Como fazer um plano de negócios? Passo a passo para montar o seu

E-commerce

13 de dezembro de 2022

Assim como em qualquer novo projeto, o planejamento é uma das etapas indispensáveis para quem está entrando no mundo do empreendedorismo.

Com um plano de negócios, é possível não só entender a viabilidade da sua empresa com antecedência, como também definir as melhores estratégias para garantir o sucesso a longo prazo, evitando riscos ao longo do caminho.

Ainda não sabe como fazer um plano de negócios? Neste conteúdo, você encontra os principais passos necessários para começar o seu planejamento!

O que é um plano de negócios?

O plano de negócios é um documento que reúne as principais informações sobre um empreendimento. Isso inclui o seu modelo de funcionamento, mercado de atuação, objetivos e as estratégias e recursos necessários para alcançá-los.

Esse documento permite entender tanto as forças quanto os gargalos do negócio, sendo possível analisar a sua viabilidade financeira, mercadológica e operacional frente a concorrência e o público-consumidor.

Baseado em análises e dados reais, o plano de negócios fornece uma visão aprofundada da proposta, dos objetivos e do cenário de uma empresa.

Assim, ele funciona como um guia para a tomada de decisões, ajudando a antecipar riscos e desafios, além de definir as ações mais estratégicas a serem implementadas ao longo do desenvolvimento do negócio.

Mas por que montar um plano de negócios?

Fazer um plano de negócios é o primeiro passo para quem está começando o seu próprio empreendimento. Mas, se você já tem a sua empresa, esse documento ainda é de grande utilidade!

Ao reunir os principais objetivos e análises da organização, o plano de negócios oferece uma imersão dentro do empreendimento. Dessa forma, ele é recomendado para empresas de todos os portes, segmentos e tempo de mercado.

Para empresas já existentes, o plano de negócios é extremamente importante para a ampliação da operação e a captação de investimentos, por exemplo.

Em resumo, montar um plano de negócios permite:

  • entender a viabilidade de um novo empreendimento;
  • minimizar os riscos, erros e incertezas;
  • compreender os pontos fortes e fracos da operação;
  • ter uma visão profunda da concorrência e do mercado de atuação;
  • definir o propósito, os objetivos e os diferenciais competitivos do negócio;
  • estruturar as ações e estratégias necessárias para atingir os objetivos traçados;
  • captar recursos e investimentos no mercado;
  • direcionar a tomada de decisão e a gestão da empresa;
  • guiar a expansão de empreendimentos já existentes.

Como fazer um plano de negócios?

Existem diferentes modelos de planos de negócios, a depender das particularidades do seu empreendimento. A seguir, vamos apresentar a estrutura recomendada pelo Sebrae. Confira!

1. Sumário executivo

Basicamente, o sumário executivo é o resumo dos principais pontos apresentados no plano de negócios. Dessa forma, apesar de ser a primeira parte do documento, ele deve ser produzido após a elaboração das demais.

O sumário deve apresentar, de forma clara e objetiva, os seguintes pontos:

  • descrição do negócio, produtos e serviços vendidos, mercado-alvo, setores de atividade e vantagens competitivas;
  • missão e visão do empreendimento;
  • dados dos empreendedores, incluindo suas habilidades e experiências profissionais;
  • dados da empresa, como CNPJ, natureza jurídica, capital social, regime tributário e fontes de recursos;
  • previsões de faturamento, lucratividade e retorno dos investimentos.

Como tirar CNPJ? Passo a passo para formalizar sua empresa

2. Análise de mercado

A análise de mercado é fundamental para compreender o cenário onde a sua empresa está inserida. Essa etapa é composta pela análise de três aspectos: concorrentes, clientes e fornecedores.

Concorrentes

Mapeie os principais concorrentes diretos e indiretos do seu negócio, comparando as suas características e identificando os pontos fortes e fracos de cada um deles.

Clientes

Identifique o perfil demográfico e comportamental do seu público-alvo. É essencial entender as suas características, como gênero, faixa etária, localização e classe social, e também os seus interesses, valores, necessidades e hábitos de consumo.

Fornecedores

Levante os possíveis fornecedores de matérias-primas, equipamentos e mercadorias para o seu negócio. Faça uma relação de preços, condições de pagamento, prazos de entrega e qualidade dos insumos oferecidos por cada um.

3. Plano de marketing

O planejamento de marketing deve detalhar as estratégias que serão utilizadas para promover e comercializar os produtos ou serviços do negócio. Seguindo os 4 Ps do mix de marketing, o plano deve conter:

  • Produto: descrição dos principais produtos e/ou serviços e seus diferenciais;
  • Preço: estratégia de precificação das soluções;
  • Praça: canais de vendas que serão utilizados, como e-commerce, marketplaces, redes sociais e loja física;
  • Promoção: estratégias de divulgação que serão implementadas, como Marketing Digital e ações promocionais.

Baixe o Guia definitivo de como montar um e-commerce!


4. Plano operacional

Como a sua operação irá funcionar no dia a dia? É isso que você vai definir no plano operacional, organizando todos os processos que garantem que os produtos e serviços cheguem até o cliente final.

Aqui, é essencial determinar a sua capacidade produtiva e de distribuição, descrever as atividades envolvidas e levantar a necessidade de funcionários ou equipes para cada uma delas.

Caso o seu negócio tenha uma localização física, como um escritório, uma loja ou um armazém, lembre-se de também planejar a disposição espacial do espaço.

5. Plano financeiro

É preciso garantir a viabilidade financeira do empreendimento. Para isso, você deve fazer algumas análises e definições:

  • cálculo do investimento inicial total necessário para começar o negócio, incluindo capital de giro, equipamentos, matérias-primas e mercadorias;
  • estimativas de faturamento mensal e custos fixos e variáveis;
  • projeções dos resultados da empresa;
  • análise de indicadores de viabilidade, como ponto de equilíbrio, lucratividade, rentabilidade e prazo de retorno do investimento.

Também vale definir as fontes de recursos para a criação ou ampliação da empresa. O capital necessário será obtido a partir de investimento próprio ou você precisará recorrer a linhas de crédito, por exemplo?

6. Construção de cenários

Antecipe diferentes situações para o empreendimento, simulando cenários realistas, otimistas e pessimistas. Assim, será possível se preparar para possíveis desafios e potencializar oportunidades.

Algumas variáveis que você pode considerar são a receita total de vendas, os custos fixos e variáveis, os impostos sobre vendas, a margem de contribuição e a lucratividade.

7. Análise SWOT

Para aprofundar ainda mais a sua análise do negócio, utilize uma ferramenta como a análise SWOT para fazer um diagnóstico do cenário atual da empresa.

A análise SWOT considera tanto o ambiente interno, que pode ser controlado pelo negócio, quanto o externo, que não pode ser controlado. Na prática, são identificadas as forças, fraquezas, ameaças e oportunidades da empresa.

Dica: lembre-se de reavaliar o seu plano de negócios

Por fim, tenha em mente que o plano de negócios é um documento que deve ser revisitado com frequência pela empresa.

É essencial mantê-lo atualizado de acordo com os novos objetivos, resultados e processos da organização, para que ele continue funcionando como um guia para a tomada de decisões e o sucesso do empreendimento.

Agora que você sabe como fazer um plano de negócios, é hora de começar o seu! Mas não deixe de continuar aprofundando os seus conhecimentos. Afinal, a curiosidade e a proatividade são características básicas de um empreendedor de sucesso.

Para te ajudar a manter as finanças da sua empresa em dia, nós separamos 10 dicas de gestão financeira para o seu negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

02, fevereiro, 2023

O que é review de produto e como incentivá-lo no seu e-commerce?

Quer aumentar a credibilidade da sua marca e alavancar suas vendas? Entenda o que é review de produto e como aplicar essa estratégia!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, fevereiro, 2023

Papelaria virtual: como montar uma papelaria online?

O setor de papelarias virtuais é uma das opções para quem quer começar a vender online. Confira o passo a passo para montar a sua!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

31, janeiro, 2023

Mercado de luxo: cenário e tendências do setor em 2023

O mercado de luxo é um dos setores que permanece em crescimento diante da crise macroeconômica. Conheça os seus dados e tendências!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Como fazer um plano de negócios? Passo a passo para montar o seu

E-commerce

13 de dezembro de 2022

Assim como em qualquer novo projeto, o planejamento é uma das etapas indispensáveis para quem está entrando no mundo do empreendedorismo.

Com um plano de negócios, é possível não só entender a viabilidade da sua empresa com antecedência, como também definir as melhores estratégias para garantir o sucesso a longo prazo, evitando riscos ao longo do caminho.

Ainda não sabe como fazer um plano de negócios? Neste conteúdo, você encontra os principais passos necessários para começar o seu planejamento!

O que é um plano de negócios?

O plano de negócios é um documento que reúne as principais informações sobre um empreendimento. Isso inclui o seu modelo de funcionamento, mercado de atuação, objetivos e as estratégias e recursos necessários para alcançá-los.

Esse documento permite entender tanto as forças quanto os gargalos do negócio, sendo possível analisar a sua viabilidade financeira, mercadológica e operacional frente a concorrência e o público-consumidor.

Baseado em análises e dados reais, o plano de negócios fornece uma visão aprofundada da proposta, dos objetivos e do cenário de uma empresa.

Assim, ele funciona como um guia para a tomada de decisões, ajudando a antecipar riscos e desafios, além de definir as ações mais estratégicas a serem implementadas ao longo do desenvolvimento do negócio.

Mas por que montar um plano de negócios?

Fazer um plano de negócios é o primeiro passo para quem está começando o seu próprio empreendimento. Mas, se você já tem a sua empresa, esse documento ainda é de grande utilidade!

Ao reunir os principais objetivos e análises da organização, o plano de negócios oferece uma imersão dentro do empreendimento. Dessa forma, ele é recomendado para empresas de todos os portes, segmentos e tempo de mercado.

Para empresas já existentes, o plano de negócios é extremamente importante para a ampliação da operação e a captação de investimentos, por exemplo.

Em resumo, montar um plano de negócios permite:

  • entender a viabilidade de um novo empreendimento;
  • minimizar os riscos, erros e incertezas;
  • compreender os pontos fortes e fracos da operação;
  • ter uma visão profunda da concorrência e do mercado de atuação;
  • definir o propósito, os objetivos e os diferenciais competitivos do negócio;
  • estruturar as ações e estratégias necessárias para atingir os objetivos traçados;
  • captar recursos e investimentos no mercado;
  • direcionar a tomada de decisão e a gestão da empresa;
  • guiar a expansão de empreendimentos já existentes.

Como fazer um plano de negócios?

Existem diferentes modelos de planos de negócios, a depender das particularidades do seu empreendimento. A seguir, vamos apresentar a estrutura recomendada pelo Sebrae. Confira!

1. Sumário executivo

Basicamente, o sumário executivo é o resumo dos principais pontos apresentados no plano de negócios. Dessa forma, apesar de ser a primeira parte do documento, ele deve ser produzido após a elaboração das demais.

O sumário deve apresentar, de forma clara e objetiva, os seguintes pontos:

  • descrição do negócio, produtos e serviços vendidos, mercado-alvo, setores de atividade e vantagens competitivas;
  • missão e visão do empreendimento;
  • dados dos empreendedores, incluindo suas habilidades e experiências profissionais;
  • dados da empresa, como CNPJ, natureza jurídica, capital social, regime tributário e fontes de recursos;
  • previsões de faturamento, lucratividade e retorno dos investimentos.

Como tirar CNPJ? Passo a passo para formalizar sua empresa

2. Análise de mercado

A análise de mercado é fundamental para compreender o cenário onde a sua empresa está inserida. Essa etapa é composta pela análise de três aspectos: concorrentes, clientes e fornecedores.

Concorrentes

Mapeie os principais concorrentes diretos e indiretos do seu negócio, comparando as suas características e identificando os pontos fortes e fracos de cada um deles.

Clientes

Identifique o perfil demográfico e comportamental do seu público-alvo. É essencial entender as suas características, como gênero, faixa etária, localização e classe social, e também os seus interesses, valores, necessidades e hábitos de consumo.

Fornecedores

Levante os possíveis fornecedores de matérias-primas, equipamentos e mercadorias para o seu negócio. Faça uma relação de preços, condições de pagamento, prazos de entrega e qualidade dos insumos oferecidos por cada um.

3. Plano de marketing

O planejamento de marketing deve detalhar as estratégias que serão utilizadas para promover e comercializar os produtos ou serviços do negócio. Seguindo os 4 Ps do mix de marketing, o plano deve conter:

  • Produto: descrição dos principais produtos e/ou serviços e seus diferenciais;
  • Preço: estratégia de precificação das soluções;
  • Praça: canais de vendas que serão utilizados, como e-commerce, marketplaces, redes sociais e loja física;
  • Promoção: estratégias de divulgação que serão implementadas, como Marketing Digital e ações promocionais.

Baixe o Guia definitivo de como montar um e-commerce!


4. Plano operacional

Como a sua operação irá funcionar no dia a dia? É isso que você vai definir no plano operacional, organizando todos os processos que garantem que os produtos e serviços cheguem até o cliente final.

Aqui, é essencial determinar a sua capacidade produtiva e de distribuição, descrever as atividades envolvidas e levantar a necessidade de funcionários ou equipes para cada uma delas.

Caso o seu negócio tenha uma localização física, como um escritório, uma loja ou um armazém, lembre-se de também planejar a disposição espacial do espaço.

5. Plano financeiro

É preciso garantir a viabilidade financeira do empreendimento. Para isso, você deve fazer algumas análises e definições:

  • cálculo do investimento inicial total necessário para começar o negócio, incluindo capital de giro, equipamentos, matérias-primas e mercadorias;
  • estimativas de faturamento mensal e custos fixos e variáveis;
  • projeções dos resultados da empresa;
  • análise de indicadores de viabilidade, como ponto de equilíbrio, lucratividade, rentabilidade e prazo de retorno do investimento.

Também vale definir as fontes de recursos para a criação ou ampliação da empresa. O capital necessário será obtido a partir de investimento próprio ou você precisará recorrer a linhas de crédito, por exemplo?

6. Construção de cenários

Antecipe diferentes situações para o empreendimento, simulando cenários realistas, otimistas e pessimistas. Assim, será possível se preparar para possíveis desafios e potencializar oportunidades.

Algumas variáveis que você pode considerar são a receita total de vendas, os custos fixos e variáveis, os impostos sobre vendas, a margem de contribuição e a lucratividade.

7. Análise SWOT

Para aprofundar ainda mais a sua análise do negócio, utilize uma ferramenta como a análise SWOT para fazer um diagnóstico do cenário atual da empresa.

A análise SWOT considera tanto o ambiente interno, que pode ser controlado pelo negócio, quanto o externo, que não pode ser controlado. Na prática, são identificadas as forças, fraquezas, ameaças e oportunidades da empresa.

Dica: lembre-se de reavaliar o seu plano de negócios

Por fim, tenha em mente que o plano de negócios é um documento que deve ser revisitado com frequência pela empresa.

É essencial mantê-lo atualizado de acordo com os novos objetivos, resultados e processos da organização, para que ele continue funcionando como um guia para a tomada de decisões e o sucesso do empreendimento.

Agora que você sabe como fazer um plano de negócios, é hora de começar o seu! Mas não deixe de continuar aprofundando os seus conhecimentos. Afinal, a curiosidade e a proatividade são características básicas de um empreendedor de sucesso.

Para te ajudar a manter as finanças da sua empresa em dia, nós separamos 10 dicas de gestão financeira para o seu negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

02, fevereiro, 2023

O que é review de produto e como incentivá-lo no seu e-commerce?

Quer aumentar a credibilidade da sua marca e alavancar suas vendas? Entenda o que é review de produto e como aplicar essa estratégia!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, fevereiro, 2023

Papelaria virtual: como montar uma papelaria online?

O setor de papelarias virtuais é uma das opções para quem quer começar a vender online. Confira o passo a passo para montar a sua!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

31, janeiro, 2023

Mercado de luxo: cenário e tendências do setor em 2023

O mercado de luxo é um dos setores que permanece em crescimento diante da crise macroeconômica. Conheça os seus dados e tendências!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo