Gestão de e-commerce: saiba como integrar sua loja física e virtual para faturar mais

E-commerce

11 de março de 2022

A palavra omnichannel nunca esteve tão em alta. Ela nada mais é do que a integração da loja física com a virtual, permitindo que o cliente escolha onde deseja comprar ou retirar seus produtos. É claro que, para esse modelo funcionar, a gestão de e-commerce é de suma importância.

A pandemia foi a principal propulsora dessa mudança no comportamento dos consumidores. Em 2021, 85% dos clientes iniciaram a compra em um canal e a finalizaram em outro, de acordo com uma pesquisa do Google.

Assim, quem tem uma loja física e deseja expandir as vendas deve pensar em migrar também para o virtual, dando mais autonomia ao consumidor e transformando a experiência de compra com a marca.

Se você quer aproveitar essa tendência, confira dicas e informações essenciais que separamos!

Por que integrar loja física e virtual?

Integrar a loja física com a virtual vai além de apenas criar mais um canal de vendas. É dar a oportunidade do consumidor escolher como deseja fazer suas compras: ele pode, por exemplo, pesquisar os produtos no e-commerce, passar na loja física para ver e tocar o produto e finalizar a compra na loja virtual.

A principal vantagem é a possibilidade de acompanhar essa mudança no perfil do consumidor, para que online e offline andem conectados em diversas tarefas do dia a dia.

Ao oferecer essa integração, você facilita a vida do cliente e cria experiências de compra melhores e diferenciadas, tornando a sua marca a favorita em detrimento dos concorrentes, além de aumentar as chances de fidelização.

É claro que, para o seu negócio, também existem vantagens. A principal, com certeza, é o aumento do faturamento, já que as lojas integradas permitem mais vendas — atraindo consumidores que descobrem o negócio pelos meios virtuais.

Além disso, você poderá começar a explorar novos mercados e terá como fazer a troca de informações entre as lojas, criando uma gestão integrada e mais estratégica.

Como fazer a integração e a gestão de e-commerce?

Decidido a integrar sua loja física e virtual? Saiba que existem desafios na gestão de e-commerce aos quais você precisa ficar atento para assegurar o sucesso da sua empreitada. Vamos a eles?

Controle de estoque

Sem dúvida, quando falamos em gestão de e-commerce, um dos principais desafios é o controle de estoque, principalmente no caso de integração da loja virtual e física — dando a opção de o cliente comprar no e-commerce e retirar o produto no estabelecimento físico, por exemplo.

A tecnologia tem destaque nesse processo, assegurando uma gestão automatizada e com dados mais seguros. Assim, um bom ERP é fundamental.

Dê preferência àqueles integrados ao PDV (Ponto de Venda) e ao e-commerce. Dessa maneira, a cada venda realizada na sua loja física ou online, automaticamente o sistema dará baixa no produto no estoque, evitando erros e incongruências.

Não se esqueça também de integrar seus estoques e de conseguir rastrear os produtos, identificando a forma de envio, frete e outros pontos essenciais.

Para isso, a dica é ter um inventário único. Ele deve sincronizar o inventário de diferentes canais e ter uma visão em tempo real de tudo o que está, de fato, disponível no seu estoque.

Estratégias mistas

Apostar em estratégias mistas ajuda a integrar os diferentes ambientes, tanto na sua gestão como no dia a dia do consumidor. Entre essas estratégias, a mais usada é a Pick-up Store ou Click & Collect.

Basicamente, ambas são relacionadas à possibilidade de o cliente comprar na loja online e retirar o produto na loja física, economizando com o frete e assegurando o pedido de maneira mais rápida.

Quando o cliente chega à loja física, ele já está com o pedido faturado e pago — com o processo de separação, de conferência e de embalagem das mercadorias já realizado.

Assim, o processo se torna mais eficiente tanto para o lojista como para o cliente. Além disso, ao visitar a loja física para pegar o produto, o consumidor pode querer expandir a compra.

Outra estratégia é oferecer aos clientes que fazem compras na loja física cupons de desconto para as compras online, estimulando a conhecer o novo espaço da marca.

Mesmas condições no online e no offline

A política de preços, obrigatoriamente, precisa ser a mesma, tanto para a loja física como para a virtual. Além dela, pense em unificar as campanhas de fidelização e as promoções. Esse é um ponto essencial para gerar mais credibilidade junto ao consumidor.

É claro que você poderá realizar ações específicas apenas para o e-commerce ou a loja física, dependendo das peculiaridades do seu negócio. Nesse caso, é importante deixar as regras bem claras para o consumidor. De forma geral, porém, o mais recomendável é manter um padrão.

Sistema de pagamento

Organizar a gestão financeira é outro ponto que merece atenção. Com vendas realizadas em diferentes plataformas de pagamento, é preciso cuidado na hora de conciliar essas informações, assegurando confiança nos dados financeiros.

Oferecer diferentes formas de pagamento e possibilidades de parcelamento, como no cartão de crédito, é um grande chamariz para o público.

Porém, exige atenção do empresário, garantindo um correto gerenciamento do fluxo de caixa e acompanhamento em detalhes dos prazos, para evitar a inadimplência.

Logística reversa

A logística reversa diz respeito à troca dos produtos comprados online. Geralmente, esse é um processo chato para o cliente: ele precisa postar o item nos Correios e aguardar até a chegada na empresa e o despache do novo produto.

Uma alternativa para facilitar o processo é permitir a troca diretamente na loja física, agilizando o processo para os clientes e tendo pouco impacto para o vendedor.

Como a tecnologia ajuda na gestão de e-commerce?

Integrar a loja física e online é um verdadeiro desafio, especialmente no que tange à gestão de e-commerce. Por isso, é fundamental contar com o auxílio da tecnologia, trazendo mais eficiência às operações e confiança aos dados.

Soluções completas permitem reunir todas as informações da sua loja online e física em um só local, tornando mais fácil controlar o estoque, gerenciar a parte financeira, monitorar as negociações com fornecedores, analisar o desempenho de cada setor — e assim por diante.

Nesse cenário, um software de gestão é ideal para acompanhar a parte financeira, com fluxo de caixa projetado e dados confiáveis com objetivo de prever futuras ações.

Agora você já sabe como fazer a gestão de e-commerce e integrar a sua loja física e online. Se curtiu as dicas, compartilhe o conteúdo com seus colegas! Aproveite também para seguir a TagPlus e o Pagar.me nas redes sociais.


Este artigo foi produzido pelo time da TagPlus — sistema de gestão comercial online que já ajudou mais de 60 mil empresas a terem mais organização e eficiência nos seus processos administrativos.

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, setembro, 2022

Controle financeiro: o que é e como fazer na sua empresa?

O controle financeiro é essencial para a saúde e o crescimento de qualquer negócio. Confira as boas práticas para aplicar na sua empresa!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, setembro, 2022

9 ações promocionais para impulsionar suas vendas online

Listamos as principais ações promocionais para você se inspirar e despertar o desejo de compra dos seus consumidores.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

19, setembro, 2022

10 vantagens de ter CNPJ e formalizar seu negócio

Formalizar o seu negócio é o primeiro passo para começar a sua expansão. Confira essa e outras vantagens de ter CNPJ no nosso conteúdo!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Gestão de e-commerce: saiba como integrar sua loja física e virtual para faturar mais

E-commerce

11 de março de 2022

A palavra omnichannel nunca esteve tão em alta. Ela nada mais é do que a integração da loja física com a virtual, permitindo que o cliente escolha onde deseja comprar ou retirar seus produtos. É claro que, para esse modelo funcionar, a gestão de e-commerce é de suma importância.

A pandemia foi a principal propulsora dessa mudança no comportamento dos consumidores. Em 2021, 85% dos clientes iniciaram a compra em um canal e a finalizaram em outro, de acordo com uma pesquisa do Google.

Assim, quem tem uma loja física e deseja expandir as vendas deve pensar em migrar também para o virtual, dando mais autonomia ao consumidor e transformando a experiência de compra com a marca.

Se você quer aproveitar essa tendência, confira dicas e informações essenciais que separamos!

Por que integrar loja física e virtual?

Integrar a loja física com a virtual vai além de apenas criar mais um canal de vendas. É dar a oportunidade do consumidor escolher como deseja fazer suas compras: ele pode, por exemplo, pesquisar os produtos no e-commerce, passar na loja física para ver e tocar o produto e finalizar a compra na loja virtual.

A principal vantagem é a possibilidade de acompanhar essa mudança no perfil do consumidor, para que online e offline andem conectados em diversas tarefas do dia a dia.

Ao oferecer essa integração, você facilita a vida do cliente e cria experiências de compra melhores e diferenciadas, tornando a sua marca a favorita em detrimento dos concorrentes, além de aumentar as chances de fidelização.

É claro que, para o seu negócio, também existem vantagens. A principal, com certeza, é o aumento do faturamento, já que as lojas integradas permitem mais vendas — atraindo consumidores que descobrem o negócio pelos meios virtuais.

Além disso, você poderá começar a explorar novos mercados e terá como fazer a troca de informações entre as lojas, criando uma gestão integrada e mais estratégica.

Como fazer a integração e a gestão de e-commerce?

Decidido a integrar sua loja física e virtual? Saiba que existem desafios na gestão de e-commerce aos quais você precisa ficar atento para assegurar o sucesso da sua empreitada. Vamos a eles?

Controle de estoque

Sem dúvida, quando falamos em gestão de e-commerce, um dos principais desafios é o controle de estoque, principalmente no caso de integração da loja virtual e física — dando a opção de o cliente comprar no e-commerce e retirar o produto no estabelecimento físico, por exemplo.

A tecnologia tem destaque nesse processo, assegurando uma gestão automatizada e com dados mais seguros. Assim, um bom ERP é fundamental.

Dê preferência àqueles integrados ao PDV (Ponto de Venda) e ao e-commerce. Dessa maneira, a cada venda realizada na sua loja física ou online, automaticamente o sistema dará baixa no produto no estoque, evitando erros e incongruências.

Não se esqueça também de integrar seus estoques e de conseguir rastrear os produtos, identificando a forma de envio, frete e outros pontos essenciais.

Para isso, a dica é ter um inventário único. Ele deve sincronizar o inventário de diferentes canais e ter uma visão em tempo real de tudo o que está, de fato, disponível no seu estoque.

Estratégias mistas

Apostar em estratégias mistas ajuda a integrar os diferentes ambientes, tanto na sua gestão como no dia a dia do consumidor. Entre essas estratégias, a mais usada é a Pick-up Store ou Click & Collect.

Basicamente, ambas são relacionadas à possibilidade de o cliente comprar na loja online e retirar o produto na loja física, economizando com o frete e assegurando o pedido de maneira mais rápida.

Quando o cliente chega à loja física, ele já está com o pedido faturado e pago — com o processo de separação, de conferência e de embalagem das mercadorias já realizado.

Assim, o processo se torna mais eficiente tanto para o lojista como para o cliente. Além disso, ao visitar a loja física para pegar o produto, o consumidor pode querer expandir a compra.

Outra estratégia é oferecer aos clientes que fazem compras na loja física cupons de desconto para as compras online, estimulando a conhecer o novo espaço da marca.

Mesmas condições no online e no offline

A política de preços, obrigatoriamente, precisa ser a mesma, tanto para a loja física como para a virtual. Além dela, pense em unificar as campanhas de fidelização e as promoções. Esse é um ponto essencial para gerar mais credibilidade junto ao consumidor.

É claro que você poderá realizar ações específicas apenas para o e-commerce ou a loja física, dependendo das peculiaridades do seu negócio. Nesse caso, é importante deixar as regras bem claras para o consumidor. De forma geral, porém, o mais recomendável é manter um padrão.

Sistema de pagamento

Organizar a gestão financeira é outro ponto que merece atenção. Com vendas realizadas em diferentes plataformas de pagamento, é preciso cuidado na hora de conciliar essas informações, assegurando confiança nos dados financeiros.

Oferecer diferentes formas de pagamento e possibilidades de parcelamento, como no cartão de crédito, é um grande chamariz para o público.

Porém, exige atenção do empresário, garantindo um correto gerenciamento do fluxo de caixa e acompanhamento em detalhes dos prazos, para evitar a inadimplência.

Logística reversa

A logística reversa diz respeito à troca dos produtos comprados online. Geralmente, esse é um processo chato para o cliente: ele precisa postar o item nos Correios e aguardar até a chegada na empresa e o despache do novo produto.

Uma alternativa para facilitar o processo é permitir a troca diretamente na loja física, agilizando o processo para os clientes e tendo pouco impacto para o vendedor.

Como a tecnologia ajuda na gestão de e-commerce?

Integrar a loja física e online é um verdadeiro desafio, especialmente no que tange à gestão de e-commerce. Por isso, é fundamental contar com o auxílio da tecnologia, trazendo mais eficiência às operações e confiança aos dados.

Soluções completas permitem reunir todas as informações da sua loja online e física em um só local, tornando mais fácil controlar o estoque, gerenciar a parte financeira, monitorar as negociações com fornecedores, analisar o desempenho de cada setor — e assim por diante.

Nesse cenário, um software de gestão é ideal para acompanhar a parte financeira, com fluxo de caixa projetado e dados confiáveis com objetivo de prever futuras ações.

Agora você já sabe como fazer a gestão de e-commerce e integrar a sua loja física e online. Se curtiu as dicas, compartilhe o conteúdo com seus colegas! Aproveite também para seguir a TagPlus e o Pagar.me nas redes sociais.


Este artigo foi produzido pelo time da TagPlus — sistema de gestão comercial online que já ajudou mais de 60 mil empresas a terem mais organização e eficiência nos seus processos administrativos.

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, setembro, 2022

Controle financeiro: o que é e como fazer na sua empresa?

O controle financeiro é essencial para a saúde e o crescimento de qualquer negócio. Confira as boas práticas para aplicar na sua empresa!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, setembro, 2022

9 ações promocionais para impulsionar suas vendas online

Listamos as principais ações promocionais para você se inspirar e despertar o desejo de compra dos seus consumidores.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

19, setembro, 2022

10 vantagens de ter CNPJ e formalizar seu negócio

Formalizar o seu negócio é o primeiro passo para começar a sua expansão. Confira essa e outras vantagens de ter CNPJ no nosso conteúdo!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo