O que é empreendedorismo? Quais são os tipos e como iniciar sua jornada?

E-commerce

11 de outubro de 2022

Mais do que uma palavra da moda, o empreendedorismo é uma habilidade que tem sido muito buscada pelos profissionais que almejam desenvolver projetos de sucesso.

Para se ter uma ideia, mais de 4 milhões de empresas foram criadas no país em 2021, segundo o Ministério da Economia. O valor representa uma alta de 20% em relação ao do ano anterior e é o maior desde 2011.

No entanto, é importante ter em mente que o empreendedorismo não se resume a abrir uma empresa. Trata-se de uma competência complexa, que envolve a identificação de problemas e oportunidades, assim como o desenvolvimento de inovações.

Ao longo deste conteúdo, vamos nos aprofundar sobre o que é empreendedorismo e outros temas relacionados, como:

  • Qual é a origem do conceito de empreendedorismo?
  • Qual é a importância do empreendedorismo?
  • O que é ser empreendedor?
  • Quais são as principais características de um empreendedor?
  • Quais são os tipos de empreendedorismo?
  • Como iniciar sua jornada no empreendedorismo?

Continue a leitura e aproveite!

O que é empreendedorismo?

Empreendedorismo é a habilidade de desenvolver soluções inovadoras a partir da identificação de problemas e oportunidades no mercado.

Dessa forma, o conceito está relacionado à criação de novos projetos, negócios, produtos, métodos ou até mesmo mercados, com o objetivo de atender a uma determinada necessidade e gerar transformações na sociedade.

Segundo o dicionário Michaelis, empreender significa “resolver-se a praticar (algo laborioso e difícil), tentar” ou “pôr em execução, fazer, realizar”.

Logo, o empreendedorismo é a capacidade de colocar uma ação em prática, transformando uma ideia em uma nova solução.

Qual é a origem do conceito de empreendedorismo?

O conceito de empreendedorismo ganhou notoriedade a partir da elaboração da Teoria da Destruição Criativa, pelo economista austríaco Joseph Schumpeter, em 1942.

Publicada no livro “Capitalismo, Socialismo e Democracia”, a teoria aborda o processo de substituição de produtos, processos e empresas antigas por novas soluções desenvolvidas no mercado — seja um novo produto ou método de produção, por exemplo.

Segundo o autor, esse dinamismo e a criação de inovações, chamada de “ato empreendedor”, seriam a essência do capitalismo, contribuindo diretamente para o progresso econômico.

Qual é a importância do empreendedorismo?

Como podemos perceber, o empreendedorismo está diretamente relacionado à inovação — um processo imprescindível para colocar no mercado novas soluções que melhor atendam às necessidades da sociedade.

Dessa maneira, o movimento empreendedor é fundamental para movimentar a economia, criando oportunidades profissionais e fazendo o dinheiro girar no país.

Esse desenvolvimento socioeconômico é ainda mais importante em momentos de crise, como é o caso da pandemia dos últimos anos.

Para completar, o empreendedorismo ainda aumenta a concorrência no mercado, estimulando a melhoria contínua dos produtos e serviços oferecidos aos consumidores.

O que é ser empreendedor?

Agora que você sabe o que é empreendedorismo, o que significa ser empreendedor?

O empreendedor é aquela pessoa que coloca em prática novas ideias para solucionar dores existentes e aproveitar oportunidades ainda inexploradas. Essa postura pode ser praticada em qualquer âmbito da vida, tanto pessoal quanto profissional.

No entanto, pensando especificamente no universo dos negócios, o empreendedor é um profissional inovador e resiliente, que consegue superar os desafios para transformar suas ideias em produtos e empresas lucrativas.

Dessa maneira, o empreendedor tem um grande potencial para revolucionar o seu mercado e ter um impacto positivo para a comunidade e a economia local.

Quais são as principais características de um empreendedor?

Existem diferentes tipos de empreendedores e cada um deve entender o que melhor funciona para superar os seus desafios e alcançar os seus objetivos.

Por outro lado, há algumas características que a maioria deles costumam compartilhar em sua jornada de sucesso. As principais são:

  • Proatividade: senso de iniciativa para ir em busca de novas oportunidades e idealizar projetos e soluções;
  • Autoconfiança: acreditar em si mesmo e em suas ideias para enfrentar as adversidades e ter coragem para lidar com os riscos envolvidos no processo de empreender;
  • Liderança: se colocar à frente dos projetos para inspirar e guiar os demais envolvidos rumo ao sucesso;
  • Planejamento: definir metas e indicadores de desempenho, assim como planejar as melhores estratégias para alcançar os objetivos desejados;
  • Exigência: comprometimento em oferecer soluções e processos de qualidade, de forma a atender às necessidades e expectativas do consumidor da melhor forma possível;
  • Resiliência: perseverança para superar os desafios da jornada empreendedora, além de flexibilidade para adaptar os planos no meio do caminho;
  • Relacionamento: manter uma boa rede de contatos profissionais e parcerias comerciais que ajudem a colocar seus projetos para frente.

Quais são os tipos de empreendedorismo?

O conceito de empreendedorismo é muito confundido justamente porque ele apresenta diferentes modalidades. Para ficar mais claro, a seguir listamos os principais tipos de empreendedorismo e suas particularidades.

Empreendedorismo de negócios

Esse é o empreendedorismo mais tradicional, que consiste na criação de um próprio negócio, com o objetivo de obter lucratividade.

A empresa criada pode ser de qualquer tamanho, desde um Microempreendedor Individual (MEI) até startups, e comercializar produtos e serviços de diferentes nichos de mercado.

Nessa modalidade, existe tanto o empreendedor por oportunidade, que cria um negócio para aproveitar um gap do mercado, quanto o empreendedor por necessidade, que começa a própria empresa porque essa é a única maneira encontrada para ganhar dinheiro.

Empreendedorismo digital

A popularização do uso da internet levou ao desenvolvimento de inúmeros negócios que funcionam no ambiente virtual, por meio da oferta de produtos e serviços de maneira online. Esse é o empreendedorismo digital.

Dentre as principais modalidades de empreendedorismo digital, estão:

  • E-commerce: criação de uma loja virtual para a venda de produtos físicos;
  • Marketplace: venda de mercadorias em uma plataforma online que reúne diferentes lojistas;
  • Infoprodutos: comercialização de produtos digitais, como e-books e cursos online;
  • Soluções tecnológicas: oferta de softwares e aplicativos;
  • Social commerce: venda de produtos e serviços por meio das redes sociais.

De forma geral, esse tipo de empreendedorismo tem atraído muitas pessoas pelo baixo investimento inicial, possibilidade de trabalho flexível, maior alcance do negócio e menores custos operacionais.

Leia também: Como vender pela internet? Passo a passo completo

Empreendedorismo social

Como o próprio nome já sugere, o empreendedorismo social tem como propósito a responsabilidade social. Dessa forma, ele consiste no desenvolvimento de iniciativas e soluções que gerem um impacto positivo na sociedade.

A atuação pode ser focada em diferentes áreas, como educação, cultura e saúde. Vale destacar que, apesar do lucro não ser o principal objetivo desse tipo de negócio, ele ainda é importante para a manutenção e o crescimento do projeto.

Empreendedorismo verde

O empreendedorismo verde ou sustentável é uma vertente do empreendedorismo social voltada para a preservação do meio ambiente.

Os negócios desse tipo são comprometidos com a sustentabilidade, implementando práticas ecológicas tanto na criação de seus produtos quanto nos processos operacionais da empresa.

Empreendedorismo corporativo

Também chamado de intraempreendedorismo, o empreendedorismo corporativo refere-se à adoção de uma postura empreendedora por parte dos colaboradores de uma organização.

Dessa maneira, não se trata da criação de um negócio próprio, mas do desenvolvimento de inovações e identificação de problemas e oportunidades dentro da empresa onde a pessoa trabalha.

Essa postura tem como resultado a melhoria dos processos e a criação de novas soluções, levando ao crescimento da organização e do próprio funcionário.

Empreendedorismo feminino

O empreendedorismo feminino é um movimento amplo de incentivo à presença das mulheres em posições de liderança, tanto como donas de seus próprios negócios quanto como em altos cargos organizacionais.

Esse tipo de empreendedorismo é essencial para promover uma maior diversidade no mercado profissional, contribuindo para a inovação.

Empreendedorismo em série

Por último, os empreendedores em série são profissionais que estão sempre em busca de novas oportunidades para investir.

São pessoas que já desenvolveram um empreendimento de sucesso e agora dão início a diferentes iniciativas no mercado. Geralmente, elas estruturam os projetos e, então, passam a sua administração para outras pessoas, para focar em novos negócios.

Como iniciar sua jornada no empreendedorismo?

Se interessou pelo empreendedorismo, mas não sabe por onde começar? Então, confira algumas dicas para iniciar essa jornada, pensando principalmente na criação de um novo negócio de sucesso.

1. Identifique uma oportunidade de mercado

Ao longo deste conteúdo, reforçamos bastante a importância de identificar e aproveitar oportunidades para o empreendedorismo. Logo, esse é justamente o primeiro passo para começar o seu empreendimento!

Escolha um setor mais amplo no qual você tenha interesse e domínio e estude-o a fundo, buscando entender as dores e comportamentos dos consumidores desse segmento.

A partir disso, você poderá identificar possíveis nichos de mercado inexplorados e idealizar soluções para sanar necessidades que ainda não estão sendo bem atendidas.

2. Faça um plano de negócio

Com o nicho de mercado definido, faça um planejamento robusto do seu negócio, definindo o produto ou serviço oferecido, os canais de vendas que serão utilizados e os principais objetivos almejados.

Outro ponto muito importante é estudar a concorrência e estruturar quais serão os diferenciais das suas soluções. São essas vantagens competitivas que farão o seu negócio se destacar no mercado.

Para verificar a viabilidade da sua ideia, também vale conversar com outros empreendedores mais experientes e pessoas de confiança. Essa etapa pode ser mais demorada, mas é fundamental para garantir um empreendimento de sucesso.

3. Formalize o seu empreendimento

Para garantir a regularização da sua empresa, não deixe de formalizá-la com a obtenção de um CNPJ ou MEI. Isso permite que você emita notas fiscais e faça o recolhimento adequado de impostos, de acordo com o porte e o segmento do negócio.

Além disso, ter um CNPJ ainda garante o acesso a soluções diferenciadas no mercado, como linhas de crédito e financiamentos especiais, melhores condições com fornecedores e formas de pagamento online.

Saiba mais: 10 vantagens de ter um CNPJ

4. Estruture um planejamento financeiro

O empreendedorismo exige um planejamento financeiro cuidadoso para colocar o seu negócio em funcionamento. Liste todos os custos e investimentos necessários e, considerando o orçamento disponível, avalie a necessidade de crédito.

Desde já, também é importante seguir as boas práticas de gestão financeira, realizando uma precificação estratégica, mantendo-se em dia com as obrigações fiscais e acompanhando de perto indicadores como fluxo de caixa e capital de giro.

5. Atualize-se sempre

Nunca deixe de aprofundar os seus conhecimentos! Para ter sucesso com o seu empreendimento, é fundamental se manter atualizado com as principais tendências e estratégias do mercado.

Existem diferentes conteúdos que podem te ajudar nisso, como livros, podcasts, blogs e cursos online.

Conheça: 17 livros de empreendedorismo para potencializar seu negócio

6. Tome decisões baseadas em dados

Empreender envolve tomar decisões diariamente para a sua empresa. Para evitar riscos e garantir uma tomada de decisão mais assertiva, é essencial se basear em dados confiáveis sobre o negócio.

Para isso, defina indicadores-chave de desempenho e acompanhe-os periodicamente. Assim, você poderá entender a performance do empreendimento e planejar os melhores planos de ação para os seus objetivos.

Alguns exemplos de KPIs de vendas importantes são a taxa de conversão, o ticket médio, o custo de aquisição do cliente (CAC) e o retorno sobre o investimento (ROI).

Agora que você sabe o que é empreendedorismo e como se inserir nesse universo, o próximo passo é colocar a mão na massa!

Com muito planejamento e persistência, é possível estruturar o seu próprio negócio de sucesso e manter uma postura empreendedora em todos os âmbitos da vida, sempre em busca de novas oportunidades e soluções.

Pretende investir no empreendedorismo digital? Então, não deixe de se inscrever na nossa newsletter. Toda semana, enviamos uma curadoria de conteúdos para você ficar por dentro das melhores estratégias digitais!


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

O que é empreendedorismo? Quais são os tipos e como iniciar sua jornada?

E-commerce

11 de outubro de 2022

Mais do que uma palavra da moda, o empreendedorismo é uma habilidade que tem sido muito buscada pelos profissionais que almejam desenvolver projetos de sucesso.

Para se ter uma ideia, mais de 4 milhões de empresas foram criadas no país em 2021, segundo o Ministério da Economia. O valor representa uma alta de 20% em relação ao do ano anterior e é o maior desde 2011.

No entanto, é importante ter em mente que o empreendedorismo não se resume a abrir uma empresa. Trata-se de uma competência complexa, que envolve a identificação de problemas e oportunidades, assim como o desenvolvimento de inovações.

Ao longo deste conteúdo, vamos nos aprofundar sobre o que é empreendedorismo e outros temas relacionados, como:

  • Qual é a origem do conceito de empreendedorismo?
  • Qual é a importância do empreendedorismo?
  • O que é ser empreendedor?
  • Quais são as principais características de um empreendedor?
  • Quais são os tipos de empreendedorismo?
  • Como iniciar sua jornada no empreendedorismo?

Continue a leitura e aproveite!

O que é empreendedorismo?

Empreendedorismo é a habilidade de desenvolver soluções inovadoras a partir da identificação de problemas e oportunidades no mercado.

Dessa forma, o conceito está relacionado à criação de novos projetos, negócios, produtos, métodos ou até mesmo mercados, com o objetivo de atender a uma determinada necessidade e gerar transformações na sociedade.

Segundo o dicionário Michaelis, empreender significa “resolver-se a praticar (algo laborioso e difícil), tentar” ou “pôr em execução, fazer, realizar”.

Logo, o empreendedorismo é a capacidade de colocar uma ação em prática, transformando uma ideia em uma nova solução.

Qual é a origem do conceito de empreendedorismo?

O conceito de empreendedorismo ganhou notoriedade a partir da elaboração da Teoria da Destruição Criativa, pelo economista austríaco Joseph Schumpeter, em 1942.

Publicada no livro “Capitalismo, Socialismo e Democracia”, a teoria aborda o processo de substituição de produtos, processos e empresas antigas por novas soluções desenvolvidas no mercado — seja um novo produto ou método de produção, por exemplo.

Segundo o autor, esse dinamismo e a criação de inovações, chamada de “ato empreendedor”, seriam a essência do capitalismo, contribuindo diretamente para o progresso econômico.

Qual é a importância do empreendedorismo?

Como podemos perceber, o empreendedorismo está diretamente relacionado à inovação — um processo imprescindível para colocar no mercado novas soluções que melhor atendam às necessidades da sociedade.

Dessa maneira, o movimento empreendedor é fundamental para movimentar a economia, criando oportunidades profissionais e fazendo o dinheiro girar no país.

Esse desenvolvimento socioeconômico é ainda mais importante em momentos de crise, como é o caso da pandemia dos últimos anos.

Para completar, o empreendedorismo ainda aumenta a concorrência no mercado, estimulando a melhoria contínua dos produtos e serviços oferecidos aos consumidores.

O que é ser empreendedor?

Agora que você sabe o que é empreendedorismo, o que significa ser empreendedor?

O empreendedor é aquela pessoa que coloca em prática novas ideias para solucionar dores existentes e aproveitar oportunidades ainda inexploradas. Essa postura pode ser praticada em qualquer âmbito da vida, tanto pessoal quanto profissional.

No entanto, pensando especificamente no universo dos negócios, o empreendedor é um profissional inovador e resiliente, que consegue superar os desafios para transformar suas ideias em produtos e empresas lucrativas.

Dessa maneira, o empreendedor tem um grande potencial para revolucionar o seu mercado e ter um impacto positivo para a comunidade e a economia local.

Quais são as principais características de um empreendedor?

Existem diferentes tipos de empreendedores e cada um deve entender o que melhor funciona para superar os seus desafios e alcançar os seus objetivos.

Por outro lado, há algumas características que a maioria deles costumam compartilhar em sua jornada de sucesso. As principais são:

  • Proatividade: senso de iniciativa para ir em busca de novas oportunidades e idealizar projetos e soluções;
  • Autoconfiança: acreditar em si mesmo e em suas ideias para enfrentar as adversidades e ter coragem para lidar com os riscos envolvidos no processo de empreender;
  • Liderança: se colocar à frente dos projetos para inspirar e guiar os demais envolvidos rumo ao sucesso;
  • Planejamento: definir metas e indicadores de desempenho, assim como planejar as melhores estratégias para alcançar os objetivos desejados;
  • Exigência: comprometimento em oferecer soluções e processos de qualidade, de forma a atender às necessidades e expectativas do consumidor da melhor forma possível;
  • Resiliência: perseverança para superar os desafios da jornada empreendedora, além de flexibilidade para adaptar os planos no meio do caminho;
  • Relacionamento: manter uma boa rede de contatos profissionais e parcerias comerciais que ajudem a colocar seus projetos para frente.

Quais são os tipos de empreendedorismo?

O conceito de empreendedorismo é muito confundido justamente porque ele apresenta diferentes modalidades. Para ficar mais claro, a seguir listamos os principais tipos de empreendedorismo e suas particularidades.

Empreendedorismo de negócios

Esse é o empreendedorismo mais tradicional, que consiste na criação de um próprio negócio, com o objetivo de obter lucratividade.

A empresa criada pode ser de qualquer tamanho, desde um Microempreendedor Individual (MEI) até startups, e comercializar produtos e serviços de diferentes nichos de mercado.

Nessa modalidade, existe tanto o empreendedor por oportunidade, que cria um negócio para aproveitar um gap do mercado, quanto o empreendedor por necessidade, que começa a própria empresa porque essa é a única maneira encontrada para ganhar dinheiro.

Empreendedorismo digital

A popularização do uso da internet levou ao desenvolvimento de inúmeros negócios que funcionam no ambiente virtual, por meio da oferta de produtos e serviços de maneira online. Esse é o empreendedorismo digital.

Dentre as principais modalidades de empreendedorismo digital, estão:

  • E-commerce: criação de uma loja virtual para a venda de produtos físicos;
  • Marketplace: venda de mercadorias em uma plataforma online que reúne diferentes lojistas;
  • Infoprodutos: comercialização de produtos digitais, como e-books e cursos online;
  • Soluções tecnológicas: oferta de softwares e aplicativos;
  • Social commerce: venda de produtos e serviços por meio das redes sociais.

De forma geral, esse tipo de empreendedorismo tem atraído muitas pessoas pelo baixo investimento inicial, possibilidade de trabalho flexível, maior alcance do negócio e menores custos operacionais.

Leia também: Como vender pela internet? Passo a passo completo

Empreendedorismo social

Como o próprio nome já sugere, o empreendedorismo social tem como propósito a responsabilidade social. Dessa forma, ele consiste no desenvolvimento de iniciativas e soluções que gerem um impacto positivo na sociedade.

A atuação pode ser focada em diferentes áreas, como educação, cultura e saúde. Vale destacar que, apesar do lucro não ser o principal objetivo desse tipo de negócio, ele ainda é importante para a manutenção e o crescimento do projeto.

Empreendedorismo verde

O empreendedorismo verde ou sustentável é uma vertente do empreendedorismo social voltada para a preservação do meio ambiente.

Os negócios desse tipo são comprometidos com a sustentabilidade, implementando práticas ecológicas tanto na criação de seus produtos quanto nos processos operacionais da empresa.

Empreendedorismo corporativo

Também chamado de intraempreendedorismo, o empreendedorismo corporativo refere-se à adoção de uma postura empreendedora por parte dos colaboradores de uma organização.

Dessa maneira, não se trata da criação de um negócio próprio, mas do desenvolvimento de inovações e identificação de problemas e oportunidades dentro da empresa onde a pessoa trabalha.

Essa postura tem como resultado a melhoria dos processos e a criação de novas soluções, levando ao crescimento da organização e do próprio funcionário.

Empreendedorismo feminino

O empreendedorismo feminino é um movimento amplo de incentivo à presença das mulheres em posições de liderança, tanto como donas de seus próprios negócios quanto como em altos cargos organizacionais.

Esse tipo de empreendedorismo é essencial para promover uma maior diversidade no mercado profissional, contribuindo para a inovação.

Empreendedorismo em série

Por último, os empreendedores em série são profissionais que estão sempre em busca de novas oportunidades para investir.

São pessoas que já desenvolveram um empreendimento de sucesso e agora dão início a diferentes iniciativas no mercado. Geralmente, elas estruturam os projetos e, então, passam a sua administração para outras pessoas, para focar em novos negócios.

Como iniciar sua jornada no empreendedorismo?

Se interessou pelo empreendedorismo, mas não sabe por onde começar? Então, confira algumas dicas para iniciar essa jornada, pensando principalmente na criação de um novo negócio de sucesso.

1. Identifique uma oportunidade de mercado

Ao longo deste conteúdo, reforçamos bastante a importância de identificar e aproveitar oportunidades para o empreendedorismo. Logo, esse é justamente o primeiro passo para começar o seu empreendimento!

Escolha um setor mais amplo no qual você tenha interesse e domínio e estude-o a fundo, buscando entender as dores e comportamentos dos consumidores desse segmento.

A partir disso, você poderá identificar possíveis nichos de mercado inexplorados e idealizar soluções para sanar necessidades que ainda não estão sendo bem atendidas.

2. Faça um plano de negócio

Com o nicho de mercado definido, faça um planejamento robusto do seu negócio, definindo o produto ou serviço oferecido, os canais de vendas que serão utilizados e os principais objetivos almejados.

Outro ponto muito importante é estudar a concorrência e estruturar quais serão os diferenciais das suas soluções. São essas vantagens competitivas que farão o seu negócio se destacar no mercado.

Para verificar a viabilidade da sua ideia, também vale conversar com outros empreendedores mais experientes e pessoas de confiança. Essa etapa pode ser mais demorada, mas é fundamental para garantir um empreendimento de sucesso.

3. Formalize o seu empreendimento

Para garantir a regularização da sua empresa, não deixe de formalizá-la com a obtenção de um CNPJ ou MEI. Isso permite que você emita notas fiscais e faça o recolhimento adequado de impostos, de acordo com o porte e o segmento do negócio.

Além disso, ter um CNPJ ainda garante o acesso a soluções diferenciadas no mercado, como linhas de crédito e financiamentos especiais, melhores condições com fornecedores e formas de pagamento online.

Saiba mais: 10 vantagens de ter um CNPJ

4. Estruture um planejamento financeiro

O empreendedorismo exige um planejamento financeiro cuidadoso para colocar o seu negócio em funcionamento. Liste todos os custos e investimentos necessários e, considerando o orçamento disponível, avalie a necessidade de crédito.

Desde já, também é importante seguir as boas práticas de gestão financeira, realizando uma precificação estratégica, mantendo-se em dia com as obrigações fiscais e acompanhando de perto indicadores como fluxo de caixa e capital de giro.

5. Atualize-se sempre

Nunca deixe de aprofundar os seus conhecimentos! Para ter sucesso com o seu empreendimento, é fundamental se manter atualizado com as principais tendências e estratégias do mercado.

Existem diferentes conteúdos que podem te ajudar nisso, como livros, podcasts, blogs e cursos online.

Conheça: 17 livros de empreendedorismo para potencializar seu negócio

6. Tome decisões baseadas em dados

Empreender envolve tomar decisões diariamente para a sua empresa. Para evitar riscos e garantir uma tomada de decisão mais assertiva, é essencial se basear em dados confiáveis sobre o negócio.

Para isso, defina indicadores-chave de desempenho e acompanhe-os periodicamente. Assim, você poderá entender a performance do empreendimento e planejar os melhores planos de ação para os seus objetivos.

Alguns exemplos de KPIs de vendas importantes são a taxa de conversão, o ticket médio, o custo de aquisição do cliente (CAC) e o retorno sobre o investimento (ROI).

Agora que você sabe o que é empreendedorismo e como se inserir nesse universo, o próximo passo é colocar a mão na massa!

Com muito planejamento e persistência, é possível estruturar o seu próprio negócio de sucesso e manter uma postura empreendedora em todos os âmbitos da vida, sempre em busca de novas oportunidades e soluções.

Pretende investir no empreendedorismo digital? Então, não deixe de se inscrever na nossa newsletter. Toda semana, enviamos uma curadoria de conteúdos para você ficar por dentro das melhores estratégias digitais!


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo