Como receber pagamentos online? Conheça as 5 principais soluções do mercado

E-commerce

3 de agosto de 2021 (atualizado em 11 de julho de 2022)

Para quem deseja alcançar o sucesso no mundo do empreendedorismo digital, um dos passos mais importantes é a escolha do meio de pagamento online que vai processar as transações do seu negócio.

Afinal, essa tecnologia é responsável por viabilizar os pagamentos do cliente final, fazer toda a comunicação com os agentes envolvidos em uma transação e garantir a estabilidade e segurança da etapa final de uma compra digital.

Se chegou o momento de você escolher a tecnologia de pagamentos do seu site, este artigo é para você!

Vamos explicar como receber pagamentos online e apresentar as melhores opções disponíveis no mercado.

Você confere a seguir:

  • Meios de pagamento versus formas de pagamento
  • Quais são as principais formas de pagamento online?
  • Como receber pagamentos online?
  • Como escolher a melhor tecnologia para receber pagamentos online?
  • Conheça o Pagar.me

Meios de pagamento versus formas de pagamento

Antes de falar sobre as tecnologias disponíveis para viabilizar transações no seu site, é preciso explicar a diferença entre meios de pagamento e formas de pagamento.

Esses dois termos se complementam e são essenciais para qualquer negócio digital, mas não são sinônimos. Então, vamos lá!

Meios de pagamento

Os meios de pagamento são as tecnologias responsáveis por intermediar transações no mundo digital.

Existem diversas tecnologias disponíveis no mercado que cumprem esse papel, como é o caso do gateway de pagamento, adquirente, subadquirente e PSP.

Em linhas gerais, eles conectam lojistas e clientes finais aos demais agentes envolvidos em uma transação, como as bandeiras de cartão, instituições emissoras e antifraude.

Além disso, também cabe aos meios de pagamento fazer as devidas integrações para que a loja virtual possa disponibilizar as mais diversas formas de pagamento no seu negócio.

Se você quer entender a fundo como funcionam os meios de pagamento, confira também o artigo: Como as transações financeiras são processadas em compras online?

Formas de pagamento

A forma de pagamento, por sua vez, é o método pelo qual o cliente realizará o pagamento do produto. No comércio físico você já deve ter ouvido a frase dita ao cliente: “Qual será a forma de pagamento?”.

Em um e-commerce, podem ser disponibilizados Pix, boleto bancário, cartão de crédito, voucher online, wallets, entre tantas outras formas para o cliente finalizar o pagamento.

Quais são as principais formas de pagamento online?

Com tantas formas de pagamento disponíveis, quais modalidades é imprescindível disponibilizar em uma loja virtual?

De acordo com o estudo “O perfil do consumo em 2022”, da AlliN, Social Miner e Opinion Box, o cartão de crédito parcelado é o método de pagamento mais utilizado nas compras online, com 61% da preferência dos brasileiros. Em seguida, vem o cartão de crédito à vista (38%), o Pix (33%) e o boleto bancário (23%).

Nesse sentido, para garantir que nenhum carrinho seja abandonado pela falta de métodos de pagamentos oferecidos no seu site, o ideal é aceitar todos esses, que são os principais.

Se o seu empreendimento trabalha com pedidos de ticket médio mais alto, ainda é interessante buscar opções de parcelamento mais elevadas, como em 12 vezes.

Também pode ser estratégico investir em ferramentas que facilitem a aquisição do cliente, como o multimeios de pagamento, que permite combinar mais de uma forma de pagamento.

Como receber pagamentos online?

Existem diferentes tecnologias para receber pagamentos online, dependendo das necessidades e características de cada negócio.

Conheça a seguir as principais soluções disponíveis no mercado e, para complementar, confira também o nosso vídeo sobre o assunto!



1. Adquirente ou credenciadora

As adquirentes, também conhecidas como credenciadoras, são as empresas responsáveis por habilitar os varejistas a receberem pagamentos por cartão de crédito e débito.

Elas processam e liquidam as transações realizadas por esse método, fazendo toda a comunicação com as bandeiras e os bancos emissores para isso.

Quando a compra é aprovada, a adquirente recebe o dinheiro do banco e repassa ao comerciante no prazo combinado em contrato, normalmente de até 31 dias.

É possível contratar diretamente uma adquirente para receber pagamentos por cartão no ambiente online, pagando um percentual sobre o valor transacionado.

Porém, o ideal é contar com uma solução que faça a mediação com a adquirente, como uma subadquirente, um gateway de pagamento ou um PSP, que oferecem integrações mais simples e outros recursos agregados que são essenciais para uma operação digital.

2. Subadquirente ou intermediadora de pagamento

As subadquirentes, ou intermediadoras de pagamento, são habilitadas pelas adquirentes para fazer a conexão entre consumidor, lojista, bandeira e banco emissor. Dessa forma, elas operam os fluxos de informação e de dinheiro das transações via cartão.

A tecnologia funciona como um serviço terceirizado, centralizando em uma única solução todas as contratações necessárias para receber pagamentos online, como gateway, adquirente e antifraude.

A cobrança é realizada da mesma forma que no caso da adquirente, com o pagamento de um percentual sobre o valor transacionado.

Como a implementação do sistema é facilitada, por meio de uma integração plug-and-play, a subadquirente é utilizada principalmente por lojas de pequeno e médio porte, que fazem uso de plataformas de e-commerce para estruturarem seus negócios digitais.

3. Gateway de pagamento

O gateway de pagamento funciona como uma ponte para a comunicação entre o cliente final, o lojista e a adquirente, processando as informações no momento em que a compra é realizada.

Diferentemente da subadquirente, ele não participa do fluxo financeiro da transação, deixando a cargo das credenciadoras essa responsabilidade.

A tecnologia de um gateway é altamente customizável, com possibilidade de integração com múltiplas adquirentes, boleto bancário, vouchers e outras soluções agregadas, como compra com um clique, pagamento com dois cartões ou pagamento combinando cartão e boleto bancário.

A cobrança geralmente é realizada por volume transacionado, mais um custo de implementação e um piso mínimo mensal. Também é necessário contar com uma equipe especializada em programação para configurar corretamente o sistema.

Sendo assim, é uma solução mais indicada para empreendimentos robustos ou que têm uma previsão de crescimento acelerado.

4. Provedor de Serviços de Pagamento (PSP)

O Provedor de Serviços de Pagamento (PSP) é uma solução completa de pagamentos digitais, que reúne a simplicidade de uma subadquirente com a alta performance de um gateway.

Além de fazer a mediação com a adquirente para processar as transações via cartão de crédito, o PSP oferece outros serviços agregados, como pagamentos em boleto, Pix e antifraude.

Para completar, o PSP conta com a tecnologia de uma adquirente própria. Assim, a comunicação com a credenciadora é mais transparente, levando a uma maior aprovação de pagamentos.

A implementação é facilitada, por meio de integração plug-and-play, e também são oferecidas diversas funcionalidades voltadas para aumentar as vendas do negócio. Dessa forma, o PSP alia simplicidade operacional com altos percentuais de conversão.

O custo é cobrado por meio de uma taxa fixa, além de uma porcentagem do valor final da venda.

5. Link de pagamento

Para quem está começando a operação no digital, vendendo pelas redes sociais ou WhatsApp, por exemplo, o link de pagamento é uma excelente opção para profissionalizar o checkout da venda, que é a etapa de finalização do pedido.

O link de pagamento permite criar uma página customizada com os pedidos de um cliente ou, ainda, criar um link para ser usado em massa, com os itens de uma promoção específica.

Nesse segundo caso, o link para de funcionar automaticamente quando a última peça em estoque é vendida. Dessa forma, evita possíveis indisposições com o cliente, que aconteceriam caso ele fizesse a compra sem que houvesse peças ainda no estoque.

Além disso, com esse recurso, é possível personalizar:

  • itens a serem vendidos e respectivas quantidades em estoque;
  • valor das peças;
  • formas de pagamento;
  • layout da página — para acompanhar a identidade visual do empreendimento.

Como escolher a melhor tecnologia para receber pagamentos online?

Agora que você já conhece as principais soluções disponíveis no mercado e suas especificidades e benefícios, é hora de ponderar o que melhor se enquadra à realidade do seu negócio.

Além do porte e da natureza do seu empreendimento e do valor desse serviço, alguns outros aspectos precisam ser considerados no momento da escolha.

1. Formas de pagamento

Como foi dito no início do artigo, existem várias formas de pagamento para disponibilizar no comércio online — e é papel das tecnologias de pagamento viabilizar isso para os lojistas.

Por isso, no momento de escolher o meio de pagamento para receber no online, é preciso optar por aquele que tenha os métodos de pagamento preferidos dos seus clientes ou o máximo de integrações possível, garantindo que você não perca vendas por não oferecer o que o seu cliente espera.

2. Estabilidade tecnológica

Opte por uma tecnologia robusta que garanta a estabilidade da sua operação 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Estude ainda se a empresa conta com um histórico de estabilidade em épocas com um grande volume de transações, como é o caso da sazonalidade da Black Friday.

Assim, você se certifica de que vai trabalhar com um sistema que não vai deixar a sua operação fora do ar, o que poderia impactar nos resultados e na rentabilidade do seu negócio.

3. Suporte técnico e atendimento

Quando um problema acontecer com a sua loja virtual, você vai querer ajuda de uma pessoa atenciosa e qualificada para te prestar o devido suporte.

Então, no momento de escolher o seu serviço de pagamentos, busque aquele que apresenta um atendimento humano e personalizado.

Conheça o Pagar.me!

O Pagar.me é o meio de pagamento digital do Grupo StoneCo. que oferece as tecnologias de gateway de pagamento e PSP, sendo que, em ambas, ainda é possível contar com a funcionalidade do link de pagamento.

O Pagar.me nasceu como o PSP pioneiro do Brasil, criado para suprir os gaps do mercado e oferecer simplicidade e profissionalismo para os empreendedores digitais desde o começo dos seus negócios.

Para melhor atender seus clientes em diversos níveis de maturidade do empreendedorismo digital, o Pagar.me integrou o gateway de pagamento do Grupo Stone à sua operação.

Assim, também oferece soluções robustas, personalizadas e omnichannel para negócios que estão no momento de escalar a sua operação.

Dentre as vantagens proporcionadas pelo Pagar.me estão:

  • Estabilidade, disponibilidade e tecnologia de ponta;
  • Integração direta com as principais plataformas de e-commerce e documentação completa para integração via API;
  • Funcionalidades voltadas para aumentar a conversão em vendas, como checkout transparente, compra com um clique e retentativa inteligente;
  • Antifraude integrado e certificação PCI Compliance;
  • Atendimento 100% humano e especializado no mercado de pagamentos e e-commerce.

Agora que você já sabe como receber pagamento online, que tal conhecer o que o Pagar.me pode te oferecer? Cadastre-se agora mesmo ou entre em contato com o nosso time para saber mais!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Como receber pagamentos online? Conheça as 5 principais soluções do mercado

E-commerce

3 de agosto de 2021 (atualizado em 11 de julho de 2022)

Para quem deseja alcançar o sucesso no mundo do empreendedorismo digital, um dos passos mais importantes é a escolha do meio de pagamento online que vai processar as transações do seu negócio.

Afinal, essa tecnologia é responsável por viabilizar os pagamentos do cliente final, fazer toda a comunicação com os agentes envolvidos em uma transação e garantir a estabilidade e segurança da etapa final de uma compra digital.

Se chegou o momento de você escolher a tecnologia de pagamentos do seu site, este artigo é para você!

Vamos explicar como receber pagamentos online e apresentar as melhores opções disponíveis no mercado.

Você confere a seguir:

  • Meios de pagamento versus formas de pagamento
  • Quais são as principais formas de pagamento online?
  • Como receber pagamentos online?
  • Como escolher a melhor tecnologia para receber pagamentos online?
  • Conheça o Pagar.me

Meios de pagamento versus formas de pagamento

Antes de falar sobre as tecnologias disponíveis para viabilizar transações no seu site, é preciso explicar a diferença entre meios de pagamento e formas de pagamento.

Esses dois termos se complementam e são essenciais para qualquer negócio digital, mas não são sinônimos. Então, vamos lá!

Meios de pagamento

Os meios de pagamento são as tecnologias responsáveis por intermediar transações no mundo digital.

Existem diversas tecnologias disponíveis no mercado que cumprem esse papel, como é o caso do gateway de pagamento, adquirente, subadquirente e PSP.

Em linhas gerais, eles conectam lojistas e clientes finais aos demais agentes envolvidos em uma transação, como as bandeiras de cartão, instituições emissoras e antifraude.

Além disso, também cabe aos meios de pagamento fazer as devidas integrações para que a loja virtual possa disponibilizar as mais diversas formas de pagamento no seu negócio.

Se você quer entender a fundo como funcionam os meios de pagamento, confira também o artigo: Como as transações financeiras são processadas em compras online?

Formas de pagamento

A forma de pagamento, por sua vez, é o método pelo qual o cliente realizará o pagamento do produto. No comércio físico você já deve ter ouvido a frase dita ao cliente: “Qual será a forma de pagamento?”.

Em um e-commerce, podem ser disponibilizados Pix, boleto bancário, cartão de crédito, voucher online, wallets, entre tantas outras formas para o cliente finalizar o pagamento.

Quais são as principais formas de pagamento online?

Com tantas formas de pagamento disponíveis, quais modalidades é imprescindível disponibilizar em uma loja virtual?

De acordo com o estudo “O perfil do consumo em 2022”, da AlliN, Social Miner e Opinion Box, o cartão de crédito parcelado é o método de pagamento mais utilizado nas compras online, com 61% da preferência dos brasileiros. Em seguida, vem o cartão de crédito à vista (38%), o Pix (33%) e o boleto bancário (23%).

Nesse sentido, para garantir que nenhum carrinho seja abandonado pela falta de métodos de pagamentos oferecidos no seu site, o ideal é aceitar todos esses, que são os principais.

Se o seu empreendimento trabalha com pedidos de ticket médio mais alto, ainda é interessante buscar opções de parcelamento mais elevadas, como em 12 vezes.

Também pode ser estratégico investir em ferramentas que facilitem a aquisição do cliente, como o multimeios de pagamento, que permite combinar mais de uma forma de pagamento.

Como receber pagamentos online?

Existem diferentes tecnologias para receber pagamentos online, dependendo das necessidades e características de cada negócio.

Conheça a seguir as principais soluções disponíveis no mercado e, para complementar, confira também o nosso vídeo sobre o assunto!



1. Adquirente ou credenciadora

As adquirentes, também conhecidas como credenciadoras, são as empresas responsáveis por habilitar os varejistas a receberem pagamentos por cartão de crédito e débito.

Elas processam e liquidam as transações realizadas por esse método, fazendo toda a comunicação com as bandeiras e os bancos emissores para isso.

Quando a compra é aprovada, a adquirente recebe o dinheiro do banco e repassa ao comerciante no prazo combinado em contrato, normalmente de até 31 dias.

É possível contratar diretamente uma adquirente para receber pagamentos por cartão no ambiente online, pagando um percentual sobre o valor transacionado.

Porém, o ideal é contar com uma solução que faça a mediação com a adquirente, como uma subadquirente, um gateway de pagamento ou um PSP, que oferecem integrações mais simples e outros recursos agregados que são essenciais para uma operação digital.

2. Subadquirente ou intermediadora de pagamento

As subadquirentes, ou intermediadoras de pagamento, são habilitadas pelas adquirentes para fazer a conexão entre consumidor, lojista, bandeira e banco emissor. Dessa forma, elas operam os fluxos de informação e de dinheiro das transações via cartão.

A tecnologia funciona como um serviço terceirizado, centralizando em uma única solução todas as contratações necessárias para receber pagamentos online, como gateway, adquirente e antifraude.

A cobrança é realizada da mesma forma que no caso da adquirente, com o pagamento de um percentual sobre o valor transacionado.

Como a implementação do sistema é facilitada, por meio de uma integração plug-and-play, a subadquirente é utilizada principalmente por lojas de pequeno e médio porte, que fazem uso de plataformas de e-commerce para estruturarem seus negócios digitais.

3. Gateway de pagamento

O gateway de pagamento funciona como uma ponte para a comunicação entre o cliente final, o lojista e a adquirente, processando as informações no momento em que a compra é realizada.

Diferentemente da subadquirente, ele não participa do fluxo financeiro da transação, deixando a cargo das credenciadoras essa responsabilidade.

A tecnologia de um gateway é altamente customizável, com possibilidade de integração com múltiplas adquirentes, boleto bancário, vouchers e outras soluções agregadas, como compra com um clique, pagamento com dois cartões ou pagamento combinando cartão e boleto bancário.

A cobrança geralmente é realizada por volume transacionado, mais um custo de implementação e um piso mínimo mensal. Também é necessário contar com uma equipe especializada em programação para configurar corretamente o sistema.

Sendo assim, é uma solução mais indicada para empreendimentos robustos ou que têm uma previsão de crescimento acelerado.

4. Provedor de Serviços de Pagamento (PSP)

O Provedor de Serviços de Pagamento (PSP) é uma solução completa de pagamentos digitais, que reúne a simplicidade de uma subadquirente com a alta performance de um gateway.

Além de fazer a mediação com a adquirente para processar as transações via cartão de crédito, o PSP oferece outros serviços agregados, como pagamentos em boleto, Pix e antifraude.

Para completar, o PSP conta com a tecnologia de uma adquirente própria. Assim, a comunicação com a credenciadora é mais transparente, levando a uma maior aprovação de pagamentos.

A implementação é facilitada, por meio de integração plug-and-play, e também são oferecidas diversas funcionalidades voltadas para aumentar as vendas do negócio. Dessa forma, o PSP alia simplicidade operacional com altos percentuais de conversão.

O custo é cobrado por meio de uma taxa fixa, além de uma porcentagem do valor final da venda.

5. Link de pagamento

Para quem está começando a operação no digital, vendendo pelas redes sociais ou WhatsApp, por exemplo, o link de pagamento é uma excelente opção para profissionalizar o checkout da venda, que é a etapa de finalização do pedido.

O link de pagamento permite criar uma página customizada com os pedidos de um cliente ou, ainda, criar um link para ser usado em massa, com os itens de uma promoção específica.

Nesse segundo caso, o link para de funcionar automaticamente quando a última peça em estoque é vendida. Dessa forma, evita possíveis indisposições com o cliente, que aconteceriam caso ele fizesse a compra sem que houvesse peças ainda no estoque.

Além disso, com esse recurso, é possível personalizar:

  • itens a serem vendidos e respectivas quantidades em estoque;
  • valor das peças;
  • formas de pagamento;
  • layout da página — para acompanhar a identidade visual do empreendimento.

Como escolher a melhor tecnologia para receber pagamentos online?

Agora que você já conhece as principais soluções disponíveis no mercado e suas especificidades e benefícios, é hora de ponderar o que melhor se enquadra à realidade do seu negócio.

Além do porte e da natureza do seu empreendimento e do valor desse serviço, alguns outros aspectos precisam ser considerados no momento da escolha.

1. Formas de pagamento

Como foi dito no início do artigo, existem várias formas de pagamento para disponibilizar no comércio online — e é papel das tecnologias de pagamento viabilizar isso para os lojistas.

Por isso, no momento de escolher o meio de pagamento para receber no online, é preciso optar por aquele que tenha os métodos de pagamento preferidos dos seus clientes ou o máximo de integrações possível, garantindo que você não perca vendas por não oferecer o que o seu cliente espera.

2. Estabilidade tecnológica

Opte por uma tecnologia robusta que garanta a estabilidade da sua operação 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Estude ainda se a empresa conta com um histórico de estabilidade em épocas com um grande volume de transações, como é o caso da sazonalidade da Black Friday.

Assim, você se certifica de que vai trabalhar com um sistema que não vai deixar a sua operação fora do ar, o que poderia impactar nos resultados e na rentabilidade do seu negócio.

3. Suporte técnico e atendimento

Quando um problema acontecer com a sua loja virtual, você vai querer ajuda de uma pessoa atenciosa e qualificada para te prestar o devido suporte.

Então, no momento de escolher o seu serviço de pagamentos, busque aquele que apresenta um atendimento humano e personalizado.

Conheça o Pagar.me!

O Pagar.me é o meio de pagamento digital do Grupo StoneCo. que oferece as tecnologias de gateway de pagamento e PSP, sendo que, em ambas, ainda é possível contar com a funcionalidade do link de pagamento.

O Pagar.me nasceu como o PSP pioneiro do Brasil, criado para suprir os gaps do mercado e oferecer simplicidade e profissionalismo para os empreendedores digitais desde o começo dos seus negócios.

Para melhor atender seus clientes em diversos níveis de maturidade do empreendedorismo digital, o Pagar.me integrou o gateway de pagamento do Grupo Stone à sua operação.

Assim, também oferece soluções robustas, personalizadas e omnichannel para negócios que estão no momento de escalar a sua operação.

Dentre as vantagens proporcionadas pelo Pagar.me estão:

  • Estabilidade, disponibilidade e tecnologia de ponta;
  • Integração direta com as principais plataformas de e-commerce e documentação completa para integração via API;
  • Funcionalidades voltadas para aumentar a conversão em vendas, como checkout transparente, compra com um clique e retentativa inteligente;
  • Antifraude integrado e certificação PCI Compliance;
  • Atendimento 100% humano e especializado no mercado de pagamentos e e-commerce.

Agora que você já sabe como receber pagamento online, que tal conhecer o que o Pagar.me pode te oferecer? Cadastre-se agora mesmo ou entre em contato com o nosso time para saber mais!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo