Como criar uma comunidade digital em torno da sua marca?

E-commerce

28 de julho de 2022

As pessoas são essencialmente seres sociais, que buscam participar de comunidades e compartilhar experiências em torno de assuntos em comum. No ambiente digital, não é diferente!

A internet e as redes sociais têm facilitado cada vez mais a conexão e o engajamento entre pessoas e empresas. Então, por que não aproveitar esse cenário para criar uma comunidade digital em torno da sua marca?

Essa estratégia vai além de somente garantir a satisfação dos consumidores. Ao criar um senso de pertencimento, é possível aproximar e fidelizar os clientes, obtendo feedbacks valiosos para o negócio e gerando oportunidades de negócios.

Continue conosco que vamos explicar o que é uma comunidade digital e como construir uma para a sua empresa!

O que é uma comunidade digital?

Comunidade digital é um grupo de pessoas que se conectam no ambiente virtual para compartilhar experiências, ideias e vivências relacionadas a um interesse em comum.

No contexto de marketing, esse interesse em comum é o universo de uma marca e suas soluções. Com isso, trata-se de uma estratégia utilizada para as empresas se aproximarem de seus clientes e parceiros.

Na prática, o conceito de comunidade não é novo. Afinal, é uma característica própria dos seres humanos se reunir em grupos baseados em afinidades.

No entanto, a popularização da internet potencializou esse movimento, possibilitando que pessoas de todo o mundo se conectem por meio de redes sociais, fóruns e outras plataformas online.

Isso facilitou a criação de comunidades em torno das marcas, ou seja, ambientes colaborativos onde os consumidores e outros stakeholders de uma empresa podem trocar opiniões, feedbacks e dúvidas.

Nesse ponto, é importante destacar a importância da colaboração, que é o grande diferencial das comunidades digitais frente a outras estratégias de marketing nas quais somente a marca tem voz.

Por que criar uma comunidade em torno da sua marca?

Os clientes que fazem parte de uma comunidade digital forte e engajada costumam se sentir parte do negócio.

Isso significa que eles contribuem para o crescimento da marca, fornecendo depoimentos e opiniões valiosas sobre os produtos ou serviços, recomendando a empresa para outras pessoas e respondendo dúvidas de novos consumidores.

Logo, criar uma comunidade digital permite:

  • fortalecer o relacionamento com o público;
  • fidelizar clientes e gerar novas vendas;
  • criar promotores e defensores da marca;
  • gerar autoridade para a empresa no mercado;
  • obter feedbacks e depoimentos construtivos;
  • aumentar as indicações espontâneas da marca.

Como criar uma comunidade digital?

Se interessou pelos benefícios de uma comunidade digital, mas não sabe por onde começar? Então, confira as nossas dicas para aplicar essa estratégia no seu negócio!

1. Defina os objetivos da comunidade

O que você pretende alcançar com a sua comunidade digital? É possível direcionar a sua estratégia para diferentes objetivos, como aumentar as vendas, entender melhor as necessidades do cliente, obter feedbacks, oferecer suporte e fortalecer a marca.

A partir da definição desse objetivo, você poderá escolher as melhores técnicas e abordagens para construir a comunidade com sucesso e manter os participantes alinhados.

2. Estude a sua persona

Assim como outras estratégias de marketing, é fundamental conhecer a persona do seu negócio para estruturar uma comunidade digital eficiente.

Dessa forma, busque entender os principais interesses dos seus clientes, o que eles esperam da marca, o tipo de conteúdo que preferem consumir, os canais que mais utilizam e a sua linguagem.

Essas informações são essenciais para planejar as ações e os conteúdos mais atrativos para manter o engajamento na comunidade.

3. Trace os pilares da comunidade

Para uma comunidade digital funcionar da melhor maneira possível, é necessário definir os seus pilares e regras. Esse passo garante uma convivência agradável e respeitosa no espaço virtual, com vantagens para todos os participantes.

Alguns pontos que você deve estabelecer, nesse sentido, são:

  • Qual é o propósito da comunidade?
  • Quais valores devem ser seguidos em todas as interações e conteúdos da comunidade?
  • Quais são os assuntos que podem e que não podem ser discutidos?
  • Qual será a linguagem utilizada pela sua marca para se comunicar?
  • Quais benefícios os clientes terão ao participar da comunidade (ex.: conteúdo exclusivo, acesso antecipado a lançamentos, suporte, entre outros)?

4. Escolha uma plataforma

Outro ponto que você deve definir é o canal onde os participantes da sua comunidade digital poderão se conectar. O ideal é selecionar uma plataforma acessível na qual as pessoas possam criar conteúdos e interagir entre si e com a marca.

Alguns exemplos são fóruns de discussão, aplicativos de mensagens como Telegram e WhatsApp, e redes sociais.

Um recurso interessante é o Close Friends do Instagram, que permite interagir com um público seleto na plataforma por meio de recursos como enquetes, quizzes e caixas de perguntas.

5. Produza conteúdos relevantes

Para manter o engajamento dos membros, é preciso produzir conteúdos que sejam de valor para a comunidade. Escolha os formatos e temas de interesse do seu público-alvo e crie um calendário de materiais para compartilhar na plataforma escolhida.

Você pode responder dúvidas sobre as soluções da empresa, anunciar lançamentos e promoções, compartilhar bastidores da marca…

Porém, tenha em mente que nem todos os conteúdos precisam ser sobre os seus produtos ou serviços. Se você tem um e-commerce de moda, por exemplo, pode compartilhar dicas e tendências do setor. O mais importante é que o material seja útil para o cliente!

6. Incentive as interações na comunidade

O diferencial da comunidade digital é a colaboração entre os membros. Portanto, sempre busque incentivar a interação dos participantes.

Em vez de somente compartilhar conteúdos da marca, realize ações de engajamento que mantenham a comunidade ativa. Você pode, por exemplo:

  • fazer enquetes, testes e sessões de perguntas e respostas com os participantes;
  • solicitar opiniões sobre um assunto ou tendência relacionada à marca;
  • pedir feedback dos clientes sobre as soluções;
  • envolver os membros no processo de criação e divulgação de um novo produto;
  • promover desafios e campanhas com gamificação etc.

Uma boa prática é se aproximar dos usuários mais ativos da comunidade, dando destaque para as suas contribuições e recompensando-os com benefícios exclusivos. Dessa maneira, incentiva que outros consumidores também se engajem nesse espaço de discussão.

7. Escute o que os clientes têm a dizer

Se você está incentivando que os clientes compartilhem suas opiniões e experiências, é preciso realmente ouvir o que eles têm a dizer! Lembre-se de que essa é uma excelente fonte de insights para melhorar o seu negócio.

Por isso, crie um espaço aberto onde os membros sintam-se seguros para contribuir — seguindo as diretrizes da comunidade, é claro.

É importante acompanhar e mediar as interações, mas tome cuidado para não controlar todas as discussões. Assim, a comunidade mantém o seu propósito e tem mais chances de alcançar os objetivos desejados pela empresa.

Como você pode perceber, criar uma comunidade digital é muito estratégico para estreitar o relacionamento com os clientes e fortalecer a marca. Por outro lado, é preciso se dedicar à comunidade para garantir um espaço aberto e colaborativo para os participantes.

Agora, aproveite que você está se aprofundando nesse assunto e confira também nossas dicas para construir a presença digital do seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, agosto, 2022

10 dicas de gestão financeira para a sua empresa

Reunimos as principais dicas de gestão financeira para as empresas seguirem e garantirem o crescimento do negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

03, agosto, 2022

O que é ruptura de estoque e como evitá-la no varejo?

A ruptura de estoque pode ter várias consequências negativas para uma loja. Conheça as principais causas desse problema e como evitá-lo!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

02, agosto, 2022

NPS: o que é e como calcular a satisfação do cliente?

Entenda a fundo o que é NPS e como utilizar essa metodologia para mensurar a satisfação dos clientes do seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

Como criar uma comunidade digital em torno da sua marca?

E-commerce

28 de julho de 2022

As pessoas são essencialmente seres sociais, que buscam participar de comunidades e compartilhar experiências em torno de assuntos em comum. No ambiente digital, não é diferente!

A internet e as redes sociais têm facilitado cada vez mais a conexão e o engajamento entre pessoas e empresas. Então, por que não aproveitar esse cenário para criar uma comunidade digital em torno da sua marca?

Essa estratégia vai além de somente garantir a satisfação dos consumidores. Ao criar um senso de pertencimento, é possível aproximar e fidelizar os clientes, obtendo feedbacks valiosos para o negócio e gerando oportunidades de negócios.

Continue conosco que vamos explicar o que é uma comunidade digital e como construir uma para a sua empresa!

O que é uma comunidade digital?

Comunidade digital é um grupo de pessoas que se conectam no ambiente virtual para compartilhar experiências, ideias e vivências relacionadas a um interesse em comum.

No contexto de marketing, esse interesse em comum é o universo de uma marca e suas soluções. Com isso, trata-se de uma estratégia utilizada para as empresas se aproximarem de seus clientes e parceiros.

Na prática, o conceito de comunidade não é novo. Afinal, é uma característica própria dos seres humanos se reunir em grupos baseados em afinidades.

No entanto, a popularização da internet potencializou esse movimento, possibilitando que pessoas de todo o mundo se conectem por meio de redes sociais, fóruns e outras plataformas online.

Isso facilitou a criação de comunidades em torno das marcas, ou seja, ambientes colaborativos onde os consumidores e outros stakeholders de uma empresa podem trocar opiniões, feedbacks e dúvidas.

Nesse ponto, é importante destacar a importância da colaboração, que é o grande diferencial das comunidades digitais frente a outras estratégias de marketing nas quais somente a marca tem voz.

Por que criar uma comunidade em torno da sua marca?

Os clientes que fazem parte de uma comunidade digital forte e engajada costumam se sentir parte do negócio.

Isso significa que eles contribuem para o crescimento da marca, fornecendo depoimentos e opiniões valiosas sobre os produtos ou serviços, recomendando a empresa para outras pessoas e respondendo dúvidas de novos consumidores.

Logo, criar uma comunidade digital permite:

  • fortalecer o relacionamento com o público;
  • fidelizar clientes e gerar novas vendas;
  • criar promotores e defensores da marca;
  • gerar autoridade para a empresa no mercado;
  • obter feedbacks e depoimentos construtivos;
  • aumentar as indicações espontâneas da marca.

Como criar uma comunidade digital?

Se interessou pelos benefícios de uma comunidade digital, mas não sabe por onde começar? Então, confira as nossas dicas para aplicar essa estratégia no seu negócio!

1. Defina os objetivos da comunidade

O que você pretende alcançar com a sua comunidade digital? É possível direcionar a sua estratégia para diferentes objetivos, como aumentar as vendas, entender melhor as necessidades do cliente, obter feedbacks, oferecer suporte e fortalecer a marca.

A partir da definição desse objetivo, você poderá escolher as melhores técnicas e abordagens para construir a comunidade com sucesso e manter os participantes alinhados.

2. Estude a sua persona

Assim como outras estratégias de marketing, é fundamental conhecer a persona do seu negócio para estruturar uma comunidade digital eficiente.

Dessa forma, busque entender os principais interesses dos seus clientes, o que eles esperam da marca, o tipo de conteúdo que preferem consumir, os canais que mais utilizam e a sua linguagem.

Essas informações são essenciais para planejar as ações e os conteúdos mais atrativos para manter o engajamento na comunidade.

3. Trace os pilares da comunidade

Para uma comunidade digital funcionar da melhor maneira possível, é necessário definir os seus pilares e regras. Esse passo garante uma convivência agradável e respeitosa no espaço virtual, com vantagens para todos os participantes.

Alguns pontos que você deve estabelecer, nesse sentido, são:

  • Qual é o propósito da comunidade?
  • Quais valores devem ser seguidos em todas as interações e conteúdos da comunidade?
  • Quais são os assuntos que podem e que não podem ser discutidos?
  • Qual será a linguagem utilizada pela sua marca para se comunicar?
  • Quais benefícios os clientes terão ao participar da comunidade (ex.: conteúdo exclusivo, acesso antecipado a lançamentos, suporte, entre outros)?

4. Escolha uma plataforma

Outro ponto que você deve definir é o canal onde os participantes da sua comunidade digital poderão se conectar. O ideal é selecionar uma plataforma acessível na qual as pessoas possam criar conteúdos e interagir entre si e com a marca.

Alguns exemplos são fóruns de discussão, aplicativos de mensagens como Telegram e WhatsApp, e redes sociais.

Um recurso interessante é o Close Friends do Instagram, que permite interagir com um público seleto na plataforma por meio de recursos como enquetes, quizzes e caixas de perguntas.

5. Produza conteúdos relevantes

Para manter o engajamento dos membros, é preciso produzir conteúdos que sejam de valor para a comunidade. Escolha os formatos e temas de interesse do seu público-alvo e crie um calendário de materiais para compartilhar na plataforma escolhida.

Você pode responder dúvidas sobre as soluções da empresa, anunciar lançamentos e promoções, compartilhar bastidores da marca…

Porém, tenha em mente que nem todos os conteúdos precisam ser sobre os seus produtos ou serviços. Se você tem um e-commerce de moda, por exemplo, pode compartilhar dicas e tendências do setor. O mais importante é que o material seja útil para o cliente!

6. Incentive as interações na comunidade

O diferencial da comunidade digital é a colaboração entre os membros. Portanto, sempre busque incentivar a interação dos participantes.

Em vez de somente compartilhar conteúdos da marca, realize ações de engajamento que mantenham a comunidade ativa. Você pode, por exemplo:

  • fazer enquetes, testes e sessões de perguntas e respostas com os participantes;
  • solicitar opiniões sobre um assunto ou tendência relacionada à marca;
  • pedir feedback dos clientes sobre as soluções;
  • envolver os membros no processo de criação e divulgação de um novo produto;
  • promover desafios e campanhas com gamificação etc.

Uma boa prática é se aproximar dos usuários mais ativos da comunidade, dando destaque para as suas contribuições e recompensando-os com benefícios exclusivos. Dessa maneira, incentiva que outros consumidores também se engajem nesse espaço de discussão.

7. Escute o que os clientes têm a dizer

Se você está incentivando que os clientes compartilhem suas opiniões e experiências, é preciso realmente ouvir o que eles têm a dizer! Lembre-se de que essa é uma excelente fonte de insights para melhorar o seu negócio.

Por isso, crie um espaço aberto onde os membros sintam-se seguros para contribuir — seguindo as diretrizes da comunidade, é claro.

É importante acompanhar e mediar as interações, mas tome cuidado para não controlar todas as discussões. Assim, a comunidade mantém o seu propósito e tem mais chances de alcançar os objetivos desejados pela empresa.

Como você pode perceber, criar uma comunidade digital é muito estratégico para estreitar o relacionamento com os clientes e fortalecer a marca. Por outro lado, é preciso se dedicar à comunidade para garantir um espaço aberto e colaborativo para os participantes.

Agora, aproveite que você está se aprofundando nesse assunto e confira também nossas dicas para construir a presença digital do seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, agosto, 2022

10 dicas de gestão financeira para a sua empresa

Reunimos as principais dicas de gestão financeira para as empresas seguirem e garantirem o crescimento do negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

03, agosto, 2022

O que é ruptura de estoque e como evitá-la no varejo?

A ruptura de estoque pode ter várias consequências negativas para uma loja. Conheça as principais causas desse problema e como evitá-lo!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

02, agosto, 2022

NPS: o que é e como calcular a satisfação do cliente?

Entenda a fundo o que é NPS e como utilizar essa metodologia para mensurar a satisfação dos clientes do seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo