11 tipos de empreendedorismo para você conhecer e escolher o ideal

E-commerce

31 de outubro de 2022

O empreendedorismo já se tornou uma característica marcante da cultura brasileira. Um ranking da Global Entrepreneurship Monitor posiciona o Brasil como o 7º país com mais empreendedores — no total, são 14 milhões de adultos com um negócio próprio.

No entanto, é um grande erro achar que o empreendedorismo se limita à criação de uma empresa!

Existem diferentes tipos de empreendedorismo, sendo que a característica essencial de todos eles é o desenvolvimento de soluções inovadoras para atender a problemas e oportunidades identificados no mercado.

Nas próximas linhas, vamos apresentar os principais tipos de empreendedorismo, para que você possa identificar a modalidade ideal para os seus objetivos. Boa leitura!

Quais são os tipos de empreendedorismo?

Vamos, então, aos tipos de empreendedorismo existentes! A seguir, listamos os onze modelos mais comuns e explicamos suas principais características e objetivos.

1. Empreendedorismo de negócios

Essa é a modalidade de empreendedorismo mais comum e generalista, consistindo na criação de uma empresa para a venda de produtos ou serviços de variados nichos de mercado.

O objetivo aqui é atender às necessidades do público-consumidor, de forma a gerar lucro. A motivação do empreendedor pode ser tanto aproveitar uma oportunidade de mercado quanto encontrar uma maneira de ganhar dinheiro.

Vale destacar que, dentro desse modelo, existem vários outros tipos de empreendedorismo — muitos dos quais abordaremos nos tópicos seguintes.

2. Empreendedorismo individual

Como o nome já sugere, o empreendedorismo individual é aquele no qual uma única pessoa inicia sua empresa por conta própria. Em geral, tratam-se de micro ou pequenos empreendimentos.

Nos últimos anos, essa modalidade tem crescido bastante no país, com a possibilidade de criação do MEI (Microempreendedor Individual), que garante uma série de direitos e benefícios aos empreendedores que formalizarem seus negócios.

Além do MEI, também é possível atuar como EI (Empreendedor Individual) ou EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada).

Saiba mais: Quais são os tipos de empresa e como escolher o ideal?

3. Empreendedorismo digital

Com a expansão do uso da internet, o empreendedorismo digital é uma modalidade que tem crescido significativamente. Na prática, ele diz respeito à comercialização de produtos e serviços no ambiente virtual.

Os principais exemplos de empreendedorismo digital atualmente são:

  • Loja virtual: criação de um e-commerce próprio para a venda de produtos físicos;
  • Marketplace: comercialização de mercadorias em uma plataforma online que conecta diferentes lojistas aos consumidores;
  • Infoprodutos: venda de produtos digitais, como e-books, consultorias e cursos online;
  • Produção de conteúdo: criação de conteúdos sobre um tema de domínio, por meio de um blog, um podcast ou um canal no YouTube, por exemplo;
  • Social commerce: venda de soluções por meio das redes sociais;
  • Soluções tecnológicas: desenvolvimento de softwares e aplicativos.

Esses modelos de negócio têm atraído cada vez mais empreendedores, em função da necessidade de menos recursos financeiros iniciais, da flexibilidade de trabalho e da possibilidade de maior alcance.


Baixe o Guia definitivo de como montar um e-commerce!

4. Empreendedorismo corporativo

O empreendedorismo corporativo, ou intraempreendedorismo, não se refere à abertura de um negócio próprio, mas à adoção de uma atitude empreendedora por parte dos colaboradores de uma empresa já existente.

Na prática, essa postura empreendedora significa desenvolver soluções inovadoras e identificar problemas e oportunidades dentro da organização, de modo a garantir a melhoria contínua e o crescimento da operação.

5. Empreendedorismo feminino

Esse é outro tipo de empreendedorismo que tem sido impulsionado nos últimos anos, com o incentivo às empresas criadas e/ou lideradas por mulheres, independentemente do segmento e do porte da organização.

Buscando promover uma maior diversidade e aumentar a presença de mulheres em posições de liderança, o empreendedorismo feminino tem contribuído para a transformação e o desenvolvimento de inovações no mercado profissional.

6. Empreendedorismo social

O empreendedorismo social consiste na criação de empresas e iniciativas de responsabilidade social. O propósito é gerar transformações em diferentes setores da sociedade, seja educação, saúde, cultura ou inclusão social, por exemplo.

A lucratividade não é o objetivo principal desse tipo de empreendedorismo, mas ela ainda é importante para o crescimento do próprio negócio.

7. Empreendedorismo verde

De forma semelhante ao empreendedorismo social, o empreendedorismo verde ou sustentável busca gerar um impacto positivo no meio ambiente.

Os negócios que se encaixam nessa modalidade são comprometidos com a sustentabilidade, aliando a busca pela lucratividade à preservação ambiental.

Na prática, eles buscam minimizar os impactos da empresa na natureza, com a adoção de práticas ecológicas na produção dos produtos e na operação do empreendimento como um todo.

8. Empreendedorismo de franquias

O empreendedorismo de franquias diz respeito à abertura da unidade de uma empresa já existente.

Esse é um modelo de negócio que apresenta menos riscos do que a criação de uma empresa do zero. Afinal, a maioria dos processos internos é pré-definida e o público já conhece as soluções oferecidas.

Por outro lado, ainda há vários desafios que devem ser superados na operação e crescimento de uma franquia, sendo necessário manter uma postura empreendedora para sanar os problemas ao longo do caminho.

9. Empreendedorismo informal

Muito comum no Brasil, o empreendedorismo informal é aquele praticado por pessoas sem um CNPJ próprio, ou seja, que mantêm um negócio sem a regularização junto ao governo.

Isso significa que a empresa não tem legalidade jurídica e fiscal, não pagando impostos nem tendo garantias trabalhistas, como seguro-desemprego, auxílio-maternidade e aposentadoria. Ou seja, não é um tipo de empreendedorismo recomendado.

O ideal é que todos os negócios, independentemente do seu tamanho e área de atuação, se formalizem por meio da obtenção de um CNPJ.

Além de garantir a formalização da empresa e uma série de benefícios trabalhistas, essa prática ainda permite que o empreendedor tenha acesso a soluções diferenciadas, como linhas de crédito e financiamentos mais vantajosos.

Conheça: 10 vantagens de ter um CNPJ e formalizar o seu negócio

10. Empreendedorismo cooperativo

Baseando-se na economia colaborativa, o empreendedorismo cooperativo funciona por meio do apoio entre diferentes empreendedores individuais para maximizar as chances de sucesso dos seus negócios.

Esse trabalho em conjunto consiste principalmente no compartilhamento de recursos, conhecimentos e experiências. Assim, cada empreendedor pode alcançar os objetivos desejados e otimizar os seus resultados.

11. Empreendedorismo em série

Por fim, o empreendedorismo em série é desempenhado por profissionais que estão em busca constante por novas oportunidades de negócio para investir.

Geralmente, esses empreendedores já criaram uma empresa de sucesso e agora investem em diferentes iniciativas do mercado, estruturando os projetos e, então, passando a sua gestão para outros profissionais.

Como escolher o tipo de empreendedorismo ideal para você?

Agora que você conhece os principais tipos de empreendedorismo, considere as particularidades de cada um, assim como as suas vantagens e desvantagens, para identificar aqueles que mais se alinhem aos seus objetivos e ao seu perfil.

Um ponto muito importante para se ter em mente é que não é preciso escolher um único tipo de empreendedorismo para colocar em prática. A maioria dos empreendimentos misturam várias modalidades.

Lembrando que o mais importante para você ter sucesso na sua jornada empreendedora é desenvolver a sua habilidade de identificar oportunidades de mercado e criar novas soluções para aproveitá-las. O planejamento estratégico é essencial para isso!

O que você achou dos tipos de empreendedorismo que apresentamos? Se quiser continuar aprofundando os seus conhecimentos sobre o assunto, confira 17 livros de empreendedorismo para potencializar seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

11 tipos de empreendedorismo para você conhecer e escolher o ideal

E-commerce

31 de outubro de 2022

O empreendedorismo já se tornou uma característica marcante da cultura brasileira. Um ranking da Global Entrepreneurship Monitor posiciona o Brasil como o 7º país com mais empreendedores — no total, são 14 milhões de adultos com um negócio próprio.

No entanto, é um grande erro achar que o empreendedorismo se limita à criação de uma empresa!

Existem diferentes tipos de empreendedorismo, sendo que a característica essencial de todos eles é o desenvolvimento de soluções inovadoras para atender a problemas e oportunidades identificados no mercado.

Nas próximas linhas, vamos apresentar os principais tipos de empreendedorismo, para que você possa identificar a modalidade ideal para os seus objetivos. Boa leitura!

Quais são os tipos de empreendedorismo?

Vamos, então, aos tipos de empreendedorismo existentes! A seguir, listamos os onze modelos mais comuns e explicamos suas principais características e objetivos.

1. Empreendedorismo de negócios

Essa é a modalidade de empreendedorismo mais comum e generalista, consistindo na criação de uma empresa para a venda de produtos ou serviços de variados nichos de mercado.

O objetivo aqui é atender às necessidades do público-consumidor, de forma a gerar lucro. A motivação do empreendedor pode ser tanto aproveitar uma oportunidade de mercado quanto encontrar uma maneira de ganhar dinheiro.

Vale destacar que, dentro desse modelo, existem vários outros tipos de empreendedorismo — muitos dos quais abordaremos nos tópicos seguintes.

2. Empreendedorismo individual

Como o nome já sugere, o empreendedorismo individual é aquele no qual uma única pessoa inicia sua empresa por conta própria. Em geral, tratam-se de micro ou pequenos empreendimentos.

Nos últimos anos, essa modalidade tem crescido bastante no país, com a possibilidade de criação do MEI (Microempreendedor Individual), que garante uma série de direitos e benefícios aos empreendedores que formalizarem seus negócios.

Além do MEI, também é possível atuar como EI (Empreendedor Individual) ou EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada).

Saiba mais: Quais são os tipos de empresa e como escolher o ideal?

3. Empreendedorismo digital

Com a expansão do uso da internet, o empreendedorismo digital é uma modalidade que tem crescido significativamente. Na prática, ele diz respeito à comercialização de produtos e serviços no ambiente virtual.

Os principais exemplos de empreendedorismo digital atualmente são:

  • Loja virtual: criação de um e-commerce próprio para a venda de produtos físicos;
  • Marketplace: comercialização de mercadorias em uma plataforma online que conecta diferentes lojistas aos consumidores;
  • Infoprodutos: venda de produtos digitais, como e-books, consultorias e cursos online;
  • Produção de conteúdo: criação de conteúdos sobre um tema de domínio, por meio de um blog, um podcast ou um canal no YouTube, por exemplo;
  • Social commerce: venda de soluções por meio das redes sociais;
  • Soluções tecnológicas: desenvolvimento de softwares e aplicativos.

Esses modelos de negócio têm atraído cada vez mais empreendedores, em função da necessidade de menos recursos financeiros iniciais, da flexibilidade de trabalho e da possibilidade de maior alcance.


Baixe o Guia definitivo de como montar um e-commerce!

4. Empreendedorismo corporativo

O empreendedorismo corporativo, ou intraempreendedorismo, não se refere à abertura de um negócio próprio, mas à adoção de uma atitude empreendedora por parte dos colaboradores de uma empresa já existente.

Na prática, essa postura empreendedora significa desenvolver soluções inovadoras e identificar problemas e oportunidades dentro da organização, de modo a garantir a melhoria contínua e o crescimento da operação.

5. Empreendedorismo feminino

Esse é outro tipo de empreendedorismo que tem sido impulsionado nos últimos anos, com o incentivo às empresas criadas e/ou lideradas por mulheres, independentemente do segmento e do porte da organização.

Buscando promover uma maior diversidade e aumentar a presença de mulheres em posições de liderança, o empreendedorismo feminino tem contribuído para a transformação e o desenvolvimento de inovações no mercado profissional.

6. Empreendedorismo social

O empreendedorismo social consiste na criação de empresas e iniciativas de responsabilidade social. O propósito é gerar transformações em diferentes setores da sociedade, seja educação, saúde, cultura ou inclusão social, por exemplo.

A lucratividade não é o objetivo principal desse tipo de empreendedorismo, mas ela ainda é importante para o crescimento do próprio negócio.

7. Empreendedorismo verde

De forma semelhante ao empreendedorismo social, o empreendedorismo verde ou sustentável busca gerar um impacto positivo no meio ambiente.

Os negócios que se encaixam nessa modalidade são comprometidos com a sustentabilidade, aliando a busca pela lucratividade à preservação ambiental.

Na prática, eles buscam minimizar os impactos da empresa na natureza, com a adoção de práticas ecológicas na produção dos produtos e na operação do empreendimento como um todo.

8. Empreendedorismo de franquias

O empreendedorismo de franquias diz respeito à abertura da unidade de uma empresa já existente.

Esse é um modelo de negócio que apresenta menos riscos do que a criação de uma empresa do zero. Afinal, a maioria dos processos internos é pré-definida e o público já conhece as soluções oferecidas.

Por outro lado, ainda há vários desafios que devem ser superados na operação e crescimento de uma franquia, sendo necessário manter uma postura empreendedora para sanar os problemas ao longo do caminho.

9. Empreendedorismo informal

Muito comum no Brasil, o empreendedorismo informal é aquele praticado por pessoas sem um CNPJ próprio, ou seja, que mantêm um negócio sem a regularização junto ao governo.

Isso significa que a empresa não tem legalidade jurídica e fiscal, não pagando impostos nem tendo garantias trabalhistas, como seguro-desemprego, auxílio-maternidade e aposentadoria. Ou seja, não é um tipo de empreendedorismo recomendado.

O ideal é que todos os negócios, independentemente do seu tamanho e área de atuação, se formalizem por meio da obtenção de um CNPJ.

Além de garantir a formalização da empresa e uma série de benefícios trabalhistas, essa prática ainda permite que o empreendedor tenha acesso a soluções diferenciadas, como linhas de crédito e financiamentos mais vantajosos.

Conheça: 10 vantagens de ter um CNPJ e formalizar o seu negócio

10. Empreendedorismo cooperativo

Baseando-se na economia colaborativa, o empreendedorismo cooperativo funciona por meio do apoio entre diferentes empreendedores individuais para maximizar as chances de sucesso dos seus negócios.

Esse trabalho em conjunto consiste principalmente no compartilhamento de recursos, conhecimentos e experiências. Assim, cada empreendedor pode alcançar os objetivos desejados e otimizar os seus resultados.

11. Empreendedorismo em série

Por fim, o empreendedorismo em série é desempenhado por profissionais que estão em busca constante por novas oportunidades de negócio para investir.

Geralmente, esses empreendedores já criaram uma empresa de sucesso e agora investem em diferentes iniciativas do mercado, estruturando os projetos e, então, passando a sua gestão para outros profissionais.

Como escolher o tipo de empreendedorismo ideal para você?

Agora que você conhece os principais tipos de empreendedorismo, considere as particularidades de cada um, assim como as suas vantagens e desvantagens, para identificar aqueles que mais se alinhem aos seus objetivos e ao seu perfil.

Um ponto muito importante para se ter em mente é que não é preciso escolher um único tipo de empreendedorismo para colocar em prática. A maioria dos empreendimentos misturam várias modalidades.

Lembrando que o mais importante para você ter sucesso na sua jornada empreendedora é desenvolver a sua habilidade de identificar oportunidades de mercado e criar novas soluções para aproveitá-las. O planejamento estratégico é essencial para isso!

O que você achou dos tipos de empreendedorismo que apresentamos? Se quiser continuar aprofundando os seus conhecimentos sobre o assunto, confira 17 livros de empreendedorismo para potencializar seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo