5 principais problemas no e-commerce e como resolvê-los

E-commerce

30 de novembro de 2021

Se o comércio eletrônico já vinha apresentando um crescimento significativo ano após ano, ele foi impulsionado de forma nunca antes vista com a pandemia e a necessidade de distanciamento social.

Segundo o relatório da Mastercard SpendingPulse, o e-commerce brasileiro cresceu 75% em 2020, em comparação com o ano anterior.

Esse boom do varejo online tem atraído muitos empreendedores, que desejam aproveitar a oportunidade para atrair novos consumidores e impulsionar suas vendas.

Entretanto, ainda existem desafios que precisam ser superados para garantir altas taxas de conversão e uma boa rentabilidade para os negócios digitais. Tanto para quem já tem uma loja virtual quanto para quem está começando sua jornada online, é essencial conhecer esses obstáculos.

Para te ajudar nisso, listamos os maiores problemas no e-commerce e as principais soluções para resolvê-los. Assim, você poderá maximizar as suas chances de sucesso. Pegue o seu bloco de notas e vamos lá!

1. Alto índice de fraudes

Com o aumento das vendas online, também cresce o número de golpes no comércio eletrônico. Segundo a ClearSale, houve uma alta de 83,7% nas tentativas de fraudes no e-commerce durante o primeiro trimestre de 2021, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Na grande maioria das vezes, os golpes são realizados por meio da realização de compras com dados de cartão de crédito de terceiros, obtidos por meio de roubo ou clonagem de dados.

Quando o portador do cartão percebe que foi vítima de uma fraude, ele geralmente faz um pedido de chargeback, ou seja, faz a contestação da compra junto ao banco emissor do cartão.

Isso pode ser extremamente prejudicial para o e-commerce. Afinal, se a loja já tiver enviado o pedido e receber um pedido de chargeback decorrente de fraude, ela não só precisa fazer a devolução do valor recebido pela compra como ainda perde o produto.

Conte com uma solução antifraude

O antifraude é um sistema que utiliza mecanismos de inteligência artificial para identificar e bloquear transações fraudulentas no seu e-commerce. Com isso, ele ajuda a automatizar a gestão de risco do e-commerce e a protegê-lo de fraudes.

Isso é feito por meio de uma análise detalhada dos comportamentos de compra dos consumidores, que cruza diversas variáveis, como dados cadastrais, geolocalização e histórico de compras.

Conheça os padrões de compra dos seus clientes

Mesmo com um antifraude analisando automaticamente as transações do seu e-commerce, também é fundamental conhecer os comportamentos de compra dos seus clientes. Assim, você pode identificar atividades suspeitas e tomar decisões mais inteligentes.

Se o ticket médio da sua loja é de R$50,00, uma compra de R$500,00 pode ser um indício de fraude, por exemplo. Tendo esse conhecimento, você poderia analisar a situação mais de perto e buscar confirmar o pedido diretamente com o consumidor, evitando uma possível fraude.

2. Frete muito caro

Um alto valor de frete é o principal fator responsável pelo abandono de carrinho no e-commerce, segundo a Moosend. No entanto, oferecer taxas mais baixas de entrega, sem prejudicar a lucratividade do negócio, é um grande desafio.

Para lojas que vendem produtos de baixo ticket médio, esse problema pode ser ainda pior. Afinal, nesses casos, o frete pode ser mais caro que o valor do próprio item vendido.

Ofereça frete grátis para situações específicas

Apesar de ser um benefício muito atrativo para os consumidores, o frete grátis deve ser disponibilizado de forma estratégica. Isso porque, se o cliente não pagar pelos custos da entrega, você é quem terá que se responsabilizar por essas despesas.

Nesse sentido, uma boa estratégia é limitar o frete grátis somente para situações específicas, como:

  • compras acima de um certo valor;
  • produtos ou categorias específicas;
  • determinadas regiões do país.

Busque aumentar o ticket médio

Aumentar o ticket médio do e-commerce permite diluir os custos de entrega e também reduzir o impacto do valor do frete na percepção do cliente.

Logo, é recomendável apostar em estratégias para incrementar o valor médio das compras na sua loja, como combos promocionais, cross selling, cashback e descontos progressivos.

Disponibilize a modalidade de Click & Collect

Se o seu negócio também conta com um estabelecimento físico, você pode aproveitar para oferecer o Click & Collect, modalidade na qual o cliente faz a compra online e retira o pedido presencialmente na loja.

Além de reduzir os custos logísticos da operação, essa forma de entrega oferece mais praticidade e flexibilidade para os consumidores.

3. Checkout longo e complexo

Os consumidores priorizam cada vez mais agilidade e praticidade em suas compras online. Prova disso é que um processo de checkout longo demais é considerado um motivo para o abandono de carrinho por 28% dos usuários, de acordo com a Moosend.

Isso significa que, após passar por todo o processo de escolha do produto, o cliente espera uma etapa final de venda simples e ágil.

Se a sua loja virtual não proporcionar essa experiência, ele pode rapidamente migrar para um concorrente que oferece essa facilidade.

Garanta um checkout rápido e intuitivo

O checkout deve ser ágil e intuitivo no e-commerce, de forma a garantir a satisfação do cliente e a conclusão do pedido. Para isso, crie um formulário de cadastro curto e direto, solicitando somente as informações essenciais para o usuário.

Também é recomendável dividir o checkout na menor quantidade de etapas possível, com o uso de textos e botões claros, para evitar que o consumidor tenha dúvidas ou distrações ao longo do processo.

Ofereça a compra com um clique

Uma funcionalidade muito interessante para proporcionar ainda mais agilidade no checkout do seu e-commerce é a compra com um clique, também conhecida como one-click buy.

Com esse recurso, o consumidor tem a possibilidade de autorizar que suas informações pessoais e de pagamento fiquem registradas no sistema, podendo fazer suas próximas compras a partir de um único clique de botão.

4. Operação de logística reversa

As solicitações de trocas e devoluções são outro grande problema no e-commerce, uma vez que esses pedidos geralmente envolvem processos burocráticos e despesas extras para o negócio.

No entanto, uma logística reversa bem estruturada também pode ser uma ótima oportunidade de encantar o consumidor com uma experiência fora da curva e fidelizá-lo à loja.

Crie uma política de trocas e devoluções

O primeiro passo para criar uma logística reversa eficiente no seu e-commerce é definir e disponibilizar no seu site uma política de trocas e devoluções.

Esse documento é responsável por estabelecer as regras e padronizar os processos em casos de retornos ou trocas de produtos comprados na sua loja — lembrando que é fundamental conhecer e seguir os direitos dos consumidores na sua política.

Com isso, é possível otimizar a operação e os custos logísticos do e-commerce, além de transmitir mais credibilidade para os consumidores.

Preste um atendimento humanizado

Processos de trocas e devoluções podem ser bem desgastantes para os clientes. Por isso, garanta um atendimento de qualidade nesses casos, mantendo uma comunicação direta com o consumidor e transmitindo segurança para ele.

Seja humanizado e transparente, resolvendo todas as dúvidas do comprador com bastante empatia e agilidade, de forma a deixar todo o processo mais claro e simples.

5. Falta de confiança dos clientes

Apesar da preferência cada vez maior do público pelas compras online, 68% dos consumidores brasileiros ainda têm medo de comprar no e-commerce, segundo um levantamento da PSafe.

De fato, existem muitos golpistas no ambiente virtual, que atuam de diferentes formas, seja roubando os dados dos usuários ou criando sites falsos para os clientes fazerem suas compras.

Cabe ao seu negócio, portanto, mostrar aos consumidores que a sua loja virtual é um ambiente seguro e idôneo.

Tenha um certificado SSL

Sabe aquele cadeado que aparece ao lado de uma URL na barra de navegação? Esse símbolo indica que o site visitado tem um certificado SSL, ou seja, que os dados informados pelo usuário na página são enviados ao servidor de forma criptografada.

Como o consumidor precisa preencher informações pessoais para fazer uma compra online, esse certificado é muito importante para proteger os clientes de roubos de dados na sua loja virtual.

Permita depoimentos e avaliações dos produtos

Aplique o gatilho da prova social para mostrar ao público que o seu e-commerce é aprovado por outros clientes.

A forma mais simples de fazer isso é incluir uma seção de avaliações nas suas páginas de produtos, permitindo que os compradores deem uma nota e façam comentários para os itens comprados.

Conte com um checkout transparente

Redirecionar o usuário para uma página fora do e-commerce na hora de fazer o pagamento do pedido é uma prática que gera muita insegurança e pode levar a carrinhos abandonados.

Para evitar isso, conte com um checkout transparente, ou seja, um recurso que mantém o cliente na mesma página para finalizar a sua compra. Ele certamente sentirá mais confiança no seu site e terá mais chances de concluir o pedido.

De fato, os desafios do comércio eletrônico são vários. Mas agora que você conhece os principais problemas no e-commerce e como é possível solucioná-los, será muito mais fácil superar os obstáculos e tirar de letra a sua jornada empreendedora.

E se você está procurando um meio de pagamento seguro e eficiente para o seu e-commerce, saiba que o Pagar.me é a escolha certa!

Com a nossa solução, além de vender online por cartão de crédito, Pix e boleto, você conta com várias funcionalidades pensadas para facilitar a sua operação e aumentar as suas conversões — dentre elas, checkout transparente, antifraude integrado e compra com um clique.

Cadastre-se agora mesmo e aproveite todas as vantagens do Pagar.me!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

17, janeiro, 2022

Como anunciar no Instagram Ads: passo a passo para sua loja

Confira nosso guia completo de como anunciar no Instagram Ads e aprenda a aumentar o alcance do seu negócio com essa ferramenta!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

14, janeiro, 2022

O que vender na internet? Confira 10 ideias para 2022

Quer empreender no mundo online, mas ainda não sabe o que vender na internet? Reunimos os principais dados e tendências do mercado para você se inspirar.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

13, janeiro, 2022

Funil de vendas para e-commerce: saiba como fazer!

As empresas que estão voltadas para garantir a presença no ambiente virtual precisam entender a importância do funil de vendas para e-commerce. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

5 principais problemas no e-commerce e como resolvê-los

E-commerce

30 de novembro de 2021

Se o comércio eletrônico já vinha apresentando um crescimento significativo ano após ano, ele foi impulsionado de forma nunca antes vista com a pandemia e a necessidade de distanciamento social.

Segundo o relatório da Mastercard SpendingPulse, o e-commerce brasileiro cresceu 75% em 2020, em comparação com o ano anterior.

Esse boom do varejo online tem atraído muitos empreendedores, que desejam aproveitar a oportunidade para atrair novos consumidores e impulsionar suas vendas.

Entretanto, ainda existem desafios que precisam ser superados para garantir altas taxas de conversão e uma boa rentabilidade para os negócios digitais. Tanto para quem já tem uma loja virtual quanto para quem está começando sua jornada online, é essencial conhecer esses obstáculos.

Para te ajudar nisso, listamos os maiores problemas no e-commerce e as principais soluções para resolvê-los. Assim, você poderá maximizar as suas chances de sucesso. Pegue o seu bloco de notas e vamos lá!

1. Alto índice de fraudes

Com o aumento das vendas online, também cresce o número de golpes no comércio eletrônico. Segundo a ClearSale, houve uma alta de 83,7% nas tentativas de fraudes no e-commerce durante o primeiro trimestre de 2021, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Na grande maioria das vezes, os golpes são realizados por meio da realização de compras com dados de cartão de crédito de terceiros, obtidos por meio de roubo ou clonagem de dados.

Quando o portador do cartão percebe que foi vítima de uma fraude, ele geralmente faz um pedido de chargeback, ou seja, faz a contestação da compra junto ao banco emissor do cartão.

Isso pode ser extremamente prejudicial para o e-commerce. Afinal, se a loja já tiver enviado o pedido e receber um pedido de chargeback decorrente de fraude, ela não só precisa fazer a devolução do valor recebido pela compra como ainda perde o produto.

Conte com uma solução antifraude

O antifraude é um sistema que utiliza mecanismos de inteligência artificial para identificar e bloquear transações fraudulentas no seu e-commerce. Com isso, ele ajuda a automatizar a gestão de risco do e-commerce e a protegê-lo de fraudes.

Isso é feito por meio de uma análise detalhada dos comportamentos de compra dos consumidores, que cruza diversas variáveis, como dados cadastrais, geolocalização e histórico de compras.

Conheça os padrões de compra dos seus clientes

Mesmo com um antifraude analisando automaticamente as transações do seu e-commerce, também é fundamental conhecer os comportamentos de compra dos seus clientes. Assim, você pode identificar atividades suspeitas e tomar decisões mais inteligentes.

Se o ticket médio da sua loja é de R$50,00, uma compra de R$500,00 pode ser um indício de fraude, por exemplo. Tendo esse conhecimento, você poderia analisar a situação mais de perto e buscar confirmar o pedido diretamente com o consumidor, evitando uma possível fraude.

2. Frete muito caro

Um alto valor de frete é o principal fator responsável pelo abandono de carrinho no e-commerce, segundo a Moosend. No entanto, oferecer taxas mais baixas de entrega, sem prejudicar a lucratividade do negócio, é um grande desafio.

Para lojas que vendem produtos de baixo ticket médio, esse problema pode ser ainda pior. Afinal, nesses casos, o frete pode ser mais caro que o valor do próprio item vendido.

Ofereça frete grátis para situações específicas

Apesar de ser um benefício muito atrativo para os consumidores, o frete grátis deve ser disponibilizado de forma estratégica. Isso porque, se o cliente não pagar pelos custos da entrega, você é quem terá que se responsabilizar por essas despesas.

Nesse sentido, uma boa estratégia é limitar o frete grátis somente para situações específicas, como:

  • compras acima de um certo valor;
  • produtos ou categorias específicas;
  • determinadas regiões do país.

Busque aumentar o ticket médio

Aumentar o ticket médio do e-commerce permite diluir os custos de entrega e também reduzir o impacto do valor do frete na percepção do cliente.

Logo, é recomendável apostar em estratégias para incrementar o valor médio das compras na sua loja, como combos promocionais, cross selling, cashback e descontos progressivos.

Disponibilize a modalidade de Click & Collect

Se o seu negócio também conta com um estabelecimento físico, você pode aproveitar para oferecer o Click & Collect, modalidade na qual o cliente faz a compra online e retira o pedido presencialmente na loja.

Além de reduzir os custos logísticos da operação, essa forma de entrega oferece mais praticidade e flexibilidade para os consumidores.

3. Checkout longo e complexo

Os consumidores priorizam cada vez mais agilidade e praticidade em suas compras online. Prova disso é que um processo de checkout longo demais é considerado um motivo para o abandono de carrinho por 28% dos usuários, de acordo com a Moosend.

Isso significa que, após passar por todo o processo de escolha do produto, o cliente espera uma etapa final de venda simples e ágil.

Se a sua loja virtual não proporcionar essa experiência, ele pode rapidamente migrar para um concorrente que oferece essa facilidade.

Garanta um checkout rápido e intuitivo

O checkout deve ser ágil e intuitivo no e-commerce, de forma a garantir a satisfação do cliente e a conclusão do pedido. Para isso, crie um formulário de cadastro curto e direto, solicitando somente as informações essenciais para o usuário.

Também é recomendável dividir o checkout na menor quantidade de etapas possível, com o uso de textos e botões claros, para evitar que o consumidor tenha dúvidas ou distrações ao longo do processo.

Ofereça a compra com um clique

Uma funcionalidade muito interessante para proporcionar ainda mais agilidade no checkout do seu e-commerce é a compra com um clique, também conhecida como one-click buy.

Com esse recurso, o consumidor tem a possibilidade de autorizar que suas informações pessoais e de pagamento fiquem registradas no sistema, podendo fazer suas próximas compras a partir de um único clique de botão.

4. Operação de logística reversa

As solicitações de trocas e devoluções são outro grande problema no e-commerce, uma vez que esses pedidos geralmente envolvem processos burocráticos e despesas extras para o negócio.

No entanto, uma logística reversa bem estruturada também pode ser uma ótima oportunidade de encantar o consumidor com uma experiência fora da curva e fidelizá-lo à loja.

Crie uma política de trocas e devoluções

O primeiro passo para criar uma logística reversa eficiente no seu e-commerce é definir e disponibilizar no seu site uma política de trocas e devoluções.

Esse documento é responsável por estabelecer as regras e padronizar os processos em casos de retornos ou trocas de produtos comprados na sua loja — lembrando que é fundamental conhecer e seguir os direitos dos consumidores na sua política.

Com isso, é possível otimizar a operação e os custos logísticos do e-commerce, além de transmitir mais credibilidade para os consumidores.

Preste um atendimento humanizado

Processos de trocas e devoluções podem ser bem desgastantes para os clientes. Por isso, garanta um atendimento de qualidade nesses casos, mantendo uma comunicação direta com o consumidor e transmitindo segurança para ele.

Seja humanizado e transparente, resolvendo todas as dúvidas do comprador com bastante empatia e agilidade, de forma a deixar todo o processo mais claro e simples.

5. Falta de confiança dos clientes

Apesar da preferência cada vez maior do público pelas compras online, 68% dos consumidores brasileiros ainda têm medo de comprar no e-commerce, segundo um levantamento da PSafe.

De fato, existem muitos golpistas no ambiente virtual, que atuam de diferentes formas, seja roubando os dados dos usuários ou criando sites falsos para os clientes fazerem suas compras.

Cabe ao seu negócio, portanto, mostrar aos consumidores que a sua loja virtual é um ambiente seguro e idôneo.

Tenha um certificado SSL

Sabe aquele cadeado que aparece ao lado de uma URL na barra de navegação? Esse símbolo indica que o site visitado tem um certificado SSL, ou seja, que os dados informados pelo usuário na página são enviados ao servidor de forma criptografada.

Como o consumidor precisa preencher informações pessoais para fazer uma compra online, esse certificado é muito importante para proteger os clientes de roubos de dados na sua loja virtual.

Permita depoimentos e avaliações dos produtos

Aplique o gatilho da prova social para mostrar ao público que o seu e-commerce é aprovado por outros clientes.

A forma mais simples de fazer isso é incluir uma seção de avaliações nas suas páginas de produtos, permitindo que os compradores deem uma nota e façam comentários para os itens comprados.

Conte com um checkout transparente

Redirecionar o usuário para uma página fora do e-commerce na hora de fazer o pagamento do pedido é uma prática que gera muita insegurança e pode levar a carrinhos abandonados.

Para evitar isso, conte com um checkout transparente, ou seja, um recurso que mantém o cliente na mesma página para finalizar a sua compra. Ele certamente sentirá mais confiança no seu site e terá mais chances de concluir o pedido.

De fato, os desafios do comércio eletrônico são vários. Mas agora que você conhece os principais problemas no e-commerce e como é possível solucioná-los, será muito mais fácil superar os obstáculos e tirar de letra a sua jornada empreendedora.

E se você está procurando um meio de pagamento seguro e eficiente para o seu e-commerce, saiba que o Pagar.me é a escolha certa!

Com a nossa solução, além de vender online por cartão de crédito, Pix e boleto, você conta com várias funcionalidades pensadas para facilitar a sua operação e aumentar as suas conversões — dentre elas, checkout transparente, antifraude integrado e compra com um clique.

Cadastre-se agora mesmo e aproveite todas as vantagens do Pagar.me!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

17, janeiro, 2022

Como anunciar no Instagram Ads: passo a passo para sua loja

Confira nosso guia completo de como anunciar no Instagram Ads e aprenda a aumentar o alcance do seu negócio com essa ferramenta!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

14, janeiro, 2022

O que vender na internet? Confira 10 ideias para 2022

Quer empreender no mundo online, mas ainda não sabe o que vender na internet? Reunimos os principais dados e tendências do mercado para você se inspirar.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

13, janeiro, 2022

Funil de vendas para e-commerce: saiba como fazer!

As empresas que estão voltadas para garantir a presença no ambiente virtual precisam entender a importância do funil de vendas para e-commerce. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo