Sequestro de estoque: como evitar esse problema na Black Friday?

E-commerce

16 de setembro de 2021

A adesão dos consumidores às compras online tem tornado a Black Friday cada vez mais digital. Com isso, a data representa uma oportunidade de ouro para as lojas virtuais alavancarem suas vendas.

Por outro lado, com o aumento do volume de transações durante o evento, também cresce o número de tentativas de fraudes no e-commerce. O sequestro de estoque é um desses golpes, realizado por varejistas que pretendem prejudicar a concorrência.

Neste artigo, você vai conferir o que é o sequestro de estoque e como você pode evitar esse problema no seu e-commerce na Black Friday 2021. Vamos lá!

O que é o sequestro de estoque?

O sequestro de estoque é uma prática realizada de má-fé por lojistas que visam prejudicar os resultados das empresas concorrentes, durante épocas de grande sazonalidade, como a Black Friday.

Na prática, esses varejistas fazem pedidos com um grande número de produtos, via boleto bancário, em outro e-commerce.

Como essa forma de pagamento tem um prazo de vencimento, geralmente, de até três dias úteis, eles deixam de pagar pelos itens e, assim, prendem o estoque do concorrente, muitas vezes até mesmo tirando suas promoções do ar.

Com as mercadorias fora de circulação, a loja acaba perdendo vendas e tendo prejuízos financeiros durante períodos importantes do calendário do varejo.

Essa prática desleal afeta principalmente médios e grandes e-commerces de segmentos bastante concorridos do mercado, como moda e eletrônicos.

Como evitar esse problema no seu e-commerce?

Em outras edições da Black Friday, uma solução utilizada para evitar o sequestro de estoque no e-commerce era limitar parte do estoque para vendas por boleto, deixando a maioria dos produtos disponíveis somente para transações com cartão de crédito.

Em 2021, porém, temos uma novidade que promete ser a grande solução para proteger a sua loja online desse problema: o Pix, a modalidade de pagamento instantâneo criada pelo Banco Central.

Pix: solução para o sequestro de estoque na Black Friday 2021

O Pix permite transações instantâneas a qualquer hora e dia do ano. Isso significa que ele atende os clientes que preferem fazer compras à vista ou que não têm um cartão de crédito, como é o caso daqueles que costumam pagar por boleto.

Porém, ao contrário do boleto bancário, o Pix recebe a autorização da transação em cerca de dez segundos. Assim, o pagamento é feito e identificado imediatamente, impedindo a realização do sequestro de estoque por golpistas.

Vale destacar também que o Pix já é uma demanda dos próprios compradores. Afinal, o imediatismo dessa nova modalidade de pagamento também traz mais comodidade ao público, acelerando a aprovação da transação e a liberação do pedido para o cliente.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, 36% dos consumidores já costumam utilizar o Pix para compras online. Dessa forma, oferecê-lo na sua loja é uma forma de proteger o negócio de fraudes e também de conquistar a clientela.

Além disso, aceitar pagamentos por Pix ainda pode proporcionar outros benefícios para o seu e-commerce, como:

  • entregas mais rápidas, uma vez que não é necessário esperar alguns dias para verificar o pagamento do pedido e, então, enviar a encomenda;
  • maior capital de giro para o negócio;
  • conciliação e disponibilização do saldo em conta quase instantâneas;
  • possibilidade de oferecer promoções mais atrativas para os clientes que pagarem por Pix, já que ele tem taxas mais baixas que cartão e boleto, por exemplo.

Como evitar fraudes com Pix?

Agora que você sabe que oferecer Pix é uma ótima estratégia para o seu e-commerce, pode estar se perguntando se essa forma de pagamento não enfrenta outros problemas com fraude.

A resposta é sim, mas, ao contrário do sequestro de estoque, esses golpes têm como alvo os clientes e não os lojistas.

Por isso, é muito importante educar os consumidores para não caírem em tentativas de fraudes, que normalmente são realizadas por WhatsApp, telefone e SMS.

Além disso, é essencial contar com um meio de pagamento seguro, que permita realizar as transações por Pix via QR Code Dinâmico. Esse tipo de QR Code é gerado uma só vez pelo sistema e fica inválido após a compra, permitindo que uma única transação seja feita com ele.

Como você pode ver, além de proporcionar agilidade e conveniência para os clientes, o Pix também é uma forma de pagamento segura e que ajuda a proteger o seu negócio de golpes por sequestro de estoque.

Se você quer vender por Pix, o Pagar.me é uma plataforma completa de serviços financeiros que oferece esse método de pagamento, com segurança e eficiência.

Confira aqui as plataformas de e-commerce que oferecem o Pix no Pagar.me e cadastre-se já! Se a sua plataforma é de desenvolvimento próprio, você pode entrar em contato com o nosso time de relacionamento (relacionamento@pagar.me) para mais informações.


Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, outubro, 2021

O que é e-commerce: guia completo de como funciona e como criar um

Confira tudo o que você precisa saber sobre o que é e-commerce e como funciona esse modelo de negócio digital que está crescendo cada vez mais!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

21, outubro, 2021

5 estratégias para reduzir o abandono de carrinho na Black Friday

É imprescindível preparar a sua loja para evitar o abandono de carrinho na Black Friday. Conheça as estratégias essenciais!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, outubro, 2021

Prateleira infinita: como integrar estoques e oferecer uma melhor experiência?

Saiba mais sobre a prateleira infinita, solução omnichannel que permite vender produtos do estoque do e-commerce na loja física!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo