O que é SKU do produto e como usá-lo no e-commerce?

E-commerce

24 de maio de 2021

Você tem dificuldade de fazer o controle de estoque do seu negócio? O SKU (Stock Keeping Unit) é um código de identificação que pode te ajudar nesse processo.

Muito utilizado em lojas virtuais para otimizar a gestão do armazenamento dos produtos, esse modelo de identificação pode trazer inúmeras vantagens para o setor logístico da sua operação.

Quer saber mais sobre SKU e como usá-lo no seu e-commerce? Neste artigo, você vai conferir:

  • O que é SKU do produto?
  • Para que são usados SKUs no e-commerce?
  • Quais são os benefícios de usar SKUs?
  • Qual é a diferença entre SKU e código de barras?
  • Como criar um código SKU?

O que é SKU do produto?

SKU é uma sigla que significa Stock Keeping Unit (Unidade de Manutenção de Estoque, em português).

Na prática, é um código único de identificação atribuído a um produto, usado para classificar e organizar os itens de um estoque de acordo com suas características, como tamanho, cor, modelo e fabricante.

Cada mercadoria tem o seu próprio SKU, que é formado por uma sequência de letras e números que representam as suas especificidades.

A existência de qualquer variação no produto requer a criação de um código diferente. Isso significa que, se você vende camisetas de diversas cores, cada uma deve ter o seu próprio SKU.

Para que são usados SKUs no e-commerce?

Principalmente para lojas que vendem uma variedade de produtos diferentes, pode ser uma verdadeira dor de cabeça fazer a gestão do estoque.

No e-commerce, em especial, esse processo pode ser ainda mais difícil. Afinal, é preciso manter a organização e gerenciar bem os processos logísticos para garantir que os pedidos sejam entregues corretamente e dentro do prazo acertado para o consumidor.

Os SKUs simplificam essa operação para as lojas virtuais. Eles ajudam a identificar e distinguir as mercadorias e suas respectivas características, otimizando o controle do estoque e agilizando o fluxo logístico dos pedidos recebidos, de forma a garantir que os produtos certos sejam entregues com eficiência.

Os SKUs ainda podem ser utilizados dentro de marketplaces, facilitando o gerenciamento da sua operação. Algumas plataformas, inclusive, priorizam anúncios de produtos cadastrados com esses códigos, uma vez que eles ajudam a oferecer informações mais completas dos itens.

Além disso, os SKUs também podem ser usados em plataformas de e-commerce e sistemas ERP, para integrar o estoque do negócio, automatizando processos e tornando a gestão ainda mais eficiente.

Quais são os benefícios de usar SKUs?

Os códigos SKUs são uma forma de simplificar e integrar a gestão de estoque dos e-commerces, trazendo vantagens como:

  • maior organização: o uso de SKUs permite classificar e organizar o estoque de forma mais eficiente, de acordo com as características de cada produto;
  • melhor controle do estoque: você consegue acompanhar de perto a entrada e saída de mercadorias, podendo planejar com mais assertividade suas reposições e estratégias de vendas;
  • agilidade na localização dos produtos: com uma melhor organização do estoque, é possível encontrar os itens com mais facilidade e rapidez, agilizando o processo de entrega das encomendas;
  • comunicação facilitada: é muito mais simples se referir aos produtos por meio de um código simples, lógico e de fácil leitura do que descrevendo todas as suas características;
  • maior produtividade: os SKUs agilizam a localização e a movimentação de mercadorias, evitando possíveis falhas no processo, como o envio de pedidos errados.

Qual é a diferença entre SKU e código de barras?

Ao se deparar com o conceito de SKU pela primeira vez, é muito comum confundi-lo com o código de barras. No entanto, é importante diferenciar essas duas formas de identificação de produtos.

Os SKUs são criados internamente pelos lojistas para organizar e gerir o estoque, sendo únicos para cada empresa e podendo ser interpretados de maneira lógica por qualquer pessoa.

Já o código de barras é gerado por um sistema, geralmente do fabricante, podendo ser lido somente por meio de um leitor óptico. O código de barras mais conhecido é o EAN (Europe Article Number), que é uma identificação fixa e universal do produto.

O EAN é exigido pela maioria dos marketplaces e comparadores de preços, como o Google Shopping, para identificar as mercadorias e dar mais credibilidade aos seus anúncios.

Como criar um código SKU?

Conheça a seguir as melhores práticas para criar um código SKU no seu e-commerce!

Considere apenas as informações essenciais

Para manter a simplicidade dos SKUs, é importante criar códigos curtos, contendo somente as características mais relevantes para a identificação da mercadoria. Em geral, são incluídas informações como nome do produto, fabricante, material, cor, tamanho e modelo.

Dependendo do tipo do produto e da quantidade de modelos diferentes disponíveis, será necessário incluir mais ou menos especificações para distinguir o item.

Siga uma sequência lógica

Os códigos do seu e-commerce devem seguir uma sequência lógica que seja compreendida por toda a equipe e indique as características principais dos produtos.

Para isso, estabeleça um padrão na sua empresa, que permita interpretar e criar SKUs de forma intuitiva. Assim, todos conseguirão facilmente identificar cada item e suas particularidades.

No caso de um tênis Nike Air Force feminino branco no tamanho 35, por exemplo, o produto poderia ser cadastrado com o código NIK-AF-FEM-BR-35, sendo que:

  • NIK - fabricante Nike
  • AF - modelo Air Force
  • FEM - feminino
  • BR - cor branca
  • 35 - tamanho 35

Crie um código para cada produto

Por fim, vale reforçar que é preciso criar um SKU próprio para cada produto que apresente alguma variação em relação aos outros.

Se você vende um smartphone disponível em diferentes cores e capacidades de armazenamento, é necessário gerar um código específico para cada modelo.

Para o mesmo tênis do tópico anterior, só que no modelo masculino e no tamanho 42, o código, por exemplo, seria NIK-AF-MAS-BR-42, distinguindo-o de outras variações do produto.

Em suma, os SKUs são uma ferramenta muito útil para o setor logístico de lojas virtuais, ajudando a aprimorar a gestão do estoque, facilitar a comunicação interna e agilizar o fluxo de entrega dos pedidos.

Contudo, é fundamental planejar a criação dos códigos de forma inteligente, para que não ocorram erros operacionais. Por isso, alinhe todos os processos com a sua equipe, para garantir mais produtividade para a sua empresa e uma maior satisfação dos seus consumidores.

Gostou de saber mais sobre SKUs e como usá-los no seu e-commerce? Descubra também como explorar o unboxing experience no seu negócio para oferecer a melhor experiência para o cliente!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

18, junho, 2021

Como usar recursos visuais para aumentar as vendas no seu e-commerce

Quer cativar os clientes da sua loja virtual? Descubra neste artigo como usar recursos visuais para isso, melhorando a apresentação dos seus produtos!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

17, junho, 2021

Layout de loja virtual: 9 dicas para otimizar o seu site

Confira as melhores práticas para otimizar um layout de loja virtual, facilitando a navegação do usuário e aumentando as conversões.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

16, junho, 2021

Estoque parado: como evitar e resolver esse problema?

O estoque parado é um problema que pode impactar a saúde financeira e o crescimento de um comércio. Descubra o que fazer para evitar e solucionar essa situação!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo