Pagamento via mobile: o que é, como funciona e qual é o panorama no país?

E-commerce

30 de novembro de 2023

Os dispositivos móveis já se tornaram uma importante ferramenta para fazer compras, seja no mundo físico ou digital. É nesse contexto que o pagamento via mobile tem se consolidado como uma tendência relevante do mercado.

Segundo o Panorama Mobile Time e Opinion Box 2023, 26% dos brasileiros utilizam o smartphone para fazer a maioria dos seus pagamentos em lojas físicas — seja por aproximação, QR Code ou Pix.

Além disso, 10% chegam até mesmo a deixar a carteira em casa, porque só pagam suas compras pelo aparelho.

Diante desses dados, é inegável como os pagamentos mobile estão conquistando a preferência dos consumidores. Se você quer se aprofundar nessa tendência, leia este artigo até o final e aproveite!

O que é pagamento mobile?

O pagamento mobile, ou pagamento móvel, é uma modalidade de realizar pagamentos por meio de dispositivos móveis.

Para isso, o consumidor somente precisa ter em mãos um aparelho como um smartphone, tablet ou smartwatch. Sendo assim, não é necessário apresentar um cartão físico ou dinheiro em espécie para realizar o pagamento.

Já os estabelecimentos precisam contar com uma tecnologia que aceite esse tipo de pagamento, que pode ser realizado por Pix, QR Code ou aproximação, por exemplo.

Panorama dos pagamentos via mobile no Brasil

No cenário de popularização dos dispositivos móveis, principalmente os smartphones, no dia a dia dos consumidores, os pagamentos mobile têm se tornado uma grande tendência no varejo físico e online brasileiro.

De acordo com a 4ª edição do Panorama dos Meios de Pagamento, da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), 43% das lojas físicas já oferecem a opção de pagamento móvel via algum tipo de aplicativo.

O estudo também aponta para a crescente adesão dos clientes à modalidade. Nos últimos cinco anos, o uso dos pagamentos via mobile aumentou de 4% para 37% dos consumidores.

No e-commerce, os números são mais baixos: 9% utilizam essa forma de pagamento para compras via celular e 6%, por desktop. No entanto, 17% afirmam que gostariam de utilizar a tecnologia, indicando a curiosidade dos usuários pelos pagamentos mobile.

Como funcionam as modalidades de pagamento via mobile?

Existem diferentes tecnologias e soluções que podem ser utilizadas para a realização de pagamentos móveis. Nos tópicos abaixo, vamos explicar como funcionam as mais utilizadas no país!

Carteiras digitais

As carteiras digitais, ou e-wallets, são plataformas que permitem que os consumidores armazenem em um único lugar dados de diferentes formas de pagamento, como cartões de crédito e saldo em dinheiro, com segurança e praticidade.

É possível habilitar as carteiras digitais em dispositivos móveis, como smartphones e smartwatches, para realizar pagamentos em lojas físicas e virtuais, por aproximação ou leitura de QR Code — vamos nos aprofundar nessas tecnologias mais adiante.

Atualmente, algumas das carteiras mais utilizadas no mercado são Apple Pay e Google Pay, por exemplo.

Pix

O lançamento do Pix foi um grande propulsor dos pagamentos via mobile, possibilitando a transferência de valores de forma instantânea e gratuita para pessoas físicas, a qualquer dia e horário.

Para se ter uma ideia, de acordo com o Panorama de Meios de Pagamento, 93% dos estabelecimentos físicos e 85% dos e-commerces já aceitam essa forma de pagamento.

Além de ter vantagens para os empreendedores, como compensação imediata e taxas mais baixas, o Pix oferece praticidade para os clientes, que precisam apenas escanear o QR Code, digitar uma chave ou copiar o código alfanumérico para pagar no app da sua instituição financeira.

QR Code

O QR Code é muito utilizado para pagamentos móveis, seja por Pix ou carteiras digitais. Basta o consumidor fazer a leitura do código, por meio da câmera do smartphone, no app do seu banco ou e-wallet para concluir a transação.

Em alguns casos, o QR Code é fixado no caixa do estabelecimento. No entanto, a opção mais recomendada é que ele seja gerado a cada compra na maquininha de cartão, para garantir mais segurança à transação e facilitar a conciliação.

No e-commerce, o ideal é contar com uma solução de pagamento que também gere códigos dinâmicos.

Aproximação por NFC

O pagamento por aproximação, ou contactless (sem contato, em português), está se tornando cada vez mais comum entre os consumidores.

Ele funciona por meio da tecnologia NFC (Near Field Communication, ou seja, Comunicação por Campo de Proximidade). A partir de radiofrequência, ela permite a troca de dados sem fio entre dispositivos que estão fisicamente próximos entre si.

Na prática, para realizar essa modalidade de pagamento mobile, é preciso ter um dispositivo móvel, como um smartphone ou um smartwatch, com a tecnologia NFC.

Então, é só cadastrar as formas de pagamento desejadas na carteira digital do aparelho e fazer a compra aproximando-o da maquininha de cartão.

Esperamos que você tenha entendido como funcionam os pagamentos via mobile e a sua relevância para o varejo brasileiro. Para ficar por dentro de mais tendências do mundo do empreendedorismo digital, inscreva-se na nossa newsletter abaixo!


Inscreva-se na newsletter do Pagar.me!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

22, fevereiro, 2024

Como fazer live no Instagram? Passo a passo + 5 dicas

Aprenda o passo a passo de como fazer live no Instagram e confira dicas para fazer uma transmissão que gere vendas para a sua loja!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

20, fevereiro, 2024

Estoque máximo: o que é e como calcular o indicador?

Este conteúdo vai te ensinar como calcular o estoque máximo para mensurar o volume total de produtos que podem ser armazenados no seu negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

19, fevereiro, 2024

Pagamento recusado: motivos para acontecer e como resolver

Ter um pagamento recusado pode ser um grande problema para a conversão de vendas online. Entenda os motivos para essa situação e como lidar com ela!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo