Black Friday 2023: entenda os resultados do varejo online no evento

E-commerce

4 de dezembro de 2023

Pelo segundo ano consecutivo, a Black Friday registrou uma queda de faturamento no comércio eletrônico brasileiro, totalizando R$ 5,2 bilhões em vendas — uma redução de 15% em relação a 2022, conforme dados da Confi.Neotrust.

Segundo uma previsão da consultoria McKinsey, a Black Friday deve passar por um processo de transição no país nos próximos anos, sobretudo a partir da diluição das promoções em diferentes eventos promocionais e do cenário macroeconômico.

Nesse contexto, é fundamental se manter por dentro das tendências de mercado para acompanhar as estratégias do varejo e as mudanças no comportamento do consumidor.

Para te ajudar a entender mais a fundo os resultados da Black Friday 2023 no e-commerce, preparamos este conteúdo completo sobre o evento. Boa leitura!

Segundo ano de queda no faturamento da Black Friday

De acordo com o levantamento da Confi.Neotrust, o desempenho da Black Friday no varejo online este ano ficou abaixo das expectativas, registrando uma queda de 15% no faturamento em comparação com o ano anterior.

O mesmo aconteceu no número de vendas. Entre quinta-feira (23/11) e domingo (26/11), o e-commerce totalizou 8,21 milhões de pedidos, um valor 17% menor que o do mesmo período em 2022.

Por outro lado, o ticket médio teve uma alta de 1,7% em comparação com a última edição, atingindo um valor de R$ 636,66.

As maiores quedas foram registradas na própria sexta-feira da Black Friday, que teve um decrescimento de 18% no faturamento e 16% na quantidade de pedidos.

Alguns possíveis motivos para a queda nos resultados são a desaceleração do e-commerce no pós-pandemia e o cenário macroeconômico, marcado pelo endividamento das famílias brasileiras e a alta das taxas de juros.

E a Cyber Monday?

A Cyber Monday, segunda-feira pós-Black Friday, registrou uma queda um pouco menor em relação ao período de quinta a sexta-feira, segundo a Confi.Neotrust. O faturamento foi de R$ 736,9 milhões, valor 14,6% inferior ao de 2022.

Já o volume de pedidos foi de 1,12 milhões (-24,9% em comparação com a edição passada) e o ticket médio, de R$ 561,40 (um número absoluto menor que o do período da Black Friday, mas 13,7% maior que o da última Cyber Monday).

Diluição das promoções no Esquenta Black Friday

Somado à postura mais cautelosa dos consumidores em suas compras, um fator que pode ter contribuído para o desempenho do evento foi a diluição das promoções ao longo do mês de novembro — o chamado Esquenta Black Friday.

Dados da NielsenIQ Ebit revelam que o consumidor tem concentrado menos as compras na data oficial da Black Friday. Prova disso é que, conforme um balanço preliminar da empresa, os resultados da quinta-feira foram melhores que os da sexta.

Durante a noite de quinta-feira, as ações promocionais do e-commerce chegaram até mesmo a impulsionar as vendas em 19,8% em relação ao período anterior. No entanto, após as 2h da sexta-feira, a tendência de retração foi retomada, segundo o monitoramento.

Eletrodomésticos ganham relevância no faturamento

Em relação à importância no faturamento da Black Friday, as categorias de produtos que mais se destacaram em 2023 foram Eletrodomésticos, Eletrônicos, Telefonia, Moda e Acessórios, e Móveis — os dados são da Confi.Neotrust.

Nesse ranking, vale destacar que o segmento de Telefonia tem apresentado uma tendência de decrescimento no varejo online, enquanto Eletrodomésticos está crescendo.

Já em relação ao volume de pedidos na Black Friday, as categorias de destaque foram Moda e Acessórios, Beleza e Perfumaria, e Eletroportáteis.

Procura por mais descontos

Este ano, somente 43,5% produtos que não tinham nenhum desconto foram comprados na Black Friday — em 2022, foram 46,5%. Além disso, em comparação com o ano anterior, mais produtos foram comprados com descontos a partir de 20%, com destaque para a faixa de 20% a 39% off.

Esse levantamento da Confi.Neotrust reflete o comportamento mais cauteloso do brasileiro na Black Friday 2023, sugerindo um maior acompanhamento dos preços e promoções.

Em relação ao frete, o percentual de pedidos com frete grátis caiu nove pontos percentuais este ano, totalizando 56,5% das compras.

Por outro lado, o frete médio também caiu cerca de 15%, atingindo R$ 30,43. Dessa forma, muitos varejistas preferiram reduzir o frete, mas não isentar totalmente o valor.

Consolidação dos pagamentos por Pix

A Black Friday 2023 foi marcada pela consolidação das compras por Pix, que somaram 30,7% dos pedidos durante o evento, segundo a Confi.Neotrust. Esse valor representa um aumento de 10,7 pontos percentuais sobre o ano anterior.

Esse cenário reflete a crescente adesão dos e-commerces e clientes ao Pix, assim como o uso da forma de pagamento instantânea como estratégia promocional pelos varejistas.

Em relação às outras formas de pagamento, o cartão de crédito foi a modalidade mais utilizada na Black Friday (56,2%), sendo que houve uma queda no pagamento à vista e um crescimento nos parcelamentos de 3 a 12 prestações.

Em contrapartida, outros métodos de pagamento, como carteiras digitais, transferências e cartão de débito, tiveram uma queda de 16 pontos percentuais, totalizando apenas 5,1% dos pedidos.

Recorde de reclamações na Black Friday 2023

Segundo o Reclame AQUI, esta foi a edição com a maior quantidade de reclamações desde o início da Black Friday no país. Até o fim da sexta-feira, foram registradas 12.141 queixas na plataforma, um aumento de 30% sobre o ano anterior.

Dentre os principais problemas relatados, estão demora na entrega, propaganda enganosa, produto não recebido, estorno do valor pago e problemas ao finalizar a compra.

Lembrando que muitas dessas reclamações são referentes a compras feitas no período pré-evento, durante ações promocionais de Esquenta Black Friday, por exemplo.

Em relação a golpes contra o consumidor, o Reclame AQUI também identificou cinco principais fraudes em sua ferramenta Detector de Site Confiável: sites falsos, e-mails de phishing, anúncios falsos, roubo de informações de cartão de crédito e falsas promoções de cupons.

Com a queda das vendas, tentativas de fraude também diminuem

Analisando as tentativas de fraude contra os e-commerces, um levantamento da ClearSale revela que o número de ataques teve uma queda de 36% na comparação com a Black Friday 2022.

Entre quinta-feira e domingo, foram registradas 35,4 mil tentativas de ações fraudulentas, que representam um valor de R$ 49,1 milhões.

O ticket médio das tentativas de fraude foi de R$ 1.311 e, na sexta-feira, as categorias que mais visadas pelos golpistas foram os setores de passagens aéreas (1,7%), automotivo (1,5%), bebidas (1,3%) e informática (1%).

Sites fora do ar nas primeiras 12 horas da Black Friday

Um monitoramento de problemas referentes à lentidão e instabilidade dos sites na Black Friday, realizado pela Sofist, revela que o e-commerce brasileiro perdeu R$ 7,6 milhões em vendas durante as primeiras 12 horas do evento, em função de sites fora do ar.

O valor representa uma perda 52,2% maior que na última edição do evento, reforçando a importância do varejo online redobrar a atenção com a sua infraestrutura tecnológica para a Black Friday.

A partir dos principais resultados que destacamos da Black Friday 2023, podemos perceber que o evento vem apresentando grandes mudanças tanto no comportamento do consumidor quanto nas estratégias e tendências do próprio varejo.

É fundamental acompanhar e se adequar a essas transformações para se preparar para as próximas edições e continuar fazendo da Black Friday um evento lucrativo para o comércio eletrônico.

Se você quer ficar por dentro das principais tendências e novidades do universo do e-commerce e dos pagamentos digitais, inscreva-se na newsletter semanal do Pagar.me!


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, fevereiro, 2024

Como fazer live no Instagram? Passo a passo + 5 dicas

Aprenda o passo a passo de como fazer live no Instagram e confira dicas para fazer uma transmissão que gere vendas para a sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, fevereiro, 2024

Estoque máximo: o que é e como calcular o indicador?

Este conteúdo vai te ensinar como calcular o estoque máximo para mensurar o volume total de produtos que podem ser armazenados no seu negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

19, fevereiro, 2024

Pagamento recusado: motivos para acontecer e como resolver

Ter um pagamento recusado pode ser um grande problema para a conversão de vendas online. Entenda os motivos para essa situação e como lidar com ela!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo