Controle financeiro: o que é e como fazer com eficiência na sua empresa?

E-commerce

22 de setembro de 2022

Na busca por potencializar suas vendas, é muito comum que os empreendedores invistam a maior parte dos seus esforços em estratégias comerciais. No entanto, a falta de um controle financeiro eficaz pode levar a graves prejuízos e até mesmo à falência do negócio.

É por isso que o controle das finanças empresariais não pode ser deixado de lado, independentemente do porte e do segmento do empreendimento.

Por meio de relatórios e indicadores financeiros, é possível ter uma visão mais assertiva do cenário econômico da sua empresa. Assim, você pode tomar decisões mais estratégicas e garantir o crescimento saudável da operação.

Vamos nos aprofundar nesse assunto? Ao longo deste conteúdo, você vai entender o que é controle financeiro e como aplicá-lo na sua empresa!

O que é controle financeiro?

O controle financeiro se refere a um conjunto de atividades realizadas para avaliar as condições econômicas de uma organização.

Para isso, são utilizadas diferentes ferramentas e processos, como análise de relatórios financeiros, controle do fluxo de caixa, avaliação de balanço patrimonial e acompanhamento de saldos bancários e reservas emergenciais.

O objetivo é ter um entendimento profundo sobre a situação financeira da empresa. Assim, é possível melhorar a tomada de decisão para garantir a continuidade do negócio.

Por que é preciso manter um controle financeiro empresarial?

O controle financeiro é um dos processos mais importantes da gestão financeira empresarial. Afinal, ao oferecer uma visão das finanças do empreendimento, ele permite fazer previsões mais precisas e tomar decisões mais estratégicas para o negócio.

Com base na avaliação das condições financeiras da empresa, é possível planejar as ações mais assertivas para o período, gerindo custos e realizando investimentos da maneira mais adequada. Tudo isso de acordo com o planejamento estratégico do negócio.

É por meio do controle financeiro que a empresa garante um caixa positivo para manter a operação em funcionamento e ainda investir no crescimento do negócio.

Dessa maneira, trata-se de um processo indispensável para a sustentabilidade de qualquer empresa, sobretudo em cenários inesperados de crises e períodos de baixa sazonalidade.

Como fazer um controle financeiro eficiente?

Há uma série de ferramentas e processos que devem ser utilizados para realizar uma rotina de controle financeiro eficiente na sua empresa. A seguir, vamos nos aprofundar nas melhores práticas!

Acompanhe de perto o fluxo de caixa

Essa é uma dica básica de controle financeiro para qualquer empreendimento: registre todas as movimentações do negócio, acompanhando diariamente as entradas e saídas de dinheiro.

Essa ferramenta é chamada de fluxo de caixa e permite entender os custos e receitas da empresa, oferecendo um diagnóstico da saúde financeira atual da organização.

Com isso, é possível realizar projeções futuras e definir planos de ação estratégicos. Assim, você pode garantir dinheiro em caixa para cumprir com as suas obrigações financeiras e, ainda, realizar investimentos para o negócio.

Faça a gestão de custos

Não deixe de olhar atentamente para as despesas empresariais! Ao entender a fundo os custos da sua operação e definir as prioridades do negócio, é possível identificar e cortar gastos desnecessários, de forma a maximizar a sua lucratividade.

Uma dica é classificar os custos entre fixos e variáveis. Os fixos são aqueles que não dependem do volume de vendas, como aluguel e conta de luz.

Já os gastos variáveis são definidos a partir do número de produtos vendidos. É o caso da matéria-prima, por exemplo.

Entenda a necessidade de capital de giro

O capital de giro é um importante indicador de controle financeiro que revela quanto o empreendimento tem disponível para honrar os seus compromissos a curto prazo e manter as atividades em funcionamento.

O cálculo desse valor consiste na diferença entre os recursos da empresa, como dinheiro em caixa, estoque e contas a receber, e as despesas a pagar, como salários, fornecedores e tributações.

Caso seja preciso melhorar o capital de giro do negócio, uma solução muito utilizada é a antecipação de recebíveis. Oferecida por empresas de pagamento, trata-se de uma operação de crédito que permite receber o valor de vendas parceladas mais rapidamente.

Mantenha uma reserva emergencial

Todo empreendimento corre o risco constante de ter que lidar com imprevistos, seja um maquinário quebrado, a perda de produtos ou até mesmo uma pandemia, como bem aprendemos nos últimos anos.

Se você não quer comprometer a saúde financeira do seu negócio diante dessas situações inesperadas, é fundamental se preparar com um fundo de reserva emergencial.

Para construir essa reserva, uma dica é destinar parte do lucro líquido do negócio para uma aplicação de baixo risco e alta liquidez, que permita resgatar e utilizar o valor guardado a qualquer momento.

Defina os orçamentos do negócio

A partir do entendimento da situação financeira do negócio, é imprescindível determinar orçamentos de gastos para cada projeto ou área da empresa. Eles podem ser mensais, semestrais ou anuais, por exemplo.

Essa é uma estratégia essencial para manter a estabilidade financeira e garantir que todos os investimentos sejam realizados de acordo com o planejamento estratégico a longo prazo do empreendimento.

Elabore relatórios de desempenho

Existem alguns modelos de relatórios que ajudam a entender a fundo o desempenho financeiro da empresa. Os principais são o balanço patrimonial e o DRE (Demonstração do Resultado do Exercício).

O balanço patrimonial revela o resultado das movimentações financeiras do negócio, permitindo avaliar a posição dos seus ativos, passivos e patrimônio líquido em um determinado momento.

Já o DRE é um documento que apresenta os principais resultados financeiros alcançados pela empresa no último ano, confrontando as receitas com os custos para revelar os lucros ou prejuízos obtidos.

Atente-se aos prazos de pagamento e recebimento

Para finalizar, um ponto muito importante do controle financeiro é acompanhar de perto os prazos das contas a pagar e receber.

Atente-se às suas obrigações financeiras, como pagamento de fornecedores, empréstimos e tributações, para não acumular dívidas e sujar o nome da empresa.

O mesmo vale para os seus valores a receber. Tenha em mente que cada forma de pagamento conta com um prazo diferente para o recebimento do valor. Por isso, é essencial contar com uma solução de pagamentos que facilite a gestão desses recebíveis.

Esse é o caso do Pagar.me! Nossa tecnologia de pagamento digital oferece uma dashboard transparente e amigável, que permite uma visualização simples e rápida de todas as taxas e prazos das suas transações online.

Quer vender online por cartão de crédito, boleto e Pix? Então, cadastre-se já para garantir segurança e praticidade nos pagamentos do seu negócio!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

30, setembro, 2022

Como preparar sua loja virtual para a Black Friday? Checklist

Garantir o sucesso da sua loja virtual na Black Friday exige uma preparação de vários aspectos da operação. Veja nosso checklist para não deixar nada para trás!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

28, setembro, 2022

Sell in e sell out: o que são e quais as diferenças?

Sell in e sell out são importantes processos que compõem a cadeia de suprimentos. Entenda o conceito de cada um e como fazer a melhor gestão deles!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

27, setembro, 2022

Avaliação de produtos: por que e como incentivar no seu e-commerce?

A avaliação de produtos é um recurso que fornece uma prova social para os clientes, incentivando-o a fazer uma compra. Entenda como utilizá-la na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Controle financeiro: o que é e como fazer com eficiência na sua empresa?

E-commerce

22 de setembro de 2022

Na busca por potencializar suas vendas, é muito comum que os empreendedores invistam a maior parte dos seus esforços em estratégias comerciais. No entanto, a falta de um controle financeiro eficaz pode levar a graves prejuízos e até mesmo à falência do negócio.

É por isso que o controle das finanças empresariais não pode ser deixado de lado, independentemente do porte e do segmento do empreendimento.

Por meio de relatórios e indicadores financeiros, é possível ter uma visão mais assertiva do cenário econômico da sua empresa. Assim, você pode tomar decisões mais estratégicas e garantir o crescimento saudável da operação.

Vamos nos aprofundar nesse assunto? Ao longo deste conteúdo, você vai entender o que é controle financeiro e como aplicá-lo na sua empresa!

O que é controle financeiro?

O controle financeiro se refere a um conjunto de atividades realizadas para avaliar as condições econômicas de uma organização.

Para isso, são utilizadas diferentes ferramentas e processos, como análise de relatórios financeiros, controle do fluxo de caixa, avaliação de balanço patrimonial e acompanhamento de saldos bancários e reservas emergenciais.

O objetivo é ter um entendimento profundo sobre a situação financeira da empresa. Assim, é possível melhorar a tomada de decisão para garantir a continuidade do negócio.

Por que é preciso manter um controle financeiro empresarial?

O controle financeiro é um dos processos mais importantes da gestão financeira empresarial. Afinal, ao oferecer uma visão das finanças do empreendimento, ele permite fazer previsões mais precisas e tomar decisões mais estratégicas para o negócio.

Com base na avaliação das condições financeiras da empresa, é possível planejar as ações mais assertivas para o período, gerindo custos e realizando investimentos da maneira mais adequada. Tudo isso de acordo com o planejamento estratégico do negócio.

É por meio do controle financeiro que a empresa garante um caixa positivo para manter a operação em funcionamento e ainda investir no crescimento do negócio.

Dessa maneira, trata-se de um processo indispensável para a sustentabilidade de qualquer empresa, sobretudo em cenários inesperados de crises e períodos de baixa sazonalidade.

Como fazer um controle financeiro eficiente?

Há uma série de ferramentas e processos que devem ser utilizados para realizar uma rotina de controle financeiro eficiente na sua empresa. A seguir, vamos nos aprofundar nas melhores práticas!

Acompanhe de perto o fluxo de caixa

Essa é uma dica básica de controle financeiro para qualquer empreendimento: registre todas as movimentações do negócio, acompanhando diariamente as entradas e saídas de dinheiro.

Essa ferramenta é chamada de fluxo de caixa e permite entender os custos e receitas da empresa, oferecendo um diagnóstico da saúde financeira atual da organização.

Com isso, é possível realizar projeções futuras e definir planos de ação estratégicos. Assim, você pode garantir dinheiro em caixa para cumprir com as suas obrigações financeiras e, ainda, realizar investimentos para o negócio.

Faça a gestão de custos

Não deixe de olhar atentamente para as despesas empresariais! Ao entender a fundo os custos da sua operação e definir as prioridades do negócio, é possível identificar e cortar gastos desnecessários, de forma a maximizar a sua lucratividade.

Uma dica é classificar os custos entre fixos e variáveis. Os fixos são aqueles que não dependem do volume de vendas, como aluguel e conta de luz.

Já os gastos variáveis são definidos a partir do número de produtos vendidos. É o caso da matéria-prima, por exemplo.

Entenda a necessidade de capital de giro

O capital de giro é um importante indicador de controle financeiro que revela quanto o empreendimento tem disponível para honrar os seus compromissos a curto prazo e manter as atividades em funcionamento.

O cálculo desse valor consiste na diferença entre os recursos da empresa, como dinheiro em caixa, estoque e contas a receber, e as despesas a pagar, como salários, fornecedores e tributações.

Caso seja preciso melhorar o capital de giro do negócio, uma solução muito utilizada é a antecipação de recebíveis. Oferecida por empresas de pagamento, trata-se de uma operação de crédito que permite receber o valor de vendas parceladas mais rapidamente.

Mantenha uma reserva emergencial

Todo empreendimento corre o risco constante de ter que lidar com imprevistos, seja um maquinário quebrado, a perda de produtos ou até mesmo uma pandemia, como bem aprendemos nos últimos anos.

Se você não quer comprometer a saúde financeira do seu negócio diante dessas situações inesperadas, é fundamental se preparar com um fundo de reserva emergencial.

Para construir essa reserva, uma dica é destinar parte do lucro líquido do negócio para uma aplicação de baixo risco e alta liquidez, que permita resgatar e utilizar o valor guardado a qualquer momento.

Defina os orçamentos do negócio

A partir do entendimento da situação financeira do negócio, é imprescindível determinar orçamentos de gastos para cada projeto ou área da empresa. Eles podem ser mensais, semestrais ou anuais, por exemplo.

Essa é uma estratégia essencial para manter a estabilidade financeira e garantir que todos os investimentos sejam realizados de acordo com o planejamento estratégico a longo prazo do empreendimento.

Elabore relatórios de desempenho

Existem alguns modelos de relatórios que ajudam a entender a fundo o desempenho financeiro da empresa. Os principais são o balanço patrimonial e o DRE (Demonstração do Resultado do Exercício).

O balanço patrimonial revela o resultado das movimentações financeiras do negócio, permitindo avaliar a posição dos seus ativos, passivos e patrimônio líquido em um determinado momento.

Já o DRE é um documento que apresenta os principais resultados financeiros alcançados pela empresa no último ano, confrontando as receitas com os custos para revelar os lucros ou prejuízos obtidos.

Atente-se aos prazos de pagamento e recebimento

Para finalizar, um ponto muito importante do controle financeiro é acompanhar de perto os prazos das contas a pagar e receber.

Atente-se às suas obrigações financeiras, como pagamento de fornecedores, empréstimos e tributações, para não acumular dívidas e sujar o nome da empresa.

O mesmo vale para os seus valores a receber. Tenha em mente que cada forma de pagamento conta com um prazo diferente para o recebimento do valor. Por isso, é essencial contar com uma solução de pagamentos que facilite a gestão desses recebíveis.

Esse é o caso do Pagar.me! Nossa tecnologia de pagamento digital oferece uma dashboard transparente e amigável, que permite uma visualização simples e rápida de todas as taxas e prazos das suas transações online.

Quer vender online por cartão de crédito, boleto e Pix? Então, cadastre-se já para garantir segurança e praticidade nos pagamentos do seu negócio!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

30, setembro, 2022

Como preparar sua loja virtual para a Black Friday? Checklist

Garantir o sucesso da sua loja virtual na Black Friday exige uma preparação de vários aspectos da operação. Veja nosso checklist para não deixar nada para trás!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

28, setembro, 2022

Sell in e sell out: o que são e quais as diferenças?

Sell in e sell out são importantes processos que compõem a cadeia de suprimentos. Entenda o conceito de cada um e como fazer a melhor gestão deles!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

27, setembro, 2022

Avaliação de produtos: por que e como incentivar no seu e-commerce?

A avaliação de produtos é um recurso que fornece uma prova social para os clientes, incentivando-o a fazer uma compra. Entenda como utilizá-la na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo