6 medidas de segurança para implementar no seu e-commerce

E-commerce

8 de abril de 2021

Preocupar-se com a segurança do e-commerce é um passo fundamental para quem vende online. Afinal, o comércio eletrônico traz muitas oportunidades, porém, não podemos nos esquecer também dos riscos das transações digitais.

Por isso, é essencial implementar medidas que protejam tanto os seus clientes quanto o seu negócio de fraudes, golpes e roubos de dados.

Essa preocupação ajuda a conquistar a confiança dos consumidores, contribuindo para uma boa reputação da sua marca e o aumento das suas conversões. Além disso, leva à diminuição de chargebacks, evitando prejuízos financeiros.

Para garantir que o ambiente da sua loja virtual seja confiável, conheça 6 medidas de segurança no e-commerce para você aplicar!

1. Tenha um certificado SSL

O certificado digital Secure Sockets Layer (SSL) é uma tecnologia que permite que os dados informados pelo usuário no seu site sejam enviados ao servidor de forma criptografada, garantindo a segurança dessa comunicação.

Considerando que o consumidor precisa preencher suas informações pessoais para concluir uma compra na internet, o SSL é muito importante para proteger os clientes de possíveis ataques e roubos de dados.

O usuário pode identificar se um site é certificado, conferindo se há um ícone de cadeado na barra de navegação, além da sigla “https” na URL.

O SSL ainda é considerado um critério de ranqueamento pelo Google. Dessa forma, ao ter esse certificado de segurança, a sua loja tem mais chances de alcançar bons posicionamentos orgânicos no buscador, contribuindo para o SEO do seu e-commerce.

2. Use um sistema antifraude

O antifraude é um sistema que utiliza tecnologias de inteligência artificial para analisar os comportamentos de compra dos usuários, identificando e bloqueando possíveis atividades fraudulentas na sua loja virtual.

Para isso, são cruzados diferentes dados, como geolocalização, histórico de compras e de navegação, informações cadastrais e padrões de comportamento. A partir dessa análise, o antifraude atribui um grau de risco à transação, aprovando-a ou não, de forma automática.

Com isso, o antifraude incrementa uma camada adicional de segurança ao seu e-commerce, ajudando a proteger o seu negócio de fraudes e golpes.

3. Exija a criação de senhas fortes

Para resguardar seus clientes, exija a criação de senhas fortes e seguras para o cadastro no seu e-commerce, com a combinação de letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais.

Muitos usuários têm o costume de utilizar a mesma senha em diferentes sites, o que pode trazer muitos riscos em caso de vazamento e roubo de dados.

Portanto, ao solicitar senhas mais elaboradas, você incentiva o consumidor a pensar em um código fora do comum, dificultando o acesso de hackers e fraudadores em sua conta.

Essa exigência pode fazer com que o processo de cadastro leve um pouco mais de tempo. Contudo, ela é muito importante para proteger os dados pessoais dos clientes e mostrar para eles que a loja preza pela sua segurança.

4. Identifique vulnerabilidades no seu site

É essencial identificar e monitorar com frequência as vulnerabilidades do seu site, para garantir a proteção do seu e-commerce.

Isso pode ser feito por meio de ferramentas especializadas, que fazem uma análise da sua loja e encontram falhas de segurança. Assim, você pode corrigir os problemas identificados rapidamente, antes que aconteça alguma invasão.

Também é possível avaliar a segurança transmitida pelo seu site fazendo testes como se você fosse um consumidor. Entre na sua loja, selecione alguns produtos, faça seu cadastro e inicie o processo de checkout, verificando se todas as etapas estão funcionando corretamente e da forma mais segura possível.

5. Mantenha seus sistemas atualizados

A cada dia, são descobertos novos tipos de vulnerabilidades, falhas e ataques no ambiente digital.

Por isso, para preservar o seu e-commerce de invasões e atividades fraudulentas, você deve manter os seus sistemas e protocolos de segurança sempre atualizados — isso inclui plataformas, plugins e outros softwares utilizados no seu negócio.

Os desenvolvedores disponibilizam essas atualizações justamente para otimizar as ferramentas e ajustar erros que poderiam ser aproveitados por hackers para roubo de dados.

Dessa forma, elas ajudam a proteger a sua loja online de golpes e fraudes realizadas por pessoas mal intencionadas no comércio eletrônico.

6. Conte com um meio de pagamento seguro

Por último, mas não menos importante, é indispensável contar com um meio de pagamento seguro para processar as transações online do seu e-commerce.

Para isso, procure tecnologias com certificações de segurança da informação. O PCI Compliance, por exemplo, é um padrão internacional reconhecido no mercado de pagamentos, que garante que os dados processados pelo sistema são criptografados.

Existem meios de pagamento que também já contam com um sistema de antifraude integrado. Assim, você não precisa contratar as soluções separadamente, tendo mais praticidade para vender online com segurança.

O Pagar.me é uma solução completa que atende esses dois pontos, permitindo que você receba pagamentos digitais via cartão de crédito e boleto, de forma segura, simples e eficiente.

Agora que você conhece as principais medidas para garantir a segurança no seu e-commerce, é hora de colocá-las em prática.

Com isso, você vai proteger os dados dos seus clientes e evitar prejuízos financeiros para o seu negócio, contribuindo para o aumento das suas vendas e para a saúde da sua operação.

Se você gostou das nossas dicas, inscreva-se na nossa newsletter e receba toda semana os melhores conteúdos para o seu e-commerce!


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

23, setembro, 2021

Como fazer um lançamento de loja virtual de sucesso?

Descubra o passo a passo para fazer um lançamento de loja virtual bem-sucedido e começar o seu e-commerce com o pé direito!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

22, setembro, 2021

Formas de pagamento para Black Friday: quais são as melhores para oferecer?

Conheça as formas de pagamento mais estratégicas para oferecer na Black Friday e aumentar as conversões do seu e-commerce na ocasião.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, setembro, 2021

Gestão financeira: o que é e quais são as melhores práticas?

Entenda o que é gestão financeira e conheça as melhores práticas para garantir a saúde financeira e o crescimento sustentável da sua empresa.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo