Como vender em marketplaces? 6 passos para você começar

E-commerce

3 de março de 2023

Reunindo diferentes lojas em um único espaço virtual, os marketplaces são um dos principais canais de vendas do varejo digital.

Com uma infraestrutura pronta e alta visibilidade, essas plataformas facilitam a jornada de quem está começando a empreender no digital, além de possibilitarem que e-commerces já consolidados diversifiquem seus canais.

Mas como escolher a plataforma ideal para o seu negócio e como começar a anunciar nela? Para te ajudar nesse processo, reunimos neste conteúdo o passo a passo de como vender em marketplaces. Confira!

E-commerce ou marketplace?

Antes de entrarmos na parte prática de como vender em um marketplace, é importante esclarecer quais são as diferenças entre esse canal e um e-commerce.

O marketplace é basicamente um shopping virtual que oferece uma infraestrutura pronta para diferentes lojistas, em troca de uma comissão pelas vendas. Esses sites geralmente contam com alta visibilidade e exigem baixo investimento inicial.

Já o e-commerce é uma loja virtual própria onde um único varejista comercializa seus produtos. Nesse caso, o empreendedor é responsável pela infraestrutura de vendas, podendo personalizá-la e dar mais destaque para a marca.

Para entender mais a fundo as vantagens e desvantagens de cada canal, leia nosso conteúdo abaixo!

Entenda: Qual a diferença entre e-commerce e marketplace?

No entanto, tenha em mente que não é preciso escolher entre vender em um marketplace ou em um e-commerce. É possível trabalhar os dois canais de forma integrada, ampliando o alcance da sua marca e as suas oportunidades de vendas.

Como vender em marketplaces?

Quer começar a vender em um marketplace? Então, confira o passo a passo para começar a comercializar seus produtos nesse tipo de canal!

1. Escolha uma plataforma de marketplace

Atualmente, há uma ampla variedade de marketplaces no mercado, cada um com características e regras de funcionamento específicas.

Além dos grandes marketplaces mais abrangentes, existem várias plataformas voltadas para nichos de mercado, como moda, artigos esportivos, móveis, cosméticos, entre outros. Essas podem ser boas opções para quem está começando.

Alguns aspectos para analisar na hora de escolher a sua plataforma de marketplace são:

  • regulamento e condições da plataforma;
  • tarifas cobradas;
  • nicho atendido pelo marketplace;
  • serviços adicionais oferecidos;
  • tráfego do site;
  • reputação da empresa no mercado;
  • concorrência entre sellers dentro da plataforma.

É possível vender em mais de um marketplace. No entanto, pode ser difícil fazer a gestão de muitas plataformas. Portanto, para empreendedores iniciantes, é interessante começar com um ou poucos canais.

2. Prepare a documentação necessária

Com o marketplace escolhido, verifique os documentos e informações exigidos para se cadastrar na plataforma — lembrando que cada uma tem um funcionamento diferente.

Alguns marketplaces permitem vender sem CNPJ, mas é recomendado formalizar a sua empresa desde o início, para garantir a sua segurança jurídica e ter acesso a serviços e condições diferenciados.

Geralmente, é preciso informar dados como nome, e-mail e telefone do responsável, além de razão social, CNPJ, endereço comercial, conta bancária e e-commerce, caso tenha um. Após o cadastro inicial, também podem ser solicitados documentos adicionais.

Como tirar CNPJ? Passo a passo para formalizar sua empresa

3. Cadastre os produtos na plataforma

Se o seu cadastro for aprovado, o marketplace entrará em contato comunicando a aprovação e enviando o seu acesso à plataforma. Então, é hora de cadastrar os seus produtos!

O ideal é fazer anúncios completos, com o máximo de informações sobre cada item, incluindo:

  • título com nome, marca, modelo e principais características;
  • preço do produto;
  • fotos de alta resolução que mostram diferentes ângulos da mercadoria;
  • descrição detalhada que apresente os benefícios e características do produto, como peso, dimensões e materiais;
  • especificação das variações disponíveis do artigo;
  • modalidades de envio.

Geralmente, também é preciso cadastrar o SKU do produto, a quantidade de unidades disponíveis e palavras-chave relacionadas à mercadoria, para facilitar as buscas dos consumidores dentro da plataforma.

Integradores de marketplace

Se você tiver uma loja virtual própria, é possível integrá-la ao sistema do marketplace. Dessa forma, você pode enviar automaticamente o cadastro dos produtos ao marketplace, além de facilitar a gestão do estoque e dos pedidos.

Isso é possível por meio de um integrador de marketplace. Essa é uma ferramenta que permite centralizar a operação de quem vende em diferentes canais, conectando contas do em diferentes marketplaces, assim como o e-commerce próprio e o sistema de gestão.

4. Receba e gerencie os pedidos

Falando na gestão de pedidos, esse é um importante processo para vender em marketplaces.

Mantenha uma rotina organizada para dar andamento aos pedidos recebidos, administrar o estoque e manter os anúncios e preços atualizados. Também vale ficar de olho na concorrência, para entender como se destacar dentro da plataforma.

Além disso, priorize o atendimento ao cliente. Os consumidores podem ter dúvidas em relação aos produtos, que devem ser respondidas com agilidade e eficiência. O mesmo vale para qualquer problema ou reclamação compartilhada por um comprador.

As avaliações deixadas pelos clientes nas páginas dos anúncios também não devem ser negligenciadas. Afinal, elas têm uma grande influência na decisão de compra dos consumidores.

5. Realize a entrega dos produtos

Em grande parte dos casos, o varejista é responsável pela logística de entrega dos pedidos recebidos no marketplace.

Dessa forma, é essencial manter a organização dos processos de separação, embalagem e despacho, além de contar com parceiros logísticos que garantam a entrega dos produtos com segurança e dentro do prazo.

Alguns marketplaces oferecem o serviço de fulfillment, no qual a própria plataforma se responsabiliza pela operação logística, incluindo o armazenamento e a entrega dos pedidos. Porém, esse serviço pode ter custos elevados para quem está começando.

6. Receba o pagamento do marketplace

Mas como os sellers recebem os pagamentos referentes às suas vendas nos marketplaces? Essa é uma dúvida comum, afinal, o consumidor final pode comprar produtos de diferentes vendedores e fazer um só pagamento ao marketplace.

Isso é possível por meio de uma tecnologia chamada Split de Pagamento, que divide a transação entre os participantes da venda.

Com a solução de Split do Pagar.me, por exemplo, é possível definir as particularidades de cada recebedor, descontando automaticamente o percentual da comissão do marketplace e repassando a parte referente a cada seller.

Cada marketplace tem uma política diferente de prazos para esse repasse dos pagamentos. Logo, é importante entender como funciona na sua plataforma, para que você consiga manter uma gestão financeira eficiente.

Tudo pronto para começar a vender em marketplaces? Esse tipo de plataforma tem sido cada vez mais utilizado pelos empreendedores, seja para começar a vender online ou para diversificar os canais de distribuição do negócio.

Para garantir preços competitivos dentro da plataforma escolhida, sem comprometer a sua margem de lucro, acesse nossa calculadora de preços! É uma ferramenta online e gratuita para você calcular o preço de venda ideal para os seus produtos.


Acesse a calculadora de preços do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, fevereiro, 2024

Como fazer live no Instagram? Passo a passo + 5 dicas

Aprenda o passo a passo de como fazer live no Instagram e confira dicas para fazer uma transmissão que gere vendas para a sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, fevereiro, 2024

Estoque máximo: o que é e como calcular o indicador?

Este conteúdo vai te ensinar como calcular o estoque máximo para mensurar o volume total de produtos que podem ser armazenados no seu negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

19, fevereiro, 2024

Pagamento recusado: motivos para acontecer e como resolver

Ter um pagamento recusado pode ser um grande problema para a conversão de vendas online. Entenda os motivos para essa situação e como lidar com ela!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo