E-commerce para supermercados: entenda tudo sobre essa tendência de mercado

E-commerce

4 de julho de 2022

O e-commerce para supermercados foi somente uma tendência durante a pandemia?

Bom, ao longo dos últimos dois anos, vivenciamos um crescimento das transações efetuadas no meio digital e isso não se restringiu somente aos segmentos de eletrônico, casa e decoração, e moda e acessórios.

O setor de alimentos e bebidas também teve seu destaque, principalmente quando os e-commerces para supermercados passaram a fazer parte da rotina de muitas pessoas.

Essa adesão, por meio do varejo supermercadista, demonstrou um potencial que ainda era pouco explorado pelo setor e que, durante o período mais turbulento da pandemia, foi ganhando seu espaço na rotina dos consumidores.

Mas que potencial essa ferramenta pode gerar para o seu supermercado? Te ajudaremos a entender neste artigo!

Quando o e-commerce de supermercados se tornou necessário?

Como citado, o e-commerce para supermercados teve sua importância nos períodos mais críticos da crise sanitária da Covid-19, mas isso teve um reflexo posterior no comportamento do consumidor.

Em um comparativo feito pela Mercadapp em 2021 - um ano considerado de transição do isolamento total para uma reabertura gradual do mercado -, observamos um crescimento de 33,9% nas vendas online dos supermercados comparado a 2020.

Passado o processo de adaptação do consumidor com o novo formato de realizar compras no supermercado, foi percebida uma estabilidade e preferência por parte de muitas pessoas pelo benefício que talvez não estivesse evidente para muitos varejistas: a economia de tempo na hora de realizar as compras.

Como funciona um e-commerce para supermercados?

A forma como o e-commerce funcionará depende de como e por quais caminhos o seu supermercado construirá esse software.

Algumas perguntas interessantes a se fazer são:

  • Que objetivos eu terei com a loja online?
  • Que orçamento seria viável para o investimento em um e-commerce para meu supermercado?
  • Irei desenvolver ou terceirizar a construção do meu e-commerce?

Respondidas essas perguntas, caso opte por terceirizar a criação do e-commerce, você pode pesquisar no mercado as principais empresas que constroem plataformas de e-commerce para supermercados e entender: vantagens competitivas, crescimento dos clientes da base, taxas de conversão e principalmente o pós-implantação.

Esses pontos são essenciais para que você entenda o grau de comprometimento que a empresa que prestará esse serviço terá com seus objetivos e estratégias.

Outros pontos importantes a serem entendidos são as formas com que o cliente pode comprar no e-commerce, principais meios de pagamento e sistemas que integram, configuração de horários, integração com base de produtos e se a plataforma cadastra item por item da sua marca com descrições e fotos padrão.

Além disso, é importante que você tenha o entendimento sobre a parte técnica do e-commerce, como responsividade, se o site entrará em consonância com a identidade visual da sua marca e que funcionalidades ele entrega.

Principais vantagens de ter um e-commerce para supermercados

Agora, entendendo como se deu a necessidade da implantação do e-commerce dentro do contexto que vivenciamos e também como funciona um pouco mais a plataforma, é importante que você visualize as vantagens de ter um e-commerce para supermercados e, assim, conseguir agregar valor na solução que você deseja implantar. Confira!

Fidelização e retenção de clientes

Uma das maiores vantagens do e-commerce para supermercados proporcionou foi a fidelização de clientes.

Com o e-commerce disponível na palma da mão, muitos consumidores passaram a ter muito mais comodidade para fazer suas compras de casa.

Assim, o e-commerce proporcionou a praticidade de montar listas de compras na própria plataforma e, além disso, acessar as principais atualizações, ofertas e encartes semanais por meio da mesma.

E com a oportunidade de personalização das comunicações disparadas para os clientes, o supermercadista viu sua taxa de conversão aumentar. Na base de clientes da Mercadapp, o índice chegou a uma média de 10% no e-commerce.

Aumento do raio de atuação

Com a possibilidade dos supermercados terem seus próprios sites de venda online, as barreiras geográficas foram rompidas.

Sendo assim, os supermercados viram como uma oportunidade expandir seu raio de atuação sem precisar necessariamente ter outra loja física - o que incluía gastos muito altos com estrutura.

Um exemplo é que, com o e-commerce para supermercados, a marca tem a possibilidade de atuar em bairros que a loja física não chega. Isso tende a potencializar o faturamento da marca e o amplia seu reconhecimento pelo território.

Gestão de dados eficiente

Outro ganho pontuado são os avanços da gestão de dados que a plataforma de e-commerce para supermercados proporciona.

Tudo é mensurável, visto que as transações ficam todas registradas. Isso possibilitou ao varejo supermercadista mais assertividade nas ações e na análise do comportamento do consumidor digital.

As métricas ajudam no monitoramento dos resultados e permitem ter uma visão 360° sobre produtos mais vendidos, melhores períodos de compras e uma constante análise dos feedbacks e avaliações percebidas do cliente sobre o serviço ofertado.

Integração entre os sistemas

Essa é uma das melhores possibilidades oferecidas, visto que o varejo supermercadista conta com sistemas de integração de frente de loja e retaguarda de loja.

Isso possibilita que as compras feitas pelo e-commerce dos supermercados sejam transacionadas no sistema interno e que isso possa, em alguns casos, transmitir diretamente no Ponto de Vendas (caixa do supermercado, por exemplo) da loja física.

Essa integração garante uma maior segurança principalmente na gestão de estoques da loja física, permitindo que seja inserida uma margem de segurança no sistema do e-commerce para evitar que o cliente compre e não receba o item da loja online.

Aumento das vendas

Como citado no exemplo do aumento do raio de atuação, muitos supermercados têm a possibilidade de aumentar suas vendas por meio de um e-commerce próprio.

O site se torna uma ponte de contato muito maior com potenciais clientes, o que favorece uma integração da loja física e a online.

Algumas estratégias também se tornam bem efetivas neste canal, como o oferecimento de ofertas exclusivas e a divulgação de novidades, tornando esse meio um canal de fortalecimento que o cliente terá a oportunidade de acessar 24h por dia e sete dias por semana.

Segundo o relatório mais recente produzido pela NielsenIQ Ebit, nos últimos seis meses, 35% dos consumidores passaram a comprar mais em e-commerces de supermercado, o que reforça essa mudança no comportamento do consumidor.

A combinação das vantagens competitivas em um e-commerce para supermercados proporciona para sua marca um destaque competitivo: o fortalecimento do seu relacionamento com os clientes.

Gostou de entender um pouco mais sobre a novidade que pode revolucionar o varejo supermercadista? Para conteúdos como este, acompanhe semanalmente o blog do Pagar.me que te atualiza sobre as principais tendências do mercado.


Este artigo foi produzido pela Mercadapp - Especialista em e-commerce para supermercados pertencente aos Grupos Linx e StoneCO. Somos responsáveis por revolucionar o varejo supermercadista com uma plataforma de e-commerce para supermercados que atende às reais necessidades do setor.

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

E-commerce para supermercados: entenda tudo sobre essa tendência de mercado

E-commerce

4 de julho de 2022

O e-commerce para supermercados foi somente uma tendência durante a pandemia?

Bom, ao longo dos últimos dois anos, vivenciamos um crescimento das transações efetuadas no meio digital e isso não se restringiu somente aos segmentos de eletrônico, casa e decoração, e moda e acessórios.

O setor de alimentos e bebidas também teve seu destaque, principalmente quando os e-commerces para supermercados passaram a fazer parte da rotina de muitas pessoas.

Essa adesão, por meio do varejo supermercadista, demonstrou um potencial que ainda era pouco explorado pelo setor e que, durante o período mais turbulento da pandemia, foi ganhando seu espaço na rotina dos consumidores.

Mas que potencial essa ferramenta pode gerar para o seu supermercado? Te ajudaremos a entender neste artigo!

Quando o e-commerce de supermercados se tornou necessário?

Como citado, o e-commerce para supermercados teve sua importância nos períodos mais críticos da crise sanitária da Covid-19, mas isso teve um reflexo posterior no comportamento do consumidor.

Em um comparativo feito pela Mercadapp em 2021 - um ano considerado de transição do isolamento total para uma reabertura gradual do mercado -, observamos um crescimento de 33,9% nas vendas online dos supermercados comparado a 2020.

Passado o processo de adaptação do consumidor com o novo formato de realizar compras no supermercado, foi percebida uma estabilidade e preferência por parte de muitas pessoas pelo benefício que talvez não estivesse evidente para muitos varejistas: a economia de tempo na hora de realizar as compras.

Como funciona um e-commerce para supermercados?

A forma como o e-commerce funcionará depende de como e por quais caminhos o seu supermercado construirá esse software.

Algumas perguntas interessantes a se fazer são:

  • Que objetivos eu terei com a loja online?
  • Que orçamento seria viável para o investimento em um e-commerce para meu supermercado?
  • Irei desenvolver ou terceirizar a construção do meu e-commerce?

Respondidas essas perguntas, caso opte por terceirizar a criação do e-commerce, você pode pesquisar no mercado as principais empresas que constroem plataformas de e-commerce para supermercados e entender: vantagens competitivas, crescimento dos clientes da base, taxas de conversão e principalmente o pós-implantação.

Esses pontos são essenciais para que você entenda o grau de comprometimento que a empresa que prestará esse serviço terá com seus objetivos e estratégias.

Outros pontos importantes a serem entendidos são as formas com que o cliente pode comprar no e-commerce, principais meios de pagamento e sistemas que integram, configuração de horários, integração com base de produtos e se a plataforma cadastra item por item da sua marca com descrições e fotos padrão.

Além disso, é importante que você tenha o entendimento sobre a parte técnica do e-commerce, como responsividade, se o site entrará em consonância com a identidade visual da sua marca e que funcionalidades ele entrega.

Principais vantagens de ter um e-commerce para supermercados

Agora, entendendo como se deu a necessidade da implantação do e-commerce dentro do contexto que vivenciamos e também como funciona um pouco mais a plataforma, é importante que você visualize as vantagens de ter um e-commerce para supermercados e, assim, conseguir agregar valor na solução que você deseja implantar. Confira!

Fidelização e retenção de clientes

Uma das maiores vantagens do e-commerce para supermercados proporcionou foi a fidelização de clientes.

Com o e-commerce disponível na palma da mão, muitos consumidores passaram a ter muito mais comodidade para fazer suas compras de casa.

Assim, o e-commerce proporcionou a praticidade de montar listas de compras na própria plataforma e, além disso, acessar as principais atualizações, ofertas e encartes semanais por meio da mesma.

E com a oportunidade de personalização das comunicações disparadas para os clientes, o supermercadista viu sua taxa de conversão aumentar. Na base de clientes da Mercadapp, o índice chegou a uma média de 10% no e-commerce.

Aumento do raio de atuação

Com a possibilidade dos supermercados terem seus próprios sites de venda online, as barreiras geográficas foram rompidas.

Sendo assim, os supermercados viram como uma oportunidade expandir seu raio de atuação sem precisar necessariamente ter outra loja física - o que incluía gastos muito altos com estrutura.

Um exemplo é que, com o e-commerce para supermercados, a marca tem a possibilidade de atuar em bairros que a loja física não chega. Isso tende a potencializar o faturamento da marca e o amplia seu reconhecimento pelo território.

Gestão de dados eficiente

Outro ganho pontuado são os avanços da gestão de dados que a plataforma de e-commerce para supermercados proporciona.

Tudo é mensurável, visto que as transações ficam todas registradas. Isso possibilitou ao varejo supermercadista mais assertividade nas ações e na análise do comportamento do consumidor digital.

As métricas ajudam no monitoramento dos resultados e permitem ter uma visão 360° sobre produtos mais vendidos, melhores períodos de compras e uma constante análise dos feedbacks e avaliações percebidas do cliente sobre o serviço ofertado.

Integração entre os sistemas

Essa é uma das melhores possibilidades oferecidas, visto que o varejo supermercadista conta com sistemas de integração de frente de loja e retaguarda de loja.

Isso possibilita que as compras feitas pelo e-commerce dos supermercados sejam transacionadas no sistema interno e que isso possa, em alguns casos, transmitir diretamente no Ponto de Vendas (caixa do supermercado, por exemplo) da loja física.

Essa integração garante uma maior segurança principalmente na gestão de estoques da loja física, permitindo que seja inserida uma margem de segurança no sistema do e-commerce para evitar que o cliente compre e não receba o item da loja online.

Aumento das vendas

Como citado no exemplo do aumento do raio de atuação, muitos supermercados têm a possibilidade de aumentar suas vendas por meio de um e-commerce próprio.

O site se torna uma ponte de contato muito maior com potenciais clientes, o que favorece uma integração da loja física e a online.

Algumas estratégias também se tornam bem efetivas neste canal, como o oferecimento de ofertas exclusivas e a divulgação de novidades, tornando esse meio um canal de fortalecimento que o cliente terá a oportunidade de acessar 24h por dia e sete dias por semana.

Segundo o relatório mais recente produzido pela NielsenIQ Ebit, nos últimos seis meses, 35% dos consumidores passaram a comprar mais em e-commerces de supermercado, o que reforça essa mudança no comportamento do consumidor.

A combinação das vantagens competitivas em um e-commerce para supermercados proporciona para sua marca um destaque competitivo: o fortalecimento do seu relacionamento com os clientes.

Gostou de entender um pouco mais sobre a novidade que pode revolucionar o varejo supermercadista? Para conteúdos como este, acompanhe semanalmente o blog do Pagar.me que te atualiza sobre as principais tendências do mercado.


Este artigo foi produzido pela Mercadapp - Especialista em e-commerce para supermercados pertencente aos Grupos Linx e StoneCO. Somos responsáveis por revolucionar o varejo supermercadista com uma plataforma de e-commerce para supermercados que atende às reais necessidades do setor.

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, dezembro, 2022

8 estratégias para disparar suas vendas de Natal (2022)

Quer potencializar as vendas de Natal da sua loja? Confira as principais tendências de consumo e estratégias para lucrar na data este ano.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

01, dezembro, 2022

Venda casada: o que é e o que diz a lei sobre essa prática?

Confira o que é venda casada, por que essa prática é considerada um crime pela legislação e como evitá-la no seu negócio.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

30, novembro, 2022

Unboxing: o que é e como investir nessa estratégia?

Você sabe o que é unboxing? Saiba mais sobre esse processo de desempacotar uma compra e como aproveitar essa tendência na sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo