DNVB: o que são e como funcionam as marcas nativas digitais?

E-commerce

29 de novembro de 2022

O movimento acelerado de digitalização do varejo tem transformado profundamente as estratégias comerciais. Foi nesse contexto que surgiu o conceito de marca digitalmente nativa, conhecida como DNVB (Digitally Native Vertical Brand).

Como o nome sugere, essas marcas se diferenciam por nascerem no ambiente online, não precisando passar por uma transformação digital. Além disso, elas apresentam uma estrutura vertical de negócio, controlando todo o processo de produção e venda.

Dessa forma, elas já começam suas operações com um passo à frente no mercado, com estratégias e processos focados no comércio eletrônico e no consumidor digital.

Quer se aprofundar nessa tendência? Neste conteúdo, você vai entender as principais vantagens e particularidades de uma DNVB. Siga a leitura!

O que é uma DNVB?

DNVB (Digitally Native Vertical Brand ou Marca Vertical Digitalmente Nativa) é uma marca que nasce diretamente no meio digital e mantém uma estrutura de funcionamento vertical, controlando a operação de ponta a ponta.

O termo foi criado em 2016 por Andy Dunn, fundador da Bonobos, marca de roupas masculinas considerada uma DNVB.

O principal objetivo das DNVBs é proporcionar a melhor experiência de compra para os consumidores. Elas têm como foco gerar identificação com o cliente, mantendo um relacionamento mais próximo ao longo de toda a sua jornada de compra.

Para isso, além de nascerem no ambiente digital, elas também são integradas verticalmente, controlando todos os processos da cadeia de produção, sem o uso de intermediários.

Isso significa que a operação das DNVBs funciona em um modelo D2C (Direct to Consumer). Ou seja, a marca é responsável tanto pela fabricação quanto pela venda dos produtos diretamente ao consumidor final.

Quais são as diferenças entre DNVB e e-commerce?

Ao se deparar pela primeira vez com o conceito de DNVB, é comum confundi-lo com o de e-commerce. No entanto, é importante ter em mente que o e-commerce é um canal de vendas, enquanto a DNVB é uma marca.

Dessa forma, apesar de o e-commerce ser um dos principais canais de uma marca nativa digital, ele não é necessariamente o único. Muitas DNVBs acabam investindo também no mercado offline, por exemplo.

Além disso, não são todas as marcas que vendem online que podem ser consideradas digitalmente nativas. Afinal, uma empresa pode começar no mundo físico e, então, migrar ou se expandir para o digital.

Já para se enquadrar na categoria de DNVB, é preciso que a marca não só tenha nascido no meio online, como também controle todo o processo de produção e seja focada na experiência do cliente e na sua fidelização.

Omnichannel: a grande tendência para DNVBs

Como explicamos, apesar de nascerem no comércio eletrônico, muitas DNVBs também expandem suas operações para o mundo físico. Para isso, elas implementam uma estratégia omnichannel, que consiste na integração dos seus canais presenciais e online.

Essa abordagem oferece uma experiência diferenciada para o consumidor, que tem a possibilidade de experimentar os produtos antes de adquiri-los e transitar por diferentes canais ao longo da sua jornada de compra.

Uma estratégia muito adotada pelas DNVBs é a abertura das chamadas guide shops e pop-up stores. Enquanto as pop-up stores são lojas físicas temporárias, as guide shops funcionam como mostruários para o cliente conhecer os produtos e, então, comprá-los de forma online.

Também é comum as marcas nativas digitais fazerem parcerias com varejos do mercado offline, como supermercados, farmácias e lojas físicas.

Nesse caso, os parceiros são selecionados de forma criteriosa para manter a qualidade da experiência do cliente e não gerar concorrência entre os canais.

Quais são as vantagens de uma marca digitalmente nativa?

As particularidades das marcas nativas digitais trazem benefícios para os consumidores e para as próprias empresas. Conheça as principais vantagens de uma DNVB!

Melhor experiência do cliente

O consumidor é o grande foco das marcas digitalmente nativas. A verticalização permite que as DNVBs tenham controle sobre a qualidade de todos os processos da cadeia de produção, além de acesso ao histórico completo de interações dos clientes com a marca.

Isso permite que as empresas tenham um melhor entendimento dos comportamentos, interesses e necessidades do público. Dessa forma, são capazes de desenvolver produtos, ofertas e comunicações personalizados para o consumidor, fortalecendo o vínculo e a identificação com ele.

Tudo isso contribui para proporcionar uma melhor experiência ao cliente, fidelizando-o e garantindo o crescimento da empresa a longo prazo.

Maiores margens de contribuição

A rentabilidade das DNVBs também costuma ser uma vantagem em relação às marcas tradicionais.

Como não há intermediários na cadeia de suprimentos, elas não dependem dos valores cobrados pelos fornecedores ou revendedores, por exemplo. Assim, as marcas digitais nativas conseguem cortar custos e obter margens de contribuição maiores.

Como começar uma DNVB?

Há alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração antes de estruturar uma DNVB. Para começar, lembre-se de que é preciso construir a operação de ponta a ponta, o que demanda um investimento inicial considerável.

Também é essencial contar com uma infraestrutura tecnológica robusta para oferecer a melhor experiência online para o consumidor. Isso inclui ter um site de vendas rápido e seguro, assim como sistemas de gestão que integrem todos os dados do negócio.

Além disso, um grande diferencial das DNVBs é a conexão que elas geram com o cliente. Para isso, trabalhar a autenticidade é fundamental, definindo e compartilhando o propósito da marca com clareza.

Essa postura é cada vez mais importante para os consumidores atuais, principalmente aqueles da geração Z. Dessa forma, é um passo que contribui para a construção da marca e para o fortalecimento dos laços com os clientes a longo prazo.

Como você pode constatar, o modelo de negócio das DNVBs tem muitas vantagens, gerando valor tanto para os consumidores quanto para as empresas.

No entanto, é preciso estruturar a sua operação com muito cuidado e planejamento, para garantir que a marca transmita o seu propósito para o público e ofereça uma experiência de compra memorável, independentemente dos canais utilizados.

Para isso, a segurança e a praticidade dos pagamentos não podem ser deixadas de lado. Saiba mais sobre esse assunto no nosso artigo que explica como funciona o pagamento digital e quais são as principais soluções!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

02, fevereiro, 2023

O que é review de produto e como incentivá-lo no seu e-commerce?

Quer aumentar a credibilidade da sua marca e alavancar suas vendas? Entenda o que é review de produto e como aplicar essa estratégia!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, fevereiro, 2023

Papelaria virtual: como montar uma papelaria online?

O setor de papelarias virtuais é uma das opções para quem quer começar a vender online. Confira o passo a passo para montar a sua!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

31, janeiro, 2023

Mercado de luxo: cenário e tendências do setor em 2023

O mercado de luxo é um dos setores que permanece em crescimento diante da crise macroeconômica. Conheça os seus dados e tendências!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

DNVB: o que são e como funcionam as marcas nativas digitais?

E-commerce

29 de novembro de 2022

O movimento acelerado de digitalização do varejo tem transformado profundamente as estratégias comerciais. Foi nesse contexto que surgiu o conceito de marca digitalmente nativa, conhecida como DNVB (Digitally Native Vertical Brand).

Como o nome sugere, essas marcas se diferenciam por nascerem no ambiente online, não precisando passar por uma transformação digital. Além disso, elas apresentam uma estrutura vertical de negócio, controlando todo o processo de produção e venda.

Dessa forma, elas já começam suas operações com um passo à frente no mercado, com estratégias e processos focados no comércio eletrônico e no consumidor digital.

Quer se aprofundar nessa tendência? Neste conteúdo, você vai entender as principais vantagens e particularidades de uma DNVB. Siga a leitura!

O que é uma DNVB?

DNVB (Digitally Native Vertical Brand ou Marca Vertical Digitalmente Nativa) é uma marca que nasce diretamente no meio digital e mantém uma estrutura de funcionamento vertical, controlando a operação de ponta a ponta.

O termo foi criado em 2016 por Andy Dunn, fundador da Bonobos, marca de roupas masculinas considerada uma DNVB.

O principal objetivo das DNVBs é proporcionar a melhor experiência de compra para os consumidores. Elas têm como foco gerar identificação com o cliente, mantendo um relacionamento mais próximo ao longo de toda a sua jornada de compra.

Para isso, além de nascerem no ambiente digital, elas também são integradas verticalmente, controlando todos os processos da cadeia de produção, sem o uso de intermediários.

Isso significa que a operação das DNVBs funciona em um modelo D2C (Direct to Consumer). Ou seja, a marca é responsável tanto pela fabricação quanto pela venda dos produtos diretamente ao consumidor final.

Quais são as diferenças entre DNVB e e-commerce?

Ao se deparar pela primeira vez com o conceito de DNVB, é comum confundi-lo com o de e-commerce. No entanto, é importante ter em mente que o e-commerce é um canal de vendas, enquanto a DNVB é uma marca.

Dessa forma, apesar de o e-commerce ser um dos principais canais de uma marca nativa digital, ele não é necessariamente o único. Muitas DNVBs acabam investindo também no mercado offline, por exemplo.

Além disso, não são todas as marcas que vendem online que podem ser consideradas digitalmente nativas. Afinal, uma empresa pode começar no mundo físico e, então, migrar ou se expandir para o digital.

Já para se enquadrar na categoria de DNVB, é preciso que a marca não só tenha nascido no meio online, como também controle todo o processo de produção e seja focada na experiência do cliente e na sua fidelização.

Omnichannel: a grande tendência para DNVBs

Como explicamos, apesar de nascerem no comércio eletrônico, muitas DNVBs também expandem suas operações para o mundo físico. Para isso, elas implementam uma estratégia omnichannel, que consiste na integração dos seus canais presenciais e online.

Essa abordagem oferece uma experiência diferenciada para o consumidor, que tem a possibilidade de experimentar os produtos antes de adquiri-los e transitar por diferentes canais ao longo da sua jornada de compra.

Uma estratégia muito adotada pelas DNVBs é a abertura das chamadas guide shops e pop-up stores. Enquanto as pop-up stores são lojas físicas temporárias, as guide shops funcionam como mostruários para o cliente conhecer os produtos e, então, comprá-los de forma online.

Também é comum as marcas nativas digitais fazerem parcerias com varejos do mercado offline, como supermercados, farmácias e lojas físicas.

Nesse caso, os parceiros são selecionados de forma criteriosa para manter a qualidade da experiência do cliente e não gerar concorrência entre os canais.

Quais são as vantagens de uma marca digitalmente nativa?

As particularidades das marcas nativas digitais trazem benefícios para os consumidores e para as próprias empresas. Conheça as principais vantagens de uma DNVB!

Melhor experiência do cliente

O consumidor é o grande foco das marcas digitalmente nativas. A verticalização permite que as DNVBs tenham controle sobre a qualidade de todos os processos da cadeia de produção, além de acesso ao histórico completo de interações dos clientes com a marca.

Isso permite que as empresas tenham um melhor entendimento dos comportamentos, interesses e necessidades do público. Dessa forma, são capazes de desenvolver produtos, ofertas e comunicações personalizados para o consumidor, fortalecendo o vínculo e a identificação com ele.

Tudo isso contribui para proporcionar uma melhor experiência ao cliente, fidelizando-o e garantindo o crescimento da empresa a longo prazo.

Maiores margens de contribuição

A rentabilidade das DNVBs também costuma ser uma vantagem em relação às marcas tradicionais.

Como não há intermediários na cadeia de suprimentos, elas não dependem dos valores cobrados pelos fornecedores ou revendedores, por exemplo. Assim, as marcas digitais nativas conseguem cortar custos e obter margens de contribuição maiores.

Como começar uma DNVB?

Há alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração antes de estruturar uma DNVB. Para começar, lembre-se de que é preciso construir a operação de ponta a ponta, o que demanda um investimento inicial considerável.

Também é essencial contar com uma infraestrutura tecnológica robusta para oferecer a melhor experiência online para o consumidor. Isso inclui ter um site de vendas rápido e seguro, assim como sistemas de gestão que integrem todos os dados do negócio.

Além disso, um grande diferencial das DNVBs é a conexão que elas geram com o cliente. Para isso, trabalhar a autenticidade é fundamental, definindo e compartilhando o propósito da marca com clareza.

Essa postura é cada vez mais importante para os consumidores atuais, principalmente aqueles da geração Z. Dessa forma, é um passo que contribui para a construção da marca e para o fortalecimento dos laços com os clientes a longo prazo.

Como você pode constatar, o modelo de negócio das DNVBs tem muitas vantagens, gerando valor tanto para os consumidores quanto para as empresas.

No entanto, é preciso estruturar a sua operação com muito cuidado e planejamento, para garantir que a marca transmita o seu propósito para o público e ofereça uma experiência de compra memorável, independentemente dos canais utilizados.

Para isso, a segurança e a praticidade dos pagamentos não podem ser deixadas de lado. Saiba mais sobre esse assunto no nosso artigo que explica como funciona o pagamento digital e quais são as principais soluções!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

02, fevereiro, 2023

O que é review de produto e como incentivá-lo no seu e-commerce?

Quer aumentar a credibilidade da sua marca e alavancar suas vendas? Entenda o que é review de produto e como aplicar essa estratégia!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, fevereiro, 2023

Papelaria virtual: como montar uma papelaria online?

O setor de papelarias virtuais é uma das opções para quem quer começar a vender online. Confira o passo a passo para montar a sua!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

31, janeiro, 2023

Mercado de luxo: cenário e tendências do setor em 2023

O mercado de luxo é um dos setores que permanece em crescimento diante da crise macroeconômica. Conheça os seus dados e tendências!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo