Como escolher um hub de integração para o seu negócio?

E-commerce

10 de novembro de 2022

O comércio eletrônico tem crescido de maneira expressiva e consistente ano após ano. Para se ter uma ideia, em 2021, o segmento teve um faturamento recorde de R$ 161 bilhões, segundo a NeoTrust.

Foi um crescimento de 27% em relação ao ano anterior. Isso se refletiu também no número de pedidos, que chegou ao montante de 353 milhões, e no ticket médio, que atingiu a média de R$ 455.

Grande parte dessa movimentação é proveniente dos marketplaces. Levando em consideração o crescimento e consolidação desse modelo de negócio, uma série de aplicações e soluções com o objetivo de auxiliar quem vende no marketplace foram criadas.

Entre elas, uma que se destaca é o hub de integração ou integrador de marketplaces, que é muito mais do que um simples ferramenta, é uma parceria que pode impactar de forma direta na sua operação.

No artigo de hoje vamos explicar tudo que você precisa saber para escolher um hub de integração da forma mais assertiva e sábia possível.

O que é um hub de integração?

O hub de integração é uma ferramenta que funciona como uma plataforma que integra e centraliza todos os dados da sua operação. A partir desse painel, você pode administrar suas vendas de forma otimizada e automatizada.

Agora você deve estar se perguntando: mas como ele faz isso?

Muito simples, ele é responsável por realizar a integração de todos os marketplaces que você anuncia ou deseja começar a anunciar, sincronizando o estoque entre todos esses canais.

Ou seja, a partir de uma guia única você pode:

  • cadastrar e exportar produtos;
  • monitorar suas vendas;
  • acompanhar o envio e todas as etapas de expedição;
  • customizar anúncios;
  • fazer a emissão de Nota Fiscal (em alguns casos).

Agora que você já sabe, de modo bem geral, o que é um hub de integração e algumas de suas vantagens, acompanhe a seguir alguns pontos importantes para se atentar na hora de escolher o seu primeiro integrador de marketplaces.

Como escolher um hub de integração?

Claro que nem todos os lojistas têm as mesmas dores e necessidades, mas existem alguns pontos que são imprescindíveis para a definição de um hub de integração de qualidade, que seja completo, sólido, confiável e que, acima de tudo, justifique o seu investimento.

Nada mais justo do que analisar cuidadosamente os pontos abaixo para diminuir de forma considerável a chance de cometer um erro na hora de escolher essa ferramenta.

Estrutura e sistema

Estamos falando de um software cujo principal objetivo é expandir e melhorar o seu negócio e não fazer o caminho contrário e limitá-lo.

Por isso, indicamos que você se certifique de que a plataforma consegue cumprir o que é prometido no papel. No período de datas sazonais, como a Black Friday e o Natal, a demanda e o fluxo de pessoas aumentam de forma considerável, e é nesse momento que muitos lojistas buscam essa ferramenta.

Entre os principais motivos pelos quais os lojistas têm cada vez mais aderido à ajuda de um hub de integração está justamente a possibilidade de conseguir dar conta do alto volume de vendas sem ter que expandir a operação.

Com os marketplaces mais em alta do que nunca, um hub de integração ideal para a sua operação deve conseguir gerenciar diversos SKUs ao mesmo tempo sem travar ou falhar. Por isso, devem ser observados os seguintes pontos na estrutura do serviço:

  • avaliações no Google, fóruns e grupos de lojistas;
  • críticas e comentários no Reclame Aqui;
  • cases de sucessos;
  • presença em redes sociais;
  • possibilidade de agendar uma demonstração.

Suporte e atendimento

Estamos falando sobre um tipo de serviço que está diretamente ligado ao seu negócio, portanto, qualquer dúvida referente ao sistema ou operação por parte do cliente deve ser respondida o mais rápido e atenciosamente possível. É justamente nessa hora que se faz necessário um bom serviço de suporte e atendimento.

Porém, é sempre bom lembrar que uma boa comunicação não se faz por meio de um único canal. Além disso, o atendimento deve ser humanizado e não somente à base de chatbots e respostas automáticas.

O ideal é que seja oferecida assistência de diversos jeitos, seja por WhatsApp, e-mail, telefone e chamadas de vídeo ou áudio. Então, se informe sobre esses pontos o máximo possível, eles dizem muito a respeito da qualidade do serviço que será prestado.

Escalabilidade do seu negócio

O motivo pelo qual muitas pessoas recorrem aos integradores ao invés de ERPs é, justamente, a possibilidade de se conectar a vários marketplaces e vender de forma simultânea, o que acarreta um aumento nas vendas.

Portanto, procure uma plataforma que consiga te proporcionar isso da melhor forma possível, ou seja, que tenha maior quantidade de integrações com marketplaces, ERPs e lojas virtuais.

Isso vai ser fundamental a longo prazo. Afinal, contar com um hub que dispõe de todas as integrações necessárias é uma garantia de que o seu negócio vai poder crescer na medida dos sonhos da sua empresa.

Dica: procure por variedade. Muitos integradores têm parceria com os mesmos marketplaces e, visando um espaço mais assertivo para o segmento de atuação do seu negócio, um hub que possui integração com uma quantidade maior de canais de nicho e regionais pode ser mais interessante.

Funcionalidades exclusivas

Além do aumento nas vendas, muitos lojistas buscam otimização e simplificação de toda a operação. Em outras palavras, funcionalidades que automatizam e auxiliam em determinadas tarefas.

Acima de tudo, esse tipo de ajuda acaba viabilizando uma maior tranquilidade por parte do lojista na hora de fazer planejamentos, traçar estratégias de venda, buscar novos parceiros ou, simplesmente, ter uma maior tranquilidade no trabalho.

Aqui podemos dividir em duas partes a análise:

1) Quantidade de funcionalidades

Muito além de ferramentas de criação de kits de produtos, catalogação dos itens e faturador de nota fiscal, existem integradores que estão sempre desenvolvendo novas aplicações, com o intuito de otimizar cada vez mais o gerenciamento do negócio.

Hoje em dia, o e-commerce de um modo geral está utilizando alta tecnologia para evoluir e sempre atender às demandas dos consumidores e, no caso dos integradores, com os lojistas não é diferente.

2) Qualidade de funcionalidades

Outro ponto a ser analisado é que não adianta absolutamente nada oferecer uma série de vantagens no papel e não conseguir cumpri-las na prática.

Aí voltamos à questão da estrutura e estabilidade do sistema. O hub de integração precisa melhorar, facilitar e dar a possibilidade da sua operação ser escalável. Dessa forma, a tecnologia trabalha a favor do seu negócio.

Aposto que agora você deve ter ficado com a seguinte dúvida: mas afinal de contas, quanto custa ter um hub de integração? Será que essa ferramenta cabe no meu orçamento?

Para responder todas suas dúvidas e entender ainda melhor o funcionamento desse serviço, leia o artigo respondendo o que é essa ferramenta e quanto ela custa. Assim, você vai conseguir medir os benefícios e o custo e decidir qual o melhor para você.


Este artigo foi produzido pelo time Plugg.To, ferramenta pioneira em integração e gestão de marketplaces, que tem em seu portfólio mais de 70 canais de venda e também oferece uma série de soluções e funcionalidades exclusivas para otimizar a operação dos lojistas no e-commerce.

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Como escolher um hub de integração para o seu negócio?

E-commerce

10 de novembro de 2022

O comércio eletrônico tem crescido de maneira expressiva e consistente ano após ano. Para se ter uma ideia, em 2021, o segmento teve um faturamento recorde de R$ 161 bilhões, segundo a NeoTrust.

Foi um crescimento de 27% em relação ao ano anterior. Isso se refletiu também no número de pedidos, que chegou ao montante de 353 milhões, e no ticket médio, que atingiu a média de R$ 455.

Grande parte dessa movimentação é proveniente dos marketplaces. Levando em consideração o crescimento e consolidação desse modelo de negócio, uma série de aplicações e soluções com o objetivo de auxiliar quem vende no marketplace foram criadas.

Entre elas, uma que se destaca é o hub de integração ou integrador de marketplaces, que é muito mais do que um simples ferramenta, é uma parceria que pode impactar de forma direta na sua operação.

No artigo de hoje vamos explicar tudo que você precisa saber para escolher um hub de integração da forma mais assertiva e sábia possível.

O que é um hub de integração?

O hub de integração é uma ferramenta que funciona como uma plataforma que integra e centraliza todos os dados da sua operação. A partir desse painel, você pode administrar suas vendas de forma otimizada e automatizada.

Agora você deve estar se perguntando: mas como ele faz isso?

Muito simples, ele é responsável por realizar a integração de todos os marketplaces que você anuncia ou deseja começar a anunciar, sincronizando o estoque entre todos esses canais.

Ou seja, a partir de uma guia única você pode:

  • cadastrar e exportar produtos;
  • monitorar suas vendas;
  • acompanhar o envio e todas as etapas de expedição;
  • customizar anúncios;
  • fazer a emissão de Nota Fiscal (em alguns casos).

Agora que você já sabe, de modo bem geral, o que é um hub de integração e algumas de suas vantagens, acompanhe a seguir alguns pontos importantes para se atentar na hora de escolher o seu primeiro integrador de marketplaces.

Como escolher um hub de integração?

Claro que nem todos os lojistas têm as mesmas dores e necessidades, mas existem alguns pontos que são imprescindíveis para a definição de um hub de integração de qualidade, que seja completo, sólido, confiável e que, acima de tudo, justifique o seu investimento.

Nada mais justo do que analisar cuidadosamente os pontos abaixo para diminuir de forma considerável a chance de cometer um erro na hora de escolher essa ferramenta.

Estrutura e sistema

Estamos falando de um software cujo principal objetivo é expandir e melhorar o seu negócio e não fazer o caminho contrário e limitá-lo.

Por isso, indicamos que você se certifique de que a plataforma consegue cumprir o que é prometido no papel. No período de datas sazonais, como a Black Friday e o Natal, a demanda e o fluxo de pessoas aumentam de forma considerável, e é nesse momento que muitos lojistas buscam essa ferramenta.

Entre os principais motivos pelos quais os lojistas têm cada vez mais aderido à ajuda de um hub de integração está justamente a possibilidade de conseguir dar conta do alto volume de vendas sem ter que expandir a operação.

Com os marketplaces mais em alta do que nunca, um hub de integração ideal para a sua operação deve conseguir gerenciar diversos SKUs ao mesmo tempo sem travar ou falhar. Por isso, devem ser observados os seguintes pontos na estrutura do serviço:

  • avaliações no Google, fóruns e grupos de lojistas;
  • críticas e comentários no Reclame Aqui;
  • cases de sucessos;
  • presença em redes sociais;
  • possibilidade de agendar uma demonstração.

Suporte e atendimento

Estamos falando sobre um tipo de serviço que está diretamente ligado ao seu negócio, portanto, qualquer dúvida referente ao sistema ou operação por parte do cliente deve ser respondida o mais rápido e atenciosamente possível. É justamente nessa hora que se faz necessário um bom serviço de suporte e atendimento.

Porém, é sempre bom lembrar que uma boa comunicação não se faz por meio de um único canal. Além disso, o atendimento deve ser humanizado e não somente à base de chatbots e respostas automáticas.

O ideal é que seja oferecida assistência de diversos jeitos, seja por WhatsApp, e-mail, telefone e chamadas de vídeo ou áudio. Então, se informe sobre esses pontos o máximo possível, eles dizem muito a respeito da qualidade do serviço que será prestado.

Escalabilidade do seu negócio

O motivo pelo qual muitas pessoas recorrem aos integradores ao invés de ERPs é, justamente, a possibilidade de se conectar a vários marketplaces e vender de forma simultânea, o que acarreta um aumento nas vendas.

Portanto, procure uma plataforma que consiga te proporcionar isso da melhor forma possível, ou seja, que tenha maior quantidade de integrações com marketplaces, ERPs e lojas virtuais.

Isso vai ser fundamental a longo prazo. Afinal, contar com um hub que dispõe de todas as integrações necessárias é uma garantia de que o seu negócio vai poder crescer na medida dos sonhos da sua empresa.

Dica: procure por variedade. Muitos integradores têm parceria com os mesmos marketplaces e, visando um espaço mais assertivo para o segmento de atuação do seu negócio, um hub que possui integração com uma quantidade maior de canais de nicho e regionais pode ser mais interessante.

Funcionalidades exclusivas

Além do aumento nas vendas, muitos lojistas buscam otimização e simplificação de toda a operação. Em outras palavras, funcionalidades que automatizam e auxiliam em determinadas tarefas.

Acima de tudo, esse tipo de ajuda acaba viabilizando uma maior tranquilidade por parte do lojista na hora de fazer planejamentos, traçar estratégias de venda, buscar novos parceiros ou, simplesmente, ter uma maior tranquilidade no trabalho.

Aqui podemos dividir em duas partes a análise:

1) Quantidade de funcionalidades

Muito além de ferramentas de criação de kits de produtos, catalogação dos itens e faturador de nota fiscal, existem integradores que estão sempre desenvolvendo novas aplicações, com o intuito de otimizar cada vez mais o gerenciamento do negócio.

Hoje em dia, o e-commerce de um modo geral está utilizando alta tecnologia para evoluir e sempre atender às demandas dos consumidores e, no caso dos integradores, com os lojistas não é diferente.

2) Qualidade de funcionalidades

Outro ponto a ser analisado é que não adianta absolutamente nada oferecer uma série de vantagens no papel e não conseguir cumpri-las na prática.

Aí voltamos à questão da estrutura e estabilidade do sistema. O hub de integração precisa melhorar, facilitar e dar a possibilidade da sua operação ser escalável. Dessa forma, a tecnologia trabalha a favor do seu negócio.

Aposto que agora você deve ter ficado com a seguinte dúvida: mas afinal de contas, quanto custa ter um hub de integração? Será que essa ferramenta cabe no meu orçamento?

Para responder todas suas dúvidas e entender ainda melhor o funcionamento desse serviço, leia o artigo respondendo o que é essa ferramenta e quanto ela custa. Assim, você vai conseguir medir os benefícios e o custo e decidir qual o melhor para você.


Este artigo foi produzido pelo time Plugg.To, ferramenta pioneira em integração e gestão de marketplaces, que tem em seu portfólio mais de 70 canais de venda e também oferece uma série de soluções e funcionalidades exclusivas para otimizar a operação dos lojistas no e-commerce.

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo