Hoje, 15 de março, é celebrado o Dia do Consumidor. Desde a sua primeira comemoração, em 1983, essa data tem ganhado força no mercado e está virando um grande dia para o comércio, com diversos descontos aos clientes e incentivos à compra de produtos.

Esse dia foi escolhido por causa do discurso do ex presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, em 15 de março de 1962. Na situação, ele reforçou que os consumidores precisavam ser protegidos e possuíam direitos que deveriam ser ouvidos, o que serviu de inspiração para criarem a defesa dos direitos dos consumidores.

No Brasil, em 1990, foi criado o Código de Defesa do Consumidor, que entrou em vigor apenas em março de 1991, sendo mais um motivo para celebrar a data. Outro órgão criado para a proteção dos consumidores foi o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), que avalia denúncias e reclamações de clientes que por algum motivo sentiram-se lesados.

A partir de então, cada vez mais vem crescendo o número de vendas no Dia do Consumidor, que já se tornou a data com mais relevância para o varejo no primeiro trimestre. E no ambiente digital não é diferente.

Veja as estimativas de venda para o Dia do Consumidor e para o comércio eletrônico em 2018.

Previsões de venda para o Dia do Consumidor

De acordo com pesquisa do consumidor realizada pelo Google, 30% dos entrevistados conhecem ou já ouviram falar no Dia do Consumidor, e 81% pretendem comprar na data. As buscas no Google pela dia ainda sugerem que as pessoas estão ficando mais informadas e buscando promoções cada vez mais cedo.

A pesquisa também mostra que os clientes procuram por descontos tanto em lojas físicas quanto online. As lojas físicas ainda lideram, com 38% de intenção de compra, mas as lojas virtuais estão logo atrás, com 31%. Além disso, 31% responderam que desejam comprar em ambas.

Em relação à intenção de compra no Dia do Consumidor por categorias, Smartphones lidera a pesquisa, com 24% dos votos, seguido por Roupas e Calçados, com 16%, e TVs, com 12%. Os números mostram que quanto maior o valor do produto, mais os consumidores estão dispostos a esperar o dia para encontrarem descontos.

Além disso, 50% das pessoas responderam que gostariam de ter promoções de Alimentos e Bebidas no Dia do Consumidor, e desses, 55% responderam que descontos nesse setor aumentariam muito a chance de fazerem compras desses produtos.

Ou seja, essa pesquisa mostra que a data é uma boa oportunidade para criar campanhas, oferecer promoções, cupons de desconto e incentivos para garantir a compra e satisfação dos consumidores, aumentando ainda mais as vendas.

Faturamento do e-commerce deve crescer 12% em 2018

No relatório Webshoppers 2018, realizado pela Ebit, Keine Monteiro, Gerente de Inteligência de Mercado da Ebit, afirma que o ano de 2017 foi muito bom para o e-commerce e apresentou resultados graças ao crescimento da quantidade de compradores e de novos modelos de venda online.

“O e-commerce continua apresentando um cenário positivo, principalmente por conta da consolidação do modelo de marketplace no país, do aumento no número de consumidores virtuais e do consumo via mobile”, afirma Keine.

Para 2018, as expectativas do crescimento do e-commerce continuam fortes e, segundo relatório da Ebit, estima-se um aumento de 12% no faturamento do comércio online, um total de R$53,5 bilhões.

Além disso, tanto o valor do tíquete médio quanto do número de pedidos também devem aumentar. O tíquete médio deve ficar em torno de R$446, um aumento de 3,8% em relação à 2017, e o volume de pedidos deve atingir 119,7 milhões, crescimento de 7,7%.

Quer saber mais notícias sobre o mercado? Acompanhe nossos artigos!

Receba dicas de especialistas para melhorar seu negócio online.

Confira dicas, reportagens e conteúdos especiais de especialistas em E-commerce e Marketing Digital. Digite seu email abaixo:


You have Successfully Subscribed!