Inovação em pagamentos no setor de marketplaces

E-commerce

26 de abril de 2021

No mês de março, o Head of Solutions Sales do Pagar.me, Fabrizzio Fazenda, marcou presença em um dos principais eventos de varejo do país, o Marketplace Conference, realizado pelo E-commerce Brasil, para falar sobre a inovação em pagamentos no setor de marketplaces.

Fazenda levou para discussão no evento tópicos importantes em relação aos meios de pagamento para marketplaces, como:

  • Regularização do recebimento de marketplaces junto ao Banco Central;
  • Pagamentos instantâneos;
  • O que esperar para esse mercado no futuro.

Entenda a seguir cada um dos tópicos tratados no evento ou, se preferir, assista a palestra na íntegra no final do artigo.

Regularização do recebimento de marketplaces junto ao Bacen

Até 2018, a própria plataforma de marketplace era responsável pelo completo recebimento de todo o volume transacionado no site e, posteriormente, fazia os devidos repasses para os recebedores finais.

No entanto, esse procedimento representava um enorme risco para o mercado. Por isso, o Banco Central do Brasil interveio nesse cenário com a circular nº 3.815, para regulamentar as operações de liquidação no mercado de meios de pagamentos via grade centralizada para marketplaces.

Entenda mais em: Banco Central divulga nova regulamentação para marketplaces

Com essa modificação, a figura do intermediador de pagamentos passou a ser essencial para fazer toda a movimentação de recebíveis em um marketplace. Vale lembrar ainda que, de acordo com a normatização do Bacen, para fazer parte do arranjo de pagamentos é preciso que a empresa:

  • possua contrato assinado diretamente com as bandeiras;
  • esteja integrada à Trava de Recebíveis e, em breve, à Registradora;
  • faça a liquidação via CIP (Câmara Interbancária de Pagamentos) a partir de 500 milhões transacionados por ano.

A partir dessa normatização do Bacen, o que os marketplaces puderam fazer para se adequar?

Nesse cenário, no qual diversos agentes estão envolvidos no recebimento do volume transacionado no marketplace, a contratação de um meio de pagamento que oferece o split de pagamentos passou a ser indispensável. Ele atua como uma alternativa à regulamentação, já que o fluxo de dinheiro ocorre entre a entidade regulada (o intermediador de pagamentos) e o recebedor (seller).

Vale lembrar que o split de pagamentos é uma funcionalidade dos meios de pagamento que remunera múltiplos recebedores a partir de uma única transação realizada pelo consumidor. Ou seja, faz o pagamento das partes que cabem a cada agente envolvido na venda.

Benefícios de um meio de pagamento com split para os marketplaces:

  • permite estar em dia com a regulação do Bacen;
  • simplifica o processo de abrir um marketplace;
  • melhora a experiência para sellers e consumidores finais;
  • mantém a flexibilidade e a qualidade na gestão do marketplace.

Pagamentos Instantâneos

Tendência que não poderia ser deixada de lado na palestra do Fabrizzio Fazenda é o Pix, meio de pagamento instantâneo do Brasil que foi lançado no final de 2020.

O Pix é um sistema de pagamento desenvolvido pelo Banco Central que permite que transações sejam feitas 24 horas por dia, com um prazo de compensação de menos de um minuto.

Pela agilidade e simplicidade de uso, esse é um meio de pagamento que tem se tornado uma forte tendência, seja no mundo virtual ou no físico, e, claro, nos marketplaces não é diferente.

Os pagamentos instantâneos já estão presentes em 54 países. Fazenda mostrou em sua apresentação a relevância deles na China e na Índia, em contraponto com o México, que tem cerca de 31% da população desbancarizada, o que contribuiu fortemente para que o pagamento instantâneo não crescesse com a força desejada.

No contexto brasileiro, cerca de 29% da população é desbancarizada, o que pode vir a ser um empecilho para o crescimento do Pix. No entanto, até agora os números de mercado são consistentes. Em janeiro deste ano, já tínhamos mais de 133 milhões de chaves Pix cadastradas e, nos dois primeiros meses de operação, o pagamento instantâneo transacionou R$ 203 bilhões, superando números de TED e DOC nos bancos.

Por isso, no momento de escolher o meio de pagamento para um comércio de marketplace, além da funcionalidade do split de pagamento, é importante buscar uma tecnologia que ofereça transações via pagamento instantâneo.

O que esperar desse mercado no futuro

No roadmap do mercado para o futuro próximo estão as novidades da tecnologia do pagamento instantâneo, com SAC Pix, Pix agendado (no modelo de recorrência), Pix garantido (com parcelamento similar ao do cartão de crédito), Pix offline e Pix por aproximação.

Além do Pix, o Open Banking é uma tendência que vai revolucionar o mercado de pagamentos e já configura uma novidade que merece a atenção no mercado nacional.

Assista na íntegra a palestra do Fabrizzio Fazenda, Head of Solutions Sales do Pagar.me, no Marketplace Conference:




Cadastre-se no Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

07, maio, 2021

Como tirar fotos de produtos para sua loja virtual vender mais?

Quer saber como tirar boas fotos de produtos para a sua loja virtual? Aprenda as melhores práticas para obter imagens de qualidade e aumentar suas conversões.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

07, maio, 2021

Como tirar o CNPJ da minha empresa?

Acesse o portal do empreendedor no site da Receita Federal e crie agora mesmo o CNPJ do seu negócio digital.

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

06, maio, 2021

Social commerce: o que é e como adotar essa estratégia?

O social commerce é uma estratégia que consiste no uso das redes sociais para promover uma marca e gerar vendas. Saiba mais no nosso artigo!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo