhadas, em perspectiva.

Então, além de produzir fotos de qualidade, use a criatividade para contar histórias por meio das fotos dos seus produtos! Elas devem ser mais do que um recurso informativo, podem ser um fator de convencimento.

Lembre-se de que fotos com qualidade e criatividade podem ser produzidas de forma mais simples, caso seu negócio ainda não tenha recursos suficientes para contratar profissionais, modelos, softwares e equipamentos.

Um bom smartphone, uma luz natural, um fundo neutro e alguns amigos dispostos a ajudar podem ser o que você precisa para começar do jeito certo.

Se você vende roupas, mostrá-las em um look completo ou a textura e detalhes do acabamento é importante para que o cliente consiga se identificar e se encantar com o produto. No caso de objetos de decoração e itens de papelaria, colocá-los em contexto também é importante.

Lembre-se: humanizar e trazer para perto da rotina e realidade da pessoa ajudam a cativar o consumidor!


Fotos humanizadas do site da Ilustralle

Fonte: site da Ilustralle

5. Descrição

Tire todas as dúvidas do seu público antes mesmo delas surgirem! A descrição dos seus produtos deve ser detalhada e verdadeira. Esses são os maiores princípios da apresentação do produto.

Muitos consumidores esperam a Black Friday para comprar produtos que já estavam em suas listas de desejos. Então, use a descrição para informar e convencer - nessa ordem! Detalhes técnicos sobre dimensões e materiais são indispensáveis, mas vá além disso, mostrando o valor agregado do seu produto, seus diferenciais e as dores ou desejos que ele pode sanar.

Descubra como fazer isso no artigo: Como fazer uma descrição de produto incrível no seu e-commerce?

6. Divulgação

Não é apenas o site do seu e-commerce que precisa estar a cara da sua marca, com descrições cativantes e atrativas. Como o público-consumidor chega até ele?

É muito importante que as suas estratégias de marketing, em divulgações pagas ou orgânicas, acompanhem toda a sua campanha de Black Friday.

Suas redes sociais precisam ser a sua vitrine, mas também um ponto de relacionamento e conexão com o propósito do seu negócio.

Aprofunde seus conhecimentos sobre o assunto em: Gestão de redes sociais na Black Friday: 7 estratégias para vender mais

7. Preço e promoção

Um fator decisivo para o consumidor durante a Black Friday, sem dúvida, é o preço. Nesse aspecto, planejamento é fundamental! Para que o seu e-commerce atinja o equilíbrio entre uma boa promoção para o seu cliente e uma boa margem de lucro para você, é preciso fazer uma precificação adequada.

Vale lembrar ainda que a “Black Fraude” ou a “metade do dobro do preço” não são opções viáveis! Buscadores de preços, pesquisas na internet e outras ferramentas digitais são os maiores aliados do novo consumidor digital. Descobrir que uma loja está oferecendo descontos falsos não é difícil.

Por isso, planeje seus descontos com cuidado para que, de fato, eles ofereçam alguma vantagem para o seu cliente.

Se você não pode fazer uma promoção avassaladora ou se isso não condiz com o seu modelo de negócio - como no caso de produtos artesanais mencionados no início do artigo -, existem outras maneiras de gerar valor para o cliente na ocasião.

Você pode optar por oferecer descontos na entrega, como frete grátis para pedidos acima de um certo valor ou localizados em uma região estratégica. Outro recurso para a ocasião pode ser a criação de combos de produtos ou a aplicação de descontos progressivos.

Agora que você já sabe tudo o que importa para oferecer seus produtos na Black Friday de maneira atrativa, é hora de começar a planejar o seu estoque e se preparar para um recorde de vendas! Confira o artigo Gestão de estoque na Black Friday: 8 dicas para o e-commerce.

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, fevereiro, 2024

Como fazer live no Instagram? Passo a passo + 5 dicas

Aprenda o passo a passo de como fazer live no Instagram e confira dicas para fazer uma transmissão que gere vendas para a sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, fevereiro, 2024

Estoque máximo: o que é e como calcular o indicador?

Este conteúdo vai te ensinar como calcular o estoque máximo para mensurar o volume total de produtos que podem ser armazenados no seu negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

19, fevereiro, 2024

Pagamento recusado: motivos para acontecer e como resolver

Ter um pagamento recusado pode ser um grande problema para a conversão de vendas online. Entenda os motivos para essa situação e como lidar com ela!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo