Cartão private label: o que é, como funciona e quais as vantagens para a sua marca?

E-commerce

8 de fevereiro de 2024

Você já ouviu falar de cartão private label? No cenário em que o cartão de crédito é uma das formas de pagamento mais populares entre os consumidores, oferecer um cartão próprio pode ser uma estratégia interessante para as marcas.

Uma pesquisa realizada pela Serasa mostra que 52% dos brasileiros têm três ou mais cartões de crédito. Além disso, 61% utilizam a opção de parcelamento desse método de pagamento e 12% o veem como uma oportunidade de aproveitar benefícios e promoções.

Muitos varejistas aproveitam esse contexto para oferecer cartões próprios, como uma forma de aumentar suas fontes de rentabilização e fidelizar seus clientes.

Se você quer saber como funciona o cartão private label e como investir nessa estratégia, siga a leitura!

O que é cartão private label?

Cartão private label é um tipo de cartão de crédito oferecido por uma determinada empresa ou marca, podendo ser utilizado apenas nos estabelecimentos da mesma rede. Dessa forma, ele não tem vínculo com as bandeiras tradicionais de cartão.

Também chamada de “cartão de loja”, essa forma de pagamento se originou como uma maneira de substituir os antigos sistemas de crediário, ou carnês, muito utilizados para viabilizar compras a prazo no varejo físico.

O cartão private label geralmente oferece melhores condições de pagamento, como descontos e opções de parcelamento diferenciadas. Assim, ele visa estreitar o relacionamento com os clientes, aumentando as fontes de receita e o lifetime value da empresa.

Como funciona o cartão private label?

O cartão private label funciona por meio de um arranjo de pagamento fechado. Isso significa que a própria empresa que oferece o cartão fica responsável por atuar como adquirente, bandeira e emissor, não sendo necessário pagar o fee desses agentes.

Por outro lado, os riscos de inadimplência são do próprio estabelecimento, assim como a necessidade de se adequar às regulações para atuar em compliance com o Banco Central e poder operar dados sensíveis de pagamentos.

Nesse sentido, vale destacar que muitas empresas contam com os serviços de uma instituição financeira especializada para operacionalizar esse processo, ficando responsável pela emissão do cartão, concessão de crédito e análise de risco, por exemplo.

Nesse caso, o cartão é totalmente customizado com a identidade visual da marca, e ela pode se dedicar à divulgação e oferta do serviço, além do suporte aos clientes.

Qual a diferença entre cartão private label e white label ou co-branded?

O cartão private label pode ser confundido com o cartão white label. No entanto, há uma importante diferença entre os dois.

Como explicamos, o private label é emitido sem vínculo a nenhuma bandeira do mercado, podendo ser utilizado somente nos estabelecimentos da rede que o disponibiliza.

Já o cartão white label, também chamado de co-branded ou híbrido, é vinculado a uma bandeira tradicional, como Visa e Mastercard. Dessa forma, ele pode ser utilizado em qualquer local que aceite essa bandeira.

Além disso, como o cartão é emitido em parceria com a bandeira, as suas regras de utilização também devem seguir as suas regulamentações e cobranças.

Quais os benefícios do cartão private label para as marcas?

A oferta de um cartão private label promove facilidades para os consumidores, além de ampliar o faturamento e as vendas das empresas. Aprofunde-se nos benefícios dessa forma de pagamento!

Fortalecimento de marca

Um cartão próprio, customizado com o nome e a identidade visual da empresa, ajuda a fortalecer o reconhecimento da marca. Afinal, o cliente visualizará a sua loja sempre que utilizar o cartão na rede credenciada, lembrando-se dos serviços e benefícios oferecidos.

Redução de custos

Sem a atuação de uma bandeira tradicional do mercado, o cartão private label reduz os custos do negócio com as taxas de processamento dos players envolvidos nos fluxos transacionais.

Ampliação das fontes de receita

O cartão private label representa uma nova fonte de rentabilização para o negócio, por meio da oferta de novos serviços e, consequentemente, da cobrança de taxas, juros, anuidades e oferta de crédito, por exemplo.

Melhores condições para os clientes

Com o cartão private label, é possível oferecer benefícios e condições de pagamento exclusivas para os clientes, como mais opções de parcelamento, descontos, programas de fidelidade e oferta de crédito.

Fidelização dos consumidores

Como resultado dos benefícios oferecidos pelo cartão private label, os clientes tendem a consumir mais na sua loja, fazendo compras recorrentes de maior valor. Assim, os clientes fidelizam-se e o seu negócio tem um aumento do ticket médio e do lifetime value.

Como aceitar pagamentos por cartão private label no e-commerce?

Em resumo, a criação de um cartão private label pode ser uma estratégia muito interessante para empresas que desejam diversificar suas fontes de receita, fortalecer a marca e promover uma melhor experiência para os clientes.

Para as marcas que oferecem um cartão próprio e desejam aceitar essa modalidade de pagamento no seu e-commerce, a infraestrutura de pagamentos digitais do Pagar.me permite integrar cartões private label.

Dessa forma, os seus consumidores podem utilizar o cartão da loja tanto no varejo físico quanto no online, tendo uma experiência mais integrada e facilitada em todos os canais de vendas.

Para saber mais sobre essa funcionalidade, confira a nossa documentação!


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, fevereiro, 2024

Como fazer live no Instagram? Passo a passo + 5 dicas

Aprenda o passo a passo de como fazer live no Instagram e confira dicas para fazer uma transmissão que gere vendas para a sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, fevereiro, 2024

Estoque máximo: o que é e como calcular o indicador?

Este conteúdo vai te ensinar como calcular o estoque máximo para mensurar o volume total de produtos que podem ser armazenados no seu negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

19, fevereiro, 2024

Pagamento recusado: motivos para acontecer e como resolver

Ter um pagamento recusado pode ser um grande problema para a conversão de vendas online. Entenda os motivos para essa situação e como lidar com ela!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo