O que é recommerce e como investir nessa tendência do mercado?

E-commerce

23 de junho de 2021

A compra e venda de produtos usados não é uma prática nova — os tradicionais brechós e sebos estão aí para comprovar isso. Nos últimos anos, porém, essa tem se tornado uma grande tendência no varejo digital: é o chamado recommerce, ou comércio reverso.

Para os empreendedores, essa é uma oportunidade de participar do movimento sustentável e, ainda, ampliar os negócios, atraindo os clientes interessados em exercer um consumo mais consciente e também em encontrar preços mais acessíveis.

Um relatório da ThredUp indica que o mercado de revenda de roupas, por exemplo, tem a previsão de crescer cinco vezes até 2024. Então, se você quer aproveitar esse cenário, agora é a hora de entender como investir nessa estratégia.

Confira, neste artigo, o que é recommerce, por que ele tem se tornado uma tendência no comércio eletrônico e como colocá-lo em prática!

O que é recommerce?

Recommerce, também conhecido como comércio reverso ou recomércio, nada mais é do que a compra e venda online de produtos de segunda mão.

Apesar da estratégia não ser uma novidade no mercado, o crescimento dessa prática no ambiente virtual facilitou e impulsionou a revenda de mercadorias usadas e reformadas, sobretudo no varejo de moda e de eletrônicos.

No Brasil, um grande case de sucesso é o Enjoei, um marketplace onde os usuários podem anunciar e vender peças de roupas, calçados e acessórios que desejam desapegar.

O recommerce faz parte da chamada economia circular, caracterizada pela reutilização de recursos e por um consumo mais consciente. Dessa forma, ele atende aqueles consumidores que buscam aumentar a vida útil dos produtos, diminuindo o seu impacto ambiental e também tendo acesso a preços mais atrativos.

Quais são as vantagens de investir no recommerce?

O recommerce traz novas oportunidades de vendas para os lojistas, que podem aproveitar essa estratégia para atender à demanda de diferentes públicos e ampliar suas fontes de receita. Saiba mais sobre as vantagens dessa tendência!

Alcance de um público diverso

Ao investir em uma estratégia de recommerce, é possível alcançar um público bastante abrangente, marcado por diferentes perfis de consumidores.

Com isso, ampliam-se os potenciais compradores do seu negócio, principalmente aqueles em busca de um consumo mais sustentável e acessível — segundo a pesquisa da ThredUp, esse público é formado principalmente por jovens da geração Z (nascidos entre a segunda metade da década de 1990 até o início de 2010).

Aumento das oportunidades de vendas

O recommerce pode ser explorado de diferentes maneiras, seja revendendo itens de grandes marcas por um preço mais barato ou repaginando produtos ultrapassados para torná-los atrativos e valiosos para o público novamente, por exemplo.

Independentemente da estratégia escolhida, desde que bem planejada e executada, é possível aproveitar essas novas oportunidades de vendas para atender às demandas do mercado e, consequentemente, gerar lucros para o seu empreendimento.

Se você já tem um e-commerce, ainda pode investir no comércio reverso de forma complementar ao seu negócio, diversificando as suas fontes de renda e maximizando a sua lucratividade.

Como implementar uma estratégia de recommerce?

Como já adiantamos, há diversas maneiras de colocar o recommerce em prática. Além dos marketplaces voltados para o recomércio, várias marcas estão criando seus próprios sites de revenda, ficando responsáveis pelo processo de compra, requalificação e venda dos produtos de segunda mão para o consumidor final.

Veja a seguir dicas para investir nessa tendência do mercado e ter sucesso com a sua estratégia!

Conte com uma boa estrutura de vendas online

Para proporcionar a melhor experiência de compra para os seus clientes, é fundamental ter uma boa estrutura para operacionalizar o seu comércio reverso. Isso inclui:

Atente-se à qualidade dos produtos

Os consumidores do recommerce sabem que estão comprando produtos usados e, por isso, mais baratos. No entanto, eles ainda esperam receber uma mercadoria de qualidade.

Portanto, é essencial ter cuidado na hora de avaliar os produtos antes de revendê-los. Atente-se à procedência e ao estado de cada item, buscando contar com fornecedores de qualidade.

No segmento de eletrônicos e de itens de luxo, esse processo é ainda mais importante, sendo essencial contar com um profissional especializado para analisar as mercadorias.

No caso de marketplaces que fazem a intermediação da compra e venda de produtos, as plataformas geralmente oferecem garantias para os clientes que recebem pedidos que não condizem com o que foi anunciado.

Tenha um processo de vendas transparente

Um dos pontos mais importantes em uma estratégia de recommerce é estabelecer um processo de venda transparente para o comprador.

De forma alguma, deixe o consumidor pensar que está pagando por um produto novo — isso pode manchar a credibilidade e a imagem da sua marca.

Seja bastante claro sobre as condições das mercadorias anunciadas, oferecendo descrições e fotos detalhadas de cada item e informando as suas principais características e possíveis defeitos.

Também defina uma política de trocas e devoluções, que deve ser facilmente acessada pelos clientes. Oferecer facilidades nesses casos também pode ser um ótimo diferencial competitivo para o seu negócio.

O recommerce é uma tendência que pode trazer ótimas oportunidades de vendas, mas é essencial seguir as nossas dicas para oferecer a melhor experiência possível e alcançar os excelentes resultados.

Quer receber mais dicas para ter sucesso com o seu empreendimento digital? Assine nossa newsletter e confira os melhores conteúdos para o seu e-commerce!


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, agosto, 2021

Frete mais caro que o produto: como resolver esse problema?

Descubra as melhores estratégias para solucionar o problema de frete mais caro que o produto no seu e-commerce e garantir as suas conversões!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

03, agosto, 2021

4 principais soluções para receber pagamentos online

Listamos, neste conteúdo, as principais formas de receber pagamentos online para você identificar a mais adequada para o seu negócio digital!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

02, agosto, 2021

Estorno de pagamento: como funciona no cartão de crédito e no boleto?

Entenda o que é estorno de pagamento e como esse processo funciona em transações online por cartão de crédito e boleto bancário.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo